o estupro do RJ, alguma lição aprendida, ou vai ficar na mesmice ?

que lição fica do estupro da garota do RJ ? isso claro se confirmado o estupro, pois até agora tem muitas duvidas, mas ela em entrevista ontem a RECORD mantem os fatos, mas que lição fica ? 

as mulheres vão deixar de frequentar lugares onde tem machões que não as respeitam ? baladas, raves, pancadões, ah não posso mais sair pra me divertir então ? sim mulher vc pode, mas tem de ser lugar de baixo nível ?  só sua presença já alimenta o machismo e este tipo de lugar mal frequentado, imagine se todas as mulheres decidissem não mais frequentar baladas, raves, funks etc ? seria o caos para os machos.

não adianta uma casa noturna botar segurança pra tentar remediar uma situação de assédio, teria de prevenir,mas por acaso machão é orientado a saber se comportar como gente ? pior ainda é periferia onde o machismo é dominante, a desigualdade entre os sexos é 100%.

mas enfim,. não adianta todos ficarem somente indignados se não mudarem as atitudes, machismo tem de ser combatido de vez, mulheres precisam se organizar, do contrário daqui a pouco ninguém mais fala do caso, vai ser mais um nas estatísticas até acontecer um novo que abale o pais, e ninguém fez nada, de bla, blá, blá, discussões estamos cheios.

bela ainda que vá, mas recatada e do lar, é a PQP

como eu disse no post da internet limitada que querem nos impor, o BRASIL não quer ir pra frente, defendem que MARCELA TEMER , é o ex de mulher brasileira, bela recatada e do lar.

ou seja, a mulher que fica em casam não da palpite em nada que não seja de sua casa, e deixa o mundo la fora nas mãos dos homens, seria a volta do antigamente, antes da emancipação feminina, de queimar os sutiãs aquela coisa, nada de ler SIMONE DE BEAUVOIR ou LEILA DINIZ, segundo a revista VEJA, o povo defende mulher recatada.

MARCELA TEMER seria a modelo ideal, não se mete em politica, fica apenas em casa, nem entrevista deve dar, oras sendo assim a mulher do BOLSONARO seria perfeita , ninguém sabe quem é , eu nunca a vi.

pois é mulherada , a luta de vcs continua e sempre, com mais essa agora.

deputado fundamentalista Anderson Ferreira x feministas

Grupo que prepara ação pela legalização do aborto em casos de microcefalia foi o mesmo que conseguiu que Supremo autorizasse aborto em caso de anencefalia

© Copyright British Broadcasting CorporationGrupo que prepara ação pela legalização do aborto em casos de microcefalia foi o mesmo que conseguiu que Supremo autorizasse aborto em caso de anencefaliaO deputado Anderson Ferreira (PR-PE), um dos principais expoentes da bancada conservadora do Congresso, disse que apresentará nesta terça-feira um projeto de lei específico sobre abortos em casos de gestantes infectadas por zika – doença que vem sendo associada ao aumento do nascimento de bebês com microcefalia.

Em entrevista à BBC Brasil, Ferreira explicou que seu objetivo é tentar eliminar qualquer “brecha” que dê espaço para que o Supremo Tribunal Federal (STF) legalize a interrupção da gravidez nesses casos.

O movimento é uma reação a iniciativa do grupo feminista Anis, que pretende apresentar em breve ao STF uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) com objetivo de legalizar o aborto de fetos afetados por zika.

“Eu acho que o movimento feminista está indo na contramão da sociedade, aproveitando de um momento de epidemia no nosso país para fincar uma bandeira pró-aborto. Isso é inadmissível. Como parlamentar, fico indignado”, disse Ferreira – também autor da polêmica proposta de Estatuto da Família, que tramita na Câmara e busca limitar a definição de família a casais heterossexuais.

O deputado estuda propor um aumento de pena para o crime de aborto em casos de microcefalia e quer também obrigar o Estado a pagar um benefício para as famílias que tiverem um bebê afetado por zika durante a gestação.

