novas drogas chega ao mercado toda semana, e pior, ainda não são consideradas ilegais

 

A polícia reforça a segurança nas fronteiras para impedir a entrada de maconha e cocaína. Favelas são invadidas. Deputados votam leis severas contra o tráfico. E os prefeitos tentam coibir o uso de crack nas ruas. 

Enquanto isso, uma nova geração de drogas entra no Brasil e é consumida livremente. São as chamadas legal highs, conhecidas aqui como drogas disfarçadas. 

Substâncias criadas em laboratório que imitam o efeito das drogas já conhecidas. Mas como possuem uma fórmula recém criada, ainda não estão na lista de entorpecentes. E por isso não são combatidas. 

Um site inglês oferece dezenas de tipos dessas novas drogas sintéticas. É um site de vendas como outro qualquer. Você escolhe a mercadoria, como uma que diz provocar os mesmos efeitos do ecstasy. Depois preenche seus dados e eles prometem fazer a entrega em até 20 dias úteis por correio em qualquer parte do mundo. 

O órgão nacional responsável por dizer quais substâncias devem ser classificadas como ilegais no país, a Anvisa, admite que a fiscalização está cada vez mais difícil. 

“Essas drogas têm surgido cada vez com mais velocidade e fica em um jogo de gato e rato. Se desenha uma nova substância e a gente tem que classificá-la como proibida”, diz Elmo Santana, coordenador de produtos controlados da Anvisa. 

De acordo com um relatório publicado este mês pela União Europeia, a cada semana uma nova droga sintética é criada no mundo. Mas no Brasil, nos últimos cinco anos, apenas sete substâncias foram identificadas e entraram para a lista das proibidas. 

Está claro então que existe um monte de substancias perigosas circulando por aí que ainda não são chamadas de drogas. Mas o que acontece se alguém é pego com uma delas? 

“Enquanto uma substância não é classificada ou como controlada, ou como proibida, não há nenhum crime nem envolvendo a utilização ou a venda daquela substância”, diz Santana. 

Não é só por aqui que a guerra parece perdida. Nos Estados Unidos e em alguns países europeus, proliferam pelas ruas lojas que vendem livremente estas substâncias. O Fantástico visitou uma delas em Londres. O dono do estabelecimento não quis se identificar, mas mostrou o que havia de novo em sua vitrine. 

O primeiro produto apresentado foi um parecido com aquele que estava à venda pela internet: também imita os efeitos do ecstasy. Mas é fabricado com produtos ainda não catalogados. 

E a grande novidade foi uma mercadoria ainda sem rótulo, nem nome, mas que serve como substituta à cocaína. Totalmente sintética e legalizada. 

“É um risco muito grande porque muitas dessas substâncias tem toxicidade alta e um efeito colateral muito grande. Isso só vai se descobrir depois de algum tempo de uso”, diz Paulo Telles, pesquisador do núcleo de estudos e pesquisas de drogas da UERJ 

Estreia esta semana no cinema “Paraísos artificiais”, que mostra como as drogas sintéticas fazem cada vez mais parte da vida dos jovens. O diretor Marcos Prado estudou durante três anos o tema. E chegou a uma conclusão importante. 

“Falta muita política de prevenção de danos aqui neste país. A gente se preocupa com o crack, que é muito importante, que é muito perigoso. Mas falta política de informação para o jovem. No mundo lá fora, existe, é fomentado, mas aqui no Brasil ainda está engatinhando, porque os jovens continuam consumindo drogas sintéticas que chegam. Outro dia eu descobri uma que chamava 2CB”. 

Marcos Prado ficou sabendo da existência desta tal droga há um ano. Foi somente esta semana que a polícia de Florianópolis conseguiu apreender e registrar a existência no Brasil da 2CB. 

“Ele é muito semelhante ao ecstasy, ele possui os mesmos efeitos euforizantes. Porém ele pode ser considerado mais perigoso uma vez que ele é 10 vezes mais alucinógeno que o ecstasy. No Brasil ainda não é proibido e agora nos vamos entrar em contato com a Anvisa”, afirma Bruna Boff, perita da Polícia Civil de Santa Catarina. 

