garoto JOAQUIM PONTE MARQUES, corpo dele foi achado em rio da cidade.

O corpo do garoto Joaquim Ponte Marques, 3, desaparecido desde a última terça-feira (5) em Ribeirão Preto (a 313 km de São Paulo) foi encontrado no início da tarde deste domingo (10) no rio Pardo.

O corpo foi achado a 150 quilômetros de Ribeirão Preto.

Uma das hipóteses levantadas pela Polícia Civil é que ele tenha sido atirado no córrego Tanquinho, que fica a 200 metros da casa da família de Joaquim e, de lá, tenha sido levado até o ribeirão Preto, que é afluente do Pardo.

Segundo o diretor do Deinter-3 (Departamento de Polícia Judiciária do Interior), João Osinski Junior, o reconhecimento do corpo no IML (Instituto Médico Legal) de Barretos foi feito na tarde deste domingo pela mãe de Joaquim, Natália Mingoni Ponte, o pai, Arthur Paes, e o avô materno da criança.

O corpo de Joaquim foi achado pelo dono de uma propriedade rural da cidade, que avisou o Corpo de Bombeiros.

  Reprodução  
O menino Joaquim Ponte Marques, 3, que estava desaparecido desde a última terça-feira (5) em Ribeirão Preto (SP)
O menino Joaquim Ponte Marques, 3, que estava desaparecido desde a última terça-feira (5) em Ribeirão Preto (SP)

A polícia e o Ministério Público veem indícios da participação de Natália e do padrasto do garoto, Guilherme Raymo Longo, no caso. Ambos negam.

No dia seguinte ao desaparecimento, a polícia pediu a prisão temporária do casal, mas a Justiça negou o pedido, sob a alegação de que eles ajudavam na investigação do caso.

De acordo com o delegado Paulo Henrique Martins de Castro, da DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Ribeirão e responsável pelo caso, o pedido foi feito para “auxiliar nas investigações” e porque havia contradições nos depoimentos de Natália e de Guilherme.

O desaparecimento do garoto gerou comoção na cidade e uma campanha feita nas redes sociais por celebridades como a apresentadora Angélica, a atriz Carolina Dieckman e a cantora Ivete Sangalo.

O SUMIÇO

Joaquim estava desaparecido desde a última terça-feira. A mãe disse à polícia ter notado o sumiço às 7h.

Desde então, policiais e o Corpo de Bombeiros fizeram buscas em toda a cidade, sem sucesso. O pai de Joaquim também fez panfletagem com amigos e voluntários todos os dias.

O Corpo de Bombeiros chegou a percorrer 20 quilômetros no córrego, no ribeirão e no próprio rio, em busca do garoto.

Nos últimos dois dias, a Polícia Civil e o Ministério Público buscavam indícios para formular um novo pedido de prisão temporária do casal, que pode ser apresentado nesta segunda-feira (11). ( toda possibilifdade precisa ser cuidadosamente investigada pra não gerar duvidas, o casal é culpado, somente o padrasto, haveria uma terceira pessoa ?

dividas de drógas, um traficante poderia ter dado fim no garoto ? mais fácil e copmodo terem matado o padrasto que seria viciado, a mãe psicóloga que acolhe um tipo destes em sua casa .

não vale ir na comoção e pressa pra resolver tudo nas coxas, policial deve ser policial nestas horas e não se deixar levar. )

pronto socorro agóra só atente gente que vier dos postos ou UPHS, os demais podem empacotar em casa ou na rua.

O Pronto-Socorro Municipal (PSM) de Sorocaba, que funciona na Santa Casa, deixará de atender no sistema de portas abertas. De acordo com o secretário de Saúde, Armando Raggio, a mudança está prevista no novo contrato entre a Prefeitura e a instituição, prorrogando por mais um ano o convênio para a manutenção dos serviços do PSM. A intenção do secretário é que até o final deste mês, os atendimentos e internações do pronto-socorro sejam feitos por meio do encaminhamento das Unidades Pré-Hospitalares (UPHs) e Pronto-Atendimentos (PAs).