Atualmente, no Brasil, só é permitido interromper uma gravidez em caso de risco à vida da mãe, quando a concepção foi resultado de um estupro ou quando o feto é anencéfalo.

O grupo que prepara a ação pela pela legalização do aborto em casos de microcefalia foi o mesmo que conseguiu em 2012 que o STF liberasse abortos de fetos anencéfalos (sem cérebro).

Agora, a Anis argumenta que a mulher não deve ser punida por uma falha das autoridades em controlar o mosquito transmissor da doença,Aedes aegypti, o mesmo da dengue. Além disso, também sustenta que a ilegalidade do aborto e a falta de políticas de erradicação doAedes ferem a Constituição Federal em dois pontos: direito à saúde e direito à seguridade social.

Para Ferreira, a mulher não tem direito a escolher sobre a interrupção da gravidez porque “sua vida não está acima da do feto”. E cita argumento religiosos para justificar sua visão: “Não cabe a ela escolher quem vive ou quem deixa de viver. Isso cabe a Deus”, defende.

BBC Brasil – Qual o objetivo de criar uma lei específica sobre aborto em casos de microcefalia?

Anderson Ferreira – Veja só, aborto é crime no nosso país. O movimento feminista está tentando criar uma interpretação junto ao Supremo por meio de uma Adin (para liberar o aborto em casos de microcefalia). Então, vou criar um projeto de lei que deixe claro que o caso de interrupção da gravidez na microcefalia é crime, para não deixar fresta.

Eu estou sentado com uma equipe jurídica para ter todo um embasamento constitucional nesta questão. Estamos estudando propor aumento de pena e também obrigar o governo a pagar um benefício às famílias que tiverem esse problema de uma criança com microcefalia.

BBC Brasil – Então o objetivo é não deixar brechas para que o Supremo possa de alguma forma permitir esse procedimento?

Ferreira – Isso. Por meio de uma Adin, mesmo caminho que tomaram na questão dos (fetos) anencéfalos.

BBC Brasil – O movimento feminista argumenta que é uma questão de direito à escolha. Por que o senhor acha que a mulher não deve ter esse direito?

Ferreira – Porque não cabe a ela escolher quem vive ou deixa de viver. Isso cabe a Deus. A partir do momento que você faz uma escolha como essa, no caso uma seleção dos seres humanos que vêm à Terra, o que estão querendo fazer é uma pré-seleção. Então, se a criança vai ter algum tipo de deficiência, a mãe ter o direito de interferir nessa gravidez ou não. Isso eu acho que está acima de todos nós.

Eu defendo a vida. Então, não poderia deixar de maneira alguma uma interferência do Supremo junto ao Poder Legislativo, porque somos eleitos representantes legais do povo e temos autonomia de legislar.

Acho que o movimento feminista está tomando um caminho perigoso porque hoje a grande maioria da sociedade não comunga desse pensamento, e o Parlamento também não comunga. O movimento feminista, para você buscar os direitos das mulheres, é um movimento digno, mas não poderia aproveitar de um momento como esse, um momento de epidemia no mundo, não só no Brasil, para tentar fincar uma bandeira indo de encontro com o todo o princípio da vida.

BBC Brasil -O movimento feminista sustenta que o Estado é laico e que o argumento religiosos não poderia ser usado porque não há provas da existência de Deus. É uma questão de fé individual.

Ferreira – A minha argumentação, dentro do meu projeto, em nenhum momento é uma argumentação religiosa. Eu estou defendendo com o Código Penal e a Constituição brasileira.

Defendo os meus princípios, eu sou cristão e não abro mão da minha fé. Interfere no meu caráter e nas minhas escolhas como parlamentar, mas eu defendo os meus princípios com a Constituição e com o Código Penal. Então, não é por eu ser cristão que eu estou indo na contramão da sociedade.

Eu acho que o movimento feminista, ele sim é que está indo na contramão da sociedade, aproveitando de um momento de epidemia no nosso país para fincar uma bandeira pró-aborto. Isso é inadmissível.

