NOTICIAS DO DIA

Apesar
da crise o prefeito Vitor Lippi (PSDB) acaba de criar o cargo de
coordenador de políticas para a mulher. A vaga poderá ser ocupada em
comissão (sem concurso), com  salário de R$ 5.513,37.

O cargo
estava embutido no projeto de lei votado ontem pelos vereadores, que
cria a Coordenadoria da Mulher em Sorocaba. O vereador  Caldini Crespo
(DEM) apresentou  emenda mantendo a criação da coordenadoria mas
descartando o novo cargo. Os vereadores Antônio Carlos Silvano (PMDB),
Francisco França e Izídio de Brito (ambos do PT) apoiaram a
emenda.     

Crespo acha estranho a proposta  aumentando a
despesa quando, há poucas semanas, foi o próprio Lippi  quem afirmou
que pretende fazer um corte de cargos. “Fica a impressão de que alguém
na equipe não está bem sintonizado com a autoridade maior”, afirma.

No dia 17 de abril, Lippi assinou decreto pelo qual  pretende reduzir 10% dos cargos comissionados. ( TEM
EMPRESA DEMITINDO , PARA REDUZIR CUSTOS E CONTRATA DEPOIS,MAS PAGA BEM
MENOS,NO ENTANTO O PREFEITO QUE JUSTAMENTE COBRAVA REDUÇAO SDE CUSTOS
DA PREFEITURA AGORA VEM COM ESSA, E QUEM PERMITIU ISSO ? COM A PALAVRA
OS VEREADORES. Nervoso)

Está
mais fácil perder o veículo para os bandidos em Sorocaba. Um
levantamento que compara janeiro a abril de 2009, com o mesmo período
do ano anterior, mostra que o número de furtos cresceu 11%, enquanto
que os roubos 103%. Na soma dos crimes, 32% mais veículos foram levados.

Neste ano os carros registraram 131 roubos (quando ladrões levam o
produto mediante ameaça e/ou emprego de arma) e 290 furtos (levados
quando a vítima não está).  Entre as motos foram 93 furtos e 70 roubos.

No quesito  roubos a rua Domingos Júlio, no Campolim, zona sul de
Sorocaba, foi a mais perigosa, com seis casos, seguida da avenida
Itavuvu, zona norte, com quatro.

Entre os furtos, a Américo
Figueiredo,  Jardim Simus, zona oeste, lidera com 10 crimes, seguida
pela avenida General Carneiro, também zona oeste, com sete.

A
Honda 150 cilindradas é a preferida pelos criminosos, enquanto que
entre os carros o Gol é o recordista.  Os roubos e furtos têm como alvo
principal veículos fabricados até o ano 2000.

Segundo  Carlos
Alberto da Silva, coordenador do setor de furto e roubo de veículos da
Delegacia de Investigações Gerais, o mercado de reposição é o nicho dos
criminosos. “A fiscalização é forte em lojas de peças usadas, mas
existem oficinas e funilarias clandestinas receptando essas peças”,
conta.

Carlos destaca também que a prisão de alguns grupos é
determinante para a redução dos índices em um determinado ponto da
cidade.

Em fevereiro, por exemplo, a prisão de uma quadrilha
que roubava na rua Domingos Júlio fez com que a modalidade   acabasse
no local.

 Os crimes praticados  em janeiro, no entanto, colocaram a rua na liderança do ranking de roubos no primeiro quadrimestre.

Fim da Linha
Operação conjunta prende trio acusado de roubos na zona norte de Sorocaba
Maicon, Edilson e o menor  que integrava bando: polícia espera reconhecimento

Uma operação conjunta realizada entre as polícias Civil e Militar, na
manhã de ontem, prendeu três jovens – entre eles um adolescente de 15
anos – acusados de envolvimento com roubos de veículos e
estabelecimentos comerciais na zona norte de Sorocaba. Até o fim da
tarde eles já haviam sido reconhecidos pelas vítimas de oito assaltos.

O desempregado Maicon Figueiredo, 20 anos, foi preso no Habiteto,
enquanto que no Vitória Régia foram localizados Edilson Vilarino, 18, e
o adolescente D.S.S., seu irmão por parte de mãe.

