fachada de casa desaba na AV SÃO PAULO EM SOROCABA, pq não era tombada pelo patrimônio histórico ?

Casa foi construída em taipa de pilão no século 19 – Por: Erick Pinheiro
Uma parte da fachada de aproximadamente seis metros de altura de uma casa antiga localizada no número 320 da avenida São Paulo, na região do Além Ponte, desabou por volta das 16h30 deste sábado (19), após a forte chuva que caiu sobre a cidade. O acidente por pouco não vitimou duas pessoas que passavam pela calçada do local no momento da queda. Um trecho do passeio e da pista direita da avenida precisou ser interditado pela Urbes – Trânsito e Transportes por conta dos escombros que invadiram a via pública. Funcionários da Defesa Civil de Sorocaba estiveram presentes no local e determinaram a derrubada do muro por completo. Os escombros foram alojados no próprio terreno do imóvel, que é particular e foi construído em taipa de pilão no século 19.

A parede que desabou parcialmente era, pelo menos desde 2007, a única que havia restado do imóvel, já com aspecto de abandono. Dentro do local, não existe nada além de muito mato. A estrutura, embora espessa, já apresentava indícios de que poderia vir abaixo. Em 2009, o local estava escorado por vigas de madeira, mas já apresentava há tempos sinais do envelhecimento. O imóvel já tinha recomendação de tombamento por parte do Conselho Municipal de Defesa do Patrimônio Histórico há mais de 10 anos, quando teve a maior parte de sua estrutura demolida. Desde então, as obras no local foram embargadas pela Prefeitura de Sorocaba.
Por meio de nota, a Secretaria de Segurança Comunitátia (Sesco) informou que um engenheiro avaliou o local e constatou que não há risco para os vizinhos. A Defesa Civil confirmou que não houve vítimas no caso. De acordo com uma funcionária, o imóvel era tombado pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico (Condephaat), no entanto, no site oficial do órgão os únicos prédios de Sorocaba homologados pelo conselho são o Mosteiro de São Bento e Igreja de Sant”Anna, Casa Grande do Brigadeiro Tobias e Escola Estadual Dr. Antônio Padilha (ambos tombados em 1986), que ainda está em processo no Condephaat.
 
O secretário de Segurança Comunitária de Sorocaba Roberto Montgomery foi procurado pelo Cruzeiro do Sul para falar sobre o desabamento, porém, a reportagem não obteve êxito no contato. Segundo funcionários da Prefeitura que estiveram trabalhando no caso, ele não esteve presente ao local em nenhum momento após a queda da parede.(Supervisão: Juliana Simonetti)

O risco de desabamento da parede foi assunto de reportagens publicadas pelo Cruzeiro do Sul. Confira:

+Fachada de casa ameaça cair na avenida São Paulo+Demora em tombamentos será apurada+Demora prejudica patrimônios arquitetônicos


Tragédia
No último dia 20 de dezembro, sete pessoas morreram e uma ficou ferida no desabamento de parte da parede da antiga fábrica Santo Antônio, da extinta Companhia Nacional de Estamparia (Cianê), onde um shopping está sendo construído, na região central de Sorocaba. ( alguém explica esta lógica, a casa não era tombada pelo patrimônio histórico, por isso desabou ?

 
a FÁBRICA STO ANTÔNIO, era tombada e mesmo assim desabou, se não tomba cai se tomba, caiu do mesmo jeito, pq uma coisa topmbada não pode ser mexida em nada sua estrutura, entenderam ?  e no fim quase tomba na cabeça de duas pessoas, estas ainda tiveram sorte, o contrário das outras sete que morreram na COMENDADOR OETERER)
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s