ALEMÃO QUEM É QUEM POR LÁ?

 ALEMÃO quem é quem por lá?

 Moradores andam em favela: escolas reabrem, mas não há aulas: enquanto os bandidos apavoravam ninguem dizia nada ou gritavam para o estado intervir,agóra que mataram alguns supóstsos bandidos,as mesmas vózes gritam abuso,setores da imprensa,moradores etc falam em inocentes executados sumariamente,a policia fala que todos deviam,claro que morador póde mentir a mando dos traficantes não esquecamos isso,mas no tiroteio tb um inocente póde ser atingido,ou o traficante tb executa uma pessoa para jogar a culpa na policia vai saber .POI´S é galera quem vai morar em favela tem de se ligar,o trafivcante promete tudo,protecão apoio,fazado etc,mas num confronto com policia ou rivais ai salve-se quem puder, se tem policial abusando se aproveitando do caos para matar a esmo,então que se apure isso,ou vão ter de colocar uma caM~era escondida em cada unifórme sem o policial saber. 


 noticias do dia: 

Apesar de proibido por lei, adolescentes de 13 a 17 anos não encontram dificuldade para comprar bebida alcoólica. É o que mostra pesquisa da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). O estudo acompanhou jovens, com idades entre 13 e 17 anos, em tentativas de comprar bebidas em uma amostra aleatória de estabelecimentos comerciais nas cidades de Paulínia e Diadema, no Estado de São Paulo. Em mais de 80% dos locais, os adolescentes conseguiram comprar algum tipo de bebida alcoólica.

Foram analisados bares, restaurantes, padarias e supermercados, entre outros tipos de estabelecimentos. Nesses locais, os adolescentes foram orientados a não mentir sobre sua idade quando questionados e a dizer que a bebida era para consumo próprio. Mesmo assim, na maioria dos casos não encontraram resistência. Em Paulínia, região de Campinas, 85,2% dos estabelecimento não criaram nenhum obstáculo à venda. Em Diadema, na Grande São Paulo, a porcentagem foi menor: 82,4%.

No Brasil, a venda de bebidas alcoólicas para menores de 18 anos é proibida pelo artigo 243 do Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei 8.069/90) e pela Lei das Contravenções Penais, artigo 63. Para o psiquiatra Ronaldo Laranjeira, coordenador do estudo, a facilidade com que a lei foi ignorada revela o sentimento de impunidade dos comerciantes.“Ninguém que vende álcool para menores de idade acredita que será fiscalizado”, diz.

Apesar de a pesquisa ter sido feita em apenas duas cidades, Laranjeira não acredita que existam diferenças em outros lugares. “A lógica da falta de controle (na venda) e a sensação de impunidade são as mesmas”, afirma. Em todos os casos em que os adolescentes não conseguiram comprar as bebidas, os comerciantes questionaram suas idades. Nas duas cidades, no entanto, houve quem questionasse a idade e mesmo assim fizesse a venda.

A adolescente G.N., 16 anos, afirma que nunca teve problemas para comprar bebida. Há pouco mais de um ano, tomou sua primeira cerveja com os amigos em um bar de São Paulo. Nesse período, nunca teve de mostrar sua identidade em nenhum lugar. “Já fiquei bêbada, mas quando vejo que vou passar mal eu paro”, diz. “Nunca dei ‘PT’ (perda total, gíria para embriaguez).” (ESTA lei seca que proibe é para ingles ver,sem falar nas biroscas de favelas, que nenhum fiscal passa nem na pórta.)

De dentro do presídio de segurança máxima de Presidente Bernardes, no Interior, Eduardo Caetano Alves, o Mineiro, administrava, pelo celular, toda a fabricação, distribuição e venda de entorpecentes do Primeiro Comando da Capital (PCC) no Estado de São Paulo. Durante três meses, o Departamento de Investigações sobre o Crime Organizado (Deic) monitorou as conversas do criminoso com o dono de uma farmácia, que era o fornecedor de substâncias químicas usadas para “refinar” e “batizar” cocaína. Ontem, os policiais detiveram cinco pessoas em São Bernardo do Campo, no ABCD, acusadas de participar do esquema.

Segundo o titular da Delegacia de Roubo a Bancos, subordinada ao Deic, Ruy Ferraz Fontes, atualmente o tráfico de drogas é a principal fonte de receita da facção criminosa. Mineiro é o “torre” (chefe)do PCC, só ficando abaixo da cúpula.

“Vou encaminhar hoje (ontem), o pedido para que a Secretaria de Segurança Pública recomende que Mineiro seja transferido para o Regime Disciplinar Diferenciado (RDD)”, disse Ferraz Fontes. Foram presos o proprietário da farmácia, Eduardo Elias de Meneses, 33 anos; o irmão dele, o farmacêutico Clodoaldo Marcos Elias de Meneses, 34; o funcionário Ademar Felisberto da Silva, 24, e o funcionário Cláudio de Franco, 57. O pai de Eduardo e Marcos, Joseraldo Elias Meneses, 56, foi detido e liberado em seguida.

De acordo com a polícia, o esquema começou há seis meses num campo de futebol de várzea. Pessoas ligadas ao PCC descobriram que Eduardo era proprietário de uma farmácia e fizeram a proposta de comprar as substâncias usadas para refinar (éter e acetona) e “batizar (lidocaína, benzoína e cafeína).

“Ele (Mineiro) ligava da cadeia e falava diretamente com o proprietário da farmácia e perguntava: ‘O que você tem?’ O comerciante respondia ‘hoje tenho lidocaína, éter, acetona…’”, disse Ferraz Fontes.

Uma mulher – que não foi identificada – de confiança da facção criminosa passava na Farmácia São Bernardo, no bairro Ferrazópolis, para pagar em dinheiro e pegar as substâncias químicas. Cada litro de éter custa R$ 24 e era repassado ao PCC por R$ 200. O éter e a acetona são produtos de uso controlado. Na farmácia foram encontrados oito litros de éter.

Tarja preta

Na farmácia também foram encontradas centenas de caixas de remédios controlados (tarja preta). Segundo o delegado, o estabelecimento não tinha autorização para comercializá-los. Além de grande quantidade comprimidos para tratar impotência sexual. “Tinha três frascos do Remicade (distribuído exclusivamente pelo governo para reumatismo), que custa R$ 3,6 mil cada”, disse o delegado. Quando os investigadores chegaram, viram um rapaz que entregava uma carga de medicamento controlado. A Polícia acredita que o éter e os medicamentos eram desviado de hospitais do Rio de Janeiro e São Paulo. (ESTA bandidagem ta fogo heim cade o secretário da baguranca heim?)

Cerca de 200 professores e diretores de escolas públicas de São Paulo realizaram ontem protesto em frente à Secretaria Estadual de Educação, na Praça da República, contra a falta de segurança nas escolas. Os manifestantes também pediram melhores condições de trabalho. O ato, que começou às 14h e durou três horas, aconteceu numa semana em que uma professora teve o dedo decepado por um aluno em São Bernardo e outra foi agredida a socos em Suzano. Há dez dias um aluno de 14 anos colocou fogo no cabelo de uma professora em São José do Rio Preto, no Interior.

Para o presidente da Associação dos Professores do Estado de São Paulo (Apeoesp), Carlos Ramiro, o problema da violência contra o professor tem de ser resolvido com urgência. “É impossível dentro do processo de ensino e aprendizado você ter uma relação dessa”, disse, referindo-se ao episódio da professora de Suzano, que apanhou no corredor da escola.

Durante a manifestação, representantes da categoria foram recebidos por uma comissão da secretaria. Professores entregaram a pauta de reivindicações que incluem melhorias na infra-estrutura das escolas. Isso evitaria, por exemplo, que diretores tenham de cobrar por cópias de provas.

O governo do Estado divulgou ontem balanço sobre agressões contra docentes. Em 2006, 217 professores foram agredidos por alunos – o que corresponde a 0,1% dos 250 mil professores. A secretária de Educação, Maria Lúcia Vasconcelos, disse que os problemas de agressão na rede pública são os mesmos de qualquer outra escola. “Não estou minimizando o problema, mas a sociedade está violenta e acabamos reproduzindo isso.”

Os dados irritaram o presidente da Apeoesp. “O número é bem maior, só que a secretaria faz os cálculos sobre os boletins de ocorrências. E a violência sofrida pelo professor do portão para fora? Não conta?” Ramiro disse que muitos professores, com medo, não denunciam agressões na polícia. Paulo Neves, que é professor de escola pública em São Bernardo, também discordou dos dados divulgados. “É mentira. Só em São Bernardo tivemos 20 professores agredidos desde março. A violência banalizou-se e o governo não está se dando conta da gravidade.”

Os manifestantes também lembraram o caso da diretora da Escola Estadual Maria da Glória Costa e Silva, que foi afastada após ser denunciada por cobrar R$ 1 dos alunos por cópia de prova e voltou ao cargo ontem. “A cobrança não existiria se o Estado fornecesse os recursos”, enfatizou o presidente do Sindicato dos Diretores de Escola do Estado de São Paulo, Luiz Gonzaga. (DESTE jeito a coisa só vai piorando,e tem mais barbáros vindo ai)

Realizada na manhã desta quinta-feira (28/06), no plenário da Câmara Municipal de Camaçari, a 30ª sessão ordinária foi uma das mais polêmicas do primeiro período legislativo. Estavam presentes os vereadores: Luiza Maia, Gil D’Errico, Bispo Jair, Pastora Anita, Pedrinho de Pedrão, Janete Ferreira, João da Galinha, José Matos e Carmem.

