funcionária que limpou teclado numa sala de inalação em SOROCABA, a noticia saiu no jornal

Na entrada da unidade de saúde do Jardim Simus, a comerciante Leonilda Santos mostra o celular usado para registrar  o ato irregular: denúncia no ato Na entrada da unidade de saúde do Jardim Simus, a comerciante Leonilda Santos mostra o celular usado para registrar o ato irregular: denúncia no ato

A comerciante Leonilda Ferreira Santos, 39 anos, está indignada com o que presenciou  na unidade básica de saúde do Jardim Simus. Na sexta-feira , enquanto ela aguardava por atendimento, uma funcionária entrou na sala de inalação, pegou a mangueira de oxigênio e a usou para limpar a sujeira de um teclado de computador, espalhando pó no ambiente. Indignada Leonilda filmou o ocorrido com seu celular, formalizou denúncia fez com que o vídeo chegasse à internet.

“Achei aquilo um absurdo. Eu estava sozinha lá, lendo um livro enquanto esperava. A moça entrou, ligou o aparelho e começou a limpar o teclado”, descreve a comerciante. “Começou a voar poeira para todos os lados”, completa. 

Inconformada com a situação – que ela considera um risco à saúde, já que a sala teria ficado repleta de poeira e fiapos – Leonilda formalizou o flagrante com a filmagem. A filmagem foi feita sem qualquer disfarce e a funcionária não parecia se incomodar. “Fique falando que aquilo estava errado e ela nem deu bola. Avisei que levaria aquilo à Secretaria de Saúde para que tomassem alguma providência”, relata.

Durante o filme, que nesta segunda-feira (3) acumulava mais de 100 visualizações no site Youtube e pode ser visto pelo portal do BOM DIA, a servidora fica impassível, enquanto continua com a limpeza. Leonilda ainda foi surpreendida pelo retorno da funcionária, que trouxe um segundo teclado e deu início ao mesmo processo de limpeza.

Fiquei sem palavras pelo descaso. Como pode acontecer isso  dentro de uma unidade de saúde que precisa ficar limpa o tempo todo? Uma unidade que recebe pessoas que estão justamente com problemas de respiração”, afirma indignada. Diante do questionamentos de Leonilda,  que novamente começou a gravar a ação, a funcionária  ri e tenta amenizar a situação  alegando que “estava em seu ambiente de trabalho”.

No mesmo dia a comerciante dirigiu-se à Secretaria de Saúde para denunciar a situação. Ela já encaminhou  o vídeo e espera providências. “Caso o contrário, toda vez que a alguém for fazer inalação terá que passar o dedo nos equipamentos e ver se não tem pó nos equipamentos”, diz.   

Prefeitura esclarece / A Secretaria da Saúde informa que o procedimento não é permitido. A Divisão de Atenção Básica (DAB) entrou em contato com a coordenadora da UBS do Jardim Simus para reforçar as orientações sobre o uso correto dos equipamentos e para que sejam tomadas as providências cabíveis na unidade. A funcionária teria recebido uma advertência.

Ambiente deve ser limpo para evitar doenças

O ato da funcionária dentro da unidade de saúde pode não matar ninguém, mas a conduta é questionável. Espalhar pó e sujeira no ambiente onde pacientes fazem inalação pode desencadear reações alérgicas e potencializar a transmissão de doenças infecto-contagiosas , explica o pediatra e infectologista Carlos Alberto Lazar.

A poeira, carregada de ácaros – o principal microorganismo causador de alergia – tem seus efeitos potencializados em um perfil especial de pacientes. “As pessoas mais sensíveis vão sofrer mais. Se no ambiente houver alguém com alergia, a situação pode desencadear uma crise”, explica, destacando que idosos e crianças são mais suscetíveis. Uma sala de inalação, explica, precisa ser mantida limpa, incluindo-se aí a assepsia dos bocais dos inaladores, evitando a transmissão cruzada de algum tipo de doença.

Tecnologia  agora é arma do cidadão
Em qualquer lugar, o  uso  de equipamentos como celulares é cada vez mais comum para o registro de denúncias, crimes e irregularidades

Com aparelhos celulares cada vez mais sofisticados e recheados de opções de serviço, o cidadão acabou ganhando uma ferramenta importante para transformar-se em fiscal, denunciando crimes e irregularidades. O benefício é claro, embora  nem sempre os recursos tecnológicos à disposição sejam usados com tanta discernimento.

“É algo que está aí, existe, e as pessoas precisam se acostumar”, diz o presidente da Comissão de Direito Eletrônico e Novas Tecnologias da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), de Sorocaba, José Carlos Francisco Filho. 

A princípio, o registro e a divulgação de imagens de alguém necessitam de autorização. Mas em c asos como o flagrado por Leonilda, explica o especialista, o benefício público da denúncia é maior do que a gravação irregular, uma configuração que não pode ser desprezada caso haja uma discussão judicial.

Francisco Filho lembra ainda que os recursos da internet, com a criação de redes sociais e sites de busca, acabam oferecendo uma infinidade de possibilidades que podem ser usadas pelo  cidadão.

Segundo ele, filmar uma irregularidade não constitui um crime, sobretudo se o material for encaminhado ao órgão competente com o pedido de apuração, como fez a comerciante.

“Todo cidadão tem o poder de polícia, até mesmo de prender alguém em flagrante delito. Em uma situação irregular, nada impede que haja uma filmagem e a posterior denúncia”, completa o advogado.

A gravação em áudio ou vídeo do flagrante de um crime ou irregularidade, por exemplo, tem relevância  quando é feito com  autorização judicial.  Por outro lado, explica o especialista, o registro sempre é considerado, sobretudo na fase de investigação policial. (eu recebi o video de email no sabado (01/10) passada de um conhecido meu, inclusive foi ele que fez as legendas no video que vcs podem conferir abaixo, pra quem ainda não viu.) 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s