vagabundos, marginais de 14 e 11 anos trocam tiros com a policia em PRAIA GRANDE.

Dupla foi apreendida por policiais militares (Foto: Polícia Militar / Arquivo Pessoal)

Dois menores foram apreendidos na madrugada desta terça-feira (12), em Praia Grande, no litoral de São Paulo, com um veículo roubado. A dupla trocou tiros com policiais militares e foi detida em seguida. Um outro suspeito envolvido na ação conseguiu fugir e ainda não foi encontrado.

Segundo a polícia, os menores têm 11 e 14 anos. Com eles, os oficiais recuperaram uma arma de pequeno porte e o veículo que havia sido roubado na noite anterior no bairro da Guilhermina, também em Praia Grande.

Na troca de tiros com os agentes, por volta das 4h, um dos menores foi baleado no braço, ficou ferido e acabou sendo levado para o Hospital Irmã Dulce.

Após receber atendimento médico, o jovem de 11 anos foi liberado. Ambos foram levados para o 1º Distrito Policial da cidade. Segundo a polícia, o menino, que já havia sido flagrado anteriormente com uma moto roubada, passará por acompanhamento psicológico e não será levado para a Fundação Casa, que só abriga menores infratores a partir dos 12 anos.

( criança o cacete é bandido mesmo, imagine se tivesse morrido, os policias teriam sido crucificados a esta hora, agora haja psicológico pra ver se conseguem iluminar  a cabeça deste infeliz, isso se houver interesse mesmo em tentar consertar o meliante.

o de 14 já não tem mais jeito, seria fundação casas por uns 20 anos trabalhando se quiser comer.

e tem gentalha se preocupando com MC MELODY, faz favor né ?

assassina de 14 mata bebê nos EUA.

Uma adolescente de 14 anos da Flórida, nos Estados Unidos, está respondendo à acusação de assassinato. Segundo a rede de televisão “ABC News”, a garota admitiu que estrangulou o filho recém-nascido, e depois escondeu o corpo em uma caixa de sapatos.

 
De acordo com a polícia, a jovem, que não teve o nome revelado, deu à luz um menino saudável. Ela estava escondendo a gestação dos pais, e quando sentiu as contrações mais frequentes, correu para o banheiro de casa. Ela abriu a torneira e mordeu toalhas para abafar os gritos de dor. A adolescente contou aos policiais que usou uma tesoura para retirar o bebê, que caiu no vaso sanitário.
 
A menina retirou o bebê do vaso, sentiu o pulso dele, em seguida colocou as mãos no pescoço do bebê, e o estrangulou. Depois ela limpou o banheiro, tomou um banho, limpou o cadáver do filho e o colocou em uma caixa de sapatos, com roupas e toalhas sujas do parto.
Ainda naquele dia, a adolescente foi a um hospital procurar ajuda. Lá, os médicos desconfiaram que ela havia sofrido um aborto e alertaram a polícia e o departamento de serviço social. Três dias depois, a mãe da adolescente sentiu um cheiro estranho no quarto da filha, enquanto recolhia a roupa suja, e encontrou o corpo do bebê . Ela alertou as autoridades.
 
A adolescente foi presa na quinta-feira passada, e ainda está em uma casa de detenção. A polícia disse que a mãe da jovem garantiu que não sabia sobre a gravidez da filha. Segundo ela, a menina tinha feito dois testes em casa, e os resultados foram negativos. Ainda assim, ela pode ser acusada de negligência.
Os investigadores ainda estão tentando encontrar o pai da criança morta. Já que a menina tem menos de 16 anos, ele também pode responder a processo.

(  o pai , na certa ele vai dizer que não ia assumir e ela que se virasse , claro que ela tem de responde, afinal soube transar, e fazer o que fez, e pela cara nem deve estar arrependida, mas que os pais não sabiam ai é demais né, duro de acreditar.

não sei se o estado permite o aborto, mas se permite, ela deveria ter contado aos pais e exigido abortar, seria menos mal, agora que se ferre numa prisão, pois é o que merece, ah e tb deveria ser esterilizada, pra não engravidar de novo)