cantora evangélica recebe o pastor na sua igreja particular, na cama

Fotos que circulam nas redes sociais mostram uma jovem da Assembleia de Deus como uma pessoa de fé.
Pelas postagem, Priscila Yasmin Castilho é cantora em uma igreja evangélica.
O interessante das fotos é que a cantora da Assembleia de Deus agradece ao pastor Antônio Manoel Sousa, que segundo os comentários feitos nas redes sociais, é o mesmo que aparece de forma mais íntima com a jovem evangélica.
Parece que esse é um pastor presente em todas as horas na vida de suas “ovelhas”. 
As Informações são do Portal Agoraamazonas
marido dele teria se matado ao saber do chifre;

( não julgo os dois, cada um faz o que quer, ele tem pinto, ela tem xereca, fogo nas partes, vontade  de transar, isso vem desde a pré história, agora pregar regras pros outros e fazer coisa escondida ?, e esta mania de fotografar e acabar vazando na net ?

e o marido ainda se mata ? vejam lá o FACEBOOK dela, vejam as fotos, nem tem pinta de evangélica, ah é moderninha, moderninha até demais e vc ai trouxa, ratazana de igreja, se preocupa em seguir regrinhas ? religião é vc mesmo e suas regras que vc mesmo lhe impõem , se liga.)

casório e lua de mel ostentação de PRETA GIL.

<p>Preta Gil e Rodrigo Godoy estão curtindo a lua de mel dos seus sonhos! Na manhã deste domingo (17), aliás, os recém-casados mostraram no Instagram o drink do almoço nas Ilhas Maldivas.</p><p>Já no último sábado (16), o personal trainer compartilhou com seus seguidores algumas imagens do casal em clima de romance.</p><p>Neste registro, inclusive, os pombinhos apareceram fazendo um "coraçãozinho" com as mãos, com a ajuda do nascer do sol.</p><p>Confira mais registros da lua de mel de Preta e Rodrigo nas páginas a seguir! </p><p><strong><a href="http://www.facebook.com/pages/Famosidades/129946850420592">Opine no Facebook do Famosidades!</a></strong></p>

Preta Gil e Rodrigo Godoy estão curtindo a lua de mel dos seus sonhos! Na manhã deste domingo (17), aliás, os recém-casados mostraram no Instagram o drink do almoço nas Ilhas Maldivas.

Já no último sábado (16), o personal trainer compartilhou com seus seguidores algumas imagens do casal em clima de romance.

Neste registro, inclusive, os pombinhos apareceram fazendo um “coraçãozinho” com as mãos, com a ajuda do nascer do sol.

Confira mais registros da lua de mel de Preta e Rodrigo nas páginas a seguir!

Preta Gil e Rodrigo Godoy estão curtindo a lua de mel dos seus sonhos! Na manhã deste domingo (17), aliás, os recém-casados mostraram no Instagram o drink do almoço nas Ilhas Maldivas.

( eu nem vou publicar o link aonde tem mais destas fotos ai, quem quer ver futilidades que procure, mas tudo isso é união de amigos ?

GILBERTO GIL teria dito que a filha não tinha condições pra fazer um casamento destas sozinha, que os amigos ajudaram, mas e lua de mel ? ha indícios que tria dinheiro da LEI ROUANET como se o casório fosse evento cultural, afinal GIL era ministro da cultura.

ou seja, alem de tumultuarem a cidade , parando o trânsito coisa que só acontece em terceiro mundo, o povinho desprovido do direito de ir e vir teria bancado o casamento, a festa ,e tb a viagem de lua de mel, ou uma parte disso tudo .

será ? num pais sério haveria auditoria, mas com certeza nunca uma grana pública seria usada pra isso, masd como estamos no BRASIL.)

na COREIA DO NORTE é assim, dormiu ? morre.