O contrato assinado em 2011 entre a Prefeitura e Santa Casa, que deve ser prorrogado anualmente, teve o prazo expirado ontem. As tratativas visando a renovação foram iniciadas no final de setembro e só chegaram num acordo final na última sexta-feira. “Foi uma negociação prolongada, mas em tempo e sem descontinuidade ou interrupção das atividades do pronto-socorro.” Raggio afirmou que o contrato já está assinado pelo provedor da Santa Casa, José Antônio Fasiaben, e agora deverá ser complementado com a assinatura do prefeito.

O secretário destacou que a grande mudança no contrato será a adoção de um modelo de pronto-socorro referenciado, onde ao invés de uma pessoa com algum sintoma bater direto na porta da Santa Casa, seja primeiro atendida na UPH ou no PA, garantindo um fluxo mais adequado de atendimento e com redução da pressão de demanda de pacientes no pronto-socorro. Ele informou que a operacionalização do sistema será feita pelo chamado Centro de Atenção Integrada de Saúde, que atuará mais intensamente no início do próximo ano. “A Santa Casa concordou com essa negociação e dependemos apenas de marcarmos uma data para não haver confusão de trânsito.”Outra mudança a ser implementada, citou o secretário, é a chamada contratualização que permitirá aperfeiçoamento do atendimento de alguns serviços que já são oferecidos, com é o caso da pediatria, onde a Prefeitura pretende investir na compra de equipamentos, além da área de ortopedia e oncologia.

Além da mudança na estrutura de atendimento, o novo contrato vai elevar para R$ 1.382.825 o repasse mensal pré-fixado para a Santa Casa. O valor corresponde a um reajuste de 5,85% do atual repasse (R$ 1.306.390), referente à correção anual do IPCA/IBGE. Já o pagamento pós-fixado, que é repassado após o comprovante de prestação de contas de serviço, o valor permanecerá o mesmo do contrato anterior, que é de R$ 505 mil. O secretário afirmou que a partir do ano que vem, com a contratualização dos serviços, esse valor de repasse poderá ser complementado com o rateio por parte do Ministério da Saúde.

Aumento de demanda

A média mensal de atendimento no PSM, segundo a Prefeitura, é de 12 mil pacientes. Em 1999, quanto iniciou o convênio, a unidade foi preparada para receber uma média de 7 mil pacientes por mês, quase metade do fluxo atual. Esse aumento na demanda foi a justificativa dada pelos dirigentes da Santa Casa em resposta às denúncias de más condições de atendimento do Pronto-Socorro Municipal (PSM), investigadas por uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Câmara.

Em seu depoimento na CPI, o provedor José Antônio Fasiaben informou que o contrato em vigor previa atender a população com 27 leitos de pronto-socorro em observação e 48 para internações; no entanto, a demanda atual é, no mínimo, duas vezes esse número. Fasiaben cobrava da Prefeitura a ampliação do número de leitos no PMS para absorver essa demanda. Em relação à essa cobrança por parte da Santa Casa, o secretário disse com a construção do Hospital de Clínicas de Sorocaba haverá maior disponibilidade de leitos, inclusive com terapia intensiva. Raggio disse que Prefeitura também tem trabalhado para trazer para Sorocaba o Projeto SOS Emergência, do Ministério da Saúde, em parceria com o Governo do Estado, para que possam ser investidos recursos para a ampliação de leitos na Santa Casa.

O Cruzeiro do Sul entrou em contato ontem com a Santa Casa, por meio da assessoria de imprensa, para falar sobre a renovação do convênio, mas foi informado que a instituição só iria se pronunciar com a Secretaria da Saúde, em entrevista coletiva programada para esta semana.

 ( então se a pessoa tiver uma convulsão, piripaque e passar mal em frente a STA CASA por ex,não vai ser atendida ?

ah não passou pelo posto ou UPH então fica ai na calçada, mais um duro golpe contra o sorocaban que paga impostos , vc adulto que mora na zona l

oeste deve ir na zona norte pra ser atnedido e agora mais essa, preferivel morrem em casa então, ai virar um fantasma e assombrar o paço e a câmara dos vereadores , pra não ficar uma pessoa trabalhando la dentro, e pode chamar todos os exorcistas da terra que não vai ter jeito.)

blitz na POLICLÍNICA de SOROCABA pega médico atrasado e faltoso.

A corregedoria geral do município de Sorocaba realizou sua primeira auditoria surpresa  na manhã desta quinta-feira (31),na Policlínica da cidade.