A polêmica ocorreu quando a vereadora Janete Ferreira e o vereador José Matos solicitaram uma audiência pública no dia 14/08 para discutir uma saída para o problema dos pontos de prostituição de Camaçari. De acordo com Janete, a ação visa organizar o serviço, uma vez que as casas noturnas são pontos de violência e vem prejudicando a qualidade de vida dos moradores.

Durante seu pronunciamento a vereadora relatou que já havia sugerido ao prefeito a criação de um “putódromo” na cidade; o que causou rebuliço entre os vereadores e o público que assistia à seção. O vereador Pedrinho de Pedrão pediu a palavra, solicitando que a vereadora se desculpasse, uma vez que as mulheres não são “putas” para trabalharem em “putódromo”.

O vereador Gil D’Errico subscreveu o requerimento, corrigindo o vereador José Mattos que se referiu aos pontos de prostituição como centros de lazer noturnos: “O nome é brega mesmo”, disse Gil D”Errico. A realização da audiência pública foi aprovada por unanimidade. (COM ou sem putódromo a coisa vai continuar,relaxa e góza.)

 


ENQUANTO ISSO NO PAIS DA ESCULHAMBACÃO: 





NOTICIAS DO DIA

  29/06/2007 09:56 – publicado por vigilante  [ Alterar ]   [ Excluir ]  

Na Escola Estadual Pedro Augusto Rangel, ninguém comenta o ocorrido 
A professora D.N.S., de 44 anos, está em repouso em casa, sem previsão de voltar a lecionar. No dia 16 deste mês ela foi atingida por um golpe quando dava aula na Escola Estadual Pedro Augusto Rangel, em Votorantim. Com a queda, perdeu quatro dentes. As circunstâncias do fato seguem sob mistério. Enquanto a vítima não tem certeza do que ocorreu, o Sindicato dos Professores alega que o golpe dado por alunos foi acidental.

Apenas ontem a história chegou à imprensa. A Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo) evita comentar o assunto. A advogada do órgão – que se identificou apenas como Cleide – disse que não poderia dar detalhes e afirmou apenas que o golpe teria sido acidental, e não um ato de agressão premeditado.

Como foi
Por telefone, a professora D.N. disse que dava aula para uma turma da 8ª série e, após escrever no quadro negro, se voltou para a turma e recebeu uma pancada. Com o impacto, caiu e quebrou quatro dentes incisivos – dois superiores e dois inferiores – ao bater com o maxilar no chão. Ela afirma ter ficado “atordoada” e não sabe dizer em que circunstâncias o choque ocorreu. “A informação que tenho é de que havia dois alunos brincando ou brigando e que o golpe teria me atingido sem querer”.

Ainda sem os dentes, a professora está fazendo tratamento de canais na rede pública para só então fazer um implante dentário. Ela diz que além de não saber por quanto tempo ficará afastada, desconhece se receberá subsídios do Estado para o tratamento dentário. “O tratamento é bem caro e preciso receber ajuda. Espero também que o caso seja apurado. Se for uma violência planejada, não será um caso isolado na rede pública. Me sinto destruída, em todos os aspectos”.

No final da tarde de ontem, ninguém foi encontrado na Diretoria Regional de Ensino para comentar o caso.(mais um caso dos nóvos barbáros)

Era com a mão direita que a professora Eunice Martins dos Santos, 47 anos, passava a lição no quadro-negro. Isso até a última quarta-feira, quando a ponta do seu dedo indicador foi decepada por um aluno de 9 anos, que sofre de problemas neurológicos.

O intervalo já tinha terminado na Escola Municipal de Ensino Básico Marineida Meneghelli de Lucca, na Vila São Pedro, em São Bernardo do Campo. Eram 16h30 e os alunos estavam em fila para voltar à sala de aula quando o estudante da 4ª série Maicon (nome fictício) saiu correndo entre as crianças e esbarrou na professora Eunice – segundo ela, agressivamente. O menino correu para o banheiro e ela foi atrás. ‘A turma dele já estava em sala de aula. Eu queria levá-lo para a classe e conversar sobre sua atitude’, contou.

A professora tentou entrar, mas Maicon fechou a porta com tanta força que uma parte do dedo dela foi parar no chão. ‘Quando vi o sangue pensei que fosse dele, não estava sentindo dor. Só depois me dei conta de que eu é quem estava machucada’, disse Eunice. ‘Minha mão pingava sangue e ele dava risada.’ A professora foi socorrida imediatamente mas não conseguiu reimplantar o dedo. ‘Ele sempre apronta na escola, quebra tudo, agride todo mundo’, disse Eunice, que também dá aula para a 4ª série numa sala ao lado da de Maicon.

Contada assim, a história impõe ao menino o papel de vilão. Mas quem o conhece percebe que ele é apenas mais uma vítima. Aos 5 anos de idade, Maicon foi encaminhado ao Conselho Tutelar de São Bernardo porque a mãe o agredia. Ele foi apresentado aos conselheiros com marcas no rosto e com um quadro crônico de desnutrição. Desde então é acompanhado por psicólogos e assistentes sociais. Aos 2 anos de idade, os médicos diagnosticaram que Maicon tem problemas neurológicos. Agitado e agressivo, ele toma diariamente medicamentos controlados.

A mãe o abandonou há dois anos para morar com o namorado. Quem cuida dele é a avó aposentada Amália Ferraz, de 67 anos. ‘Fiquei muito triste quando soube do que aconteceu. Ele é um menino diferente dos outros, mas não me incomoda, é obediente.’, disse.

A professora agredida diz que o aluno não deve ser punido, mas pede providências. ‘Ele deveria ficar numa sala própria, não com crianças normais. E nós também não temos capacidade para administrar situações desse tipo.’ Ontem, ela registrou um boletim de ocorrência e disse que vai recorrer à Justiça para que a família do menino pague os medicamentos e até a cirurgia de reconstituição. Dona Amália, que sustenta ela e o neto com dois salários mínimos por mês, já disse que não vai poder ajudar.

O conselheiro tutelar de São Bernardo Sérgio Hora defende que o poder público ofereça ao menino um atendimento especial na escola, sem que ele seja excluído. ‘Não podemos criminalizar o Maicon. Ele é só uma criança que sofre de problemas neurológicos.’

A secretária executiva do Observatório Ibero-Americano de Violências nas Escolas, Miriam Abramovay, afirmou que o caso de Maicon e da professora Eunice, apesar de se configurar como uma agressão ao professor, deve ser avaliado de forma particular por conta dos problemas de relacionamento apresentados pelo menino.

Em nota, a Secretaria de Educação e Cultura de São Bernardo informou que tomará as providências necessárias para preservar a integridade de alunos e professores. (realmente escóla pública não tem capacidade pra lidar com este tipo de situacão,e cade os o pais da crianca heim?
 

Assembléia Legislativa aprovou ontem à noite o Projeto
de Lei 363/2007,do governador José Serra (PSDB)que institui em São Paulo o salário mínimo estadual para os trabalhadores de diversas categorias profissionais. Dividido em três faixas – R$ 410, R$ 450 e R$ 490 – o mínimo estadual deverá beneficiar cerca de um milhão de trabalhadores paulistas.

Pelo projeto de lei aprovado ontem,nenhum trabalhador empregado no Estado de São Paulo poderá receber salário inferior a R$ 410. Com a novidade, São Paulo será o quarto Estado do País a instituir um
Piso regional – Rio de Janeiro,Paraná e Rio Grande do Sul já têm leis semelhantes.

A primeira faixa, de R$ 410, será destinada a domésticas, serventes, trabalhadores agropecuários e florestais,
contínuos, motoboys e ascensoristas, entre outros.

A segunda, de R$ 450, é voltada para operadores de máquinas e implementos agrícolas e florestais, carteiros, tintureiros, barbeiros, cabeleireiros, manicures, vendedores, garçons, telefonistas, tecelões e encanadores, pedreiros, entre outros.

A última, por fim, de R$ 490, vai atingir os trabalhadores de serviços de higiene e saúde,os agentes técnicos em vendas e representantes comerciais,supervisores de compras e vendas e técnicos em eletrônica,entre outros.

“O projeto que aprovamos ampara mais de 1 milhão de trabalhadores que atuam em categorias profissionais menos organizadas e,por isso, têm pouco respaldo nos momentos
de negociar seus salários. São Paulo é o Estado que responde pela maior parcela de geração de riqueza e arrecadação de impostos do País, nada mais justo que tenhamos uma política salarial diferenciada”, afirmou o presidente da Assembléia, o deputado Vaz de Lima.

