carro de professora é roubado em shopping, mas imagens só saem pra policia em 3 dias.

O resultado de uma pesquisa que demandou mais de 20 anos de trabalho e investimentos de R$ 700 mil (verba pública) corre o risco de se perder. O estudo desenvolvido pela professora Telma Darn, do curso de Turismo do câmpus Sorocaba da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) estava gravado no notebook que foi furtado de dentro do seu carro na quinta-feira no estacionamento do shopping Iguatemi Esplanada e reproduz o que a autora chama de “ressonância magnética” das potencialidades turísticas dos 644 municípios do Estado de São Paulo. O material não foi arquivado em backup ou em outro ambiente que permita sua recuperação.

A professora pretendia apresentar uma primeira versão do levantamento ao secretário do Turismo Roberto Lucena que esteve na cidade na quinta-feira. Desesperada com o acontecido, Telma Darn lembrou que sua pesquisa iria subsidiar as ações do Observatório de Turismo do Estado de São Paulo (Obtesp) que será inaugurado em maio dentro do Núcleo de Extensão, Educação, Tecnologia e Cultura da Universidade (ETC), no bairro de Santa Rosália.

Nela estão relacionadas informações, indicadores e estatísticas que dimensionam o quanto cada município pode gerar de divisas, empregos e agregar em fator de desenvolvimento. Para se ter ideia todas as cidades que fazem parte da recém-criada Região Metropolitana de Sorocaba (RMS) foram mapeadas.

O cronograma de inauguração do Obtesp não será alterado. A professora esteve à frente da mobilização que fez com que o órgão fosse instalado em Sorocaba e lamenta a falta de sorte. “Foi uma conquista para Sorocaba que será referência no campo de pesquisa para políticas públicas voltadas ao estímulo do turismo. Até por isso, vamos continuar trabalhando”, disse.

“O Observatório poderia ter ido para São Carlos ou qualquer outro lugar, mas priorizamos Sorocaba porque foi aqui que tudo se desenvolveu. O desaparecimento da pesquisa compromete muito esse processo, mas vamos continuar a batalha com disposição redobrada apesar dos transtornos”.

A pesquisadora lamenta não ter tomado medidas para manter os arquivos. O professor da Esamc, Valdinei Castelan informou que o recomendado é fazer backup do conteúdo produzido ou, ainda, usar os chamados drives virtuais, como são chamados espaços disponibilizados na internet por programas como drop box, google drive ou one drive. Outra alternativa é equipar o computador com softwares que impeçam o acesso aos arquivos.

O furto

Conforme anotado em boletim de ocorrência registrado na DPP Sul o furto aconteceu por volta das 12h30 de quinta-feira. A professora estacionou seu carro no shopping onde esteve para sacar dinheiro num caixa eletrônico. Ao retornar acionou o controle do alarme e estranhou ao constatar que nada acontecia.

Percebeu, então, que a porta do motorista havia sido arrombada e que de dentro do veículo foram levados o notebook e um data show. Ela procurou um eletricista estabelecido nas imediações do estacionamento e soube que o ladrão teria usado uma mixa (espécie de chave que destrava a fechadura). Depois disso, o ladrão retirou o fusível que faz o dispositivo funcionar e subtraiu os objetos do interior do automóvel. Esse é um procedimento comum na prática de crimes como esse.

Em nota, a assessoria de imprensa do shopping disse que lamenta o ocorrido e que se colocou à disposição da cliente e das autoridades para ajudar na solução do caso. O empreendimento dispõe de sistema de videomonitoramento e deverá, dentro de 72 horas, fornecer as imagens captadas pelas câmeras lá instaladas. Essa providência ajudará o trabalho de investigação

( quer dizer que vc matar alguém,no estacionamento do shopping, só vão descobrir quem foi depois de 3 dias ? que coisa né ?

então pra q câmeras, se não pegar em flagrante, tem de esperar 3 dias pra saber quem foi ? ah ta.)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s