comandante geral da PM do estado de SP, com carro de 90 mil, com verba publica ?

 

  O comandante-geral da Polícia Militar no Estado, coronel Álvaro Batista Camilo, esteve nesta sexta-feira (29) em Sorocaba e não conseguiu escapar de um assunto que o perseguiu durante toda a semana: a compra de um automóvel utilitário de luxo de R$ 92,9 mil que será usado em seu trabalho.

O comandante tentou se esquivar do assunto e acusou a imprensa de dar ênfase somente às notícias negativas.

Álvaro se reuniu com praças e oficiais da Polícia Militar local para definir estratégias como parte de seu roteiro de visitas pelos comandos da corporação em todo o Estado.

Durante a coletiva de imprensa, ele foi perguntado se imaginava que a efetivação da compra do utilitário Chevrolet Captiva geraria tanta repercussão. “É um carro operacional, viajo por todo o Estado. Gosto de estar presente com a tropa e precisava de um veículo que pudesse atender essa necessidade”, justifica o comandante, que segundo organizadores do evento viajou a Sorocaba em um helicóptero e, aqui, só rodou em um Astra pertencente ao CPI (Comando de Policiamento do Interior).

Além do Captiva, o comandante comprou 61 Vectras novos para o uso dos 57 coronéis que fazem parte da cúpula da Polícia Militar no Estado.

A compra do Captiva chamou a atenção da imprensa, uma vez que o utilitário custa mais que o Vectra e o Corolla que atendem ao governador Geraldo Alckmin.

Apesar de o comandante ter suspendido o uso do veículo na quinta-feira e nesta sexta-feira (29), o governador tornou público sua autorização para que ele utilize o automóvel. O coronel botou fim ao assunto nesta sexta-feira (29) dizendo que caso Captiva está “solucionado”.

Lado negativo /Álvaro Batista Camilo atacou a imprensa enquanto ainda estava sobre o palco do salão de eventos no Campolim.

Segundo ele, os policiais e integrantes da comunidade civil presentes deveriam trabalhar para disseminar os feitos positivos da polícia no combate ao crime, “pois os aspectos negativos a imprensa já mostra”.

Em outro momento, disse que os veículos de mídia sempre darão preferência por noticiar um acidente de ônibus à inauguração de uma creche, mas ponderou dizendo que o interesse pela tragédia é natural de todo ser humano. 

Já durante a coletiva, o comandante amenizou as declarações anteriores: “Falei que as coisas negativas chamam mais a atenção, mas a relação da Polícia Militar com a imprensa é muito boa e precisamos manter esse relacionamento para que possamos divulgar nossa produtividade e aumentar a sensação de segurança.” 

Sem problemas /Álvaro Camilo disse ainda que até o fim do ano, com a entrada em operação de cerca de 6 mil novos policiais, todos os quadros da corporação, na Capital e Interior, estarão completos. “Hoje não existem problemas de estrutura. Há viaturas e combustível para que elas andem. Todos os PMs usam uma pistola nova. Se alguém falar que há falta de estrutura na polícia, está falando de outra polícia.” (VERBA PUBLICA NÃO: que me desculpe o comandante, mas ex tem de ser dado, ja chega o prefeito de SOROCABA com um carro de 80 mil reais (lembram ?) , policial tem de fazer bico pra complementar renda, aumento pra eles não tem, que deveriam ganhar bem até pra evitar dinheiro desonesto (propina), pegou mal comandante. 

imagine o cara sendo detido jogar na cara do pilicial, é seu comandante com carro de 90 mil e eu que sou sem vergonha ?

Anúncios

óxi, droga mais forte que o crack, chega a SP.

 

Garis fazem a limpeza da rua dos Gusmões após operação policial na região da Cracolândia
Garis fazem a limpeza da rua dos Gusmões após operação policial na região da Cracolândia

 

Ainda desconhecido pela maioria da população, o óxi ou oxidado, uma droga parecida com o crack, só que mais devastadora, já se espalhou por dez Estados do país e recentemente chegou a São Paulo. Assim como o crack, o princípio ativo do óxi é a pasta base da folha de coca. Enquanto o crack é obtido a partir da mistura e queima da pasta base com bicarbonato de sódio e amoníaco, no óxi são utilizados cal virgem e algum combustível, como querosene, gasolina e até álcool de bateria –substâncias que barateiam o custo do entorpecente.

O óxi é inalado ou fumado, assim como o crack, na lata ou no cachimbo. A droga é produzida na Bolívia e no Peru e começou a entrar no Brasil em 2005 pelo interior do Acre. Em pouco tempo, chegou a Rio Branco, onde atualmente há um número elevado de usuários, e se espalhou para outras capitais da região Norte, como Manaus (Amazonas), Belém (Pará), Macapá (Amapá) e Porto Velho (Rondônia).