O texto da lei estabelece que os pisos estaduais não valem para trabalhadores que tenham outros pisos definidos em lei federal, convenção ou acordo coletivo. Dessa forma,
quando houver dissídio para uma determinada categoria é o dissídio que prevalece. Porém, se o acordo produzir um piso menor, o valor terá de ser elevado para atingir o mínimo estadual.

Servidores públicos estaduais e municipais também não serão contemplados pelo mínimo paulista, ou seja, o piso estadual valerá apenas para os trabalhadores da iniciativa privada.
Segundo o governo, os servidores públicos do Estado já
Possuem legislação própria e o piso da categoria é de R$ 510.

A vantagem do mínimo estadual é o fato de seu valor estar acima do salário mínimo de R$ 380. A lei aprovada ontem entra em vigor no primeiro mês seguinte à data de sua publicação, o que deve ocorrer nos próximos dias. (MAS tem os descontinhos né? e os precos das coisas se não corroerem o salário]  

baitolagem no futebol

isso a tv não mostra né? por isso eu digo meu amigo se vc é macho vai transar com sua mina ao invés de gastar as noites de quarta com futeból,se vc não sabe estes são MINEIRO E RÓBINHO,com o DUNGA brincando de submarino,mas ele ta embaixo d agua. 



DEDINHO

 depois do mega sucesso vai tomar no c… aqui na net,e ELIANA cantando a mesma musica,agóra vejam esta do dedinho no programa do JÔ.

O CUSTO DO PROGRESSO

Transparência Brasil
Congresso brasileiro é o que mais pesa no bolso da população, em comparação com Parlamentos de onze países
O Congresso brasileiro é o mais caro por habitante, segundo levantamento da Transparência Brasil sobre os Orçamentos do Legislativo federal em 11 outros países. Apenas o Congresso dos Estados Unidos é mais caro que o brasileiro, mas ainda assim pesa menos no bolso de cada cidadão do país.
A pesquisa da Transparência Brasil comparou o orçamento do Congresso brasileiro com os da Alemanha, Argentina, Canadá, Chile, Espanha, Estados Unidos, França, Grã-Bretanha, Itália, México e Portugal.
Em 2007, o Brasil destinou para a manutenção do mandato de cada um de seus 594 parlamentares federais quase quatro vezes a média do gasto dos parlamentos europeus e do canadense. Pelos padrões europeus de gasto parlamentar, o orçamento do Congresso brasileiro – equivalente a R$ 11.545,04 por minuto – poderia manter o mandato de 2.556 integrantes.
Se for levado em conta o custo absoluto do Congresso brasileiro por habitante (R$ 32,49), ele seria o terceiro mais caro do mundo, atrás do italiano (R$ 64,46) e do francês (R$ 34,00). O Brasil fica mais caro, porém, se for calculado o peso desse custo no bolso de cada habitante por duas medidas importantes para comparar economias nacionais – o salário mínimo e o PIB per capita. No Brasil, gasta-se dez vezes, em relação ao salário mínimo, o que se gasta na Alemanha ou no Reino Unido. Comparado ao PIB per capita, o gasto nacional é mais de oito vezes maior que o espanhol.
O mandato de cada parlamentar brasileiro custa hoje 2.068 salários mínimos – mais que o dobro do que ocorre no México, segundo colocado entre os países pesquisados, e 37 vezes o gasto proporcional ao salário mínimo registrado na Espanha.
Embora não tenham sido levantados neste estudo os custos diretos do mandato – salário, benefícios, assessores e verbas indenizatórias –, é possível comparar os gastos verificados na Câmara dos Deputados (R$ 101 mil mensais) aos da Câmara dos Comuns britânica (R$ 600 mil por ano). Cada parlamentar brasileiro consome mais do que o dobro de um parlamentar de um país em que a renda per capita e o custo de vida são muito superiores aos do Brasil.
Mesmo se não houvesse Senado – a Casa mais cara do mundo por membro, segundo o levantamento –, o Brasil ainda teria um dos Legislativos mais caros existentes. O Orçamento de um Congresso unicameral seria menor que o do Parlamento italiano, o terceiro da lista.
O levantamento reforça a percepção de que os integrantes das Casas legislativas brasileiras perderam a noção de proporção entre o que fazem e o país em que vivem.( com a palavra  agóra cada cidadão)


NOTICIAS DO DIA:

“Teve um rapaz que foi abordado pela polícia e saiu correndo no Cruzeiro. A polícia gritou pára, pára, pára. Ele não parou e a polícia atirou. Quando chegaram para ver o morto, ele estava com um crachá de uma associação de surdo e mudo.” A denúncia de que a megaoperação no Alemão não deixou apenas traficantes mortos e vítimas civis baleadas foi feita pela comunidade ao fotógrafo Sidraque Santos, ontem.

Ele acordou cedo e saiu para buscar um grupo de moradores do Alemão com quem faz um trabalho comunitário. Às 10 horas, foi impedido de entrar no complexo pelos policiais. Conseguiu chegar em casa somente depois das 18 horas. Conversou com vizinhos e ouviu histórias terríveis. Hoje, tentará levantar quantas pessoas da comunidade morreram.

A afirmação do governo de que entre as vítimas não há inocentes causou revolta na população local. Por volta das 16h30, três blindados da PM desceram com os primeiros corpos da Grota. Familiares e vizinhos de Bruno de Paula, de 20 anos, arrastaram o corpo dele envolvido em lençóis pela Rua Joaquim Queiróz até a entrada da favela, na Avenida Itararé. Eles iniciaram um protesto contra a operação policial. A manifestação foi reprimida minutos depois, quando agentes de segurança lançaram gás pimenta no grupo.

“Esse rapaz não era bandido”, afirmou uma mulher que pediu para não ser identificada. Policiais civis levaram o corpo para o Instituto Médico Legal (IML). À noite, a Secretaria de Segurança Pública divulgou a informação de que Bruno era traficante e teria morrido em confronto com policiais durante a megaoperação.

Maria de Lourdes Alves, de 50 anos, também afirmou que policiais estavam sendo violentos com moradores no interior da favela. “A gente sai de casa e não sabe se volta com vida. Estou sem almoço porque, depois do que vi de manhã quando saí de casa, não tenho coragem de entrar na Grota até a polícia sair”, disse.

Outro morador disse que prestaria queixa contra policiais pelo desaparecimento de R$ 2,5 mil de sua casa. “Será que não podemos confiar em quem deveria nos socorrer?”, questionou, antes de ser retirado por policiais. Também à tarde, uma mulher foi ferida por uma bala perdida na Rua Paranhos, um dos acessos ao Alemão. Ela foi atendida no Hospital Getúlio Vargas.

Novas ações

Não há previsão para o fim da ocupação no Alemão. Ontem, o secretário de Segurança do Rio, José Mariano Beltrame, disse que os 58 dias em que a polícia permanece no Alemão estão sendo usados pelos órgãos de segurança para levantar dados que permitam novas ações cirúrgicas como a realizada ontem. “O período que ficamos lá nos serviu para conhecer cada vez melhor a área, para ver como o tráfico se movimenta, como age, que tipo de armamento eles usam para fazermos operações com o maior número de dados possíveis”, acrescentou o secretário

Ele assumiu como prioridade de sua política de combate à criminalidade a desarticulação do Comando Vermelho, a maior facção criminosa do Rio de Janeiro. Para ele, mais da metade dos crimes ocorridos no Rio, principalmente os roubos de carro, tem ligação com o tráfico do Alemão. O secretário busca as reservas de armas e drogas da quadrilha, mas quer alcançar principalmente líderes do tráfico e a logística de contabilidade da facção, que está baseada no Alemão.

“Temos que optar e seguir em frente.” Para o secretário, os confrontos são inevitáveis por causa da capacidade bélica dos traficantes. Ele já chegou a dizer que não pode “fazer um bolo sem quebrar os ovos”. Ontem repetiu: “A ação da polícia não é violenta.”

