vídeo americano marreta o BRASIL pra copa.

vídeo americano humilha o BRASIL para a copa 2014, VEJAM A VISÃO DELES A RESPEITO DE NÓS.

oras meus amigos, americanos , europeus, em geral se dizem recatados, frios , reservados, etc, mas isso é no pais deles, mas quando vão para outros.

o PÂNICO por ex, todo ano mostra matéria de IBIZA, CANCÚN, onde americanos e europeus aprontam mil e umas, bebidas, mulheres, uma pegação geral,  aqui não é diferente,muitos turistas vem pra farrear mesmo, drogas, bebidas , mulheres, e novinhas com menos de 18, na copa não será diferente, tem turistas e turistas .

então pq falar mal da gente, é o sujo falando do mal lavado, nosso pais ta ruim ? e o de vcs, drogas do México,loucos armados fuzilando em escolas , quer que cite mais coisas ? temos nossos problemas,mas vcs tb, que tal deixar de nos explorar então ? que tal perdoarem nossa divida externa ( ou eterna) isso não faz né ?

que tal o fim do embargo cubano pra ilha tentar crescer ? tb não fazem, e vem falar mal da gente, ah nos poupem tá.

pra vcs americanos aqui uma resposta.

 

motorista derruba passarela no RJ, caçamba levantada e o cara não percebe ? alem de 5 mortos.

veja ai o momento do acidente do caminhão que derrubou uma passarela na via amarela (RJ), A 500 m antes da batida o cara vinha com a caçamba levantada, um motorista tentou avisá-lo antes, e segundo uma testemunha ele falava ao celular.

LUIS FERNANDO DA COSTA o motorista do caminhão.

apesar do adesivo da prefeitura do RJ no caminhão, a prefeitura negou que o motorista fazia serviço pra ela, alem que tinha tb logomarca de uma empresa chamada ARCO DA ALIANÇA  , este tipo de identificação segundo um blog do RJ serve pra intimidar qualquer agente de trânsito na tentativa dele querer parar o caminhão para uma revista, alem de no horário da tragédia o veículo não poderia estar transitando por ali.

Mortos: 

Célia Maria, 64 anos; 
Adriano Oliveira, 26 anos; 
Renato Soares, 62 anos; 
Alexandre Almeida. 

Feridos: 

Glaucia Andrade, 56 anos; 
Luis Fernando Costa, 30 anos (motorista da carreta);
Jairo Z., 44 anos; 
Luiz Carlos Guimarães, 60 anos; 
Liliane de Souza Rangel, 33. 

( agora façam suas apostas pra ver quem vai ser responsabilizado por isso ai ah e caminhão tem esta prática de levantar caçamba pra esconder a placa pra evitar ser identificado pelo radar, isso pq ta aprontando alguma ( segundo blog do RJ)

vídeo teria flagrado PM da ROCAM atropelando manifestante em SP.

Vídeo registrado por morador da rua Paim em São Paulo, mostra um policial Militar, atropelando uma manifestante que participava do protesto contra a Copa do Mundo na região da Av. Paulista, na noite de sábado do dia 25 de Janeiro de 2014.  ( veja e conclua vc mesmo.)

homem que teve carro incendiado durante protestos , teria mentido , dizem manifestantes

o homem que teve seu fusca incendiado durante manifestações contra a copa do mundo em SP, estaria mentindo segundo os manifestantes.

Além dos vídeos, e fotos, o próprio Jornal Nacional, do dia 27/01/2014, confirmou que o senhor da imagem, avançou com o carro por cima do colchão queimado por manifestantes. Segundo o JN, o colchão enroscou no escapamento e o carro começou pegar fogo. 

segundo os manifestantes , o homem teria sido manipulado a mentir, dizendo que os manifestantes jogaram o colchão sobre seu carro, isso após ele ter dito que passou por cima do colchão 

http://noticias.r7.com/sao-paulo/internautas-organizam-vaquinha-para-ajudar-dono-de-carro-incendiado-em-manifestacao-27012014  

( e agora ? quem ta mentindo, os manifestantes ? o homem ? a imprensa manipulou a notícia ?  estavam organizando uma vaquinha pra ajudá-lo na internet,para lhe dar um carro novo, já que este era usado pra ele poder trabalhar,  mas desistiram depois  que ele passou a acusar os manifestantes do incêndio no carro .

shoppings do BRASIL se preparam pra guerra contra os rolezinhos.

Os shopping centers do país estão se preparando para enfrentar uma onda de “rolezinhos”, encontro de jovens marcados nos centros por meio das redes sociais.