O ministro da Defesa da coreia do Norte, Hyon Yong Chol. (Foto: Sergei Karpukhin / Reuters)

O ministro da Defesa da Coreia do Norte, Hyon Yong-chol, foi executado por deslealdade e por manifestar sua falta de respeito pelo líder supremo Kim Jong-un, informou nesta quarta-feira (13) a agência de Inteligência de Seul.

Centenas de oficiais assistiram à execução ocorrida em 30 de abril, disse o subdiretor do Serviço Nacional de Inteligência (NIS) a uma comissão parlamentar, relatou a agência de notícias “Yonhap”.

Hyon, nomeado para o cargo há menos de um ano, teria sido surpreendido dormindo durante um desfile militar e respondido de maneira inadequada a Kim Jong-un em várias oportunidades, revelou a Yonhap, com base em declarações de um legislador do partido comunista.

Hyon foi executado com fogo antiaéreo em uma academia militar na região de Pyongyang, um método já citado em vários relatórios sobre execuções de altos funcionários norte-coreanos.

Na Coreia do Norte, o ministro da Defesa é encarregado da logística e dos intercâmbios com o estrangeiro, mas a política militar é determinada pela poderosa Comissão Nacional de Defesa e pela Comissão Militar Central do partido.

Yang Moo-jin, acadêmico da Universidade de Estudos sobre a Coreia do Norte, com sede em Seul, disse à AFP que a execução surpreendente porque “Hyon era considerado um dos três militares mais próximos a Kim Jong-un”.

Hyon viajou à Rússia em abril, em parte para preparar a visita de Kim, que iria assistir ao desfile militar de 9 de maio, ponto alto das comemorações da vitória sobre os nazistas durante a Segunda Guerra Mundial. O líder norte-coreano finalmente cancelou a viagem justificando “alguns assuntos internos”.

Desde que Kim assumiu a chefia do Estado, em dezembro de 2011, já realizou vários expurgos, sendo o principal a execução de seu tio e mentor político Jang Song-thaek, executado em 2013.

( la não pode boceja, olhar pro lado, soltar pum, nada, ano passado ele executou pessoas por assistirem novelas sul coreanas. 

ditador megalomaníaco é assim.)

vagabundos, marginais de 14 e 11 anos trocam tiros com a policia em PRAIA GRANDE.

Dupla foi apreendida por policiais militares (Foto: Polícia Militar / Arquivo Pessoal)

Dois menores foram apreendidos na madrugada desta terça-feira (12), em Praia Grande, no litoral de São Paulo, com um veículo roubado. A dupla trocou tiros com policiais militares e foi detida em seguida. Um outro suspeito envolvido na ação conseguiu fugir e ainda não foi encontrado.

Segundo a polícia, os menores têm 11 e 14 anos. Com eles, os oficiais recuperaram uma arma de pequeno porte e o veículo que havia sido roubado na noite anterior no bairro da Guilhermina, também em Praia Grande.

Na troca de tiros com os agentes, por volta das 4h, um dos menores foi baleado no braço, ficou ferido e acabou sendo levado para o Hospital Irmã Dulce.

Após receber atendimento médico, o jovem de 11 anos foi liberado. Ambos foram levados para o 1º Distrito Policial da cidade. Segundo a polícia, o menino, que já havia sido flagrado anteriormente com uma moto roubada, passará por acompanhamento psicológico e não será levado para a Fundação Casa, que só abriga menores infratores a partir dos 12 anos.

( criança o cacete é bandido mesmo, imagine se tivesse morrido, os policias teriam sido crucificados a esta hora, agora haja psicológico pra ver se conseguem iluminar  a cabeça deste infeliz, isso se houver interesse mesmo em tentar consertar o meliante.

o de 14 já não tem mais jeito, seria fundação casas por uns 20 anos trabalhando se quiser comer.

e tem gentalha se preocupando com MC MELODY, faz favor né ?

traficante galã ? só na novela da GLOBO mesmo

Link permanente da imagem incorporada

olha o que temos agora na tv, traficante galã, isso mesmo na novela das 7 I LOVE PARAISÓPOLIS,no twitter meninas postando, ah um traficante destes, ah pode me roubar a vontade, tipo assim.