BBC Brasil – Há uma leitura jurídica de que uma das funções do Supremo é justamente garantir os direitos das minorias. A gente sabe que historicamente nem sempre o que a maioria crê em determinado momento é o certo. A escravidão já foi permitida, por exemplo. Não pode haver uma evolução de entendimento?

Ferreira – É que essa evolução de entendimento tem que ser feita nas devidas casas. Só cabe ao Legislativo elaborar leis que regem a sociedade, e ao Judiciário cabe interpretar o que é constitucional.

BBC Brasil – O movimento argumenta que o Estado não está sendo eficiente no combate ao mosquito e está deixando as mulheres numa situação vulnerável, que lhes causa sofrimento. O senhor não se sensibiliza também com a condição das mulheres?

Ferreira – Tanto nos sensibilizamos que estamos acolhendo dentro do nosso projeto a previsão de um benefício que possa dar assistência a esse tipo de família. Mas eu não posso ser um assassino para querer tirar a vida por conta que nasce com esse tipo de problema.

BBC Brasil – Outro argumento do movimento feminista é essa questão de que, na prática, quem tem uma renda mais alta consegue fazer aborto no país e que a criminalização prejudica principalmente as mulheres mais pobres.Muitas morrem ao fazer procedimentos inseguros.

Ferreira – Se tem dinheiro para fazer clandestino, está sendo um criminoso. O aborto é crime. A gente não pode entrar nesse mérito. Então vão dizer: “olha, cocaína é crime, mas tem quem use cocaína porque é o valor de uma droga cara”. Então por isso vai liberar a cocaína? Não tem muito sentido.

A obrigação do governo é dar assistência a essas famílias, obrigação de governo não é matar. A gente vai voltar aqui à época de Hitler, para fazer a seleção de um ser humano que tem que formar a nossa sociedade?

BBC Brasil – Mas o movimento feminista não trata a questão como eugenia, mas como direito à escolha da mulher sobre o seu corpo e sua vida.

Ferreira – Mas como eu posso ter a escolha de tirar a vida de outro ser humano?

BBC Brasil – Na visão desse movimento trata-se de um potencial de uma vida, que ainda não está desenvolvida.

Ferreira – Há casos de adoções. Você não tem obrigação para criar essa família. O que eu não posso é comungar com uma linha de raciocínio de um movimento feminista de dizer que o direito à vida da mulher está acima de outra vida. Então, se tem um vizinho que me incomoda, eu não posso conviver com ele, eu vou matar ele porque o meu direito está acima de todos?

BBC Brasil – Mas o vizinho tem uma vida autônoma fora do corpo da mulher. É totalmente diferente de um feto.

Ferreira – Sim, mas eu não tenho um convívio dentro de uma sociedade? Então quando a criança nascer, que ela possa ter o direito de adoção. Ela não é obrigada a criar, se ela não quiser. Agora, para ela criar ela teria que ter uma ajuda do Estado. É isso que eu estou propondo.

( meu caro deputado pq mulher rica não é punida então se fizer aborto pq tb corre risco de ter um filho com microcefalia ? h ele tem dinheiro, poder então pra ela não da em nada, só pobre que toma na tarraqueta, seria essa sua resposta ?

agora vejamos, já trabalhamos pra pagar bolsa família( esmola) pra muitos ai, teremos de pagar ajuda para mulheres que tiveram bebês com micro ? ajuda do estado com nossos impostos ?   

pq o senhor não propõem que seja liberado vasectomia e laqueadura sem limite de idade e vantagens pra quem evitar filho então, já que é contra aborto ? DNA público pra facilitar na caça aos irresponsáveis que fazem filhos e pulam fora .

se o pobre ver que terá muito mais vantagens se não fizer filho ele vai querer deputado, quem não quer mais vantagens ?

mas não , prefere manter o machismo travestido de religião pra continuar sub-julgando as mulheres .)

BRUNA LIZMEYER X machistas e cia

Bruna Linzmeyer é a Belisa de"A Regra do Jogo", novela da Globo

Bruna Linzmeyer é a Belisa de”A Regra do Jogo”, novela da Globo

 

A página oficial da atriz Bruna Linzmeyer, a Belisa de “A Regra do Jogo”, está sendo alvo de comentários agressivos por conta de sua posição a favor do aborto. Na maioria deles, ela é chamada de “assassina” e “abortista (sic) hipócrita”.