CRONOLOGIA

1º DE MAIO

PMs e homens da Força Nacional de Segurança realizam a primeira ação no Complexo do Alemão, para capturar os responsáveis pela morte de dois soldados, assassinados com mais de 30 tiros

6 DE MAIO

Confronto entre policiais e traficantes na favela Vila Cruzeiro resulta na morte do estudante Vítor de Souza Euzébio, 21 anos, atingido por uma bala perdida

7 DE MAIO

A PM afirma que traficantes do Complexo do Alemão estão atirando em moradores e transeuntes para criar vítimas de balas perdidas e inibir incursões da PM nas favelas

11 DE MAIO

Mais duas pessoas morrem e outras duas ficam feridas no confronto, totalizando 14 mortes durante a ocupação

15 DE MAIO

O secretário de Segurança, José Mariano Beltrame, afirma que o modelo de ocupação adotado no Complexo do Alemão, com permanência diária de policiais, seria estendido a outras cinco áreas críticas do Rio

31 DE MAIO

Balanço oficial da operação no Complexo do Alemão: 17 mortes e 60 feridos, prejuízo de R$ 5 milhões no comércio e 5 mil estudantes sem aulas. Foram apreendidos 210 quilos de maconha, 20 quilos de maconha embalada para venda no varejo, 8,5 quilos de cocaína e 48 pedras de crack

11 DE JUNHO

O comandante da PM, coronel Ubiratan Ângelo, é recebido a tiros ao chegar à Vila Cruzeiro

13 DE JUNHO

Secretaria de Segurança cerca todas as saídas do conjunto de favelas da zona norte, com o apoio de 450 policiais, 150 deles da Força Nacional. Os outros 300 são PMs de 17 batalhões do Rio. Os soldados são recebidos com bombas artesanais

17 de junho

Na madrugada, um engenheiro morre ao ser atingido por uma bala perdida, em um posto de gasolina, a 2 km do local da ocupação

18 de junho

As aulas para as crianças na Vila Cruzeiro, no Complexo do Alemão, são retomadas (quem tem razão nisso,tudo? não podemos esquecer que o traficante manda os moradores mentirem,tem sujeira dos dois lados,morador mentiroso  e policial safado)

 Pelo menos 19 pessoas morreram e 9 ficaram feridas por balas perdidas numa das maiores operações de combate ao tráfico no Rio, realizada ontem por 1.200 policiais civis e militares e 150 agentes da Força Nacional de Segurança (FNS) no Complexo do Alemão, zona norte. A megaoperação aconteceu às vésperas dos Jogos Pan-Americanos, que começam no Rio em 15 dias. Segundo a Secretaria da Segurança, todos os mortos são criminosos. Segundo o secretário José Mariano Beltrame, 19 pessoas morreram. Quatro foram presas.

Houve troca de tiros por mais de sete horas em vários pontos do Alemão – onde a polícia mantém um cerco desde 2 de maio, no qual pelo menos 36 pessoas já morreram e 72 ficaram feridas. Segundo balanço preliminar, foram apreendidos 40 quilos de cocaína, 115 kg de maconha, 50 explosivos, 5 fuzis, 5 pistolas e 2 metralhadoras antiaéreas, capazes de derrubar helicópteros.

A operação foi planejada pelo Centro de Informação da Polícia Civil, que soube que os traficantes se encontrariam em uma casa onde ficavam o paiol de armas e drogas da facção Comando Vermelho, na Favela da Grota. Os policiais se reuniram às 5h, no estande de tiros da Polícia Civil,e seguiram para o Alemão, onde foram recebidos a tiros.

Homens da Coordenadoria de Recursos Especial da Polícia Civil e do Batalhão de Operações Especiais da PM e tropas de elite cercaram uma casa pintada de rosa no alto da Grota, num lugar conhecido como Areal, que marca a divisa com a Favela Nova Brasília. Nove traficantes estavam no local e, segundo policiais, reagiram jogando granadas e atirando. O tiroteio durou cerca de duas horas. Segundo a polícia, os nove morreram no local. Lá foi encontrada uma metralhadora antiaérea ponto 30, fuzis, munição, maconha e cocaína.

Na Favela da Fazendinha – onde há alguns dias traficantes debocharam de agentes da FNS dançando e exibindo armas -, o policial da Core Domingos Silva foi baleado no peito. O colete de cerâmica protegeu o policial, que não corre risco de vida. Um intenso tiroteio ocorreu em seguida. Arlete dos Santos, de 48 anos, levou um tiro de bala perdida na região lombar, e Karen Cristina Batista Borges, de 20, ficou ferida por estilhaços de granada no tornozelo esquerdo. Policiais acreditam que pelo menos quatro traficantes foram mortos na Fazendinha. Alguns tentaram ser atendidos no Getúlio Vargas. Baleado no braço, um deles, identificado como Igor, foi preso.

Na Grota, mais vítimas inocentes saíam dos becos da favela nos braços de parentes e vizinhos. “Isso é uma guerra. Minha neta foi baleada em casa”, disse a avó de Larissa de Andrade Silva, ferida no tornozelo e levada para o Getúlio Vargas numa Kombi de transporte comunitário. Pouco tempo depois, Wesley Glauco, 17, da mesma favela, chegou ao hospital, ferido à bala.

Às 14h, Valnice Alves da Silva, 27, desceu o morro ferida na cabeça e sangrando muito. Disse ter sido espancada por traficantes por ter “atrasado” o almoço. “Trabalho numa lanchonete. Por causa do tiroteio, atrasei para levar as quentinhas.” A movimentação ainda causou o fechamento de pelo menos oito escolas na região. No fim da tarde, as tropas de policiais militares e civis se retiraram do Alemão. Por volta das 19h, só agentes da FNS e PMs patrulhavam acessos à favela. (Pedro Dantas e Clarissa Thomé)

NÚMEROS DAS APREENSÕES

>>2 metralhadoras, antiáreas, capazes de derrubar helicópteros

>>40 quilos de cocaína, além de 115 quilos de maconha

>>50 explosivos mais 5 fuzis e 5 pistolas

Confira mais informações sobre os conflitos no Rio no Portal do Estadão.(QUANDO vc montar uma favela não deixe traficante tomar conta,não tolere a menór delinquência,pra não acontecer isso ai


   

FRIENDS VERSÃO TERROR

 VEJA FREDDY KRUEGGER,JASON,E OUTROS NESTA PARÓDIA DAQUELE SERIADO MALA,PENA QUE É CURTINHO MAS VALE.


para refletir:

População no meio dos confrontos no complexo do Alemão, zona norte do Rio.População no meio dos confrontos no complexo do Alemão, zona norte do Rio.

se vc montar uma favela,pois não ha outra alternativa mesmo,então se liga :

1)não deixe,não tolere a menór delinquência,um simples furto,não deixe isso acontecer.

2)não deixe bandidos,traficantes etc,tomnarem conta do lugar pra amanhã vc não ter que dormir ao relento por não poder voltar pro seu barraco. 


BOMBA 3 A CAPA DO FILME:

http://www.brasileirinhasnet.com.br/detalhes2.php?id=1801&brasil=1&language=1  ta ai galéra no link vc verá a capa do próximo filme da brasileirinhas,que será lancado dia 25 de julho,tem o nome da JULIA PAES (namorada? de TAMMY MIRANDA,filha da gretchem),não da pra ver a JULIA de perto ja que ela não é a protagonista,mas quando o filme estiver na locadora e vcs se alugarem ou verem a capa de pérto poderão dizer se é ela realmente.

 

 


 

 

 

PAC (PROGRAMA DE ACELERACÃO DO CRESCIMENTO EM Q?)

PAC (PROGRAMA DE ACELERACÃO AO CRESCIMENTO EM Q?)

 

CRESCIMENTO em q? violência,fome,seca,invasão do mst,corrupcão,propina,salario de parlamentares,etc etc,cresciemnto em q afinal?

 

A cidade de Puerto Ordaz é considerada uma das mais importantes da Venezuela. Segundo dados oficiais do governo nacional, ela está entre as cidades mais lucrativas do território e possui 646 mil habitantes. Entre eles, mendigos e indigentes. Com a definição do local como uma das sedes para a Copa América, os pedintes, no entanto, praticamente desapareceram das ruas e avenidas locais, segundo relatos de moradores e comerciantes da cidade. A organização nega o fato.

Com belos centros comerciais – um deles se estende por mais de cinco quarteirões -, Puerto Ordaz vive uma situação de contrastes. De acordo com moradores, a presença do torneio na cidade aumentou ainda mais essa diferença, fazendo com que uma “varredura” fosse feitas nas ruas para evitar que uma suposta má imagem da cidade pudesse se transmitida para os 170 países que acompanham o torneio.

Segundo Estebán Guerra, guardador de carro, os pedintes da região deixaram as avenidas locais, mas não se sabe para onde foram ou se o governo, realmente, teria recolhido-os e levado para outro local distante da sede da competição.

“Temos muito mendigos na cidade. Mas a verdade é que eles desapareceram, não se sabe para onde foram. O governo deve ter pegado todos e colocados em quarto”, conta o morador.

Juan Salguero, motorista de táxi e conhecedor de quase todas as ruas de Puerto Ordaz, não tem dúvidas de que tudo foi “maquiado” para que os turistas e jornalistas não encontrassem com os mendigos. “Temos (mendigos), sim. Mas por causa da Copa América, eles sumiram. É claro que devem ter feito algo, não é possível”, afirma.

Apesar das constatações dos cidadãos, o Comitê Organizador da competição em Puerto Ordaz nega a manobra e explica que o problema na cidade outro.

“Não é verdade isso, não fizemos nada com mendigos ou indigentes na cidade, sequer ‘varremos’. O que acontece é seguinte: temos uma aldeia indígena, os Warao, que nem fica dentro do Estado Bolívar, que têm praticamente se mudado para a cidade”, conta.

“E o governo local, junto ao nacional, está tentado levar esses índios, que vivem em condições muito precárias, para um lugar que ofereça algo melhor e não tão somente na miséria”, explica David Media, chefe para imprensa do comitê, ao Terra.

Camareira do Hotel Rassil, Barbara não acredita nos órgãos do governo venezuelano. E prefere acreditar que mendigos, indigentes e pedintes tenham sido, sim, “barrados” da grande festa que deve ser a Copa América.

“Eu não creio, penso que todos foram levados daqui. Mas, daqui a um mês, quando tudo acabar, todos estarão de volta para as ruas”, conclui.