os valores se invertem mesmo, e ninguém ainda meteu o pau na novela, no BABILÔNIA mandaram ver né ? desde o beijo lésbico das idosas lá , agora em plena 7 e tanto da noite vemos isso, claro que não tem violência, acho eu, mas pô glamourizar traficante ?

cadê o pessoal das criticas agora ? não tem um policial sequer pra falar ou não pode falar ?, um delegado, promotor, quem teve sua família devastada pelas drogas assiste isso ? bem não vi a novela, nem vejo, pelo jeito não vai ter critica nenhuma mesmo.

de qualquer modo fica minha critica tá ?

MC MELODY e o machismo e hipocrisia por trás do seu caso.

MC Melody e o pai, MC Belinho (Foto: Divulgação)

MC Melody tem 8 anos de idade e é alvo de um inquérito aberto pelo Ministério Público de São Paulo para investigação sobre “forte conteúdo erótico e de apelos sexuais” em músicas e coreografias de crianças e adolescentes músicos. De acordo com uma das representações do inquérito, ela “canta músicas obscenas, com alto teor sexual e faz poses extremamente sensuais, bem como trabalha como vocalista musical em carreira solo, dirigida por seu genitor”.

O pai de Melody, MC Belinho, de 27 anos, está arrependido. Mas acha que a filha “não estava fazendo nada de errado” e diz que ela “estuda, está matriculada e com vacina em dia, brinca normalmente, não fala palavrão”. Em entrevista ao G1 por telefone, afirma: “Se fosse um menininho, ninguém estaria ligando, a gente não seria tão perseguido e tão condenado. A gente entrou numa guerra constante”.

De acordo com ele, a carreira de Gabriella Abreu Severino, nome verdadeiro de Melody, “mudou totalmente de rumo” após a polêmica. “A gente agora está fazendo uma cantora pop mirim. Mais ou menos como Anitta, só que com umas letras ‘mirins’, sem sensualizar.”

Belinho conta que Melody sonha em ser cantora desde que tinha 1 ano de idade. Ele gosta de dizer que os primeiros vídeos da filha no YouTube eram de música gospel. “Vejo que ela tem talento, canta bem, é afinada, tem o dom. Eu pensava: ‘Quem sabe algum empresário vê, ela vai parar numa novela’. Isso aí é o sonho de qualquer pai.”

Leia, a seguir, os principais trechos da entrevista:

G1 – Como você pretende se defender no inquérito aberto pelo Ministério Público?
MC Belinho – Ainda não aconteceu a notificação, mas meus advogados estão a par. Minha defesa vai falar o que é real: a gente não violou nada, e minha filha estuda, está matriculada e com vacina em dia, brinca normalmente, não fala palavrão, é muito bem educada e leva uma vida de criança. Só que com o sonho de ser cantora desde um aninho de idade – e eu apoio esse sonho. Mas agora a gente mudou totalmente o rumo, e não só devido ao inquérito, mas para a aceitação do povo.

G1 – Mudou como?
MC Belinho – Minha filha não estava fazendo nada de errado, a não ser uma roupa ou outra, um jeito de dançar. Então, mudou a maneira de vestir, algumas letras. A gente agora está fazendo uma cantora pop mirim. Mais ou menos como Anitta, só que com umas letras “mirins”, sem sensualizar. Se falar que é “uma funkeira de oito anos de idade”, todo mundo fala “não acredito!”. Mas, se falar que é “uma cantora de oito anos de idade”, aí tudo bem. Vou aguardar o inquérito e pretendo, sim, entrar com pedido do juiz pra que ele autorize [a atividade artística]. A ideia é tentar um outro segmento, de repente de modo mais correto.

