NOTICIAS DO DIA

 
Criado com o objetivo de coibir a violência e o tráfico de drogas em escolas municipais e estaduais de Sorocaba, o programa Um Guarda Municipal em Cada Escola opera hoje com metade dos homens e atende apenas dois terços das unidades de ensino de quando começou a funcionar em 1997.

Inicialmente, 167 GMs atendiam 112 escolas. Atualmente, são 89 guardas para 86 unidades. O projeto começou com dois GMs em cada escola. Entre as funções dos guardas estava também a de auxiliar na travessia de alunos nos horários de entrada e saída.

Conforme informações da Secom (Secretaria de Comunicação), a partir de agosto de 2006, a presença constante dos GMs foi substituída por rondas. A medida teria sido aprovada pelos diretores Ainda conforme a Secom, os diretores teriam avaliado a mudança de forma positiva. Nas escolas onde há ocorrências de maior gravidade, os GMs foram mantidos em período integral.

Pais reclamam
A ausência dos GMs na EE Ana Cecília Martins, no Wanel Ville, preocupa a corretora de imóveis Suse Carvalho.“Escola não tem policiamento, por isso calçada é ponto de droga”, afirma.

A sensação de insegurança não é diferente para os pais de alunos dna EE Altamir Gonçalves, no Jd. Magnólia. O enfermeiro Antônio Correia, que leva o enteado João Paulo, 14 anos, observa que alguns rapazes ficam na porta da escola pedindo cigarro. “Não tem nenhum guarda para coibir.”

Na EE Genésio Machado, na Vila Santana, as brigas aumentaram no horário de saída. Maria Helena da Rocha Campos, mãe de Gustavo, 12 anos, afirma que o problema teve início neste ano. “Até o final do ano passado, o guarda ficava monitorando a saída dos alunos”, explica.

Veja o que mudou

* Início
O programa Um Guarda Municipal em Cada Escola foi criado em 1997

* Proposta
A proposta inicial do programa, de ter dois guardas municipais em cada escola, era coibir a violência e o tráfico de drogas nesses locais.

A intenção também incluía o apoio na travessia dos alunos

* Número de guardas
No início havia 167 guardas municipais, hoje o programa conta com 89 GMs

* Turnos
Os guardas municipais eram divididos em dois turnos, das 7h às 16h e das 15h às 23h, cobrindo, dessa forma, as escolas municipais e estaduais em período integral

* Escolas atendidas
O programa não atende escolas particulares. No total, 112 escolas estaduais e municipais eram cobertas pela iniciativa; atualmente, somente 86 estabelecimentos são atendidas pelo programa

Fonte: Secom

Cortes reduzem gastos em 25%
Em 1997, quando o programa foi adotado os gastos com a manutenção de dois guardas municipais em cada escola eram de R$ 1.262.930,86. Hoje, os gastos são 25% menores, exatos R$ 940.365,99.

Conforme a Secom, esse valor inclui os salários pagos aos profissionais, gastos com equipamentos, viaturas, combustíveis e uniformes, entre outras despesas.(O RATINHO ja falou,eu ja falei e volto a repetir,não adianta espera que a polici vá em todas as escólas,a gm,assim como a pm,não tem condicões de manter pelo menos um homem em cada escóla,portanto é presciso que os pais se organizem,e eles mesmos é que terão de ir as escólas e fazer um patrulhamento eles mesmos,pois na hóra de fazer filhos é bom né?)

O ex-governador do Mato Grosso do Sul José Orcírio dos Santos, o Zeca do PT, conquistou o direito a uma pensão vitalícia e mensal de R$ 22,1 mil.

O político receberá o benefício até o fim do julgamento do processo sobre a ação direta de inconstitucionalidade movida pela OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) contra a lei que criou a pensão vitalícia para ex-governadores.(VERGONHO isso é muita cara de pau mesmo,22 mil que vai sair do lombo do povo levando tiro na rua.)

