suposto de menor infrator, é amarrado nu a um poste no RJ

4.fev.2014 - Foto de garoto espancado e preso a um poste no RJ está dividindo opiniões na web

Uma imagem de adolescente de 16 anos nu e preso a um poste por um trava de bicicleta na Av. Rui Barbosa, no Flamengo, no Rio de Janeiro está circulando nas redes sociais e gerando controvérsias. O garoto teria sido espancando por três homens, a quem o garoto chamou de “os justiceiros”. A foto foi divulgada pela artista plástica coordenadora da ONG Projeto Urerê, Yvonne Bezerra de Melo. Internautas afirmam que o adolescente pratica roubos e furtos na região.

Em entrevista ao  Extra, Yvonne contou que o garoto tinha marcas de tortura pelo corpo. Ainda de acordo com o jornal, o adolescente precisou esperar pela chegada de bombeiros para ser libertado do poste e ser encaminhado ao Hospital Souza Aguiar, no Centro.
 
“Eu não quero saber se ele é bandidinho ou bandidão, você não pode amarrar uma pessoa no meio da rua. Aquela área do Flamengo teve um aumento muito grande de violência e roubos recentemente. Como as coisas não melhoram, um bando de garotões se juntam e começam a fazer justiça pelas próprias mãos. Sei que tem muita marginalidade e a polícia é ineficaz, mas você não pode juntar um grupo e começar a executar pessoas, desabafa Yvonne ao Extra. Eu perguntei a ele quem tinha feito aquilo e ele disse que eram os “justiceiros de moto”. Ele foi espancado, levou uma facada na orelha, arrancaram a roupa dele e prenderam pelo pescoço. E ninguém na rua faz nada para impedir”, completa.
 
A imagem divulgada no Facebook gerou controvérsias. Internautas apoiaram a atitude da artista plástica em ajudar o garoto e divulgar a foto e outros criticaram e até fizeram ameças a Yvonne. “Eu recebo ameaças por defender, mas estamos falando de seres humanos. Recebi no Facebook a seguinte mensagem: “Pra mim essa raça tem que ser exterminada com requintes de crueldade”. De um rapaz jovem, que não deve ter nem 20 anos. Se o Estado não toma providências para resolver o problema da violência, os grupos nazistas, neonazistas se unem e essa mentalidade toma conta”, afirmou a artista plástica.
 
Segundo o G1, o caso não chegou a ser registrado na delegacia. A Secretaria Municipal de Saúde não localizou o estado de saúde do menor, porque ele chegou sem documentos à unidade.
 
( pois é ninguém faz nada a, ai alguns decidem fazer por conta própria.
 
o problema do justiceiro, é que com o tempo, ele perde o controle  e começa a fazer justiça com qualquer um,. mesmos endo inocente, é igual os grupos de extermínio, começam matando bandidos, mas depois matam qualquer um por ser favelado, desempregado, pq não foram com acara dele .
 
estes ai que se dizem nazistas e neo nazistas tb são assim, mas claro que a bandidagemn vai res´ponder a isso com mais violência, pegar pé de chinelo é fácil, agora quero ver nazista subir os morros mais barra pesada do RJ, ai quero ver.)

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s