Se as pessoas estão falando que está errado, a gente vai mudar. Não adianta ser uma artista com talento mas sem a aceitação do público – e da lei também.”
MC Belinho, pai da MC Melody

G1 – Então quer dizer que o estilo antigo era errado?
MC Belinho – Se as pessoas estão falando que está errado, a gente vai mudar. Não adianta ser uma artista com talento mas sem a aceitação do público – e da lei também. Recebi ligações de outros artistas, todo mundo falando: “Sua filha é perfeita, só tenta mudar um pouco o estilo das roupas, da dança”. Agora vai ter uma coreógrafa. E os vídeos novos já são diferentes. A maneira correta é esta: direcionar mais para a faixa etária de 6 anos a 15 anos de idade.

Mas não estou ganhando nem R$ 1 com ela – quem sabe futuramente. Nunca vendi show dela. Primeiro, porque estou ciente de que precisa de autorização legal. Só que passei a encarar como carreira, e antes era uma brincadeira. E tem um escritório agora ajudando, minha filha está indo ao psicólogo.

G1 – Desde quando ela passa por psicólogo?
MC Belinho – Não que minha filha esteja precisando, mas ela já fez duas sessões. A gente está só averiguando mesmo. Eu, como pai, sei da cabeça da minha filha. Ela tem o talento, o dom.

Mas não estou ganhando nem R$ 1 com ela – quem sabe futuramente. Nunca vendi show dela. E tem um escritório agora ajudando, minha filha está indo ao psicólogo…”
MC Belinho, pai da MC Melody

G1 – A MC Melody já ganhou dinheiro como artista?
MC Belinho – Ela não é uma artista, nunca fez um show, nunca ganhou dinheiro, cachê, diferentemente dos outros MCs investigados. Como artista, minha filha só é visualizada na internet e nos meios de comunicação. Ela só participou de um show meu aqui um ano e meio atrás, na Zona Norte, em São Paulo. Era uma matinê, uma domingueira, às 18h, aberto para adolescentes, sem bebida alcoólica – normalmente, não entra maior de idade.

Não era um “batidão”, e estava a família inteira: bisavó, vó, mãe, a outra irmã dela. No intervalo desse show, viram ela cantando e falavam para mim: “Põe ela pra cantar”. Não teve maldade da minha parte. O vídeo não foi para expor a criança. Primeiramente, porque sou pai. Que pai vai querer o mal para sua própria filha?

G1 – Muita gente achou que você não pensou nisso ao publicar o vídeo.
MC Belinho – Se houve uma imagem errada, a gente corrigiu. Mas o que mais tem na internet, como todo mundo sabe, são crianças fazendo coisas muito piores que minha filha fez. Só que, como ela começou a aparecer muito, algumas pessoas maldosas se aproveitaram.

MC Melody e o pai, MC Belinho (Foto: Divulgação)

G1 – Você se arrepende de algo?
MC Belinho – Se for parar para pensar, me arrependo de… [Faz silêncio] Se fosse para voltar atrás, eu pensaria no que as pessoas poderiam achar do vídeo. Não é só minha filha que está sendo investigada, mas o no caso dela foi o mais polêmico, passou em vários países, porque ela tem só oito anos e porque é menina.

G1 – Acha que a MC Melody foi vítima de machismo?
MC Belinho – Não vou dizer que é machismo, mas isso contribuiu. Se fosse um menininho, ninguém estaria ligando, e a gente não seria tão perseguido, não seria tão condenado. Tem dois fatores principais, isso é real, as pessoas têm que aceitar: primeiro por ser funk; segundo, por ser menina.

G1 – E por que você diz que o funk é o outro motivo?
MC Belinho – Tem o lance do preconceito. Assim como já existiu com o samba, que hoje é bem visto. Muitas pessoas falam que, se minha filha cantasse sertanejo, axé ou pagode, não teria problema. Mas é bom as pessoas abrirem o olho: no sertanejo e no axé tem muita letra de duplo sentido. Muitas crianças dançaram “Lepo lepo” e não sabem o que significa.