Composição da droga

– Pasta base da folha de coca
– Cal virgem
– Combustível, como queresone, gasolina e até álcool de bateria

Nos últimos meses, houve apreensões e registros de usuários em Goiás, Distrito Federal, Pernambuco, Mato Grosso do Sul e Piauí –onde foram confirmadas 18 mortes só neste ano por conta do uso do óxi. Há rumores da circulação da droga no Mato Grosso, Maranhão e Paraná, embora não haja registros oficiais.

A Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad), subordinada ao Ministério da Justiça, informou que pesquisadores do órgão registraram a circulação da droga em Santos (SP), mas não forneceu mais detalhes. Na capital, não há registros de usuários de óxi no SUS (Sistema Único de Saúde), segundo a Secretaria de Estado da Saúde. A Secretaria Municipal da Saúde da capital paulista, que faz um trabalho com usuário de drogas na Cracolândia, região central, também afirma não ter encontrado a droga.

Oficialmente, o Denarc (Departamento de Investigações sobre Narcóticos) da Polícia Civil ainda não fez apreensões da droga. Segundo o órgão, no entanto, o óxi já pode ter sido apreendido, mas não foi diferenciado em razão de sua semelhança com o crack. A maior diferença na aparência entre as duas drogas é a cor mais amarelada do óxi, enquanto a pedra do crack é mais clara.

O delegado Reinaldo Corrêa, da Divisão de Prevenção e Educação (Dipe) do Denarc, cita um episódio ocorrido em março deste ano, em que foram apreendidos 200 kg de crack em um laboratório no Ipiranga, zona sul de São Paulo. Na ocasião, a polícia prendeu oito mulheres contratadas em Alagoas para empacotar a droga, além de seis homens que compravam a droga no atacado na Bolívia. Na época, o Denarc anunciou que a apreensão era de crack, mas segundo Corrêa, tudo indica que, na verdade, tratava-se de óxi.

“Os investigadores queimaram algumas pedras para analisar o material e a substância soltou uma espécie de óleo, que é um resíduo do querosene do óxi que o crack não solta. Só foi registrado como crack porque os investigadores não sabiam da existência do óxi. Agora, qualquer coisa que a gente apreender, vamos ficar de olho”, afirmou o delegado.

Ainda segundo Corrêa, pedras estão sendo vendidas na cracolândia por R$ 2 a R$ 5, valor inferior ao que normalmente o crack é comercializado (entre R$ 7 e R$ 10), o que pode ser um indício do comércio de óxi. Também há relatos não-oficiais de uso de óxi na região da avenida Jornalista Roberto Marinho, na zona sul da capital. “Se olharmos o percurso da droga, o próximo destino é São Paulo, que é o grande centro consumidor de crack. Nada impede que o óxi chegue aqui”, disse.

Efeitos e danos ao organismo

A pasta base é feita a partir da trituração da folha de coca, encontrada nos países andinos (Bolívia, Peru, Colômbia e Equador). Para obter a pasta base, utiliza-se ácido sulfúrico e outros componentes tóxicos. No óxi, a pasta base é misturada com combustível e cal virgem, componentes corrosivos e extremamente danosos ao organismo.

A droga inalada chega ao cérebro entre 7 e 9 segundos, apenas, e acelera o metabolismo do usuário, causando sensações de euforia, depressão, medo e paranoia. Diferente da cocaína, os efeitos duram pouco tempo, no máximo 10 minutos. Essas circunstâncias obrigam o drogado a inalar o óxi repetidamente para manter o “barato”, o que aumenta as agressões ao organismo.

De acordo com o psiquiatra Pablo Roig, diretor de uma clínica particular de recuperação de drogados, o que torna o óxi mais letal que o crack é, em primeiro lugar, os componentes adicionais –cal e combustível– e, em segundo, a quantidade do princípio ativo da cocaína, que no óxi é de 60% do composto, um pouco superior ao encontrado no crack.

“São substâncias com alta toxicidade, que causam dificuldades na respiração, fibroses e endurecimento do pulmão. Afetam o sistema cardiorrespiratório e promovem uma vasoconstrição muito intensa. Muitos usuários têm perda de consciência, o que leva a uma parada cardíaca e ao coma”, afirma o médico.

A maioria dos usuários intercala as inaladas com doses de álcool para controlar a sensação de abstinência causada pela droga, o que ataca o fígado e o sistema digestivo, fazendo com que os usuários tenham diarreia e vômito. Muitos usuários de óxi apresentam aparência amarela por conta dos efeitos da droga no fígado.