A possível multiplicação dos encontros, que podem assumir caráter de protesto, também preocupa a presidente Dilma Rousseff. Ontem, ela surpreendeu sua equipe ao convocar uma reunião para tratar do assunto.

O maior temor da presidente é que os “rolezinhos” tenham adesão de adeptos da tática de protesto “black bloc”.

Ontem, o secretário de Segurança Pública, Fernando Grella Vieira, defendeu que a PM use a força contra os “rolezinhos” se for necessário.

Antes restritos à periferia de São Paulo, os eventos ganharam apoio de movimentos sociais nos últimos dias. A tentativa dos shoppings de proibir os “rolezinhos” no fim de semana insuflou a organização de novos encontros.

o menos três shoppings da capital conseguiram liminares que proibiam encontros no último sábado. Quem participasse, poderia ser multado em até R$ 10 mil.

A Abrasce (associação que reúne 264 shoppings no país) fará uma série de reuniões de emergência com representantes dos centros comerciais.

Os shoppings não descartam entrar novamente na Justiça para impedir os “rolezinhos” e vão destacar mais seguranças nos próximos eventos, que são monitorados.
As reuniões entre os representantes do setor acontecem hoje em São Paulo e amanhã em Porto Alegre. No Rio, ainda não há data.

O fenômeno dos “rolezinhos” surgiu em 2013 como forma de jovens de periferia buscar diversão, em eventos marcados pelo Facebook. Alguns tiveram correria e furtos.
As ações judiciais para impedi-los gera polêmica.

Quem é a favor diz que a manifestação leva medo aos demais frequentadores. Quem é contra alega que a medida é discriminatória e impede o direito de ir e vir.

No último sábado, a PM usou bombas de gás para dispersar os jovens que faziam um “rolezinho” no shopping Metrô Itaquera, na capital.

  Editoria de Arte/Folhapress  

Agora, há “rolezinhos” marcados no Rio, Brasília, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e em Pernambuco.

Só em São Paulo, há ao menos quatro programados para o próximo fim de semana em áreas como Tatuapé e Santana. Outro deve ocorrer no Parque Ibirapuera.

“Não abrimos mão da nossa imagem de lugar seguro e confortável”, afirma Luiz Fernando Veiga, presidente da Abrasce.

Além do Itaquera, conseguiram liminar os shoppings JK Iguatemi e Campo Limpo. Em Campinas, a Justiça não aceitou o pedido de dois shoppings, mas determinou que houvesse reforço policial.

As liminares que barram “rolezinhos” num determinado shopping não têm validade para outros centros e valem só para o dia do evento.

Dez jovens foram citados na liminar. Segundo o TJ, eles terão 15 dias para se defender. Após isso, o juiz dará a sentença, que pode ser a multa. Uma audiência de conciliação também pode ser marcada. 

Lucas Lima, 17, um dos organizadores dos rolezinhos em SP Leia mais

Juan Carlos, 16, o “Don Juan”, “famosinho” com mais de 50 mil seguidores em rede social  Leia mais

( tem tudo pra dar merda, policia batendo, segurança de shopping já com arma em punho, contra jovem desarmado, enfim… será que vão esperar que hajam mortes ? sim pq pegar um periferia e sumir com ele… ?

façam estas coisas fora da cidade então, em lugares afastados ai ninguém vai lhes incomodar , mas tem uma coisa, o jovem que vai curtir um cinema no shopping, como vai comprovar que tá ali apenas pra ver o filme ? vai ter que tem um vigia a lhe seguir os passos ?

SHOPPING na verdade não é lugar público, vc entra a vontade, mas tem limites pra se seguir lá dentro.)

shoppings e policia x rolezinhos em SP

Um vídeo feito pela Folha na noite deste sábado (11) mostra policiais militares dando cassetadas em jovens durante um encontro de jovens conhecido como “rolezinho” no shopping Itaquera, na zona leste de São Paulo.
As imagens mostram um grupo de pessoas descendo uma das escadas rolantes do centro comercial quando um policial militar da Rocam (Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas) atinge as costas de um deles com um cassetete. Na sequência, outro PM também desfere golpes contra o grupo.      
 http://mais.uol.com.br/view/14822092   ( vejam ai o vídeo da confusão.)
 
 
Ao descer da escada rolante, um dos jovens ainda é agredido com um soco por um homem não identificado. Os policiais que estavam ao lado dele e presenciaram a agressão não reprimiram o ato.
 
