NOTICIAS DO DIA

Um total de 500 municípios dos 525 que oferecem Ensino Fundamental na rede estadual de 5ª a 8ª séries no Estado de São Paulo tem nota abaixo de 5. Esse dado faz parte do levantamento do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), que será divulgado hoje pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), do Ministério da Educação (MEC).

O Ideb leva em consideração dois fatores que interferem na qualidade do ensino: o rendimento escolar, por meio das taxas de aprovação, reprovação e abandono, e as médias de desempenho dos alunos nas avaliações nacionais – Saeb e Prova Brasil.

O Ideb será o indicador que o MEC usará para a verificar o cumprimento das metas fixadas no ‘Compromisso Todos pela Educação’, um dos itens do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE).

Todos os municípios brasileiros receberam notas de 0 a 10 e as redes municipais e estaduais foram separadas e avaliadas, cada uma, de 1ª a 4ª e de 5ª a 8ª.

O baixo desempenho dos alunos de 5ª a 8ª séries também foi constatado na rede municipal paulista: das 158 cidades que oferecem ensino municipal nessa faixa, 152 receberam média abaixo de 5.

Ao avaliar os alunos da rede estadual do Estado de São Paulo de 1ª a 4ª, o Ideb constatou que 154 dos 236 municípios que oferecem esse tipo de ensino estão com nota vermelha. E na rede municipal são 345 de 481.

Para Carlos Ramiro, presidente da Apeoesp, os números não são uma surpresa. ‘Pela infra-estrutura e condições de trabalho o resultado não podia ser outro. Uma das ações para mudar isso de imediato seria a criação do Sistema Único de Ensino, estadual e municipal, o aumento da carga horária, porque o aluno hoje fica pouco tempo na escola, e a participação da sociedade no contexto escolar’, acredita.

O Ideb para a rede pública deixa o Estado de São Paulo em segundo lugar, com 4,5, atrás apenas de Minas Gerais (4,6), quando levado em consideração o desempenho dos alunos de 1ª a 4ª. Já de 5ª a 8ª, a média paulista foi 3,8, perdendo apenas para Santa Catarina, que ficou em primeiro lugar com 4,1.

A secretária Estadual de Educação, Maria Lúcia Vasconcelos, não quis comentar os dados. A Assessoria de Imprensa da secretaria afirmou que ela só falará do assunto depois que tiver a pesquisa completa em mãos.

Maria do Pilar Lacerda, presidente da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), diz que o baixo desempenho é uma constatação de que há uma dificuldade de saber o que é escola de qualidade. ‘Além de receber a todos, a escola precisa ensinar a todos. Acredito que estamos no caminho certo, porque sabemos o que precisa melhorar e o que devemos fazer: investir no professor, no salário e na qualificação; na alfabetização e na Educação Infantil.’

Brasil em baixa

A média nacional é baixa e por isso São Paulo sai na frente. Entre os alunos avaliados de 1ª a 4ª série, da rede estadual, a média brasileira ficou em 3,9, e de 5ª a 8ª, 3,3. Já na rede municipal, a média dos municípios brasileiros ficou em 3,4, de 1ª a 4ª e 3,1, de 5ª a 8ª.

Mozart Neves Ramos, diretor-executivo da ONG Todos pela Educação e membro do Conselho Nacional de Educação (CNE) acredita nos resultados do Ideb como alicerce para dobrar o nível de esforço dos governantes. ‘O País se preocupou na década de 90 em colocar todas as crianças na escola, no Ensino Fundamental, mas parece que esqueceu de preparar o conteúdo e os professores para receberem essa demanda. É necessário investir em quem está dentro da sala de aula e cobrar resultados.’

Mozart ressalta ainda que o pouco investimento em Educação continua sendo um problema brasileiro e acredita no PDE para mudar essa realidade. ‘Hoje o Brasil investe US$ 944 dólares em cada aluno da Educação Básica por ano. Enquanto isso, países como a Argentina, o Chile e o México destinam mais que o dobro. (DESTE jeito vamos parar aonde heim?)

O prefeito de Sorocaba, Vitor Lippi (PSDB), vai ampliar o número de celulares usados por seus assessores de primeiro, segundo e terceiro escalões de 75 para 125 aparelhos e vai substituir os atuais adquirindo, em comodato (empréstimo gratuito), novos equipamentos que são de última geração.

De acordo com a licitação aberta para a aquisição dos novos celulares, a ampliação do número de aparelhos provocará um aumento nos gastos com as contas: elas passarão de R$ 216 mil anuais para um total de R$ 339.046,25. Mas esse valor poderá baixar dependendo da utilização a ser feita.

Embora o secretário de Administração, Januário Renna, se defenda dizendo que os aparelhos virão em comodato da empresa vencedora da licitação, a previsão é a aquisição de aparelhos com câmera digital integrada, captura de vídeo, display colorido, viva voz integrado e browser para fazer a navegação pela internet. Esses são os mais caros. O empréstimo é gratuito, mas os aparelhos terão de ser repostos se houver danos.

O BOM DIA questionou porque a prefeitura não preferiu aparelhos de modelos mais simples, já que a função que se espera que os funcionários utilizem dos aparelhos seja a de fazer e receber chamadas. Segundo nota enviada pela Secretaria de Comunicação, a escolha observou o avanço tecnológico e facilidades oferecidos.

Além dos 20 secretários, os aparelhos serão distribuídos para 30 assessores de segundo escalão e os 75 restantes serão utilizados por funcionários de terceiro escalão e também nas interfaces PABX do prédio do Paço.

Termina hoje o prazo dado para regularização de título eleitoral
Termina hoje o prazo para quem não justificou a ausência nas três últimas eleições regularizar a sua situação. Quem não procurar os seis cartórios terá o título eleitoral cancelado.

O TSE (Tribunal Regional Eleitoral considera cada turno uma eleição. Para regularizar, é necessário levar o RG, título de eleitor e comprovante ou justificativa das últimas eleições que votou.

Será cobrada multa no valor de R$ 3,51 por turno que o eleitor deixou de participar. Para saber se o documento será cancelado, é só verificar no site http://www.tse.gov.br e também nos cartórios, que ficam na praça da Maçonaria, no horário das 11h às 17h.(DEVERIAM ter adotado o celular simples mesmo,imagine o gasto só com torpedinhos.)

http://minhanoticia.ig.com.br/materias/428501-429000/428746/428746_1.html  (LADRÃO xarope,é preso em ponto de onibus com frigobar roubado,rsrsr goiaba mesmo.) 


O LADO GAY DAS PROFISSÕES:

vinheta-lado-gay.jpg
• Professor de Capoeira – Um esporte, luta, ginga, dança, samba no pé…ui. Desconfie sempre quando avistar um bando de homens sem camisas louquinhos para entrar na roda.
• Editor de livros – Além de esquisitão, tem problemas com impotência. Não é à toa que vive de brochuras.
• Pescador – Vive olhando para suas, aliás, seus colegas para ver quem tem a vara maior.
• Ourives – A nobre profissão do fazedor de jóias exige que se coloque o tempo todo dedo no anel dos clientes.
• Granjeiro – O sucesso do seu negócio é ver o crescimento do pinto.
• Locutor de Rodeio – É só ver o jegue entrar na arena que entra em delírio com a boca no microfone.
• Acrobata de Circo – Segura no pauzinho para sobreviver. Não vê a hora de entrar gostoso no picadeiro.

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s