Apenas
Edilson assumiu envolvimento. Maicon, que quando menor atirou em um
homem e quase o matou durante um assalto, negou qualquer participação.

Segundo o chefe de investigação do 11º DP (Distrito Policial), Paulo
Cecato, a apuração durou dois meses e identificou ainda outros dois
envolvidos que estão foragidos. “O levantamento foi feito em conjunto
com a PM e a  interação entre as polícias tem surtido resultado em
nossa área”, afirma.
Pessoas que foram
vítimas dos acusados e os reconhecerem pela foto podem entrar em
contato com o 11º DP pelo telefone (15) 3239-2641. ( EITA CAMPOLIM,BAIRRO NOBRE,QUEM TE VIU ANTES E AGORA ? SE NEM RICO TA NEM AI PRO SEU BAIRRO,O QUE DIRA AOS OUTROS ? Nervoso)


MOTO HORN SOM DE MOTO PRA SUA BIKE .

motobikehorn.jpg

SE
VC,NAO TEM MOTO,SO TEM UMA BIKE,E NAO TA PEGANDO NINGUEM,VC PODE
COLOCAR ESTA PEÇA AI NA SUA BIKE E TER A SENSAÇAO DE PILOTAR UMA MOTO.

Confira a página do produto aquio poduto existe veja ai .     http://www.youtube.com/watch?v=WQdctW8EqIs&feature=player_embedded        o video do produto ta aqui,veja o som.

claro que vc vai continuar nao pegando ninguem,mas vai ter o som de uma moto na sua bike srsrsrssrsrsr.


 

lan-house1_thumb7  
Tatiana já se acostumou com os gemidos de masturbação que escapam de
cabine. Ela só fica indignada quando o usuário deixa no chão camisinha
usada. “Quando isso acontece, a gente bloqueia o cliente”, disse. Para
disciplinar os clientes, foi colocado em cada cabine um cesto de lixo.

A
Tatiana é atendente de uma lan house do centro velho de São Paulo que
oferece cabines para acesso à internet. Ela contou que consegue saber
pelo som quando um cliente, ao final de seu horário, veste a calça às
pressas.

Uma hora na cabine custa R$ 3,50. Pelo mesmo tempo, o acesso sem privacidade, na bancada de computadores, sai por R$ 2.

De uma lan house para outra há pequenas variações de preço para baixo para para cima. Quase todas aceitam cartão de crédito.

Daniel
Idalgo, o dono da lan house onde Tatiana trabalha, não tem do que se
queixar: os negócios estão indo bem, as quarenta cabines estão quase
sempre ocupadas, e ele vai inaugurar uma filial também com espaços
privados que vai funcionar 24 horas.

Na
cidade de São Paulo, tem aumentado o número de lan houses do sexo para
atender não só jovens masturbadores, mas também, disse Idalgo, pais de
família que ficam constrangidos em acessar sites pornográficos em sua
casa.

O empresário afirmou
à Folha Online que decidiu colocar cabines em sua lan house depois de
observar que um concorrente cujos computadores eram separados por
cortina atraia mais clientes. “Tinha fila de até 20 pessoas.”

Afirmou
que não esperava que as cabines fossem usadas para masturbação, embora
fosse previsível que as pessoas procurassem por pornografia. Hoje, ele
reconhece que o seu negócio está ligado ao mercado de sexo. “Faz parte
da internet”, diz.

Nas
cabines, só pode entrar uma pessoa por vez. O computador é acompanhado
por uma webcam e fones de ouvido. A cada uso, elas passam por uma Lan
house do sexofaxina, a exemplo do que ocorre com quartos de motéis.
Todos os usuários são cadastrados, conforme determina uma lei municipal.

Nos
últimos dois anos, houve uma explosão de lan houses no país. Elas
respondem por quase 50% dos acessos à internet dos brasileiros, que
estão entre os que mais ficam conectados. ( E UMA SOLUÇAO CONTRA A CRISE,MAS NOA ENTENDI UMA COISA,PRA QUE ALGUEM VAI USAR CAMISINHA NUMA CABINE DESTAS ? Em dúvidaBobo)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s