mais 6 Ônibus incendiados em SOROCABA e ta tudo bem né ?

Os atos de vandalismo contra ônibus em Sorocaba continuaram neste final de noite de segunda-feira (26) e início de madrugada desta terça (27). Desta vez, seis ônibus foram incendiados na garagem da antiga TCS, situada na altura do número 5.000 da avenida Ipanema. O local abriga o patrimônio da extinta empresa, destinado a leilão

Quatro deles ficaram totalmente destruídos. Os outros dois ficaram parcialmente queimados. Todos os veículos pertencem à Breda Turismo. Cinco viaturas do Corpo de Bombeiros foram deslocadas para combater o fogo.

Segundo os bombeiros, ainda não é possível saber se o ato de violência tem ligação com alguma organização criminosa da cidade. Os vândalos teriam entrado no local através de um terreno situado nos fundos da garagem.

A perícia técnica ainda vai determinar que tipo de combustível os invasores teriam utilizado para colocar fogo nos ônibus.

Durante o fim de semana, Sorocaba registrou dois casos de ataques a ônibus do transporte coletivo municipal. Os últimos incidentes deste tipo foram em 2006, quando o PCC (Primeiro Comando da Capital) comandou ataques na cidade.Porém, o modo como os atos criminosos foram praticados desta vez sugerem que a ação pode ter sido praticada por vândalos, segundo a polícia.É fogo/ No primeiro caso, um grupo de jovens ateou fogo nos bancos de um ônibus no Jardim Bonsucesso, nas proximidades do Parque Vitória Régia, zona norte. O veículo teve algumas poltronas queimadas e ninguém ficou ferido.

Já na noite de anteontem, guardas civis municipais que patrulhavam as imediações da avenida Itavuvu, também na zona norte, se depararam com uma fumaça densa e cheiro de queimado. Foi assim que, por volta das 22h30, eles encontraram um motorista de 33 anos ao lado de um ônibus completamente destruído pelas chamas, na rua Otto Alfred Geislee,  Jardim Maria Antônia Prado.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e fogo  contido. Além da perda total do veículo, a fiação elétrica da rua  ficou comprometida.
O motorista contou que três jovens, aparentando menos de 18 anos, exigiram que ele abrisse as portas do coletivo  que estava estacionado no ponto final. Um deles estava armado.

O trio, que estava encapuzado, exigiu que o motorista descesse sem olhar para trás e ateou fogo no ônibus. Ninguém ficou ferido.
Investigação/ Os dois casos registrados no fim de semana foram atendidos pela Guarda Civil Municipal e registrados no Plantão Policial Norte.
Por se tratar de incêndio criminoso, uma equipe pericial do Instituto de Criminalística avaliou a cena dos  crimes. Tudo foi registrado.

Alterações/ Nas noites de sexta, sábado e domingo, viaturas da  GCM (Guarda Civil Municipal) escoltaram os ônibus dos terminais até os pontos finais dos bairros mais distantes.

O comandante da GCM, Carlos Eduardo Paschoini, explicou  que essas ações preventivas poderão se estender durante a semana.

“Continuaremos a proteger os pontos finais dos ônibus em horários determinados. Se necessário, realizaremos o acompanhamento individual”, complementa.

Ele avalia os incidentes como isolados. “Os autores não foram localizados e, até o momento, os incidentes estão sendo avaliados como isolados.”
Esta é a mesma avaliação feita pela Polícia Militar, que tem atuado com patrulhamento intensificado em algumas partes de Sorocaba. “A Polícia Civil está trabalhando para identificar os responsáveis pelos ataques aos ônibus que são considerados casos isolados”, reforça o capitão da PM Vanclei Franci.

A Urbes informa que o transporte coletivo está atendendo a população normalmente.

Boatos de ataques interrompem rotinaDesde o início do mês os boatos de possíveis ataques feitos pela facção criminosa da capital paulista têm se intensificado em Sorocaba. Com isso, os veículos de comunicação e os números emergenciais que atendem a cidade recebem centenas de relatos de crimes e de situações hostis envolvendo toque de recolher.Porém, os comandos da Polícia Militar e da Guarda Civil Municipal pedem cautela aos moradores. “Durante os últimos dias tivemos muitos boatos que, em sua grande maioria, se mostraram infundados”, afirma  o capitão da PM Vanclei Franci em entrevista   concedida na manhã de ontem.
Ele explica ainda que todas as informações são devidamente checadas. “Temos de tratar com muita cautela todas as informações, pois tais boatos têm o único propósito de espalhar o medo entre os sorocabanos.”Já  o comandante da GCM, Carlos Eduardo Paschoini, avalia que muitos aproveitadores estão tentando intimidar a população. “Os moradores não precisam ficar preocupados, pois as forças policiais estão trabalhando de forma integrada para deixar a comunidade mais segura, tanto de forma ostensiva quanto preventiva”, diz.

A PM finaliza destacando que a atuação integrada (PM, Polícia Civil, GCM e Urbes) está trazendo resultados satisfatórios. “As informações estão chegando e estamos trabalhando intensamente”, conclui o capitão da PM.

Um criminoso completoNa manhã de ontem, Eliazar de Oliveira, 53 anos, foi encaminhado ao Centro de Detenção Provisória após ter sido indiciado por tráfico de entorpecentes e posse ilegal de arma de fogo. Ele foi preso na noite de anteontem, na Vila Haro, zona leste de Sorocaba.O setor de inteligência da Dise (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes) averiguou informações sobre a provável venda de drogas em uma casa da rua José do Patrocínio.Com isso, a  polícia  seguiu ao endereço e observou,  mais uma vez, a movimentação na casa. O acusado foi abordado no portão da casa e permitiu a entrada dos policiais, alegando que não havia nada ilícito.
Na residência foram apreendidos um liquidificador industrial, uma balança de precisão, flaconetes vazios, três revólveres, munições, dois coletes balisticos e 570 flaconetes de cocaína prontos para venda, além de R$ 90. “A casa funcionava como uma refinaria”, conta  o delegado responsável pela Dise, Alexandre Banietti.

A Polícia Civil irá investigar também a procedência dos coletes balisticos e das armas. “Uma das possibilidades é que os coletes tenham sido roubados ou furtados e que ele poderia alugar ou guardar os equipamentos para outros criminosos que praticam roubos.”
Eliazar tem passagens  por tráfico de drogas, rapto consensual, homicídio e porte de arma de fogo.


90% dos boatos seriam mentira, diz polícia; os demais estão sendo devidamente averiguados 
Teorias não são descartadasTanto o capitão da PM quanto o comandante da GCM dizem não descartar possibilidade de ataques envolverem membros de facções criminosas, porém a possibilidade seria mínima e está sendo investigada pelo setor de inteligência da Polícia Civil. Moradores podem colaborar com informações no 181, 190, 197 e 199.( os autores não são pegos e mesmo que sejam, a verdade mesmo não seria divulgado a população pra não causar pânico , ou seja, preferem que fiquemos sem saber se SOROCABA corre risco de guerra entre policia e PCC.
só vemos ter certeza se estourar de vez tiroteios em toda a cidade, e houver o medo e terror nas ruas, bem pais de banana nanicas, povo submisso é isso )
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s