policia prende traficante que abastecia ZONA LESTE DE SOROCABA.

Policiais apreenderam drogas e armas na chácara do traficante – Por: Emídio Marques
( clique aqui e veja a foto do chefe da quadrilha, se vc sabe de mais podres dele, aproveite e denuncie)
Uma chácara com piscina cercada de muros e uma caminhonete Toyota Hilux na garagem. Era assim que vivia o acusado de chefiar o tráfico de droga nas Vilas João Romão, Zacarias e Sabiá, na zona leste de Sorocaba e próximos à divisa com Votorantim. Emerson José Rodrigues Correia, conhecido como “Verme”, 37 anos, foi preso ontem de manhã na chácara que fica no bairros dos Morros, em Votorantim, a cinco quilômetros da área urbana, em área de difícil acesso por estradas de terra. Houve apreensão de seis quilos de crack e duas armas: uma pistola calibre 380 e um revólver 38.

Policiais militares da Força Tática de Sorocaba prenderam Emerson e mais dois homens e uma mulher. Um rapaz limpava a piscina no momento em que os PMs chegaram à chácara. Levou um susto. O patrão foi à Delegacia Central de Votorantim e declarou que ele tinha ido à chácara a trabalho, portanto não participava da quadrilha. De acordo com o tenente Rodrigo Carneiro, já se sabia que Emerson comandava o tráfico nessa região da cidade. Ele é ligado à facção Primeiro Comando da Capital (PCC) e costumava fazer reuniões na chácara, onde também foram presos Vinícius Felipe Ribeiro Rodrigues, 19, e Alex Sandro Domingues, 25.

 

Informações do Disque Denúncia (181) e que chegaram diretamente à PM (190) ajudaram a localizar a primeira chácara, também no bairro dos Morros, onde foi presa Cintia da Silva, 19. Ela tinha cinco tijolos de crack e o revólver. Os policiais foram então à chácara de Emerson. Houve apoio do helicóptero Águia, para mapeamento da área e eventual fuga dos traficantes, e de cães do canil da PM, para farejar pontos da propriedade onde poderia ter mais droga escondida. 

Os três embalavam o crack em porções pequenas, com papel alumínio, que seriam distribuídas nas “bocas” das Vilas João Romão, Zacarias e Sabiá. Na chácara de Emerson a polícia achou mais um quilo de crack e a pistola. O lugar era usado para preparação da droga e também reuniões do grupo, com churrasco e cerveja. O terceiro endereço foi uma casa na rua Aldo Belentani, próxima à passarela da Vila Zacarias, na margem da Raposo Tavares. O imóvel estava vazio, mas era ponto de venda de crack. No local foram apreendidas 816 pedras da droga.

As Vilas João Romão, Zacarias e Sabiá ficam em morros e o relevo se parece com o das favelas cariocas. Há ruas estreitas e sinuosas. A dinâmica do tráfico também é semelhante. Muitos viciados ou usuários vão de carro ou motocicleta para comprar droga. O acesso é fácil pela rodovia, que tem tráfego intenso. Nas entradas e em partes mais altas existem “olheiros”, que pelo celular ou rádio avisam da chegada da polícia. O tráfico é então interrompido temporariamente, mas volta a ocorrer quando a área fica “limpa”.

 (  o traficante tem de começar a ser quebrado de baixo, acabar com esta coisa de DE MENOR, fez besteira ? cadeia e pronto.

e mandar a policia revistar todo mundo, pode ser mulher, di menor, não interessa, ta na rua em atutude estranha ? vai pra revista e pronto e não vem chiar que foi homem que lhe passou a mão.

e notaram que o traficante vivia bem ? e o usuário como sempre na miséria.)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s