Este processo de classificação de uma substância como perigosa dura pelo menos dois meses. Mas quando a 2CB for finalmente proibida, outras drogas novíssimas já vão estar nas ruas e nas pistas de dança. ( raves são fáceis, pq são fora da cidade, basta bloquear o acesso a cidade de pessoas alteradas depois de uma rave, quanto as demais baladas tem de concentrar numa área só e deixar cada um se matar a vontade. )

curretos, expulsam mulher de parque por causa de tatuagem.

sininho!

Quê isso, Sininho? Quê isso?

Parques de diversão são verdadeiros reinos de magia, certo?

Bom, no caso da americana Lana Massey, a magia acabou rapidinho.
Ela estava brincando com o filho de 8 anos de idade no parque Legoland, em Grapevine, no Estado do Texas, quando funcionários do local pediram que ela se retirasse.
Tudo porque Lana tem uma tatuagem da fada Sininho, só que sem roupa.
O caso virou polêmica quando muitas pessoas se revoltaram e outras apoiaram a decisão do parque.
O parque não se pronunciou até o momento. ( agora até tatuagem é motivo disso ? o que oas funcionários ganham por fazer isso ? NADA ou ganham um salário extra ? não né ? tanta coisa pra se preocupar como a segurança dos frequentadores, isso ai é falta do que fazer, o lugar deve ser perfeito, então da tempo de se incomdar com coisas banais.)

correria pra terminar obras em SOROCABA, olha ai.

 
O programa “Sorocaba Total”, considerado a maior obra viária do interior paulista, começou em 2007 e ainda está longe de terminar. O BOM DIA percorreu alguns pontos das intervenções que estão sendo feitas na cidade e constatou que existem trechos que estão praticamente prontos e em outros há muita obra para fazer para ser possível a interligação dos 22 quilômetros de novas vias com a revitalização dos 11 quilômetros de avenidas que existem há décadas.

O prefeito Vitor Lippi quer que sua equipe acelere as obras para que possa inaugurar o programa ainda durante a campanha eleitoral deste ano. A Secretaria de Gestão e Planejamento, responsável pelo acompanhamento das obras, informa que, com sucesso, neste ano deve ser entregue 90% do total do programa.
Paciência e otimismo/  Os moradores dos locais em obra reclamam da demora e do transtorno que qualquer obra produz, mas também estão otimistas com a valorização de suas propriedades após a conclusão do programa.
No Jardim Zulmira, zona oeste de Sorocaba, onde está sendo feito o Complexo Mario Covas, a empresa contratada pela prefeitura trabalha na rua Gumercindo Gonçalves para unia a avenida General Carneiro.
No meio das obras estava a aposentada Deolinda Chiqueto Silva, 50 anos. Ela teve parte da propriedade desapropriada em razão de passar uma das pistas. Ela disse que tinha um comércio “Aqui nós tínhamos um comércio. Eram 10 anos de bar e está prejudicando um pouco financeiramente”, falou. Mas comentou que está tendo todo respaldo da prefeitura e não tem o que reclamar.

“Eles estão dando o apoio necessário por meio dos engenheiros”, disse Deolinda. Ela reclamou de casas  que estão sendo invadidas. “Essas residências estão vazias porque já  foram desapropriadas e estão sendo usadas por usuários de drogas e também traficantes”, comentou a dona Deolinda.

