pixuleco volta as ruas após atentado

183175_1

 

Depois de sofrer um ataque e ser rasgado na sexta (28), o Pixuleko, boneco inflável do ex-presidente Lula vestido de presidiário, reapareceu neste domingo (30) consertado e com esquema de segurança reforçado. Cinco seguranças e um gradil foram contratados por cerca de R$ 2 mil e levados para isolar o boneco do público na avenida Paulista. “Se a gente não fizer isso a petralhada ataca de novo”, afirmou Carla Zambelli, líder do movimento Nas Ruas. O Pixuleko foi inflado na altura da alameda Ministro Rocha de Azevedo, na frente do prédio onde funciona TCU (Tribunal de Contas da União) em São Paulo, para pressionar o tribunal a agilizar a análise de supostas irregularidades na conta do governo Dilma em 2014. Líderes dos movimentos pró-impeachment também recolhiam assinaturas para um manifesto contra a corrupção. Para animar os manifestantes, que se aglomeravam em torno do boneco e em cima da ciclovia da Paulista, a organização providenciou um alto falante que era usado para fazer discursos contra Dilma e Lula e tocar músicas diversas. A trilha sonora foi do hino brasileiro a adaptações de músicas famosas.

 

“Vem vamos embora que esperar não é saber. Quem sabe faz a hora, não espera acontecer”, trecho de “Pra Não Dizer que Não Falei das Flores”, de Geraldo Vandré, virou “Dilma vai embora, o Brasil não quer você. Leva junto o Lula e os vagabundos do PT”. A letra de “Faroeste Cabloco”, da Legião Urbana, foi modificada para criticar o escândalo na Petrobras. Os organizadores se revezavam no microfone para cantar junto com as gravações. MINISTRO VAIADO O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, foi cercado e xingado na avenida Paulista, na manhã deste domingo. Ele fazia uma caminhada junto com um amigo, que estava de camisa vermelha, e foi reconhecido por manifestantes. Por volta das 13h, manisfestantes pró-Dilma foram ao local e gritaram pedindo que o boneco fosse retirado. Alguns chegaram a trocar socos com opositores do governo antes de serem separados pela PM. Depois da intervenção da polícia, os dois grupos passaram a se xingar e alternar gritos de guerra. No microfone, Heduan Pinheiro, do Movimento Brasil Melhor, pediu que os apoiadores do governo se manifestassem em outro local.

 

“Não queremos conflito, estamos só protestando contra a corrupção. Se quiserem, façam um boneco gigante meu também e vão protestar”. O ato foi oficialmente encerrado por volta das 14h com a execução do hino nacional e gritos de ” Viva a PM”. “Vai gritar isso em Osasco”, responderam os apoiadores do governo, em referência à chacina que deixou 19 mortos na cidade e, suspeita-se, pode ter sido promovida por policiais. Depois do encerramento, os presentes continuaram discutindo separados pela PM.

 

( parece que sempre os petistas é que começam á atacar primeiro,tem o vídeo da moça atacando o pixuleco, e os petistas ? só ficam dizendo que isso tudo é golpe da direita que quer impugnar a vontade das urnas .
que tal se os carteiros fizessem passeatas lembrando o quanto foram obrigados a entregar propaganda da DILMA ano passado atrasando correspondências ? e tb os SMS que pessoas recebiam em seus telefones alertando o cancela,mento do bolsa esmola, se não votassem na DILMA?
isso e muito mais né petistas ? 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s