Recentemente, ela e outros atores da Globo, como Julia Lemmertz e Nanda Costa, participaram de um vídeo a respeito do tema. Em , o papel da mulher na sociedade é colocado em xeque junto com a possibilidade de ser mãe e as mudanças que a maternidade traz.

Assim como milhares de mulheres protestaram nas últimas semanas contra o projeto de lei 5.069/2013, de autoria de Eduardo Cunha, presidente da Câmara dos Deputados, que restringe o atendimento médico a mulheres vítimas de estupro e dificulta o aborto legal, a atriz também postou foto de cartazes com os dizeres “Meu útero é laico” e “Podemos substituir o Cunha por uma pílula do dia seguinte”.

 

 

( o corpo é laico, o útero tb, mas querem pq querem mandar na mulher até o fim da vida dela, não pode abortar nem se for estuprada, até isso querem tirar dela, afinal precisam de pobres para serem escravos das futuras elites né ? por iso não pode vasectomia e laqueadura sem limite de idade, querem dificultar o acesso a  pilula do dia seguinte.

 

enfim a mulher corre risco de perder todos seus direitos que são poucos e se submeter ao machismo imposto pelo sistema, e pior apoiado até por outras mulheres alienadas tb)

MYRIAN RIOS x sexo anal,ela quer que vc pare de dar.

imaginem se ela e aquela outra louca SARA SHIVA  ( filha da BABY DO BRASIL), que deu mais que chuchu na cerca,que fica pregando virgindade para trouxas se juntassem .

seria o caos geral, DONA MYRIAN na boa , pq não se preocupa com gravidez na adolescência , precoce heim ?paternidade , maternidade irresponsável que assola este pais , vou dar pra senhora um ex  

https://www.facebook.com/Tinhoso/videos/1118539528157755/?pnref=story   

 
da uma olhada neste link ai e para de se preocupar com o rabicó dos outros tá ? pelo menos atras não engravida .
 
 
a senhora deveria experimentar. 

machismo e hipocrisia fazem professora ser demitida após vídeo pornô

Uma professora da República Tcheca que fez um teste para protagonizar um filme pornô foi despedida após alguns dos seus alunos encontrarem o vídeo na internet.

Segundo o jornal inglês Daily Mail, a mulher de 35 anos e mãe de dois filhos, afirma ter sido drogada com cocaína pelos produtores e que pensou que estava fazendo um teste para estrelar uma campanha de roupas íntimas.

“Eu percebi que meu comportamento estava mudando e eu me senti mais relaxada e confortável. Eu não seria capaz de fazer uma coisa desse tipo em circunstâncias normais”, disse a profissional de ensino.

No vídeo, a mulher passa óleo em seu corpo e depois aparece fazendo sexo com um homem.

Os alunos da escola na qual a professora dava aulas descobriram a gravação e divulgaram nas redes sociais. Um dos pais viu o vídeo e imediatamente informou a direção do colégio.

“Assim que soubemos disso, não tínhamos outra escolha a não ser suspendê-la”, revelou um professor colega da agora docente demitida.

( pelo jeito lá não tem tb o controle dos pais , a molecada navega onde bem quer, ai claro de zoeira como qualquer brasileiro divulgam vídeo da professora nas redes sociais,isso sabem fazer muito bem né ?

e um pai viu, bateu uma, ah não vou comer mesmo, então vou denunciar no colégio , se ela foi dopada, então precisa a policia investigar, mas vi o vídeo e não parece estar drogada, mas nada justifica sua demissão, faz e pronto  dai, ninguém paga as contas dela.

e vc meu amigo veja ai o vídeo e conclua vc mesmo .

http://czech720.com/czech-casting-lucie-5334/

SBSTEIRA pega no pé de RACHEL SHEHERAZADE de novo.