Já a comerciante Amenaide Inversão Cesário, 48, que mora na rua Jurandir Escabia –  proprietária de um sacolão – afirma que a obra está atrapalhando seu comércio. “Não existe acesso aqui para os carros pararem”, conta ela. Mas tem esperança que possa recuperar o prejuízo que está tendo. “Nesse momento está ruim. Vamos ver se consigo recuperar depois de pronto”   
Outro que está sofrendo com as obras do “Sorocaba Total” é o comerciante Danilo Ricardo Freitas, 28, que tem um estabelecimento na avenida Joaquim José Lacerda, zona norte, que fazem parte do Complexo Franco Montoro. O trecho onde ele trabalha é interditado algumas vezes. “O cliente pode entrar na rua, mas não faz isso”, conta ele. Danilo trabalha com a instalação de som automotivo e outros acessórios para carros. “Mas espero que futuramente essa obra possa ajudar o meu comércio”, coloca Danilo.
Praticamente vizinho a Danilo, mora o aposentado Vlademir Canadeu, 53. “Isso aqui vai ficar uma maravilha. Vai valorizar e muito meu imóvel”, comemora o aposentado. Ele disse que o trânsito está complicado, mas já esteve pior. “Quando tinha casa do outro lado da rua não tinha condições”, afirma. As casas que Vlademir se refere foram desapropriadas para fosse feira a segunda pista da avenida J.J Lacerda. No local também será feito um elevado ligando a J.J Lacerda com a avenida Ipanema.
Adiantado /O Complexo Ulysses Guimarães também na zona norte  é o mais adiantado. Foi a última parada do BOM DIA.
A dona-de-casa Edenir Aleixo de Carvalho Diniz, 59,  que mora há 22 anos na avenida Ulysses Guimarães no Parque da Laranjeiras não tem do que reclamar. “Aqui era só buraco. Melhorou bastante.”
Já o soldador José Otacílio Souza, 43, espera ansioso a conclusão da ponte que vai ligar a avenida Ulysses Guimarães com a avenida Tadao Yoshida que fica na zona industrial. “Vai ficar muito mais fácil para chegar ao trabalho”, disse ele que trabalha na zona industrial.
Entregando /O secretário de Gestão e Planejamento Valmir Almenara alguns fatores alteraram o cronograma das obras. “As chuvas são um exemplo. Desdobramento das desapropriações em ações judiciais; remoção de obstáculos ocultos no subsolo e, também, a realocação de famílias residentes em áreas de risco, também, interferiram.”

Ele coloca que há situações que dependem de concessionárias de serviços. Como é o caso da realocação de redes elétricas, telefonia, fibras ópticas e de gás natural. “Embora a secretaria planeje as ações com antecedência, os trabalhos dependem dos prazos internos dessas concessionárias, devido ao contínuo crescimento de demanda da cidade”, explica o secretário Valmir. ( o povo não pode é ficar reféns de obras, ou votarão no candidato do partido do prefeito só por medo que elas não sejam concluidas ?

VOTEM COM CONCIÊNCIA, precisa ver se serão de qualidade, não sejam feitas nas coxas só pra terminar logo, que tenham qualidade, nem que não terminem a tempo, mas sejam concluídas independente de quem for eleito.)

pelada pode, só não esqueça o capacete

Um motociclista que levava uma mulher nua na garupa de sua moto foi multado pela polícia  em Constanta, na Romênia, porque a jovem estava sem capacete, item de segurança obrigatório no país. Após a infração, a mulher colocou o capacete e o casal foi liberado pelo agente. A cena foi flagrada por motoristas que passavam pelo local, segundo a imprensa local.

Mulher que estava andando nua na garupa de uma moto foi multada por estar sem capacete. (Foto: Reprodução) 
 
Mulher que estava andando nua na garupa de uma moto foi multada por estar sem capacete. (Foto: Reprodução)
 

Após a mulher colocar o capacete, o casal foi liberado pela polícia. (Foto: Reprodução)

Após a mulher colocar o capacete, o casal foi liberado pela polícia 

( quer dizer que nudez pode, só não pode esqueçer o capacete, legal essa) 

novidades de filmes

Poster Coreano

novo trailer de G.I.JOE 2 RETALIAÇÃO, mostra LONDRES sendo destruida, com os EUA nas mãos do cobra, os JOES, desmantelados tem de revidar por conta própria, a estréia é 17 de agosto. http://omelete.uol.com.br/gi-joe/cinema/gi-joe-2-retaliacao-rock-apresenta-novo-trailer-do-filme/

faz tempo que não falo de filme pornô, mas falarei deste , é mais uma daquelas paródias de filmes famosos, e claro que um dos mis esperadops do ano não poderia ficar de fora OS VINGADORES ou THE AVENGERS que é como vc vai encontrar na net, caso decida baixá-lo , o filme alem dos herois que vc já sabe, terá outros, como a MULHER ARANHA entre outras , afinal só a VIUVA NEGRA não daria né ? o filme sai  em 8 de maio nos EUA.