“O álcool com a substância da cocaína forma o cocaetileno, que pode provocar esteatose hepática (gordura no fígado) e cirrose”, diz Roig. O cocaetileno também é uma substância tóxica para o miocárdio, o que pode também provocar morte súbita.

Ainda não há um estudo sobre a letalidade do óxi. Nos próximos dias, a Fundação Oswaldo Cruz, em parceria com o Ministério da Justiça, divulgará um amplo estudo sobre o crack que também deve abordar o óxi. No entanto, segundo o delegado do Deic, em média 30% dos usuários da droga não sobrevivem após um ano de uso.( agora começaa temporada dos noias irem as ruas, fazer marcha pra liberar maconha e claro os outros quererem liberar todas as demais, e consequentemente ja pedem pra liberar mais esta.

fora da cidade pode liberar, cadaum vai la consome a sua e fica la entorpecido, e não enche o saco.)

novidades de filmes

Shockwave banner TRANSFORMERS 3 vem com mais um trailer o segundo, desta vez com as cenas de ação de arrepiar,  AUTOBOTS E DECEPTICONS se envolvem na guerra fria  EUA E URSS pela corrida espacial, http://www.omelete.com.br/videos/transformers-3-trailer-2/   a estreia é 1 de julho.
 
 
conan 25abr2011 sai o primeiro trailer de CONAN O BARBARO, se vc é fã dele , então se prapara ai , a trama é a mesma do original, ou seja, CONAN sai em busca de vingança pela morte do pai e a destruição de sua vila , a estreia é em 19 de agosto.

mini hacker de 11 e 12 anos, aterrorizam facebook de ex colega

 Vara da Infância e Juventude de King County, em Seattle, indiciou duas pré-adolescentes de 11 e 12 anos de idade por usar a senha de uma colega e postar imagens de conteúdo sexual explícito na sua página de relacionamentos Facebook.

Em um caso que, para as autoridades, ilustra o uso da internet como ferramenta para perpetrar o bullying entre os jovens, as duas meninas hackearam o perfil da vítima, postaram imagens de sexo explícito na página e enviaram mensagens a garotos propondo encontros sexuais.

Desafiando os próprios temores, a vítima, Leslie Cole, também de 12 anos, decidiu sair a público para denunciar o bullying cometido pela internet. As duas acusadas não foram identificadas.

De acordo com os registros do processo, as três meninas eram colegas da mesma escola do subúrbio de Seattle, Issaquah.

Depois de uma briga, as ex-amigas encontraram a senha do Facebook de Leslie arquivada em um computador e resolveram dar início ao assédio.

Com acesso irrestrito ao site, elas colocaram fotos grosseiras e de conteúdo sexual explícito no site da ex-amiga e enviaram mensagens para garotos com ofertas de sexo.

Além disso, incluíram balões de diálogo com os dizeres “Sou uma vagabunda” nas fotos.

Identificadas, as agressoras podem ser condenadas a até 30 dias de detenção em um centro juvenil.

‘Magoada’

“Fiquei magoada e com muita raiva”, disse Leslie Cole à TV local KVAL. “Simplesmente não consegui me controlar nem dormir. Eu só chorava todo o dia.”

A menina contou as ameaças aos pais que, por sua vez, procuraram as autoridades.

Inicialmente, disse a família, os policiais que receberam a queixa inicial queriam descartar o caso como uma “briguinha de criança”, mas no fim concordaram em agir.

Acredita-se que as duas meninas são as mais jovens acusadas no condado a serem autuadas por assédio e bullying online.

Como, segundo as leis do estado de Washington, crianças entre 8 e 11 anos não podem ser acusadas de cometer crimes, a Justiça terá de determinar neste caso se a acusada mais jovem pode ser incriminada.

Dependendo da avaliação, na semana que vem, a jovem será julgada no dia 10 de maio junto com a outra acusada.

“O caso revela o lado obscuro do uso de sites de mídia social pelos jovens”, disse, em comunicado, o promotor de King County, Dan Satterberg.

“Muitos jovens acham que nos sites de mídia sociais as suas ações serão anônimas e que eles estão de mãos livres para usá-los como arma para bullying, assédio e intimidação”, afirmou.

“Este caso demonstra que assumir a identidade de outra pessoa na internet com a intenção de atormentá-la e submetê-la ao assédio é crime.” (se fosse aqui, ah elas são crianças, ah deixa quieto, deixa 1 mês sem net e pronto , aqui passam a mao na cabeçla de dimenor, la não, e pra vcs verem que acham que criança é boba, ta ai a prova, do que estes mini terroristas podem fazer.)

promotora DEBORAH GUERNER, teria tido aulas para simular que é louca.

 vejam ai o video que mostra DEBORAH recebendo dicas de um psiquiatra para simular loucura , quando denunciada no mensalão do DEM.