Rachel Sheherazade não gostou de levar um “puxão de orelha” da direção de jornalismo do SBT. A apresentadora do “SBT Brasil” teve um acesso de fúria e andou “cuspindo marimbondos” pelos corredores do canal.

Tudo começou quando a jornalista fez uma careta após a exibição de uma matéria sobre bailes funk na edição do telejornal da última quinta-feira (23).

Segundo a coluna do jornalista Flávio Ricco, a expressão de reprovação de Rachel não agradou a direção do programa que decidiu repreender a loira.

FAMOSIDADES© SBT FAMOSIDADES

Arisca, a apresentadora ficou bastante incomodada com a bronca. “Então vocês vão censurar a minha expressão facial também? Já sei com quem tenho que falar”, reclamou em alto e bom som após deixar a sala da direção.

Vale lembrar que Rachel foi proibida de expressar sua opinião no ar após criar polêmica por defender o linchamento a um bandido no Rio de Janeiro.

A “censura” quase fez com que a jornalista trocasse o SBT pela Band. Na época, Silvio prometeu que a apresentadora teria um programa só seu, mas o projeto acabou engavetado meses depois.

( SILVIO SANTOS, pode ser o maior apresentador da tv, uma lenda viva, ícone, sei la mais o q , mas deixa a desejar muito, um ex é isso ai.

RACHEL errou em renovar, deveria ter isso pra outra emissora, nem que fosse canal a cabo, e poderíamos até ver online matérias dela, podendo falar a vontade.

será que ela vai ter de usar mascara na próxima vez ? só falta.) 

MARIA DA PENHA E FEMINICÍDIO não protegem a mulher

MYLENA DA SILVA BESSA, morta em NITERÓI (RJ), pelo ex ai da foto um advogado de 53 anos, que esta foragido.

O delegado Marcos Amin, adjunto da Delegacia de Homicídios de Itaboraí, Niterói e São Gonçalo (DHINSG), pediu, neste domingo (19), a prisão do advogado Gutembergue Augusto Martins Gonçalves, 53 anos. Ele é apontado pela polícia como o principal suspeito do assassinato da comerciante Mylena da Silva Bessa, de 27 anos, morta no último sábado (18), em Charitas. 

Segundo testemunhas, a vítima estava com um amigo no carro, próximo ao Clube Naval. Ainda de acordo com testemunhas, o amigo de Mylena estacionava o veículo, quando um outro automóvel que também realizava manobra para estacionar, teria, acidentalmente, batido na porta do carro em que o casal estava. Ao sair do automóvel para saber o que havia acontecido, o amigo de Mylena teria visto Gutembergue, que estaria com uma arma em punho, descendo do carro a poucos metros de onde estavam.  O amigo da comerciante fugiu correndo, enquanto Gutembergue efetuou os disparos contra Mylena, que morreu na hora. Aparentemente, a vítima teria sido seguida pelo ex-companheiro. 


Segundo a Delegacia de Homicídios de Itaboraí, Niterói e São Gonçalo, o crime teria ocorrido porque Gutembergue não se conformava com o término do relacionamento com a jovem há aproximadamente quatro meses. O suspeito foi procurado pela polícia em sua residência, mas não foi encontrado no local. Mylena deixa um filho de 6 anos, fruto da relação com o advogado. 


Comportamento


Familiares da vítima afirmaram que o Gutembergue nunca apresentou qualquer sinal de possessividade ou agressividade em relação à Mylena e sempre ligava para falar com o filho. 


O corpo da vítima foi encaminhado para o Instituto Médico legal (IML) do Barreto, em Niterói, e já foi liberado. Por meio de uma rede social na internet, a irmã da vítima informou que o enterro de Mylena será neste domingo, às 15h, no Cemitério de Irajá, na Zona Norte do Rio. 


O registro de advogado de Gutembergue Augusto Martins Gonçalves foi suspenso pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

O lutador de jiu jitsu Rafael Martinelli Queiroz, de 27 anos, agrediu a namorada antes de matar Paulo Cezar de Oliveira, de 49 anos, na noite do sábado (18), no hotel Vale Verde, em Campo Grande, ao suspeitar que ela estava grávida de outro homem. As informações constam no boletim de ocorrência registrado pela Polícia Civil.