Imagem promocional Batman 24abril2012

mais um trailer de BATMAN O CAVALEIRO DAS TREVAS RESSURGE , ainda sem detalhes da trama, mas pelas imagens vai ser briga das boas, o filme estreia em 27 de julho. http://omelete.uol.com.br/batman-o-cavaleiro-das-trevas-ressurge/cinema/batman-o-cavaleiro-das-trevas-ressurge-confira-o-novo-trailer-do-filme/

 


JA NAS LOCADORAS:

DOIS COELHOS/SUSPENSE, AÇÃO/BRASIL: um jovem planeja um golpe incrivel, ao colocar bandidos e  políticos corruptos uns contra os outros , durante o filme vc descobrirá as verdadeiras intenções do cara , que encolvem um acidente e um amor que ele nunca esqueçeu: ELENCO ALESSANDRA NEGRINI, THAIDE ( do programa A LIGA) CACO CIOCLER. 

MISSÃO IMPOSSÍVEL 4 PROTOCOLO FANTASMA/AÇÃO/EUA: desta vez o agente ETHAN HUNT , e sua equipe são acusados de uma atentado terrorista no KREMLIN (RUSSIA), para limpar seu nome eles terão de impedir uma guerra nuclear e deter o verdadeiro culpado. ELENCO : TOM CRUISE.

FILHOS DA ESCURIDÃO/ TERROR/EUA: jovem herda o antigo instituto para tratamento de viciados, onde sua mãe realizava experiências macabras para obter a cura para o vício das drogas, as experiências resultaram em crianças mutantes, escondidas lá dentro a espera de vitimas como o jovem e seus amigos que foram para lá.

REALITY DA MORTE/TERROR/EUA: 7 jovens participam de um reality show numa prisão abandonada, onde coisas terríveis aconteceram lá , eles devem realizar tarefas nos diferentes pontos da prisão, mas logo descobrem que não estão sozinhos.

humorista é processado por zoar LUAN BANANA

Editora da faixa de Luan Santana (foto) alega danos a imagem / Reprodução/Twitter

Editora da faixa de Luan Santana (foto) alega danos a imagemReprodução/Twitter 

A paródia que o humorista Vinícius Vieira fez da música “Amar Não É Pecado”, do cantor Luan Santana, rendeu um processo ao comediante, informou a coluna “Zapping”, do jornal “Agora”.

Na versão de Vieira, que trabalha na Record, o hit se transformou em “Dar Rosca Não É Pecado”, uma paródia sobre a orientação sexual de Luana Santana.

Ao tomar conhecimento da brincadeira, a editora da música original decidiu abrir o processo e pede R$ 200 mil por danos a imagem. ( pronto, mais um humorista é processado, por quem não sabe o que é humor,estes que estão processando com certeza devem pegar travestis na calada da noite, bando de hipócritas.)

danos a imagem ? imagine ter de processar todos os sites de humor por zoarem os famosos, 200 mil , tão passando fome é ? , cliquem no link abaixo pra ouvir a musica da discórdia.)    


preso dois suspeitos da agressão a homem em posto de gasolina

Polícia prende dois suspeitos de agredir jovem em posto de gasolina

http://noticias.r7.com/videos/policia-prende-dois-suspeitos-de-agredir-jovem-em-posto-de-gasolina/idmedia/4f97e41592bb3047b916d257.html  ( como sempre, a policia teve de agir, já que foram 3 contra 1 e os frestitas e dois outros clientes nada fizeram.)

encontrados os jovens desaparecidos no sul da BAHIA

A polícia do Espírito Santo afirmou na noite desta terça-feira (24) que foram encontrados os corpos dos cinco jovens que desapareceram em uma viagem entre São Mateus, no norte do Espírito Santo, e Prado, no sul da Bahia na noite da última sexta-feira (20). A informação foi divulgada pelo superintendente de Polícia do Interior capixaba, delegado Danilo Bahiense, durante entrevista ao vivo ao telejornal da TV Vitória, afiliada da Record.

