meninas de 9 e 10 anos são assassinadas no JARDIM BETÂNIA em SOROCABA

Quarto de Mayara, de 10 anos, local onde o crime aconteceu Quarto de Mayara, de 10 anos, local onde o crime aconteceu

Duas amigas que não se desgrudavam nunca, queridas por todos e cada uma xodó de suas famílias. Assim eram Nicole da Silva Nogueira, 9 anos, e Mayara Natalie da Silva, 10, assassinadas a facadas nesta segunda-feira (11) pela manhã no Jardim Betânia, zona norte de Sorocaba.

O pai da vítima mais nova, o aposentado Sebastião Gomes de Oliveira, 64, foi quem entrou na casa da mãe de Mayara e viu a cena de horror. “Vi a minha menina e a amiguinha dela mortas no chão, com uma poça de sangue ao lado. Alguém pulou o portão e fez essa barbaridade”, disse o aposentado, emocionado, sem acreditar no que viu.

O assassinato comoveu os moradores do bairro, que foram ao  local do crime. Os parentes, revoltados com o duplo homicídio, contaram ao BOM DIA que as meninas não tinham inimigos na escola ou ali na região. As amigas estavam sozinhas em casa, brincando no quarto, no momento do assassinato.

Nercy Cochera da Silva, mãe de Mayara, saiu às 6h para trabalhar e deixou as meninas na residência da rua Serafim de Souza. Segundo Diego da Silva, 17, prima de Mayara, a criança era falante, brincalhona e alegre, além de aplicada. “Todo mundo adorava ela, era sorridente, inteligente. Tinha boas notas e adorava brincar com bonecas”, conta o garoto.

Jennifer Lara, 14, outra prima da vítima, chorava pela menina. “Ela era muito querida. Um exemplo. Era falante, muito carinhosa”, diz,  incrédula.

Professoras de Nicole contaram que a menina era uma das mais idolatradas na escola onde estudava. Sonhadora, criativa, preparava suas roupas de caipira para participar da festa julina do bairro Jardim Betânia.

A infância das amigas inseparáveis pode ter sido interrompida por um psicopata viciado em cocaína, segundo o delegado Acácio Leite. Essa hipótese é encarada com revolta pelos familiares.

Diva Thmistocles, tia de Nicole, exige justiça. “Minha sobrinha tinha ídolos, sonhos e aspirações. Adorava a Barbie. Tinha talento, boa índole. Moreninha, era uma sorocabana admirável.”

Enterro das crianças será nesta terça-feira (12) à tarde

As amigas Nicole e Mayara  estão sendo veladas na Ossel – rua Mascarenhas Camelo, 235. O enterro de Nicole será às 13h, no Memorial Park. A amiga Mayara será sepultada às 15h30, no Cemitério Saudade.

197
é número de Disque-Denúncia da DIG

Homem de 52 matou menina de 8 em 2006
Geraldo Cardoso de Paula, 52,  foi condenado a 29 anos de prisão por homicídio, atentado violento ao pudor e ocultação de cadáver de Kathleen dos Santos, 8.

‘Vi uma cena horripilante’
Pai de Nicole e a polícia suspeitam que assassino das crianças agiu por ira contra as duas meninas

Policiais da DIG (Delegacia de Investigações Gerais) chocados. Esta cena evidencia a barbárie do homicídio das meninas Nicole e Mayara. Sebastião Gomes de Oliveira, 64, pai de Nicole, foi chamado às pressas por uma filha. Logo veio a notícia de que as crianças estavam mortas. O aposentado correu até a casa da família de Mayara. O local do crime, o quarto da menina, foi definido por ele como “cena de horror”. “O colchão estava cheio de sangue. Não entendo como alguém pode fazer essa barbárie”, diz. Na noite deste domingo (10), as vítimas avisaram a Sebastião que dormiriam na casa de Mayara. Na manhã desta segunda-feira (11), por volta das 7h, o assassino entrou na casa e matou as duas amigas com facadas. Para se ter uma ideia da crueldade do criminoso, até o perito da polícia científica ficou abalado. “É o tipo de crime que choca qualquer pai de família. Trabalho nisto há nove anos e nunca vi um caso tão violento como esse”, conta Elias.

O experiente delegado Acácio Leite, há mais de 20 anos na polícia, estranha alguns pontos cruciais do homicídio. Dois intrigam os investigadores: a ausência de movimento de defesa das crianças e o portão da residência, que estava aberto. “O autor do crime pegou a faca na cozinha da casa. Aproveitou a ausência da mãe de uma das vítimas, que saíra minutos antes, para atacar as meninas. Foi um crime de oportunidade”, avalia o policial. “Nenhuma das duas têm ferimento de defesa.”

O delegado pede a colaboração da comunidade da zona norte de Sorocaba para localizar possíveis suspeitos. “O assassino chegou em casa correndo hoje. Trocou de roupa e fugiu. Esperamos denúncias da comunidade”, alerta.

Outro detalhe que evidencia a ira do agressor: nada foi roubado da residência. Havia dinheiro na mesa da cozinha. Os peritos analisarão o material dos preservativos e do papel higiênico encontrados em um terreno baldio, deixados com a faca do crime, para definir se houve ou não abuso sexual contra as vítimas. “Os locais das imediações são usados para encontros sexuais”, diz o delegado da DIG.

Nicole e Mayara foram mortas pelas costas. É provável que tenham sido amedrontadas antes do crime. Mayara foi encontrada com urina, além de sangue. “Em toda minha carreira, nunca vi um crime tão cruel envolvendo criança”, diz Acácio. (provavelmente o desclassificado conhecia a rotina da familia e se aproveitou desta hora, tb não pode descartar ser um conhecido.

agora cabe a policia esclareçer e pegar o VERDADEIRO culpado.)

About these ads

One thought on “meninas de 9 e 10 anos são assassinadas no JARDIM BETÂNIA em SOROCABA

  1. Foi muito triste o caso das meninas , tomara que isso nao se repita ,e que o culpado seja mais do que punido ,porque um animal é muito melhor do que esse assassino ,espero que nosso Brasil faça justiça que ele merece.
    E que Deus conforte o coração desses pais
    Abraço a todos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s