De acordo com dados do governo venezuelano, 37,9% da população do país vive abaixo da linha da pobreza, ou seja, com menos de US$ 1 por dia.

Nos primeiros três meses de 2007, o governo local pode comemorar seus 14º trimestre consecutivo com crescimento. O PIB teve aumento de teve aumento de 8,8% com relação ao anterior, mesmo com a queda de 5,6% da participação da indústria petrolífera.(

aqui no pam vai ser a mesma coisa podem apostar)


PIADA MUSICAL OUCAM DEMAIS RSRSRSRS:

A COVARDIA DOS CUÉCAS DE SEDA

 COVARDIA DOS CAUECAS DE SEDA

Foto A coitada da fóto é a empregada SIRLEY DIAS DE CARVALHO,covardemente espancada por 5 cuéquinhas de seda,enquanto esperava seu onibus,a maior irritacão do dia,foi o pai de um deles falando que seu filho não é bandido,que foi um deslize,ah ta e se a mulhér estivesse mórta? ele diria o q então? e se fosse seu filho agredido por favelados? TB esperar o q desta (justica?) depois que a própria ministra do supremo ELEN sei la o q (assaltada no RJ) disse a respeirto do caso JOÃO HÉLIO,que não dava pra ter lei rigorósas ,pois todos estavam em comocão lembram?

ENQUANTO não houver seriedade,todos realmente iguais perante a lei vamos ter mais barbáries como esta,e o garcolm assassinado em SP por causa de um isqueiro.

  ai estão os canalhas eu nem ia por mas pra que ninguem esquecer e marcar bem a cara deles,pois amanhã um de vcs pódem topar com eles sem saber e ai…


O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou ontem que 4 senadores e 25 deputados federais, eleitos em 2006, podem ter seus mandatos cassados em razão da contestação de seus diplomas.

Segundo o TSE, os 29 parlamentares respondem a acusações de compra de votos, abuso de poder político ou econômico, uso indevido dos meios de comunicação, entre outras infrações previstas na Lei Eleitoral.

7 parlamentares de SP

Os senadores na mira do tribunal são Cícero Lucena Filho (PSDB-PB), Rosalba Ciarlini (DEM-RN), Expedito Júnior (PPS-RO) e Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR).

Já os recursos contra deputados atingem 7 representantes paulistas. São eles, Paulo Pereira da Silva (PDT), Devanir Ribeiro (PT), Valdemar Costa Neto (PR), Aline Corrêa (PP) e José Camarinha (PSB), além de dois do partido Democratas (DEM, ex-PFL): Guilherme Campos e Walter Ihoshi.

Mas é o Rio que tem o maior número de deputados com risco de perder o mandato. São nove, incluindo o presidente do DEM, Rodrigo Maia. Na lista do TSE ainda há dois deputados gaúchos e dois do Mato Grosso. Os outros são de Minas, Rondônia, Tocantins, Roraima e Alagoas – um de cada Estado.

Em outubro do ano passado, foram eleitos 513 deputados federais e 27 senadores. (o povo deveria ir marcando todos os nomes,inclusive os partidos que tem o maiór numero de cassados,pra ver se ap´rende a votar de uma vez)

Rio Preso o último acusado de espancar doméstica (presos mesmos? é sei, vão responder mesmo? sei)

reso  é sei?
 

Vídeo de Cicarelli na praia pode voltar para a rede
 
(voltar pra q? todo mundo ja viu,ja tem guardado em cd,esta LOUCARELLI é robert mesmo heim) 

 

O coordenador de fiscalização da Subprefeitura da Mooca, Marcelo Eivazin, 28 anos, afirmou que foi ameaçado de morte e, por isso, não participou, no último sábado, da operação de combate aos camelôs ilegais na região do Brás, Zona Leste. Ele registrou um boletim de ocorrência no 12º Distrito Policial e foi afastado do cargo.

O funcionário, que também é assistente técnico da Coordenadoria de Planejamento e Desenvolvimento Urbano da regional, estava à frente da fiscalização havia três semanas. Ele contou que, na manhã de sábado, foi abordado por dois homens perto de sua casa, enquanto aguardava o carro da subprefeitura buscá-lo para coordenar a operação. ‘Um deles tinha uma arma na cintura e disse que se eu aparecesse no Brás eles iriam me subir (matar). Peguei minhas coisas e sumi.’

Eivazin disse que já viu um dos homens que o abordou na região do Brás. ‘Não sei se foi camelô, mas o cara que me ameaçou os representava’, afirmou. O coordenador só voltou a dar notícias no domingo. ‘Ficamos preocupados e criou-se um problema, porque todo mundo estava lá (Brás) para fazer a operação’, disse o subprefeito Eduardo Odloak. Como o coordenador não apareceu, os camelôs irregulares cumpriram a promessa feita na sexta-feira e montaram suas barracas. A operação foi cancelada após três horas de espera por parte dos 60 Guardas Civis Metropolitanos, dos 20 agentes de apoio da regional e dos policiais militares que foram convocados para participar da ação. Por segurança, Eivazin foi afastado do cargo.

A pessoa que irá substituí-lo foi ouvida ontem na subprefeitura. As operações para impedir que camelôs sem o Termo de Permissão de Uso (TPU) montem suas barracas na Praça Agente Cícero completaram um mês ontem. Os camelôs deram uma trégua e não fizeram protesto. Na ação de ontem, os agentes da subprefeitura apreenderam 10 barracas, 32 cadeiras, 7 mesas e 336 sacos com mercadorias.

O bairro do Brás já sente os efeitos da retirada dos mais de três mil ambulantes irregulares. ‘O índice de furto caiu’, disse o subprefeito. Além disso, a saída dos camelôs ilegais elevou em 12,9% a arrecadação da CPTM, com a venda de bilhetes de trem na Estação Brás. (um lado,ganhano outro perde,mas o problema persiste,muda de lugar,e a bomba continua.)

A tecnologia, quem diria, acabou como principal entrave à inclusão de medicamentos anticoncepcionais à lista do programa Aqui Tem Farmácia Popular.

Foi o que alegou o Ministério da Saúde, que há cerca de dez dias havia previsto para ontem a normalização da venda dos contraceptivos com até 90% de desconto nas redes de farmácias privadas conveniadas ao programa.

Ao percorrer dez estabelecimentos da Capital, a reportagem do JT constatou que apenas duas redes – Drogaria SP e Drogasil – oferecem os produtos. Droga Raia, Drogaria Onofre e outras farmácias visitadas não iniciaram a venda com desconto porque, alegam, ainda não houve autorização do governo.

De acordo com o Ministério, diversas mensagens por e-mail com autorização para comercialização com desconto foram enviadas, mas retornaram. A fim de corrigir o problema, o Ministério da Saúde vai entrar em contato com os estabelecimentos para regularizar o processo. Além disso, ainda segundo o Ministério da Saúde, alguns estabelecimentos estão com problema no sistema de computadores que registram as vendas para efeito de reembolso. De acordo com o Ministério, todos já estão sendo informados sobre a necessidade de atualização junto à empresa de processamento de dados DataSus, que organiza as informações para que as farmácias recebam do governo os valores não cobrados dos consumidores (subsídio).

Os medicamentos anticoncepcionais são o injetável (em dose mensal), a pílula monofásica de baixa dosagem e a minipílula para uso durante a amamentação. Para efetuar a compra, o interessado deve comparecer à farmácia com a receita – que será retida – e o CPF.

Enquanto as vendas de anticoncepcionais com desconto não decolam na rede credenciada, é possível comprar genéricos para a mesma finalidade com abatimento nas unidades da rede própria do programa Farmácia Popular do Brasil. São 45 em todo o Estado, 16 na Capital (veja os endereços no quadro). Os medicamentos têm os mesmos princípios ativos (substâncias) que compõem os remédios de marca, produzidos por laboratórios privados.

Assim como acontece na rede conveniada, para comprar anticoncepcionais na rede própria do programa também é necessário apresentar receita. O problema é que quem precisar de uma consulta com ginecologista na rede pública pode ter de aguardar bastante. Segundo a Secretaria de Saúde da Prefeitura, o tempo varia e, em algumas regiões como Guaianases, Itaquera e São Mateus, a espera pode chegar a um mês.

O JT constatou que algumas Unidades Básicas de Saúde (UBS)da Capital que contam com o serviço só aceitam novas consultas para agosto. O atendimento das UBS da Capital é regionalizado, ou seja, dividido por grupos de bairros. Para saber qual UBS está mais perto, ligue 156 ou acesse o site. (NÃO pode falhar caramba,parece até sabotagem)   

NOTICIAS DO DIA

O garoto, na frente da agência do banco, mostra o CPF e a notificação enviada pelo SPC no valor de R$ 265,41 
O Banco Nossa Caixa, agência São Felipe, em Sorocaba, localizada na rua Hermelino Matarazzo, inscreveu o nome do menino Raniki Ravelly Souza Rosa, de 7 anos, no SPC (Serviço de Proteção ao Crédito ) e a família não tem conseguido dormir desde que recebeu a carta de notificação.