NOTICIAS DO MUNDO: http://terratv.terra.com.br/home.aspx?channel=100&play=1&plid=98726  ZOOLÓGICO da TAILANDIA bota filme pórno para um panda ver,para que assil ele se interesse pela parceira para se reproduzir,clique e leia a noticia e veja o video sobre o assunto.(TA ai o BRASIL,poderia fzer negócio e vender um filmes pra TAILANDIA,garanto que nossas atrizes fariam o panda levantar rapidinho.) 

http://noticias.bol.uol.com.br/ciencia/2007/03/26/ult4432u97.jhtm EM NY, familia ficará um ano sem papél higiênico,tv elevador e carro tudopor questão ambiental, vejam 

Fracassou tentativa do ministro da Justiça, Tarso Genro, de evitar a greve de advertência da Polícia Federal: a categoria vai cruzar os braços amanhã, por 24 horas, em todo o País, em defesa de aumento salarial de 30%. O movimento inclui operação padrão em aeroportos, como Congonhas e Cumbica, em São Paulo, agravando o caos no setor aéreo. A categoria ameaça com greve geral se o governo não atender a suas reivindicações.

Será a 2ª greve de advertência em um mês – e vai afetar serviços de investigação, de expedição de passaportes e mandados de prisão, entre outros. Ficarão mantidos só plantões nas carceragens, além de equipes para prisões e ações de emergência e de proteção patrimonial.

Num gesto que demonstra a preocupação do governo com a paralisação da PF, Tarso foi ao encontro da categoria, na sede da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef). Ele conversou com os líderes do movimento, mas, como não autorizou o reajuste imediato, saiu sem um acordo.

“Louvamos o ato democrático do ministro e seu interesse em nos ouvir, mas a greve está de pé até que o governo cumpra o acordo assinado desde o ano passado e pague o reajuste de 30%”, disse o presidente da entidade, Marcos Vinícius Wink. Atualmente, os salários de um delegado variam de R$ 9 mil (inicial) a R$ 16 mil, em fim de carreira. Eles reclamam que procuradores e juízes, com os quais já foram equiparados, começam com R$ 14 mil e podem chegar a 22 mil.

Ao deixar a reunião, Tarso afirmou que o governo respeitará o movimento “desde que ocorra dentro da lei e das regras da democracia” (ISSO legal,então a malandragem ta liberada para aprontar as suas né?)

De dentro dos barracos, moradores espiam pelo vão da porta. A expectativa toma conta de homens, mulheres e crianças. Será que é hoje que o córrego da favela da Funerária, no Parque Novo Mundo, na Zona Norte, irá se transformar em um “rio de sangue”?

Alívio no ar. Por volta das 13h, o povo da favela já sabia que aquele não era o dia de ver o córrego vermelho. Ontem foi a vez da tinta preta, foi o dia do córrego virar uma piscina de nanquim. “Moro aqui há 26 anos, esse córrego muda de cor todo o dia. Já vi ele ficar azul, amarelo, verde e roxo”, contou José Severino da Silva, 65 anos, morador da favela da Funerária.

Esse “fenômeno” acontece desde o fim da década de 50. No início, os moradores se assustavam bastante. Na época, teorias sobre a coloração das águas surgiam a cada conversa entre donas de casa ou papo de boteco. Até “castigo divino” já foi mencionado como responsável pelo eventual “vermelho” do córrego. Hoje, a coisa é bem diferente. Qualquer um na favela da Funerária pode responder com clareza de onde vem aquela tinta. Aliás, a maioria dos moradores também pode levar o interessado até a origem de tantas cores: a Biselli.

Trata-se de uma empresa localizada na Rua do Berimbau (ao lado da favela), que atua como tinturaria têxtil. No local, são pintados fios, fibras e tecidos. As cores que aparecem no córrego são os resíduos de tinta despejados, ali, pela Biselli.

Engana-se quem pensa que a empresa está em desacordo com a Cetesb (Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental). Por incrível que pareça não é proibido jogar corantes na maioria dos rios e córregos da região metropolitana de São Paulo.

