jovens presos nos EUA, por causa de piada no twitter, e ameaça de censura no microblog

É sempre bom lembrar: muito cuidado com aquilo que você escreve nas redes sociais. Nunca sabemos como as pessoas (e, nesse caso em especial, as autoridades) podem interpretar sua declaração. Dois jovens britânicos de férias nos Estados Unidos, Leigh Van Bryan e Emily Bunting, não pensaram nisso na hora de trocar suas animadas mensagens pelo Twitter, fazendo piadas infelizes sobre suas futuras atividades na América.

r-LEIGH-VAN-BRYAN-EMILY-BUNTING-large570Leigh Van Bryan e Emily Bunting, banidos dos Estados Unidos por causa de mensagens no Twitter (Foto: Reprodução/SWNS)
Tudo começou quando Leigh enviou pelo microblog uma mensagem para uma amiga dizendo que iria “destruir a América”. Em outro tweet, o rapaz novamente comentou com um amigo que estava partindo de viagem de férias para “ofender pessoas” na Hollywood Boulevard, e “desenterrar Marilyn Monroe”. É evidente que, nos dois casos, tratava-se de uma brincadeira. Porém, os agentes especiais do serviço de segurança dos Estados Unidos não entenderam dessa forma.
MESSAGEUm dos tweets de Bryan mencionava “destruir
a América” (Foto: Reprodução)
Assim que chegaram em Los Angeles, onde esperavam passar férias de três semanas, Leigh e Emily foram abordados por guardas armados, que os prenderam sob suspeita de “planejar cometer crimes em solo americano”. Os jovens foram interrogados por cinco horas e passaram a noite em uma cela comum, com outros criminosos. Bryan até afirmou que foi forçado a dividir sua cela com traficantes mexicanos.
A explicação da dupla é que, no Reino Unido, o termo “destruir” é uma gíria para festejar, e argumentaram que jamais teriam a coragem de violar o túmulo de Marilyn Monroe.
As justificativas, porém, não surtiram efeito. Ambos foram proibidos de entrar nos Estados Unidos, e foram deportados para a Grã-Bretanha, tendo embarcado no dia seguinte. O caso foi levado tão a sério que os agentes da fronteira procuraram por pás entre as bagagens dos jovens.
Segundo o jornal Daily Mail, Van Bryan e Bunting foram informados que, caso desejam voltar aos Estados Unidos, deverão solicitar antes um visto de turismo na Embaixada norte-americana em Londres. Bryan, no entanto, parece ter aprendido a lição: desde o incidente, sua conta no Twitter foi colocada em modo privado. ( não duvidem que estes jovens não estejam sendo monitorados mesmo na INGLATERRA, os EUA ultrapassaram o limite da insanidade.
Hacker Twitter (Foto: Reprodução)Twitter terá censura de tweets (Foto: Reprodução)
Uma nova tecnologia desenvolvida peloTwitter promete esquentar as discussões sobre a liberdade de expressão na Internet. O microblog vai passar a bloquear tweets de acordo com a legislação de cada país, o que permitirá sua expansão pelo mundo. A meta é passar de 100 milhões para um bilhão de usuários regulares.
No post  “Tweets still must flow”, a empresa explica que a medida foi tomada porque muitas nações têm ideias sobre a liberdade de expressão diferentes das adotadas no país sede da companhia, os Estados Unidos.
Nele é colocado de forma clara os lugares onde existe uma diferença político-cultural muito grande, a exemplo da China, em que o Twitter é proibido. A tecnologia será aplicada, por exemplo, a países como França e da Alemanha, onde conteúdos pró-nazistas são banidos por lei.
Com a nova ferramenta, mensagens que estejam nessa situação seriam bloqueadas, mas liberadas para o resto do mundo. Quando o usuário publicar um conteúdo proibido, ele será substituído pela seguinte mensagem que explicará a razão do bloqueio: “Tweet retido. Estetweet de @usuario foi retido em: país. Saiba mais”, que aparecerá em tom acinzentado.
Ao publicar conteúdo proibido, aparecerá a mensagem: “Tweet retido. Este tweet de @usuario foi retido em: país. Saiba mais” (Foto: Divulgação)Ao publicar conteúdo proibido, o usuário receberá a mensagem: “Tweet retido. Este tweet de @usuario foi retido em: país. Saiba mais” (Foto: Divulgação)
A restrição também poderá ser feita na conta do usuário, que receberá mensagem semelhante, conforme o modelo abaixo.
O usuário também pode ser notificado por meio da sua conta (Foto: Divulgação)O usuário também pode ser notificado por meio da sua conta (Foto: Divulgação)
Na postagem é demonstrado o compromisso com a transparência no processo de restrição de conteúdo, mas não esclarece quais serão os critérios adotados para negar uma publicação. E isso é mais um agravante no que diz respeito a uma eventual censura prévia, já que o microblog se consolidou como uma poderosa ferramenta de mobilização social. Vale lembrar que muitas das manifestações que culminaram na Primavera Árabe, movimento que derrubou várias ditaduras no Oriente Médio, surgiram no Twitter.
Com essa mudança de paradigma, o fator que torna o Twitter popular, que é justamente a liberdade de expressão, pode estar ameaçado. A questão é como o Twitter irá se comportar quando o país, no qual ele queira expandir os seus negócios, pedir para excluir determinado tipo de conteúdo. Essa é, aliás, a grande contradição enfrentada por todas as grandes empresas de Internet, como Google e Facebook, que estão no meio de uma disputa entre as legislações dos países e os anseios de liberdade de seus consumidores. Resta saber qual dos lados irá vencer. ( CENSURA nunca, isso ai com certeza pode ser usado pra censurar tudo ,abram o olho.)
 censura chegou ao Twitter. A partir de agora, o microblog mais popular da internet vai bloquear conteúdo que julgar impróprio em determinada região. Na Central de Ajuda do Twitter, é possível ver exemplos de mensagens desativadas e descobrir se um tweet na sua timeline foi bloqueado.
A rede social pode determinar sua localização de forma automática, através do IP do usuário, e manual. Nesta dica, mostraremos como burlar a censura em determinado país alterando a sua localização. A configuração, no entanto, é salva localmente no navegador e deve ser refeita caso você utilize outro computador ou troque de browser.
Passo 1. Logado no Twitter, acesse as configurações da sua conta;
Passo 2. Localize a seção “País” e mude para “Mundial” (primeira opção da lista);
Twitter (Foto: Reprodução)Selecione “Mundial” (Foto: Reprodução)
Passo 3. Clique em “Salvar alterações”;
Passo 4. Sua senha será solicitada. Digite-a e clique em “Salva alterações”;
Passo 5. Se a opção “Mundial” não funcionar, escolha um país diferente da região onde o Twitter está sendo censurado.
Pronto! Lembre-se que é necessário refazer os passos acima sempre que você acessar sua conta de outro computador, trocar de navegador ou limpar o cache.

Uma consideração sobre “jovens presos nos EUA, por causa de piada no twitter, e ameaça de censura no microblog”

  1. You can definitely see your skills within the article you write. The sector hopes for even more passionate writers such as you who aren’t afraid to say how they believe. At all times follow your heart.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s