defesa da boate KISS diz que tudo estava em ordem e que foi uma fatalidade

Bombeiros combatem incêndio na boate Kiss, em Santa Maria

O escritório de advocacia Kümmel & Kümmel divulgou comunicado na noite de domingo (27) em nome da boate Kiss, local do incêndio em que pelo menos 233 pessoas morreram na madrugada de ontem. Na nota, a empresa Santo Entretenimento Ltda. manifesta o seu “maior sentimento de dor e de solidariedade em decorrência da lamentável tragédia” e a classifica como uma “fatalidade”.
“Somente Deus tem condições de levar o consolo e o conforto espiritual que desejamos a todos os familiares e ao povo santamariense, gaúcho e brasileiro”, diz a nota. A empresa lamenta a extensão da tragédia, “que excedeu a toda a normalidade e previsibilidade de qualquer atividade empresarial”.
 
Segundo o documento, a situação da empresa é regular e a boate tinha todos os equipamentos “previsíveis e necessários” para combater incêndios, conforme normas do Corpo de Bombeiros. A boate ainda informa que os equipamentos atendem “às necessidades da casa e de seus frequentadores”.

A nota ainda informa que a empresa já se colocou à disposição para fornecer documentos necessários para a apuração dos fatos e que todas as informações serão esclarecidas.

Em conversa com a Agência Brasil, o advogado Eduardo Kümmel informou que a nota divulgada ontem de noite em página atribuída à Kiss no Facebook não foi redigida pelos donos da empresa. O documento, assinado por um administrador chamado Armando Neto, afirmava que o quadro de funcionários tem a “mais alta qualificação técnica” e estava “devidamente treinado e preparado para qualquer situação de contingência”.

Ao tomar conhecimento da nota, a Agência Brasil entrou em contato com os telefones divulgados no comunicado na internet. Um dos números foi atendido por uma mulher que se disse funcionária da empresa. Ela garantiu que Armando Neto é gerente da boate e estaria disponível para falar em horário comercial a partir desta segunda-feira (28).

Kümmel não quis dar mais detalhes sobre a situação de seus clientes, inclusive sobre o teor dos esclarecimentos prestados à polícia e sobre a validade do alvará de funcionamento. O advogado disse que o contato com seus clientes é recente e que as estratégias de defesa ainda estão sendo definidas.
( o que faltou foi: comunicação entre os seguranças, câmeras tinha ? se tivesse alguém no comando avisaria os seguranças pelo rádio que estava acontecendo um incêndio.
eles não tinham visão do palco, pq não havia seguranças ali ?, ai um já avisava do fogo , e claro, só havia uma saída, quando deveria ter mais.
mais uma vez o BRASIL não aprende, já tinham acontecido tragédias semelhantes, ARGENTINA, RUSSIA etc, mas mania do brasileiro não aprender com os erros lá de fora, quer fazer do seu jeito, o jeitinho brasuka, olha no que deu.)  

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s