Vai ficar com a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, a função de coordenar a integração dos programas sociais voltados para juventude e o Bolsa-Família – uma das principais metas do presidente Luiz Inácio Lula da Silva para o seu segundo mandato. Ao mesmo tempo, o governo vai mudar o censo escolar e o sistema de levantamento de freqüência escolar para tentar garantir a obtenção de dados de 100% das crianças vinculadas ao Bolsa-Família. Hoje o Ministério da Educação só consegue dados de 70% dessas crianças.

Em uma reunião ontem dos ministros ligados à área social e o presidente, no Palácio do Planalto, foi apresentado o diagnóstico feito pela Secretaria Nacional da Juventude. Ficou definido que a integração dos programas sociais vai ter seis eixos: educação, saúde, juventude, redução das desigualdades, cidadania e cultura. Nos próximos dias, os secretários-executivos de todas as pastas envolvidas – cerca de 15 – vão se reunir com a Casa Civil para começar os primeiros passos do processo. Os ministérios terão um mês para apresentar propostas, com exceção da Educação.

O diagnóstico apresentado pela Secretaria de Juventude mostra que o governo tem hoje cerca de 20 programas voltados para jovens entre 16 e 24 anos e investe, apenas em recursos do Orçamento, cerca de R$ 1 bilhão. Há ações para todos os tipos de jovens – incluindo capacitação profissional, bolsas universitárias e para terminar o ensino básico -, mas , como na maior parte dos programas sociais do governo, elas ainda não conversam entre si.

Apesar de a discussão dos programas da juventude ter tomado praticamente toda a reunião do Conselho de Política Social, que durou mais de três horas, os ministros também debateram as mudanças no Bolsa-Família. Duas alterações já estão certas: a inclusão dos jovens de 16 a 18 anos incompletos e o reajuste do valor do benefício, congelado desde a criação do programa, em outubro de 2003. No entanto, ainda não foi fechada a fórmula que será adotada para as duas alterações.

O reajuste do Bolsa-Família poderá ficar entre 15 e 17%, se for adotado o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), ou entre 5% e 6%, se for levado em conta apenas o INPC dos alimentos. Em relação à inclusão dos jovens, a decisão já foi tomada. No entanto, ainda há debates. Uma das dúvidas é se o jovem poderá ser incluído além do limite de três filhos por família – hoje, a família só pode ter no máximo três filhos no programa, recebendo até no máximo R$ 45 por eles, se estiverem freqüentando a escola.

SUSPENSÕES

Já a mudança no censo é para garantir controle sobre a freqüência escolar das crianças incluídas no Bolsa-Família. O programa exige que os filhos de famílias atendidas freqüentem pelo menos 85% das aulas.

A mudança do sistema de controle de freqüência tem duas etapas. A primeira foi a informatização de todas as escolas e Secretarias Municipais de Educação, no fim do passado, com a compra e distribuição de 14 mil computadores. “Fica difícil cobrar uma maior efetividade no envio dos dados quando as escolas não têm o equipamento necessário”, explicou o ministro da Educação, Fernando Haddad. Com o novo sistema, as escolas farão o primeiro censo escolar informatizado do País.

O governo poderá suspender o pagamento de quase 30 mil benefícios do Bolsa-Família. Este mês ainda serão bloqueados outros 138.521 pagamentos. Todas as medidas foram tomadas porque as famílias não cumpriram a obrigação de fazer com que os filhos freqüentem pelo menos 85% das aulas.

NÚMEROS

R$ 1 bilhão
é o total de recursos do Orçamento investido hoje pelo
governo federal em cerca de 20 programas
voltados para jovens entre 16 e 24 anos

15% a 17%
é de quanto pode ser o reajuste do Bolsa-Família, se for
adotado o INPC

5% ou 6%
também pode ser o porcentual de aumento, se for levado
em conta apenas o INPC dos alimentos

70%
é o porcentual de crianças do Bolsa-Família sobre as quais o governo recebe dados escolares (AH,vai tentar controlar a baderna,enquanto isso os espértinhos para receber uma graninha na malandragem vão procriando cada vez mais)

A polícia paraense começou a investigar a existência de um matador em série de adolescentes que estaria usando o Orkut – site de relacionamentos – para atrair as vítimas, violentá-las e assassiná-las. Posteriormente, os corpos seriam jogados nas matas da Ceasa, nos arredores de Belém. A morte do garoto R. V. S., de 14 anos, na quinta-feira, aumentou a suspeita da polícia. Em janeiro, A. A. N. M., também de 14 anos, foi assassinado praticamente no mesmo local e da mesma forma como R. V. S.