Pouco antes de cometer o homicídio, Rafael teria descoberto que a jovem, de 24 anos, estava grávida. Ele desconfiava que o filho não era dele. Por isso, agrediu a mulher, que fugiu do apartamento onde eles estavam hospedados.


Consta no boletim que o lutador foi atrás da namorada. No caminho, arrombou um dos quartos e matou a ‘cadeiradas’ um hóspede do hotel.


Também consta no registro que a recepcionista do estabelecimento relatou ter ouvido barulhos no segundo andar e encontrou a vítima já morta no apartamento. Ela disse, ainda, que a namorada do suspeito havia, momentos antes, descido do apartamento, quando disse a funcionários que havia sido agredida pelo companheiro.


A jovem ficou escondida no local e pouco tempo depois, Rafael também desceu e entregou à recepcionista uma corrente. Ele disse que a joia pertencia ao hospede do quarto 216, que era Paulo Cezar.


No local, a Polícia Civil e a perícia técnica encontraram Paulo Cezar próximo à cama com ferimentos no rosto. Ao lado, estavam os destroços de uma cadeira, que teria sido usada para atingir a vítima. As chaves estavam na porta e a polícia concluiu que a porta foi destrancada, porém teve o trinco arrombado pelo suspeito.


Foram encontrados os documentos de Paulo Cezar e da empresa em que ele trabalhava. Foi constatado que estava a trabalho em Campo Grande e que não tinha vínculo com o casal.


Na confusão, objetos do corredor do hotel ficaram destruídos, câmeras e sensores de segurança foram quebrados, portas de inúmeros apartamentos foram arrombadas, extintores de incêndio derrubados da parede e até o forro de gesso foi quebrado.


A Polícia Civil ainda assistiu a parte das imagens das câmeras de segurança e concluiu que o suspeito invadiu o apartamento da vítima, na intenção de encontrar a namorada, que havia fugido dele. À Polícia Militar, Rafael confessou ter agredido um hóspede do hotel e disse que suspeitava tê-lo matado.


A polícia apurou que o suspeito teria ficado transtornado o com o fato de a namorada estar grávida e o filho não ser dele.  Ainda de acordo com o registro, Rafael foi algemado e já na delegacia passou de forma violenta a tentar fugir do cárcere. Foi necessário acionar o BPChoque (Batalhão de Choque da Polícia Militar. Ele foi encaminhado para o Garras (Delegacia Especializada em Repressão a Roubo a Banco, Assaltos e Sequestros). 

( estes dois casos mais o da funkeira e tantos outros por ai que nem sabemos, mostra que MARIA DA PENHA E FEMINICÍDIO, não resolvem o problema da mulher.

alem da lei dobre vingança pornô que vai vir por ai, privilegiaram demais a mulher em detrimento de outros grupos que tb são assassinados, isso mostra que temos leis demais , o código penal é de 1900 e bolinha, leis demais, brechas demais para advogados espertos e malandros, sem falar na corrupção, quem tem grana, paga e vai embora e o processo se arrasta ou some de vez.

e tb a midia se encarrega de sumir com os assuntos, a funkeira AMANDA, A MYLENA , a moça agredida pelo lutador  ,se tornam mais um número nas estatísticas .)

imagens da morte da funkeira podem não servir de prova contra o assassino

new caption

O vídeo que mostra o assassinato da dançarina de funk Amanda Bueno, de 29 anos, pode não servir como prova contra o acusado pelo crime, o dono de vans Milton Severiano Vieira, de 32 anos, noivo da vítima. A gravação já está em poder da polícia, mas, segundo o advogado Hugo Assumpção, que defende o acusado, as imagens foram obtidas de forma inapropriada e vazadas irregularmente na internet, o que desqualifica o material como prova no processo.