A mãe de Raniki, a diarista Hilda Julia Rosa, disse ao BOM DIA que recebeu uma carta do SPC informando que o menino tinha perdido o crédito em decorrência de uma dívida dele com a Nossa Caixa no valor de R$ 265,45, mas a carta não apresentava o motivo.

O garoto de sete anos tem conta corrente aberta em nome dele para receber meia pensão do INSS (Instituto Nacional de Previdência Social), deixada pelo pai, que é falecido. Porém, a mãe também não soube esclarecer a razão de Raniki ter em nome dele um CPF (Cadastro de Pessoa Física) na Receita Federal.

A mãe acredita que todo o problema tenha surgido depois que ela não fez o recadastramento de Raniki no INSS, o que gerou o corte do benefício e a Nossa Caixa depositou na conta dele um crédito especial no valor sacado, sem autorização do garoto, que é titular da conta.

“Como eu não sabia que a pensão não estava sendo paga pelo INSS, eu pensei que aquele dinheiro era da pensão e saquei pelo meu filho, como sempre fazia”, explica Hilda Rosa.

O advogado da família, Benedito Pedroso Câmara, teve um encontro ontem com a gerência da agência para tentar esclarecer a questão. Porém, não houve acordo porque Hilda foi acusada pela gerência de utilizar o dinheiro indevidamente.

“Queriam que minha cliente assinasse documentos aceitando a versão do banco. Isso não ocorreu e vamos entrar com processo por danos morais, pelos prejuízos causados ao menino”, afirmou.

De acordo com o advogado da família, ele vê duas irregularidades no caso. A primeira é o depósito indevido do dinheiro na conta, sem autorização do titular. A segunda, o envio do nome do menino de 7 anos para o cadastro de maus pagadores do SPC. “Estamos avaliando todas as possibilidades, até mesmo de enquadramento no ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente)”, diz.

Para retirar o nome do menino do SPC, a mãe precisa quitar a dívida com o banco. A seguir, o estabelecimento bancário deve informar ao Serviço de Proteção ao Crédito ou aguardar cinco anos para que o nome saia automaticamente do cadastro.

Procon diz que é preciso investigar
Para o advogado e diretor do Procon (Proteção e Defesa do Consumidor) de Sorocaba, Hélio Rosa Baldy Filho, o caso precisa ser investigado para se chegar a uma conclusão. “Um menor de idade não tem autonomia para fazer financiamento bancário ou qualquer outro tipo de financiamento”, explica.

Ele acredita que somente uma auditoria técnica poderá concluir se alguém assinou pelo garoto ou se houve outro tipo de irregularidade. Caso seja comprovado que houve erro do banco a família poderá realmente entrar com uma ação na Justiça para pedir indenização para reparação de perdas morais.

Baldy Filho, no entanto, diz que instituições bancárias costumam tomar muito cuidado e fazer todas as verificações necessárias antes conceder um empréstimo. “Se houver alguma falha ou irregularidade alguém vai ter de responder judicialmente por isso”, conclui.

Ao procurar o banco, a mãe do garoto foi informada de que ele havia recebido um crédito na conta corrente e que a mãe havia sacado o dinheiro gerando a dívida. A mãe alega não saber da operação financeira, “Fiz como todos os meses, fui até lá e retirei o dinheiro que acreditava ser da pensão do pai do Raniki”, explica.

A Nossa Caixa também informou que as parcelas do empréstimo foram quitadas ontem pelo banco e que o nome de Raniki será retirado do SPC. A assessoria, no entanto, não conseguiu informar porque a Nossa Caixa decidiu quitar a dívida, já que ela realmente existe.

O que são SPC e Serasa

* Serviços
O SPC e Serasa são serviços de dados privados de informações de crédito, de caráter público, de acordo com a definição do Código de Defesa do Consumidor, organizado por associações comerciais e câmaras de dirigentes lojistas, que trocam entre si informações colhidas em todo o território nacional

* Quais os problemas
As lojas consultam as informações do banco de dados antes de fechar negócios que necessitem de crédito. Caso o consumidor possua restrições, as chances de obter financiamentos é praticamente inexistente

* Nome no SPC e ou Serasa
O nome de uma pessoa pode estar no Serasa ou no SPC e impedir a concessão do crédito

* Como sair da lista
Qualquer ocorrência deve ser excluída decorridos cinco anos. Porém a forma mais rápida é quitar a dívida, para que a instituição comunique automaticamente aos serviços

* Como consultar
O Serasa fica na avenida Antônio Carlos Cômitre, 525, 2º andar, salas 24 a 28, no Campolim. É preciso levar o CPF e o RG. Atendimento de 2ª a 6ª das 9h às 15h(ja é o segundo caso deste tipo)

NOTICIAS DO MUNDO:

Divulgação 
A nova arma das autoridades australianas para combater o excesso de velocidade entre os jovens é sugerir que os motoristas que ultrapassam os limites fazem isso porque têm o pênis pequeno.

Uma campanha publicitária da agência de Trânsito do Estado de Nova Gales do Sul, que estreou nesta semana, mostra mulheres e colegas mostrando a motoristas que se excedem na velocidade seu dedo mínimo dobrado, num gesto que tem a conotação de "pênis pequeno" na cultura jovem local.

Segundo os responsáveis pela campanha, a idéia nasceu após a constatação de que os anúncios tradicionais mostrando as conseqüências do excesso de velocidade, como cenas de acidentes e feridos, estavam se tornando menos efetivos entre os jovens.

Segundo John Whelan, diretor da agência de trânsito, "jovens expostos a jogos de computador, à mídia moderna e a filmes de terror" não se impressionam mais com as imagens das campanhas tradicionais.

"Ninguém te acha grande"
A campanha, que custou 1,9 milhões de dólares australianos (cerca de R$ 3,15 milhões), tem como público-alvo jovens do sexo masculino com idades entre 17 e 25 anos.

Além das propagandas na TV e no cinema com o slogan "Alta velocidade. Ninguém te acha grande", a campanha também terá cartazes em pontos de ônibus e um anúncio na internet oferecendo preservativos "extra extra pequenos" aos que se excedem na velocidade.

Para Whelan, a campanha pretende transformar o hábito de acelerar além do limite em algo "socialmente inaceitável". "Faremos o que for preciso para passar a mensagem", disse ele ao jornal The Sydney Morning Herald.

Segundo a agência de trânsito de Nova Gales do Sul, o excesso de velocidade é responsável por 220 mortes em acidentes por ano no Estado, cerca de 40% do total.(VAI ter nego tirando a cala na estrada e gritando ó o tamanhão ó)

  

NOTICIAS DO DIA

Um dia após declarar em entrevista exclusiva à Folha que tem interesse em posar nua, a jornalista Mônica Veloso, peça-chave no escândalo que envolve o presidente do Senado Renan Calheiros (PMDB-AL), passou a ser alvo da revista "Playboy".

À Folha; ela disse na edição de domingo que só poderia falar sobre posar ou não após receber um convite. "Até agora ninguém me ligou. Sem isso não dá nem para fazer conjectura."

Nesta segunda-feira, no entanto, a "Playboy" confirmou seu interesse em despir a "musa do escândalo" mais recente em Brasília e, por meio de sua assessoria, disse já ter entrado em contato com Mônica.

A jornalista expressou ainda o desejo de voltar à televisão (já trabalhou na Globo), não descartando a possibilidade de apresentar um talk-show.

Mônica tem uma filha com o senador Renan Calheiros, que é casado. O senador é acusado de usar o lobista Cláudio Gontijo, da Mendes Júnior, para pagar aluguel e pensão alimentícia à filha fora do casamento.(não falei ahahah,eu disse outro dia aqui no blog NEJÃO o profeta eheheh)



 ELIANA CANTA VAI TOMAR:

O SUCESSO DA NET NA VÓZ DELA VEJA.
 


DICAS DE FILMES:

HERCULES/AVENTURA/EUA:O herói ganha mais uma versão,rejeeitado,tendo sua mórte tramada até por sua própria mãe,HERCULES,luta com terriveis criaturas,enquanto tenta provar sua coregem e honra,no meio de uma guerra entre ZEUS E HERA.

   SILK O PRIMEIRO ESPIRITO CAPTURADO/TERROR/TAIWAN:PERITO em leitura labial,é chamado por uma equipe para um trabalho incomum,um espirito de um garoto foi capturado,e ele é encarregado de descobrir o que o fantasma está falando,mas lógo todos vão descobrir que mexer com espiritos póde ocasionar a mórte.

KM 31/SUSPENSE/ESPANHA, MÉXICO:MULHÉR sofre acidente e entra em coma,sua irmã gêmea,consegue se comunicar com ela mesmo sem palavras,ela descobre que a irmã esta presa entre dois mundos,o mistério envolve o misterioso km 31,ela com a ajuda do namorado e do cunhado,vão se envolver com eventos sobrenaturais, descobrarão uma antiga história,e fantasmas.     

BURACO NEGRO/FICCÃO/EUA:DURANTE uma experiência um buraco negro surge numa instalacão,e comeca a sugar tudo para dentro,mas junto com o buraco aparece tb uma criatura de energia,que comeca va sugar toda a energia que encontra,isso tb faz o buraco crecer ameacando a cidade e o mundo,agóra um cientista precisa achar uma solucão,antes que o governo lance um ataque nuclear o que poderá piorar a situacão.  

