ministro da justiça prefere a morte do que ficar numa cadeia brasileira

Sérgio Lima 4.jun.2012/Folhapress

 O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, disse nesta terça-feira (13) que “preferia morrer” a ficar preso no sistema penitenciário brasileiro. A afirmação foi feita durante um almoço com um grupo de empresários em um hotel no Brooklin, na zona sul de São Paulo. “Do fundo do meu coração, se fosse para cumprir muitos anos em alguma prisão nossa, eu preferia morrer”, disse ministro. 

 O ministro também classificou como “medievais” as condições das prisões brasileiras. “Quem cometeu crime pequeno sai de lá criminoso maior”, completou. No encontro, organizado pelo Lide (Grupo de Líderes Empresariais) e que reuniu 300 empresários convidados por João Doria Jr., Cardozo também afirmou que o crescimento do crime organizado é possível apenas em associação com algum nível de corrupção no Estado. “Não existe crime organizado que cresça sem desmando, sem corrupção. 

 A violência gerada por organizações criminosas dificilmente se enraíza sem um certo grau de corrupção no Estado. Isso não é no Brasil, é no mundo. ( preso forma facção, estupra outros, tem celular, não trabalha , medieval é pouco senhor ministro 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s