Imagens do sistema de segurança instalado na casa onde o casal morava, em Nova Iguaçu, cidade na Baixada Fluminense, mostram Amanda sendo agredida pelo companheiro, na tarde de quinta-feira, 16. A defesa do acusado pelo assassinato diz que fará em momento oportuno o pedido para que a Justiça desqualifique o vídeo como prova contra Vieira.

“O vídeo não vai poder ser usado, porque foi uma prova obtida de forma ilegal. Invadiram a casa dele e roubaram o vídeo antes que a polícia chegasse”, justificou Assumpção. 

Segundo o delegado Fábio Salvadoretti, diretor da Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense da Polícia Civil, a equipe de investigadores recolheu os vídeos à noite, ao chegar ao local. Coincidentemente, funcionários da empresa de monitoramento estavam no local, pois tinham ido fazer a manutenção no sistema que Vieira mandara instalar três dias antes. “Tivemos uma facilidade porque os funcionários estavam lá”, declarou Salvadoretti, ressaltando que já havia outras pessoas na cena do crime e que o vídeo pode ter vazado de várias formas no dia seguinte, sexta-feira, 17.

O dono de vans foi indiciado por feminicídio, assassinato cometido contra mulheres em razão do gênero ou em decorrência de violência doméstica. Preso desde sexta-feira, ele foi transferido neste sábado, 18 para a penitenciária de Bangu 10, no Complexo de Gericinó, na zona oeste do Rio.

O assassinato de Amanda Bueno, ex-dançarina dos grupos de funk Gaiola das Popozudas e Jaula das Gostozudas, causou comoção nas redes sociais, onde foram postadas fotos do corpo da vítima e as imagens do sistema de segurança da casa de Vieira. Na gravação, Amanda e Vieira discutem, até que o noivo começa a agredir a dançarina. Vieira derruba Amanda no chão, bate com a cabeça da vítima e a golpeia várias vezes com uma pistola. Depois de deixá-la desmaiada, ele pega uma escopeta calibre 12 e ainda dispara cinco vezes contra a cabeça da mulher.

A polícia investiga se Vieira é ligado à milícia que atua na região e controla o transporte de vans. Segundo o advogado do acusado, todas as armas que ele possuía em casa eram registradas. Assumpção também afirmou que o dono de vans não participa de nenhuma milícia. 

Após o crime, Vieira roubou o carro do dono da firma de instalação do sistema de segurança, que tinha parado em frente à sua casa para fazer uma checagem no equipamento instalado dias antes. O acusado foi preso após capotar na Rodovia Presidente Dutra, que liga o Rio a São Paulo.

Vieira estava com a pistola e a escopeta usadas no crime, outras duas pistolas e um revólver. Ele tinha porte de armas intramuros, que só permite o uso dentro de casa.

(se as imagens foram roubadas e divulgas quem fez isso com certeza queria que o cara fosse preso e condenado, pra então assumir o negócio das vãs, pode ser um concorrente que queria o MILTON fora, ode ser isso não pode ?

fez isso pois algum policial corrupto amigo do MILTON poderia sumir com as imagens, são suposições minha mas pode ser verdade.

e o tal feminicídio pode realmente não ser suficiente pra manter o cara preso pelos próximos 30 anos, ta vendo ? não adianta privilegiar determinados grupos com leis específicas, mulheres tem o MARIA DA PENHA tb, os homossexuais lei específica de homofobia, mas não ta adiantando nada, leis demais, e brechas demais que advogados ladinos encontram, e tem a corrupção tb, o MILTON é um arquivo vivo, se for miliciano mesmo, sabe dos podres de muitos.)

funkeira assassinada pelo marido psicótico no RJ, quem arruma malandro da nisso.

Câmeras mostram marido matando dançarina de funk

RIO – Dono de vans, Milton Severiano Vieira, de 32 anos, foi preso pelo assassinato da mulher, Amanda Bueno, de 29 anos, ex-dançarina dos grupos de funk Gaiola das Popozudas e Jaula das Gostozudas. Imagens do sistema de segurança, instalado por Vieira em casa três dias antes, flagraram o crime. Vieira foi indiciado por feminicídio, assassinato cometido contra mulheres em razão do gênero ou em decorrência de violência doméstica.