O detalhe que mais chama a atenção é que as duas vítimas freqüentavam a mesma escola e uma loja de acesso à internet no bairro do Guamá, onde residiam. Um terceiro adolescente da mesma região está desaparecido há dez dias. O Tribunal de Justiça exigiu o cumprimento de uma portaria de 2004 que disciplina o funcionamento de casas de jogos eletrônicos e lan houses na capital.

A Pastoral da Criança, ligada à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), promete acompanhar a investigação policial. A Igreja Católica também cobrou urgência na captura do assassino.

O padre Alberto Maia de Lima disse que formará uma comissão paroquial para o caso. “A situação está se agravando. Os dois jovens mortos e o desaparecido eram amigos e tinham os mesmos interesses por computador e pela internet”, observou Lima.

INVESTIGAÇÃO

“Nós estamos juntando as coincidências e peças desse caso para formar uma linha de investigação”, justificou o delegado metropolitano, Paulo Tamer. Ele pretende fechar o cerco sobre o criminoso e prendê-lo antes que faça mais vítimas.

Este mês, pelo menos outros dois casos envolvendo o Orkut tiveram repercussão nacional. No dia 5, o estudante de Educação Física Thiago Roberto de Arruda, de 19 anos, teria sido induzido a cometer suicídio por membros de uma comunidade virtual chamada No Escuro Ponta Grossa, do Paraná. No dia 14, a Justiça mandou bloquear o acesso ao site para a população de Canhotinho, município pobre a 223 quilômetros do Recife (PE). Motivo: adolescentes locais foram difamadas em um site.

A ONG de direitos humanos Safernet divulgou no começo deste ano que 94% das 356 mil denúncias que receberam sobre crimes na internet em 2006 estavam ligadas ao Orkut. (NEGÓCIO é ficar de olho nos filhos no orkut,maniacos como esta ai estãoa espreita por ai,vcs viram o caso da mulhér que fez pacto de mórte com um cara,mas na hora h só a tonta se matou,portanto olho vivo,mas é nos filhos e filhas não é só vigiar um e deixar o outro a vontade.

A legislação ambiental do Estado divide os chamados “corpos d’água” (rios, córregos, represas etc.) em quatro classes. Os corpos d’água definidos como classe 1 ou 2 são aqueles em que a água pode ser usada para abastecimento e irrigação, como a Represa Billings, por exemplo. Nesses casos, a legislação proíbe a emissão de qualquer corante.

Já nos casos dos córregos da Cidade e dos rios Pinheiros e Tietê, que são catalogados como classe 4, não existe nada específico contra o despejo de corantes. “Para esses rios, a legislação só proíbe o despejo de ferro, sulfeto, sulfato e outros produtos tóxicos. Não existe nada em relação a tinta”, disse o gerente ambiental da Cetesb Mauro Kazuo Sato.

Aliás, o gerente da Biselli, Gian Franco, faz questão de mostrar a estação de tratamento de água que existe dentro da empresa. “Trabalhamos de acordo com a Cetesb. A água jogada no córrego está livre de produtos tóxicos e impurezas. A tinta não representa risco”.

Para o educador ambiental do S.O.S Mata Atlântica, Gustavo Veronesi, a legislação é absurda e aposta no “já que está ruim pode ficar pior”. Veronesi lembrou que os corantes também possuem química e por isso poluem e acabam com as chances de o córrego se recuperar. “No final das contas, a química dessa tinta vai parar no Tietê. Essa não é uma legislação inteligente”, diz.(SÓ  acor da situcão do póbre não muda de cor ta sempre preta,mas tb quem mandou morar ali né? e ainda ficam se multiplicando)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s