  • Reprodução/FacebookImagem que vem sendo divulgada nas redes sociais para ajudar nas buscas dos jovens

O carro foi encontrado no rio Mucuri, na Bahia, com quatro corpos em seu interior e um do lado de fora. O Corpo de Bombeiros de Teixeira de Freitas (BA) foi deslocado para a região para resgatar as vítimas. As causas do acidente estão sendo investigadas.

A Polícia Civil do Espírito Santo, juntamente com o serviço de inteligência da Bahia, estava fazendo as buscas e a investigação. Ao todo, 50 policiais de cada Estado ajudaram nas buscas com o auxílio de dois helicópteros.

Estavam desaparecidos André Galão, 28, ex-estudante de design de moda do Centro Universitário do Espírito Santo (Unesc), Izadora Ribeiro, 21, Rosaflor Oliveira, 24, Amanda Oliveira, 22, e Marllonn Amaral, 21 –todos estudantes de biologia do Centro Universitário Norte do Espírito Santo (Ceunes).

Informações desmentidas

Durante a manhã de hoje, chegou a ser veiculada a informação de que um carro, com corpos em seu interior, teria sido encontrado em um precipício a 12 km do distrito de Posto da Mata, na cidade de Nova Viçosa (BA).

Porém, mais tarde, a Secretaria de Segurança Pública da Bahia negou a informação e o delegado Danilo Bahiense disse que não foram encontrados vestígios do grupo.

CAMINHO QUE PODERIA SER PERCORRIDO POR JOVENS

  • Reprodução/MapLinkO grupo de cinco jovens partiu na noite de sexta (20) de São Mateus (ES), com destino a Prado (BA)

Entenda o caso

Os jovens viajavam, por volta das 19h da última sexta-feira, em um carro Fiat Punto de cor bege em direção à festa de aniversário da mãe de Izadora. O percurso entre São Mateus e Prado deveria ser feito em cerca de três horas. Como o grupo não chegou ao destino, os familiares tentaram ligar para os celulares dos estudantes, mas todas as ligações caíram na caixa postal.

Segundo a polícia de São Mateus, o grupo teria sido visto pela última vez em um posto de gasolina do distrito de Itabatã, em Mucuri, no sul da Bahia. 

Segundo a mãe de André Galão, Glória, as buscas foram iniciadas pelos familiares já na manhã de sábado (21), ela informou que o trajeto entre São Mateus e Prado foi refeito diversas vezes por parentes.

“Tudo ainda é muito vago, é como se um carro e cinco pessoas pudessem desaparecer como fumaça, como se pudessem desintegrar”, afirmou ontem.

Além dos familiares e da polícia, o caso vinha sendo divulgado nas mídias sociais com a ajuda de amigos.

( se foi acidente,por causa da má conservação da estrada, se foi causada por bebida ou até droga dentro do carro que se divulgue, ous as familias vão esconder os fatos ?

se foi ação de bandidos tb será difícil descobrir, desobre se quiser tb, vamos ver no que vai dar isso.) 

bairros de SOROCABA sem carteiros, e contratar nada ?

 

Edson Santos, do Jardim Santa Rosa – Por: Luiz Setti

a média de 17,1 mil correspondências deixa de ser entregue nas casas dos sorocabanos pelos Correios mensalmente, segundo o diretor da subsede em Sorocaba do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios e Similares de São Paulo (Sintec-SP), Gilmar Gomes da Silva. São cartas destinadas para bairros que nunca tiveram o serviço de entrega de porta em porta. Nestes casos os próprios moradores precisam dirigir-se a uma unidade dos Correios na Casa do Cidadão mais próxima para retirar a carta ou a encomenda por meio programa denominado Posta Restante. Elas se acumulam por cerca de 30 dias e a maioria acaba sendo devolvida aos remetentes. De acordo com o diretor do Sindicato isso ocorre porque os Correios não têm carteiros suficientes para sequer fazer a distribuição nos bairros já atendidos pelo serviço. A Empresa de Correios e Telégrafos (ECT) foi consultada no final da tarde de ontem, mas não confirmou esse número de cartas não entregues nos domicílios.