Além disso, se for reparar, Sandy & Junior começou com “Maria Chiquinha”… O que a Maria Chiquinha foi fazer meio do mato? E depois teve É o Tchan. As crianças rebolavam até o chão, dançavam “Boquinha da garrafa”. Por que ninguém falou na época?

Se fosse um menininho, ninguém estaria ligando, e a gente não seria tão perseguido e condenado. Tem dois fatores principais: primeiro por ser funk; segundo, por ser menina.”
MC Belinho, pai da MC Melody

G1 – Qual a razão para essa ‘tolerância’, na sua opinião?
MC Belinho – Porque era axé, que não é tão discriminado. O funk tem o lado positivo, que é ostentação, consciente, mas tem o lado de muita coisa pesada, que é feito para adulto. E as crianças acabam ouvindo. Na periferia em São Paulo, no Rio, só rola funk. O funk é a linguagem da periferia. Não vou falar que tudo que existe no funk é correto e que concordo com criança cantando palavrão. Mas funk sustenta muita família.

G1 – A sua também?
MC Belinho – Eu cantei pagode muitos anos, sertanejo, reggae, axé na Bahia durante seis anos. Só que é o funk sustenta minha família. Eu sou MC. Só que, antes de MC, sou músico: sei tocar instrumento, sei ler partitura. É o que pretendo passar para minha filha. Pode ser que amanhã ela fale “decidi ser modelo” ou “decidi ser advogada”. Beleza. Eu, desde que tinha quatro anos, quis ser cantor. Sempre trabalhei com isso, me vejo nela. Puxa, era meu sonho e nunca desisti. Só que eu não tive pai para apoiar ou mãe para apoiar.

Parei minha carreira para dar atenção a isso que está acontecendo. Estou há quase dois meses sem fazer show, e vinha fazendo de 15 a 18 por mês. Cobro R$ 2 mil, R$ 2,5 mil por show. As pessoas deviam conhecer a nossa família. Não pretendo viver às custas da minha filha, mas pretendo que ela viva o sonho. Na verdade, por enquanto a polêmica só me prejudicou, não ganhei nada com isso.

Se eu fosse ganancioso, tinha fechado 200 shows no Brasil inteiro, e antes mesmo da polêmica. Tem muito pai querendo contratar para festas de 15 anos, fui procurado por dezenas de artistas, que falam: ‘Traz ela em casa, vamos fazer uma parada'”
MC Belinho, pai da MC Melody

G1 – Você e Melody lançaram um vídeo em que se diziam arrependidos e pediam desculpas. Mas e em particular, você chegou a pedir desculpas à sua filha?
MC Belinho – A música é desculpa para todo mundo, para geral. Então, sim, é para ela. E eu também me excedi em alguns momentos. Quando fiz um vídeo e falei “vocês são recalcados”, não falei para a população brasileira, para geral. Falei para quatro ou cinco que estavam usando o nome para ganhar “likes”. Só que não passei essa visão. Eu estava bravo, naquele momento de pai em fúria… Você ver sua filha blasfemada por um vagabundo qualquer.

G1 – Alguma coisa nessa história ofendeu você?
MC Belinho – Muitas coisas, cara. É minha filha, né? Pô, seu bem maior, e as pessoas vão falando coisas que não são verdade, tipo falar que a gente está ganhando rios de dinheiro, que ela está trabalhando na noite, fazendo bailes funk, dentre outras coisas.

Não que não pinte show. Se eu fosse ganancioso, tinha fechado 200 shows no Brasil inteiro, e antes mesmo da polêmica. Tem muito pai querendo contratar para festas de 15 anos, fui procurado por dezenas de artistas, que falam: “Traz ela em casa, vamos fazer uma parada”. Minha filha está no auge, entre aspas. É o centro das atenções, e as pessoas também aproveitam o gancho para ganhar “likes” fazendo vídeos com críticas.