Em entrevista exclusiva ao Jornal da Ipanema, o corregedor-geral, Gustavo Barata, explicou que a primeira correção extraordinária aconteceu para verificar a possível falta de médicos no prédio público e o cancelamento de procedimentos cirúrgicos. “Vimos as escalas dos médicos que deveriam estar presentes e conferimos se eles já haviam iniciado sua jornada”, afirmou Barata. 

Em uma rápida revista, foi constatado pela equipe da corregedoria que 10 médicos não estavam presentes e dois chegaram depois do horário. “Não sabemos as razões destas faltas. A primeira impressão que se tem é que isto jamais deveria ocorrer. Dos 21 médicos que deveriam estar aqui, 10 não estão e dois chegaram atrasados”, informa o corregedor.

“Nesta etapa, um dos principais papeis da corregedoria é a orientação para melhorar o atendimento à população. Nesses moldes, iniciamos as primeiras conversas para que os diretores e gestores nos informem as situações que eventualmente possam melhorar e alguns documentos que possam compor nosso relatório”.

Barata finaliza dizendo que as correções extraordinárias não serão publicadas. “Senão, elas perdem seu objetivo”, justifica. Já quanto às ordinárias, que são previamente marcadas, terão suas datas divulgadas através da imprensa

Ouça a entrevista completa  http://www.jornalipanema.com.br/noticias/saude/43360-exclusivo-corregedoria-municipal-faz-primeira-auditoria-na-policlinica  

( nem preciso falar nada olhem o bolo de gente no corredor.)

homem protesta por saúde de pendurando em outdoor em frente a STA CASA EM SOROCABA

Homem protesta contra a saúde pública – Aldo V. Silva

Mais fotos…

 

O músico Reinaldo Martins do Prado, de 52 anos, permaneceu por duas horas e meia pendurado na estrutura de um outdoor em frente à Santa Casa, na avenida São Paulo, como forma de protesto contra a atual situação da rede pública de atendimento na área de saúde. A manifestação aconteceu na manhã deste sábado e chamou a atenção de quem passava pelo local. Foi necessária a intervenção de oito soldados do Corpo de Bombeiros para retirá-lo do alto da torre. Na parte de baixo, outro manifestante, o comerciante que se identificou como Richard do Alambique, de 33 anos, também ficou pelo mesmo período acorrentado à base da placa de publicidade. 

Segundo Richard, a dupla chegou ao local por volta das 7h e com a ajuda de uma escada, emprestada por um amigo, Reinaldo subiu para colocar em prática o protesto que arquitetavam há pelo menos dois anos. No alto da estrutura do outdoor, ele estendeu uma bandeira do Brasil manchada de tinta vermelha e se pendurou utilizando equipamentos de rapel. Tinha uma atadura amarrada na cabeça e pernas, e ainda os braços “engessados”. “Estamos manifestando contra o descaso do Sistema Único de Saúde (SUS) em Sorocaba e no Brasil. Todos os dias ficamos sem médicos, sem pediatras. Nós, cidadãos, pagamos impostos e tratam o ser humano como lixo”, falou Richard, que também estava com o braço enfaixado.

O Corpo de Bombeiros demorou cerca de 30 minutos para retirar Reinaldo do alto da torre, também utilizando cordas e equipamentos de rapel. O manifestante não resistiu à saída, pois, segundo ele, o objetivo principal era esperar a chegada da imprensa para registrar seu protesto. Durante a operação, centenas de curiosos pararam pela avenida e saíram de dentro do hospital para ver de perto a ação.

Assim que chegou ao chão, Reinaldo foi amparado pelos Bombeiros, porém não precisou de atendimento médico. “Existe dinheiro para construir shoppings, para construir prédios de “cristal”, mas não tem dinheiro para fazer um prédio novo para a Santa Casa, por exemplo. A gente só precisa de saúde, a gente não precisa de shoppings centers. Tendo saúde a gente tem tudo”, desabafou, emocionado. O 2 de novembro, Dia de Finados, não foi coincidência. “O dia dos mortos é o dia da saúde desse País. Quantas pessoas estão morrendo? Doutores existem muitos. Mas não precisamos de doutores, precisamos é de médicos.”