“Eu sou um anônimo sem endereço, parece que moro em Belém do Pará”, queixa-se o morador do Jardim Santa Rosa, zona norte da cidade, Edson Santos, 43 anos. Ele diz que não informa o seu endereço verdadeiro quando faz cadastro porque senão fica sem receber as correspondências. Sempre informa endereços de amigos ou parentes, onde sempre vai retirar as correspondências. “Fico ligando e buscando, duas ou três vezes por semana”, reclama. Diz que enfrenta essa situação há cinco anos e já desistiu de reivindicar o serviço. “Já fui na Prefeitura, na Central do Correio, em jornais, em tudo quanto é lugar e os carteiros nunca passaram aqui”, diz desanimado.

A situação afeta principalmente alguns bairros das zonas leste e norte de Sorocaba, penalizando os moradores que perdem tempo e dinheiro para ir às Casas do Cidadão, onde reclamam da demora para serem atendidos. De acordo com o que apurou o sindicato dos carteiros, a média mensal de correspondências acumuladas nas agências dentro das unidades da Casa do Cidadão, pelo programa Posta Restante, é de 7 mil na Casa do Cidadão Éden; 4.600 na Casa do Cidadão Itavuvu; 3.500 na Casa do Cidadão Ipanema e 2 mil na Casa do Cidadão Brigadeiro Tobias. O sindicato prevê que mensalmente há 4,2 milhões de entregas entre correspondências e encomendas em Sorocaba. As 17,1 mil que precisam ser retiradas pelos próprios destinatários correspondem a 0,41% do que é entregue, segundo o Sintec-SP.

O diretor do sindicato ressalta que 17,1 mil é uma quantidade muito grande de correspondências, o que gera reclamação dos sorocabanos não atendidos e gera questionamentos tanto dos vereadores a respeito do problema, como da Prefeitura, que cobra dos Correios mais agilidade no atendimento dentro das Casas do Cidadão. 

Segundo Gilmar, a falta da distribuição domiciliar atinge hoje os bairros Jardim Horizonte, Jardim do Pássaro, Jardim Topázio, Jardim Eliana, Jardim Azaleia, Morada das Flores, os jardins Paulistano 1, 2 e 3, Santa Paula, Jardim das Rosas e parte do Parque São Bento. Segundo Gilmar da Silva, todos são bairros com placas nas ruas e números nas casas, o que os torna aptos para receber o serviço de entrega de porta em porta. O Cruzeiro do Sul constatou também problemas no Jardim Santa Rosa, Monte Alpino, Residencial da Flores e Jardim Topázio.

O aposentado Décio Martins, 60 anos, outro morador do Jardim Santa Rosa diz que a esposa dele gasta cerca de R$ 25 com passagens de ônibus ao mês para ir em postos dos prestadores de serviços, como o de telefonia, ou na Prefeitura para retirar segundas vias. “Enquanto na Casa do Cidadão a informação é a de que a conta não chegou, os prestadores de serviços dizem que já nos enviaram”, declara Décio, dizendo que a esposa dele já vai direito aos prestadores de serviços para não enfrentar filas e continuar sem acesso às contas. Décio enfatiza que o gasto com o ônibus para retirar as contas fica mais caro do que a conta de água que paga mensalmente.

No Residencial das Flores, bairro da Zona Leste, na região do Éden, a operadora de produção, Paula Cristina Barbosa de Almeida, 30 anos, diz que se mudou para lá e mantém todas as correspondências no endereço da avó, porque no bairro não chega. “Eu não sei para quem reclamar e acho essa situação bem desagradável”, declara. No Jardim Topázio, mesma região, o vigilante Luiz Carlos Pereira dos Santos, 30 anos, diz que o bairro tem quatro anos e dependendo da época do mês tem que ir várias vezes por semana na Casa do Cidadão do Éden para não deixar a conta vencer. “Fui reclamar e disseram que não tem carteiro e que para contratar é preciso de autorização de Brasília”, declarou.

O diretor do Sintec-SP, Gilmar Gomes da Silva, orienta aos líderes comunitários de bairros que não têm a coleta de porta em porta a fazer a solicitação da entrega de correspondências na agência dos Correios Reven 2, localizada na rua Francisco Mucciolo, 300, bairro Jardim Gonçalves. Segundo ele, essa agência repassa o pedido à regional dos Correios em Bauru. No entanto Gilmar disse que a maioria dos bairros que não é atendida já tomou essa iniciativa e aguardam ser atendidas pelos Correios. ( fique sem pagar alguma conta ai um belo dia aapreçe cobrança judicula na sua porta, ai teve carteiro né ?)