ASSISTAM TB: 
 

ATENCÃO: se seu aparelho esta apresentando problemas,com certeza pode ser o uso de dvds piratas,a maioria dos estragos é devido a isso,o pirata forca mais o leitor óptico,sua troca é bem cara,o que compensa mais a compra de um novo aparelho de dvd,prolongue o tempo util do seu dvd não compre dvds piratas. 

 LIGA DA JUSTICA SEM LIMITES VOL 2/ANIMACÃO/EUA:VEJA super homem,mulhér maravila,super moca,lanterna verde e outros heróis,lutando contra LEX LUTHOR  e outros super vilões em sensacionais combates.

 

NOTICIAS DO DIA

Após quase nove meses de crise na aviação, a Força Aérea Brasileira (FAB) decidiu intervir ontem de forma mais dura na crise dos controladores e afastou 14 sargentos do Cindacta-1, centro de monitoramento de vôo de Brasília. O comandante da Aeronáutica, Juniti Saito, divulgou à tarde um plano de emergência, com nove medidas, disciplinares e técnicas, para pôr fim à operação padrão iniciada terça-feira. “O momento é de extrema gravidade.”

Logo depois do anúncio, houve suspensão de decolagens em aeroportos de São Paulo, Brasília e Minas e longas filas em outros terminais. Até 21h30, 42,9% dos 1.784 vôos programados tiveram atrasos ou foram cancelados. A situação melhorou à noite. A expectativa é de que ainda haja problemas de operação hoje e amanhã, mas especialistas acreditam que a situação estará normalizada segunda-feira.

A possibilidade de o pacote de emergência agravar o caos nos aeroportos num primeiro momento foi admitida por Saito. “Peço a compreensão de usuários e passageiros.” Ele disse que a FAB já tinha definido as linhas gerais do plano havia seis meses, mas admitiu que a última operação padrão precipitou as mudanças. O pacote de emergência, bem recebido por técnicos e oficiais, será mantido até dezembro.

Os 14 afastados estavam no grupo responsável pelo motim que paralisou a aviação comercial do País em 30 de março. Deles, apenas o vice-presidente da Federação Brasileira das Associações dos Controladores de Tráfego Aéreo (Febracta), Moisés Gomes de Almeida, recebeu voz de prisão. Os demais tiveram como punição a transferência para o Comando de Operações Militares, onde ficarão em outras áreas.

Outros três controladores, que se declararam sem condições de trabalhar depois do anúncio dos afastamentos, também poderão ser punidos. Mas a Aeronáutica considerou uma vitória o fato de dois sargentos, que chegaram a se afastar das operações ontem, terem decidido voltar ao trabalho. Isso ocorreu quando foram alertados da ameaça de sanções disciplinares. “Os que contaminam não chegam a 10%”, afirmou o comandante.

Saito, que voltou ontem de Paris, já tinha recebido na quinta-feira carta branca do presidente Luiz Inácio Lula da Silva para combater a operação padrão. Ele procurou tratar a crise como assunto estritamente militar e evitar interferências políticas, rechaçando a proposta de deputados da CPI do Apagão de negociar um acordo com os sargento

Nesse aspecto, a nota de Saito foi dura ao comentar a greve branca desta semana, na qual os controladores denunciavam problemas técnicos nos consoles (terminais) do Cindacta-1 como um artifício para interromper o serviço . “De forma intransigente, um pequeno grupo desses sargentos passou a recusar o trabalho em equipamentos, mesmo em flagrante choque com os pareceres técnicos que asseguravam a plena qualidade do serviço.”

Saito disse que os controladores usavam esse artifício sempre em horários de pico, reduzindo o número de aviões controlados a partir de Brasília. Isso provocava um efeito cascata nos vôos em todo o País. À noite, a FAB comemorou o fato de, pela primeira vez em semanas, o Cindacta-1 estar com os 16 consoles em operação.

O pacote de emergência intimidou os controladores. Ameaçado de prisão, o presidente da Associação Brasileira de Controladores de Tráfego Aéreo (ABCTA), Wellington Rodrigues, divulgou nota pedindo calma aos colegas. Com o governo fechado em apoio a Sato, os controladores só tiveram a solidariedade explícita de centrais sindicais. A Força Sindical e a Confederação Geral dos Trabalhadores (CGT) ofereceram ajuda à categoria caso seja convocada uma greve geral.

Confira mais informações sobre a situação dos aeroportos no portal do Estadão

(SÓ agóra a fab resolveu intervir heim? eh barbaridade)  

http://noticias.uol.com.br/educacao/ultnot/ult105u5505.jhtm alunos desocupam a usp.(mas teve confusão leia noticia e veja as fótos)

noticias do mundo:http://noticias.terra.com.br/mundo/jornais/interna/0,,OI1700982-EI8255,00.html aumentam casos de sexo entre professoeres e alunos nos EUA.(tem um em que a aluna fez sexo com professor entre 13 e 15 anos e só agóra aos 21 o denunciou,veja este e outros casos.) 

http://noticias.terra.com.br/educacao/interna/0,,OI1706600-EI8266,00.html universidades do JAPÃO tem até spa para atrair novos alunos(TEM isso e outras comodidades,legal combate o estress e obesidade,e aumenta o rendimento do aluno)


dernuncia do kibe loco

Vocês acham que a idéia de "relaxar e gozar" para o caos aéreo surgiu agora?

Ledo engano.

A prova (literalmente) está AQUI. (mais uma do  www.kibeloco.com.br  e eu tb ja postei isso ai) 

 

NOTICIAS DO DIA E DO MUNDO

O ministro da Defesa, Waldir Pires, admitiu ontem que a crise nos aeroportos brasileiros não será resolvida antes de um ano. Ele se pronunciou sobre o assunto em Paris, na França.

Ontem, todos os vôos programados para posar e decolar no Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, em Brasília, foram suspensos por volta das 18h, durante cerca de uma hora. Segundo a Infraero, a medida se deu por causa de pane no Cindacta-1.

Em todo o país, mais de 20% dos 594 vôos programados para decolar da meia-noite de terça e às 10h de ontem tiveram atrasos superiores a uma hora, de acordo com a Infraero.

O aeroporto internacional de Cumbica (Guarulhos) foi o mais prejudicado. Doze dos 76 vôos agendados no terminal tiveram atrasos de mais de uma hora.

A falha no Cindacta-1 também aconteceu anteontem e todas as decolagens nos aeroportos do Rio e de Minas chegaram a ser suspensas. Em São Paulo e em Brasília, o espaçamento dos vôos foi estendido para 30 minutos. A situação só melhorou depois das 21h.então galera um ano sem ir no aeroporto tá?)


  ]  

NOTICIAS DO DIA

 

Uma nova pane no Centro de Controle de Tráfego Aéreo (Cindacta-1), em Brasília, manteve ontem o clima de caos nos aeroportos pelo terceiro dia consecutivo. Alguns passageiros ficaram 24 horas à espera de embarque e quase metade dos 1.475 vôos previstos até as 18h30 sofreram atrasos (38,1%) ou foram cancelados (8,2%).

Para contornar a operação padrão deflagrada na terça-feira pelos controladores de vôo, a Aeronáutica instalou câmeras voltadas para os consoles do Cindacta-1. Isso permitiria demonstrar que os problemas relatados pelos sargentos não impedem o trabalho. Antes disso, os cinco terminais de trabalho foram substituídos, segundo o chefe do Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea (Cgna) do Departamento de Controle de Espaço Aéreo (Decea) da Aeronáutica, tenente-coronel aviador Gustavo Adolfo Camargo de Oliveira.

Mas a operação fracassou, como relatou Oliveira, porque três dos consoles trocados não funcionaram, deixando a área com apenas 40% da capacidade. Com apenas dois consoles, por questão de segurança, o intervalo entre os vôos monitorados passou a ser de 20 minutos, em média. Num dia normal, esse intervalo fica entre 3 e 4 minutos.O superintendente da regional Sudeste da Infraero, Edgard Brandão Júnior, não se arriscou a dar prazos para o fim da crise no setor aéreo do Brasil. ‘Não temos que apenas atender o usuário, temos também ter disponibilidade de pátio para colocar os aviões’, disse.

Segundo o superintendente, o aumento de espaçamento entre os vôos pode lotar o pátio tanto de Congonhas, como de Guarulhos. ‘Ontem (anteontem) por volta de 23 horas aqui em Guarulhos estava quase tudo lotado’, contou.Em Guarulhos, o seqüenciamento começou por volta de 6h20 de ontem. Todos os vôos com destino ao Nordeste tinham que estar a 20 minutos um do outro e, para a Região Sul, o tempo era de 5 minutos. O mesmo valeu para Congonhas. Os tempos entre uma aeronave e outra variaram ao longo do dia, chegando a 10 minutos para o Nordeste na hora do almoço. Mas, no início da tarde, o espaçamento aumentou novamente para 40 minutos.