( com ceerteza deve sobrar para o psiquiatar que deve perder o direito de exercer a profissão, mas loucura mesmo é a justiça não fazer nada frente a esta palhacada.

mas como o congresso é um hospicio, ela deve se sentir em casa, mas usar a morte dos pais pra dizer que é louca ? é um sinismo macabro)

as obras do piso no centro de sorocaba

 ai está galera o novo piso do centro de SOROCABA, que está em obras, pra ver se desta vez encerra esta novela,pois tiverem de refazer tudo devido aos escorregões que o outro provocava, vcs lembram, bastava chover, ou mulher usando rasteirinha que la iam pro chão, teve até quem entrasse na justiça querendo indenizações pelos tombos mas isso xéééé, demora, e se ganhar .

 estas placas então por todo o centro,a final vc deve andar com cuidado nocão ainda não  feito com  novo piso, veja abaixo que chão é este.

  chão sem o piso, este na rua 15 de novembro.

 tb na 15 em frente ao brasdesco.

 praça CEL FERNANDO PRESTES em obras , toda cercada, só tem pequenos espaços para vc passar.

 mais uma da praça FERNANDO PRESTES.

 a praça do canhão é a unica que está totalmente refeita, foi a primeira a reçeber as obras.

 ja a praça ao lado O LARGO DO ROSÁRIO, pelo jeito vai ser uma reforma geral ta toda cercada , vejam mais.

 

 largo do ROSÁRIO.

 só restou a antiga fonte  de agua do ROSÁRIO, isso se não vão removê-la ou reformá-la.

 e uma visão do BOULEVARD BRAGUINHA, notem ao fundo, que tem pisos empilhados pra serem colocados  ( bem dinheiro gasto, vamos ver se tudo valerá a pena, que o novo piso agrade, pois refazer as custas de grana do povo tem dó né ?)

caso ELISA SAMUDIO, bola estaria planejando mortes ?

Eugênio Moraes/12.11.2010/Jornal Hoje em Dia  O advogado e assistente de acusação no caso do desaparecimento e morte da modelo Eliza Samudio, José Arteiro Cavalcante Lima, afirmou que recebeu a denúncia de um preso da penitenciária Nelson Hungria, em Contagem (MG), contra o ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, acusado de matar a ex-amante do goleiro Bruno. Lima afirma que o detento, que chegou a dividir a cela com Bola, teria contado a ele que o ex-policial estava planejando matar a juíza e o delegado responsável pelas investigações e processo do caso Elisa. O próprio advogado também teria sido ameaçado. A denúncia foi protocolada no Tribunal do Júri de Contagem, na semana passada. 

Segundo Lima, a mulher do presidiário que dividia cela com o ex-policial o procurou, falando que o marido teria informações. O preso contou então que Bola tinha um plano para matar o delegado Edson Moreira, chefe do Departamento de Investigações da Polícia Civil de Minas Gerais, a juíza Marixa Fabiane Lopes Rodrigues, do Tribunal do Júri de Contagem, e outras pessoas que, segundo ele, estariam “prejudicando sua vida”. 

O presidiário teria informado ainda que traficantes do Rio de Janeiro participariam do crime. Ele teria citado o nome de Nem, um dos criminosos mais procurados do Rio de Janeiro.

O advogado afirmou ainda que o preso contou que Bola teria admitido o assassinato de Eliza Samudio e informado que a polícia não encontrou a ex-amante do goleiro Bruno Fernandes porque seu corpo teria sido incinerado e as cinzas jogadas em uma área já vistoriada. 

Outro lado

Em conversa com o R7, Zanone Manoel de Oliveira, advogado de Bola, negou que as informações sejam verdadeiras e afirmou que o ex-policial não conversou sobre o caso com presos. Ele disse ainda que essa é apenas mais uma estratégia da acusação para manter o caso na mídia. 

– Ele nunca mostrou nenhum tipo de raiva por nenhuma pessoa.

O detento que fez a denúncia será ouvido pela Justiça e já foi transferido para outra prisão. Segundo o delegado Edson Moreira, se comprovada as afirmações, Bola pode responder também por ameaça e formação de quadrilha.( ele preferiu segurar o rojão junto com o BRUNO não foi, amizade, fez a moça sumir , ajudou, pode ter matado sei lá, tudo que a policia diz , teve chançe de contra tudo e fazer acordo, mas prefere negar ai agora vem com essa ?  

será verdade ou intriga ? mas de que adiantaria matar a juiza e o delegado, iso spó reforcaria mais a culpa dos dois no sumiço de ELISA, o que agravaria mais a pena deles, como ja foi dito, sem o corpo não tem muito tempo de condenação pros dois , infelizmente é a lei maluca que temos.)