empresa responsável pelo PÁTIO CIANÊ, já teve problemas antes



Um saldo de nove pessoas mortas, entre elas uma criança, todas vítimas de desabamentos em obras da construtora Fonseca & Mercadante, no período de 64 dias. Semanas antes que a parede do futuro Shopping Pátio Cianê ruísse em cima de oito pessoas e matasse sete delas, em outras duas obras da mesma empresa na cidade carioca também houve desabamentos. Dois operários morreram soterrados num desses casos na capital carioca e em outro não houve vítimas. Por meio da assessoria de imprensa, a construtora Fonseca & Mercadante informou que em 19 anos realizou mais de 250 obras, sendo que seis shoppings foram entregues e dois estão em construção, e lamentou ter enfrentado os dois incidentes no Rio de Janeiro.

Segundo notícias veiculadas pela imprensa carioca, as vítimas do desabamento no Rio de Janeiro foram operários que trabalhavam na construção do Shopping Metropolitano Barra, na Barra da Tijuca/Jacarepaguá, na zona oeste carioca. No dia 9 de novembro a queda de uma laje matou dois deles soterrados. Um mês antes, no dia 6 de outubro, um muro já havia desabado sobre sete residências em outra obra da Fonseca & Mercadante, na construção do Park Shopping Campo Grande, no bairro Campo Grande, subúrbio do Rio de Janeiro. No acidente de Campo Grande não houve feridos.

O delegado do Distrito Policial de Jacarepaguá, Maurício Mendonça, investiga o acidente na Barra da Tijuca e disse que provavelmente alguém será indiciado por homicídio sem a intenção (culposo). “Se o laudo pericial confirmar que o erro foi de execução eu deverei indiciar o engenheiro responsável pela execução do projeto.” O delegado explicou que o inquérito continua em andamento porque ele aguarda a conclusão do laudo da polícia técnica, que dará mais detalhes sobre o fato. Ele crê que o laudo fique pronto na próxima quinzena e entre as hipóteses da linha de investigação estão a de que a laje que soterrou os trabalhadores teria caído sozinha, devido a um possível erro de projeto. Outra hipótese é que o desabamento teria sido causado pela manobra de um guindaste.

A Secretaria de Saúde e Defesa Civil do Município do Rio de Janeiro informou que no caso do desabamento da laje, a avaliação técnica da Defesa Civil apontou provável erro operacional pontual na montagem de uma parte da estrutura pré-moldada, não afetando o restante da obra. Os responsáveis técnicos foram orientados. No caso em que o muro caiu na construção do outro shopping carioca, a Defesa Civil divulgou que o estabelecimento já está em funcionamento. Segundo o setor, o incidente foi em um muro isolado da obra do prédio, o que não comprometeu a estrutura do prédio. A avaliação técnica indicou que pode ter havido pressão do aterro sobre o muro. O problema foi corrigido e o muro foi demolido e reconstruído.

Versão

Em nota, a assessoria de imprensa da construtora Fonseca & Mercadante destacou que desde que a empresa começou a operar, entre as mais de 250 obras realizada, seis são shopping centers já concluídos e outros dois estão em construção para alguns dos principais empreendedores do mercado. Alegou que ganhou destaque pela competência e qualidade na prestação de seus serviços. Porém, não respondeu se os desabamentos em três diferentes obras, num intervalo de praticamente dois meses, deu-se por problemas de engenharia, no material de construção, na mão de obra contratada ou se foi coincidência.

A construtora destacou ainda que em ambos os casos no Rio de Janeiro as obras tiveram prosseguimento, com a inauguração do Park Shopping Campo Grande e que a outra, no Shopping Metropolitano, segue conforme cronograma. Mencionou ainda que segue confiantes que, no caso de Sorocaba, as autoridades conduzirão com a necessária competência técnica o processo instaurado. “Lamentavelmente, em 2012, enfrentou dois incidentes no Estado do Rio de Janeiro. Em ambos os casos adotou postura ética e transparente, respeitando os stakeholders (partes interessadas ou intervenientes) e prestando todas as explicações às autoridades competentes. Enquanto as investigações não forem concluídas, acreditamos inoportuno qualquer manifestação à respeito.”, consta em trecho na nota. ( quando vc vai contratar qualquer empresa, ou profissional , vc tem de saber a ficha completa, pra ver se tal pessoa, empresa etc já teve algum problema com outros clientes.

quando vc vai contratar um empregado, babá, empregada pra sua casa tem de pedir referências não tem ? pois é, faltou isso ai pra prefeitura.)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s