‘Estamos fazendo o possível. Em Guarulhos, normalmente a gente consegue diminuir o número de atrasos à tarde, mas como estamos com alguns vôos de Congonhas, que está em obras, está mais difícil’, confessou o superintendente.

À noite, o comando da Aeronáutica divulgou nota afirmando que o Cindacta-1 funcionava ‘com o número de consoles previsto’ e as decolagens de São Paulo e do Rio no espaço aéreo monitorado pelo centro de Brasília sofriam restrições em virtude do volume de tráfego acumulado nos dias anteriores.

OS NÚMEROS DA CRISE AÉREA

>38,1% dos 1.475 vôos do País sofreram atrasos até as 18h45 de ontem

>8,2% das decolagens de todos os aeroportos do Brasil precisaram ser canceladas pela Infraero por conta dos problemas com o Cindacta-1

Para saber mais sobre a crise aérea visite o portal do Estadão  (E pra piorar a crise, prenderam outro lider dos controladores de vôos )

A Polícia de Taboão da Serra apreendeu anteontem mais duas propriedades da quadrilha de traficantes cujo patrimônio foi estimado em R$ 30 milhões pela polícia. Em Caraguatatuba, Litoral Norte, uma lancha avaliada em R$ 800 mil foi descoberta na marina Juqueriquerê. No Guarujá, os policiais encontraram uma mansão na Praia da Enseada no valor de R$ 1 milhão.

A intensa investigação liderada pelo delegado seccional Erasmo Pedroso Filho começou em maio do ano passado, após uma apreensão de 500 kg de cocaína em São Roque, Interior de São Paulo. Na madrugada do último sábado, o membro do bando responsável pela administração do dinheiro arrecadado com o tráfico, Laete Macedo da Silva, 34 anos, e a namorada dele, Iara Beatriz da Silva Lacerda, 28 anos, foram mortos em um confronto com a polícia. Três integrantes da quadrilha foram presos e outros três estão foragidos.’Eles tinham uma vida normal de pessoas bem sucedidas, mas o dinheiro vinha do crime’, contou o delegado. Laete se passava por um empresário de sucesso, mas não tinha como comprovar a origem do investimento. A movimentação financeira mostra que a quadrilha tinha uma renda 40 vezes maior do que a declarada.

A polícia já cumpriu mandados de busca e apreensão em 15 imóveis, lacrou quatro estabelecimentos comerciais e aprendeu sete carros. A pasta de cocaína vinda da Bolívia ia para o Mato Grosso ou para o Mato Grosso do Sul antes de chegar em São Paulo, onde era misturada e colocada à venda.

A distribuição da droga para os municípios de Embu Guaçu, São Paulo, São José dos Campos, Taubaté e Guarujá era feita pela empresa Didi Guinchos. Cerca de 30% da cocaína era enviada para o Rio de Janeiro. O negócio ilegal garantia aos criminosos um lucro de 1.000%.

Cada integrante da quadrilha teve uma evolução patrimonial de R$ 50 mil,em 2001, para mais de R$ 5 milhões até o ano passado. A ex-mulher de Laete, Rosemeire Almeida Ramos, que está presa, tinha em seu nome dois imóveis em Embu Guaçu, três na Capela do Socorro, na Capital, um no bairro do Ibirapuera e outro no Guarujá.

Rosemeire também é proprietária da construtora Almeida Ramos em São José dos Campos. Um prédio de 10 andares que está em construção na Zona Leste foi lacrado. Os apartamentos seriam vendidos por aproximadamente R$ 70 mil, cada.

Iara, a namorada de Laete, era responsável pela administração da loja de calçados Datelli, no Center Norte, e a de roupas, Surf Beach, no shopping Ibirapuera. A quadrilha contava ainda com uma loja de automóveis no centro de Itu .

Procurado

A polícia procura agora Charles Macedo da Silva (Bal), Anderson Ogata (Japonês) e Ricardo Carneiro de Souza, dono de sete imóveis nas cidades de Taubaté, São José dos Campos, São Paulo, Ubatuba e Pindamonhangaba. Os bens apreendidos serão leiloados e o dinheiro arrecado revertido aos cofres públicos. (É isso ai vamos apreendendo)

Rio – A cantora Gal Costa negou hoje, através de uma nota, que tenha furado a fila no processo de adoção do menino Gabriel, de dois anos, como alega o Ministério Público do Rio. Gal garante que passou por todo processo exigido pela Justiça e que, ao contrário do que diz o MP, não havia nenhum casal interessado em adotar o menino. Diz a nota que "o propalado casal, que supostamente estaria na frente da fila de espera, não estava habilitado; abandonara a criança que estava irregularmente em seu poder; deixara a criança chegar a um estado de saúde lastimável, que levou o próprio Ministério Público a pedir que ela fosse colocada em um abrigo para sua própria proteção."

O MP garante que há um casal habilitado para adoção interessado em Gabriel. O caso está no Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Rio e deve entrar na pauta de votação em 20 dias. Três desembargadores vão decidir se Gabriel fica com Gal, com quem está desde o dia 13 de abril, ou volta para o abrigo para ser entregue ao primeiro casal interessado na adoção entre os 400 que estão na fila. O menino, que sofre de raquitismo, já passou por três abrigos para crianças no Rio. Desde janeiro deste ano, ele está legalmente disponível para adoção. Gal, que entrou em 2006 com o processo de habilitação para adoção, conheceu a criança no abrigo Casa Jimmy, em Santa Tereza. Primeiro ela conseguiu o direito de passar com ele os finais de semana e depois ganhou a guarda provisória.

Há 20 dias, o MP pediu a busca e apreensão do menino, alegando que a fila não tinha sido respeitada e que a decisão da adoção caberia à 2ª Vara Regional de Santa Cruz, bairro carioca próximo a Bangu, onde o menino nasceu. Gabriel só não foi retirado de Gal porque a cantora tinha se mudado do Rio para Salvador. Ela conseguiu um mandado de segurança para continuar com o menino até que o mérito seja julgado pelo Órgão Especial.

Gabriel está fora do padrão de criança mais procurado para adoção no Rio. Segundo o desembargador Siro Darlan, que durante 14 anos foi juiz da Vara da Infância, a maior procura é por criança branca, do sexo feminino, com menos de um ano de idade e saudável. "É terrível que seja assim porque os abrigos estão cheios de crianças para serem adotadas", diz. Darlan se juntou ao MP no pedido de investigação do caso. Quinze dias depois de Gal Costa ter conseguido a guarda provisória de Gabriel, ele mandou um ofício ao presidente do TJ, desembargador José Carlos Murta Ribeiro, pedindo que fosse investigado se Gal furou a fila.

Na nota divulgada hoje, Gal diz que Gabriel "é um brasileiro típico, caboclo, subnutrido, raquítico e com sérios problemas de saúde" e que ela "ama a criança como filho". Segundo a nota, ele está se recuperando muito bem do raquitismo, já engordou um quilo e meio e está aprendendo a falar. A primeira palavra que aprendeu foi mama."(ela vai criar? cuidar? então deixa com ela,é gente querendo se aparecer,crianca não é mercadoria caramba)

 noticias do mundo:

 
 http://noticias.terra.com.br/mundo/interna/0,,OI1705204-EI8143,00.html adolescente chinesa sobrevive 6 dias enterrada.(foi violentada e enterrada viva por um louco vejam)

Reprodução

  • Vídeo: indiano lança
    delivery para cães
      (o servico é para familias vegetarianas que não podem cozinhar carne em casa,veja tb parada gay em, ISRAEL,e bate boca em CUMBICA)
  •   
    NOTICIAS DO MUNDO

    "Camisinha-vibrador" causa polêmica

    Um novo tipo de preservativo está causando polêmica na Índia. As camisinhas da marca Crezendo (foto) contém um dispositivo vibratório que funciona com pilhas.

    Segundo os críticos, a novidade tornaria o produto ilegal no país, já que acessórios sexuais e pornografia não são permitidos naquele país.

    A fabricante, Hindustan Latex, se defende afirmando que o novo preservativo foi lançado exclusivamente para auxiliar no planejamento familiar e na prevenção às doenças sexualmente transmissíveis, duas questões emergenciais na Índia.(é melhór colocar as camisinhas comuns mesmo,pois a INDIA é um pais de frescuras)

     

    "Camisinha-vibrador" causa polêmica

    Um novo tipo de preservativo está causando polêmica na Índia. As camisinhas da marca Crezendo (foto) contém um dispositivo vibratório que funciona com pilhas.

    Segundo os críticos, a novidade tornaria o produto ilegal no país, já que acessórios sexuais e pornografia não são permitidos naquele país.

    A fabricante, Hindustan Latex, se defende afirmando que o novo preservativo foi lançado exclusivamente para auxiliar no planejamento familiar e na prevenção às doenças sexualmente transmissíveis, duas questões emergenciais na Índia.(é melhór colocar as camisinhas comuns mesmo,pois a INDIA é um pais de frescuras)
     http://g1.globo.com/Noticias/PlanetaBizarro/0,,MUL19793-6091,00.html  cacadores cégos querem matar veados utilizando miras laser nos EUA.(e ainda tem gente que puxa o saco de um pais deste(