tirar a máscara dos manifestantes, mas e a máscara das autoridades e politicos ?

Manifestante tira máscara e mostra documento a policial militar durante o "Baile dos Mascarados" nas escadarias da Câmara Municipal do Rio

Manifestante tira máscara e mostra documento a policial militar durante o “Baile dos Mascarados” nas escadarias da Câmara Municipal do Rio

Pelo menos duas pessoas foram detidas durante uma manifestação que ocorreu na noite desta terça-feira (3), na Cinelândia, no Centro do Rio de Janeiro. Cerca de 100 pessoas participam do ato, batizado de “baile de máscaras”. Por volta das 20h15, manifestantes tentaram invadir o Theatro Municipal, onde acontece uma festa particular, mas foram impedidos por policiais militares que acompanham o protesto.

De acordo com o tenente-coronel Mauro Andrade, comandante do GPPM (Grupamento de Policiamento de Proximidade em Multidões) da PM (Polícia Militar), há 60 policiais do grupamento no local. Os PMs cumprem pela primeira vez a decisão judicial que obriga a identificação criminal de pessoas que estejam usando máscaras durante manifestações públicas no Rio de Janeiro. Com isso, se necessário, o manifestante será levado à delegacia.

A ação da polícia provocou reações dos manifestantes. Um deles, o estudante de direito Hare Brasil, 23, rasgou a Constituição Federal na página do artigo 5º, inciso LV3. “Ninguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa se não em virtude da lei”, gritou o universitário. “Inconstitucional”, repetiram os outros manifestantes, aos gritos. “Ditadura, sai do armário”, acrescentaram.

O tenente-coronel afirmou que os dois manifestantes detidos foram conduzidos para a 17ª DP (Delegacia de Polícia), em São Cristóvão, zona norte do Rio, para identificação criminal. Um deles, segundo Andrade, estava mascarado e mostrou o rosto e um documento de identidade, mas “tinha vários celulares na mochila e não soube explicar a procedência deles”. O outro, menor de idade, estava obstruindo a avenida Rio Branco e, de acordo com o policial, causou uma colisão entre um táxi e outro veículo.

Muitos manifestantes usavam máscaras carnavalescas. Ao abordarem os manifestantes e obter suas identificações, os PMs estão preenchendo uma ficha que, segundo Andrade, é um “documento administrativo” da PM para provar à juíza responsável pela decisão que a ordem é cumprida. ( é preciso tomar cuidado com estas decisões de que todo manifestante deve sr identificado pelo rosto e tb pela sua identidade.

pq ? pra agentes da repressão por ex, invadirem a net a deletar cada perfil de quem foi pra rua se manifestar ? primeiro querem que todo protesto seja antes agendado , agora isso, será uma nova ditadura, estamos voando aos naos de chumbo ?

imagine vc ao tentar um emprego e não conseguir, pq sua ficha consta manifestante desordeiro mesmo que vc tenha apenas exercido seu direito de falar ?

portanto precisamos ficar atentos a estas intenções que dizem que querem apenas identificar os baderneiros que depredam o patrimônio publico. )

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s