Uma adolescente de 14 anos disse que foi com três amigas ao shopping para participar do “rolezinho” e disse que elas queriam apenas se divertir. “Tive medo. Já fui em outros rolês, mas desta vez a PM estava batendo até em menina”, afirmou. A estudante, porém, afirmou que é a favor da presença policial. “Prefiro que tenha polícia, senão seria incontrolável.”
Segundo a Polícia Militar, cerca de mil pessoas participaram do encontro marcado por meio de redes sociais, enquanto o shopping estima que 3.000 jovens estavam no encontro. Uma funcionária de um restaurante do local desmaiou e foi retirada de maca. Não há informações sobre o estado de saúde dela.
 
Foram presos dois jovens maiores de idade (um sob suspeits de roubo e o outro por furto) e um adolescente foi apreendido sob suspeita de roubo. A PM informou que eles participaram de depredações a lojas do terminal de ônibus Itaquera.
A Polícia Militar informou que a situação era “crítica na estação Itaquera” e que “todo o policiamento está apoiado” para atender a ocorrência. Assim, só terá mais informações “com um pouco mais de tempo.” A polícia disse ainda que, durante o confronto no terminal, “diversas lojas foram danificadas.”
 
Em nota, a corporação informou que “no terminal de ônibus, devido ao tumulto, fez-se necessário o emprego de técnicas de controle de distúrbios com uso de munição elastômera (conhecida vulgarmente como “bala de borracha”) e de granadas de efeito moral.”
Já há um novo encontro marcado para a próxima semana no mesmo local. Ao menos 600 pessoas já foram convidadas para se encontrar no shopping Itaquera no sábado (18), às 16h30.  
 
( ai fica a questão afinal o que é este tal de rolezinho, é protesto com baderna ?  manifestação mas ao invés de ser na rua, preferem os shoppings e pq ?
 
quer se manifestar ? vai pra rua, mas pacificamente, shopping não é lugar, pois a classe burguesa precisa fazer suas compras em paz, a policia cabe primeiro identificar corretamente quem é baderneiro e quem não é, pra não agredir erroneamente.
 
Policial militar usa cassetete para intimidar jovem durante "rolezinho" no shopping Itaquera, na zona leste de SP
 
Policial militar usa cassetete para intimidar jovem durante “rolezinho” no shopping Itaquera, na zona leste de SP

pastor embucha duas meninas e diz que foi obra do espírito santo.

 

isso ai é culpa de quem ? primeiro a facilidade em fundar religiões, seitas etc,m aqui é fácil e rápido, basta vc ter um local, e nem paga impostos.

em segundo a liberdade de culto, vc pode falar, pregar o que quiser e pronto,basta vc ver os programas na tv, usar bebês, crianças, idosos , todo tipo de gente incauta e pobres em geral.

imagine se vc colocasse um agente tutelar em cada templo, igreja etc, o quanto de abuso poderia ser relatado.

mas tb estas meninas de hj heim, pastor safado e meninas sem noção.

 

MARANHÃO mais rico ? por isso a violência ? rico onde dona ROSEANA ?


 

SÃO LUIS – O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, reuniu-se nesta quinta-feira com a governadora do Maranhão, Roseana Sarney, para discutir uma ação conjunta para tentar amenizar a situação nos presídios do estado, onde foram registradas 60 mortes de detentos. Em sua primeira aparição pública em entrevista depois que criminosos atearam fogo em ônibus, causando a morte de uma menina de seis anos, a governadora disse que foi pega de surpresa pelas atrocidades e fez uma análise curiosa para justificar o aumento da violência no estado e nos presídios: para ela, isso vem ocorrendo porque o Estado, um dos mais pobres do país, está ficando rico.

– O Maranhão está atraindo empresas e investimentos. Um dos problemas que está piorando a segurança é que o Estado está mais rico, o que aumenta o número de habitantes – justificou a governadora.

Roseana disse que em 2012 foram registradas quatro mortes no sistema penitenciário maranhense e, até setembro do ano passado, 39.

– Até setembro estava dentro do limite que se esperava – declarou, argumentando que as mortes ocorreram apenas em uma unidade do complexo de Pedrinhas, onde duas facções disputam o domínio do tráfico e da cadeia, matando seus rivais, inclusive decepando cabeças.

De acordo com a governadora, sua administração investiu em novas unidades prisionais e na melhoria ao atendimento ao preso.

– Nosso sistema de saúde é muito bom para os presos – afirmou, para complementar: – Nosso presídio feminino é um exemplo para todo o Brasil.

Roseana, assim como o ministro da Justiça, fizeram questão de lembrar que outros estados, como Rio de Janeiro, São Paulo, Santa Catarina, Alagoas e Rio Grande do Sul também enfrentaram uma onda de violência comandada por detentos e que o governo federal ajudou os outros governadores. Segundo a governadora, apesar das mortes, seu governo não cometeu nenhum ato contra os direitos humanos. A ONU, porém, pede uma investigação sobre o assunto.