Além disso, as pessoas falam: “Que pai é esse?”. Se ficassem uma hora comigo, iam ver que não é isso. Quase todas as noites eu faço minha filha dormir e ponho na cama. Imagina uma criança apegada com o pai, como a minha, e aí alguém fala em tirar essa filha do pai. O dano maior é esse. Não é mudar a carreira. Cuidei da minha filha desde pequenininha. As pessoas julgam muito sem saber.

( pois é, todos querem se apareler encima da menin, travestidos de defensores da infãncia e juventude, guardiões da moralidade e da virtude de uma criança de apenas 8 anos, mas ir pra rua atras dos que aliciam menores pra traficara, meninas exploradas para prostituição infantil feita até por mafiosos de fora ninguém vai né ? 

fácil fazer vídeo, contra um pai funkeiro, mas dizer que vai atras de bandidão perigoso que explora menores , não faz, ta o pai da menina prometeu mudanças, pronto e dai ? se el oi mal intepretado, basyta modificar as letras do que a filha canta, mudar as roupas que os politicamente ciurretos alegam ser sensual demais pra uma criança, mas vamos tras dos meninos tb ? vamos. 

ela foi a mais visada , justamente por ser menina, gozado que nos anos 80,90 nada se falava, na epoca da lambada, TCHAM, crianças tb dançavam sensualmente e ninguém dizia nada, ai veio a onda do politicamente cureto, com a internet então,passaram a patrulhar tudo, expondo na web com videos, blogs, etc tudo que não lhes agrada, claro com intenção de se aparecer e pq não tentar até abocanhar alguma grana, se o pai da MELODY oferecesse uma mala de dinheiro pra cada um que parasse de falar da sua filha, quem não toparia ?

quem quer ser realmente defensor das crianças que va nas ruas e declare guerra contra todo e qualquer um que as explore, seja rico, famoso, poderoso, o BRASIL tb assuma sua culpa nisso tudo, por não dar educação e condições de vida descente pra todos, tentar tapar sol com peneira não dá, controlar apenas a menina MELODY, não vai resolver todos os casos de pedofilia, exploração de crianças que tem por ai.

homem é estuprado por 3 mulheres na ÁFRICA DO SUL, se fosse vc meu amigo e ai ?

00
Periguetes que tão matando cachorro a grito rendem homem com arma, jogam o cara em porta-malas, dão remedinho estimulante e o obrigam a fazer vuco-vuco

Um homem de 33 anos foi sequestrado em Port Elizabeth, a aproximadamente 770 km da Cidade do Cabo (África do Sul), por três mulheres armadas. Elas recolheram seu sêmen e o depositaram em um cooler, segundo o site Sowetan Live.

A vítima foi parada pelas mulheres, que, dirigindo uma BMW preta pela cidade, pediram informações sobre como chegar a uma determinada localidade. No meio da explicação, o homem acabou rendido por uma delas e foi colocado no porta-malas do veículo. As mulheres agiram violentamente e o puseram à força no carro. Ele foi obrigado a ingerir um líquido, o que fez com que ficasse excitado rapidamente.

Depois de dirigir por horas, o trio abriu o porta-malas e começou a acariciar o homem. Ele teria sido estuprado sucessivas vezes, e as mulheres, então, coletaram seu sêmen, que foi depositado em um saco plástico, colocado dentro do cooler.

“Este caso é extremamente confuso para nós, nunca vimos nada parecido”, contou um policial. “O homem estava plenamente consciente durante todo o ato e ainda está traumatizado”, disse. A polícia abriu uma investigação de estupro.

isso não é apenas na ÁFRICA DO SUL, já li caso iguam no ZIMBABWE , mesmo modos operandi, o cara é sequestrado obrigado a tomar um remédio, transar e ter o esperma roubado, mas afinal que remédio é este ? que o cara fica duro na hora ?

deviam era exportar estes remédios, tirariam o pais da merda, devem ser mais potentes que o viagra, e um caso destes no BRASIL, o cara reclamaria ? sedria preciso lhe apontar uma arma ?)