Essa não foi a primeira vez que Reinaldo realiza protestos na cidade. Em dezembro de 2010 ele ficou conhecido como o “homem-cueca” ao participar, vestindo apenas roupas íntimas, de uma sessão extraordinária da Câmara Municipal para se manifestar contra o aumento dos salários dos vereadores. Em janeiro de 2012, protestou contra o corte de árvores do então Centro de Educação Infantil (CEI -1), na Vila Hortência, subindo em uma delas. Já em março do mesmo ano Reinaldo se acorrentou aos trilhos do trem, num trecho da linha férrea na Árvore Grande, contra a criação do Museu do Automóvel no antigo galpão de uma distribuidora de laranjas. Pelo protesto de ontem, Reinaldo pode ser processado por perturbação da ordem pública. 

( que perturbação da ordem pública ? , o homem não atrapalhou o trânsito, parou pra ver quem quis , ah já sei, perturbou os bombeiros é isso ? ,

já não se pode mais fazer protestos tudo é motivo pra perturbação da ordem, os poderosos mandam a policia baixar o porrete, tá difícil, e falando em shoppings o da zona norte ta infestado de bandidos, tão fazendo o que querem por lá, pq não dão uma olhada nisso ?) 

prefeitura de SOROCABA caga encima nas UPH ZONA NORTE E OESTE.

A Secretaria de Saúde de Sorocaba anunciou nesta quinta-feira, 31, novidades acerca dos atendimentos nas Unidades Pré Hospitalares da Zona Norte e Oeste.
A mudança passa a vigorar hoje, quando a UPH da Zona Oeste, localizada na avenida General Carneiro, fará atendimentos exclusivamente pediátricos e a UPH Zona Norte, que fica no cruzamento das avenidas Itavuvu e Ipanema, contará com médicos clínicos gerais para atender aos adultos.

De acordo com as informações divulgadas pela prefeitura, a mudança faz parte da reorganização do Sistema de Urgência e Emergência da secretaria.
Conforme o titular da Saúde, Armando Raggio, atualmente 31 pediatras plantonistas atendem nas duas UPHs (ZN e ZO). Eles se dividem entre as duas unidades em escalas de 24 horas de trabalho.
Com a centralização dos atendimentos pediátricos na UPH ZO, estes 31 profissionais trabalharão no mesmo local. E os médicos clínicos atenderão adultos na UPH Zona Norte. 
Raggio afirma ainda que a mudança não vai trazer prejuízos à população, ao contrário, haverá melhor resolutividade dos casos e mais qualidade no atendimento, tanto na área infantil quanto na área da saúde do adulto.
De acordo o censo de 2010 do IBGE , na Região Oeste  a população de pessoas de até 11 anos, 11 meses e 29 dias é de 47.058 habitantes e na Norte é de 31.580 crianças.
 
MAIS
 
Preocupação
De acordo com a prefeitura,  os moradores da Zona Norte que precisarem de atendimento pediátrico de urgência e emergência terão como opção o Pronto-Atendimento Laranjeiras que também atende crianças. Caso algum morador se dirija à UPH Zona Norte precisando de um atendimento pediátrico de urgência e emergência, uma unidade do Samu 192 estará à disposição para o transporte à UPH Zona Oeste ou  mesmo ao Pronto-Socorro. 
 
( ou seja , vc meu amigo adulto , vai ter de ir atpe a zona norte pra ser atendido (talvez)   , onde estão os protestos heim ? ah mas hj é sexta dia de cerceja e balada,  bem então toma na cabeça)

lotérica fica uma semana sem funcionar em SOROCABA

2013-10-31 08.42.06

2013-10-31 14.43.33

 

2013-10-31 14.42.59

 

desde segunda feira uma lotérica está sem funcionar no JULIO DE MESQUITA FILHO.

o motivo seria uma peça queimada, e simplesmente ela teria de ser enviada de outra cidade ou até de estado, isso dependendo da boa vontade da caixa econômica.

se fosse uma lotérica de SP, aconteceria isso ? ficaria parada todo este tempo 😕

até quarta feira as moças vinham apenas cumprir horário, mas dede onte está fechada , voltando ( talvez) a funcionar na segunda. ( uma puta falta de sacanagem)