– Não cometemos nenhum crime de direitos humanos por parte do governo. Mas temos de ser mais atentos – admitiu.

Ao ser perguntada sobre a intenção do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, de pedir a intervenção no Estado por conta da violência, Roseana afirmou que não acredita nessa hipótese e passou a enumerar uma série de obras e ações que sua gestão tem feito.

– Eu não acredito que ele vá pedir a intervenção porque estou cumprindo meu dever. O Maranhão está indo muito bem. Talvez seja o único estado do Brasil que vai ter todas as suas cidades interligadas por asfalto.

Ela se irritou quando uma repórter perguntou ao ministro José Eduardo Cardozo por que a presidente Dilma Rousseff e mesmo ele não haviam se manifestado até o momento sobre os problemas no estado administrado pelo clã Sarney.

José Eduardo disse que o governo se manifesta de forma concreta e procura ajudar Estados administrados pela oposição e por políticos que apoiam o governo. Mas Roseana, exaltada, disse que não é certo falar em família.

– Não existe família. Eu sou a governadora. Quem manda aqui não é a família, sou eu. Vocês querem penalizar a família, mas eu, Roseana, sou a responsável pelo que acontece no Maranhão – afirmou, sendo aplaudida por parte da mídia que apoia seu governo.

As ações anunciadas pelo ministro da Justiça e pela governadora, porém, não têm um impacto imediato – exceto pela transferência de presos para penitenciárias federais, que José Eduardo recusou-se a dizer quando se dará, quantos serão transferidos e para onde.

Entre as ações está prevista a criação de um comitê de gestão, comandado por Roseana, mutirão da Defensoria Pública para ver os presos que podem deixar os cárceres, interligação do sistema de inteligência, criação de um núcleo de atendimento prisional, melhoramento no atendimento à saúde, capacitação de policiais e implantação de alternativas penais e monitoramento eletrônico.

( rico ? só se for o clã SARNEY, a reportagem deve ter errado, culpa do estagiário ?  a situação é o caos, o MARANHÃO vive o que SP E SC já viveram e podem viver de novo, já que o PCC aqui anda quieto demais, dizem, que vai ter copa se eles permitirem.)

confeiteira perde paciência e manda bolo em forma de merda pra casamento na NOVA ZELÂNDIA.

Uma dona de confeitaria na Nova Zelândia resolveu se vingar de uma cliente chata de uma forma bastante inusitada.

Após um desentendimento com a irmã da noiva após essa ter mudado mais de duas vezes o pedido, Emma McDonalds preparou um bolo no formato de um monte de cocô.

A surpresa maior veio quando o bolo foi aberto na frente de mais de 100 convidados, no cocozão estava escrito “Coma Merda!”

Em entrevista para uma rede local a irmã da noiva contou que não acreditou que a confeiteira fizesse tal coisa.

A confeiteira diz não ter se arrependido do que fez e postou na sua pagina oficial do Facebook a foto do bolo com a frase “Ela teve o que mereceu!”

A situação rendeu muitos comentários e fez com que os convidados todos caíssem na gargalhada.( mas tb quem ia casar ? a noiva ou a irmã ? chata e indecisa, quem escolheu o bolo ? foi ela ?

ai fica  mudando, enchendo o saco da confeiteira.) 

documentário inglês, mostra traficantes do RJ se preparando pra copa

O documentário a seguir foi elaborado pelo Channel4.com do Reino Unido e mostra a expectativa dos traficantes para copa desse ano (no Rio de Janeiro) e que o esquema de pacificação das favelas não acabou com o tráfico, só mudou um pouco a rotina.

No mais, achei um pouco irresponsável (pra não dizer criminosa) as traduções para o inglês de alguns trechos, como bem alertou o canal NovoIlusionismo, que legendou o vídeo para português, como a parte que diz:

‘Nós só não vai mexer com os gringos. Nós vai deixar eles ver a Copa do Mundo tranquilão’

E a emissora britânica legenda:

‘We won’t let the gringos relax at the World Cup!’
(Nós não vamos deixar os gringos relaxarem na Copa do Mundo!).

( notem que no final o cara fala que não vão mexer com os gringos, mas o tal canal legendou  ( errado ou de propósito) que o tráfico iria infernizar os turistas e ai ?

bem quem quer droga sabe onde conseguir, os gringos que já vieram aqui sabem como, sim vai dizer que só vem pra cá atras de mulher ou fazer turismo, tem drogas tb ué, isso sem falar nos que vem atras de meninas novinhas.

para o turista de primeira viagem, ai sim fica o medo.