Em poder da polícia, as filmagens mostram que Amanda e Vieira começaram a discutir no fim da tarde de quinta-feira, 16, na casa em que viviam em Nova Iguaçu, cidade na Baixada Fluminense. O bate-boca vira agressão. Vieira a derruba e a seguir bate com a cabeça de Amanda violentamente no chão. Depois, a golpeia várias vezes com uma pistola. A dançarina desmaia no chão. Ele pega uma escopeta calibre 12 e dispara cinco vezes contra a cabeça da mulher.

As imagens do circuito interno de segurança e fotos do corpo da dançarina foram compartilhadas nas redes sociais.

A lei tipificando o crime de feminicídio foi sancionado em março deste ano pela presidente Dilma Rousseff. O delegado Fábio Salvadoretti, da Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), classificou as imagens como “cruéis a ponto de chocar até os policiais”. A polícia vai investigar se Vieira é ligado à milícia que atua na Baixada Fluminense e controla o transporte de vans.

Depois de matar a mulher, Vieira roubou o carro de um vizinho, policial militar. O criminoso chegou a disparar com a escopeta para intimidar o PM. Horas depois do crime, ele parou o Gol na Via Dutra (Rio-São Paulo), desligou o motor e apagou as luzes. Foi atingido por um carro.

Com o impacto, o Gol capotou. Preso às ferragens, Vieira estava com a pistola e a escopeta usadas no crime, além de mais duas pistolas e um revólver. Ele tinha porte intramuros, que só permite o uso de armas dentro de casa.

Segundo o advogado Hugo Assumpção, Vieira está “arrependido” e sabe que terá de “pagar pelo que fez”. O dono de vans teria “surtado” ao receber imagens pelo celular de uma suposta traição de Amanda. Assumpção negou haver ligação do cliente com a milicianos e disse que as vans são legalizadas.

Ele é uma pessoa centrada, que num momento de ira perdeu a cabeça. Ele toma remédios controlados e não poderia beber. O crime foi cometido porque várias circunstâncias infelizes se juntaram: as imagens que ele recebeu, a mistura de remédios com bebida e o porte de armas. Se fosse mais fiscalizado o acesso ao porte de armas, isso não teria acontecido. Não deveriam dar porte para quem tem surto psicopata”, afirmou Assumpção.

Vieira e Amanda já viviam juntos e ficaram noivos no último domingo, com festa para amigos. Assumpção disse que o cliente já havia tido outros surtos, mas jamais agredira a mulher. “Eles fizeram um boletim de ocorrência de mútua agressão, mas depois ela retirou a queixa.” Segundo o advogado, Vieira “sustentava” a família de Amanda – mãe e filha de 13 anos.

No Facebook, a cantora Valesca Popuzuda lamentou a morte da ex-colega. “Uma moça que teve seus sonhos interrompidos deixando amigos e família órfãos de seu sorriso e sua presença. Amanda, assim como muitas mulheres no mundo, foi vítima de violência doméstica. Existem donas de casas, advogadas, médicas que sofrem da mesma violência que Amanda sofreu. Infelizmente, o fim dela foi triste e de uma forma violenta e trágica. Fica meu respeito pela pessoa da Amanda, ficam as lembranças dos shows, as risadas nas viagens e a lembrança da garra que ela tinha em querer um futuro melhor para sua filha e sua mãe”, escreveu.

( quando o cara quer matar, mesmo que não tenha arma de fogo, vi na mão ou faca , claro que arma de fogo é mais rápida, mas realmente dar porte pra pessoa que tima remédio controlado e tem surtos , ainda tb pelo fato de supostamente ser miliciano e trabalhar com vans clandestinas.

o tal feminicídio espera 30 anos pelo menos que é pena máxima, mas nçao fica não, como eu falo, são leis demais no BRASIL, as mulheres precisam mesmo é analisar com muito mais precisão o tipo de homem que arrumam, quer gosta de cafajeste, maloqueiro, safado, malandro, corre estes riscos ai, fica a dica.)