CQÇ X JORNALISTAS REACIONÁRIOS

Será que é hora de jornalistas pensarem em restringir a liberdade de imprensa?”

Marcelo Tas, âncora do”CQC”, reagiu assim às reclamações de jornalistas após confusão que por pouco não terminou em pancadaria contra o humorista Mauricio Meirelles e equipe.

Sindicato dos Jornalistas de Brasília pede limites ao “CQC”
Jornalistas se irritam com equipe do “CQC” em Brasília

No programa desta segunda (23), Tas tratou o episódio como “pequeno zum-zum-zum” e criticou a disposição de um sindicato do Distrito Federal de propor restrições ao trabalho do “CQC” na capital.

Na semana passada, Meirelles tentou de várias formas (“custe o que custar”, conforme o lema da atração) chamar a atenção da secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, que participava de evento oficial em Brasília.

Acabou, contudo, irritando jornalistas ao atrapalhar a gravação de equipes de TV.

  Divulgação  
Mauricio Meirelles, do "CQC"
Mauricio Meirelles, do “CQC”

O humorista (incorporado neste ano ao programa da Band) tentou entregar uma máscara de Carnaval para Hillary enquanto berrava “samba!” –pouco antes, a americana tinha sido flagrada bebendo cerveja e dançando num bar na Colômbia.

Houve, então, uma discussão com a assessoria de imprensa do Ministério das Relações Exteriores.

Em seguida, a equipe do “CQC” prometeu discrição para não ficar de fora de uma entrevista coletiva com Hillary e o ministro Antonio Patriota. Promessa cumprida.

Mas, na saída, mais confusão: com nova tentativa de fazer a máscara chegar às mãos de Hillary, Meirelles atrapalhou o trabalho de fotógrafos, cinegrafistas e repórteres. Os colegas quase trocaram agressões físicas –Itamaraty e embaixada dos EUA precisaram intervir para que isso não se concretizasse.

‘PEQUENO ZUM-ZUM-ZUM’

O programa de hoje, segundo Tas, mostrou o que “realmente aconteceu”, a despeito de reportagens “que [disseram que] o ‘CQC’ foi lá, fez uma coisinha que não podia, fez bobagem numa coletiva de imprensa”.

O quadro começou com Meirelles entrevistando parlamentares –que, na maioria, desconheciam os motivos que trouxeram a norte-americana ao Brasil.

Corta para o evento com Hillary e Patriota. O integrante do “CQC” tenta entregar a máscara carnavalesca, para que ela possa “dançar e beber” à vontade. Hillary percebe a movimentação, sorri, aplaude e bate com a mão no coração.

No modo “defensivo”, o “CQC” exibiu um relógio para provar que, durante toda a coletiva de imprensa (cerca de 40 minutos), Meirelles não se manifestou –ainda que as reclamações tenham ocorrido pelo comportamento do “CQC” no começo e no fim do evento.

Tas também rechaçou a ideia de que jornalismo e humor não podem se misturar. Disse que a tentativa de “calar um programa” pode ser um perigoso precedente.

Termina, por fim, afirmando que “o ‘CQC’ não está aqui para brigar com ninguém. O CQC é só amor”.  ( isso ai volta-se contra os proprios jornalistas, ous eja podem ser censurados tb.

no seu primeiro ano se não me engano o CQÇ já tinha sido impedido de fazer mnatérias dentro do congresso,alegando que aquilo não era jornalismo, depois foi liberado, pois não cabia a ninguém da casa definir quem poderia ou não entrar lá e fazer sua matéria.

agora justo os que tanto pregaram,lutaram pela democracia,querem calar um programa, ai começa lá e depois se espalha, logo programas nem nas ruas poderão fazer matérias se não forem jornalistas .

PÂNICO, CQÇ, etc poderão correr riscos de serem barrados em tudo, por cauisa de meia duzia de racionários de imprensa e outros que estão por ai.)