depois de 4 anos, canalha vai preso por abandono de bebê, a mãe deveria ir tb.

Bebê recém-nascido abandonado em 2009 dentro de caixa de sapatos

Em 2009, um homem de 26 anos teve um caso com a enteada de 13. A adolescente ficou grávida, escondeu a barriga até o fim, pariu no banheiro de casa, cortou o cordão umbilical do bebê e o entregou ao pai, que colocou o recém-nascido em uma caixa de sapatos e o abandonou na rua.

 
Poderia ser o roteiro de uma novela, mas é a vida real. Rubens Ricardo Marcelino dos Santos, atualmente com 30 anos, foi preso nesta sexta-feira (7) por policiais da DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Bauru. 
 
Na época do crime, Rubens morava em Arealva, com a mãe da adolescente, e se envolveu com a jovem. De acordo com relato dos envolvidos, a adolescente escondeu a gravidez de sua mãe até o dia do parto.
 
Ela deu à luz no banheiro da casa onde viviam, de cócoras,  enquanto a mãe dela estava trabalhando. Para manter o caso em sigilo, o homem colocou o bebê em uma caixa e o levou até Bauru, onde foi abandonado no parque Vista Alegre. 
 
O bebê – um menino – teve que ser hospitalizado, pois fazia muito frio na noite do abandono, cerca de 9°C. 
 
Na época, o caso foi registrado como abandono de incapaz, e acabou sendo arquivado.
 
Recentemente, o setor de inteligência da Polícia Civil recebeu a informação de que uma adolescente de Arealva, atualmente com 17 anos, havia tido um bebê há quatro anos, e que a criança fora abandonada. Hoje, a adolescente mora em Iacanga. 
 
“Comunicamos o juiz da Vara da Infância para buscar essa adolescente. Ela passou por um exame de colo do útero para verificar já esteve grávida”, explica o delegado Clédson Nascimento, da DIG. Com o resultado positivo do exame, a jovem foi interrogada na presença de uma conselheira tutelar e acabou confessando. A mãe dela, que é mulher do acusado, alega não saber nada a respeito do caso. Ela será investigada. 
 
Bebê / Na época, o bebê recebeu alta da maternidade Santa Isabel após ter a saúde estabilizada, e foi encaminhado à Vara da Infância de Juventude de Bauru, para que pudesse ser enviado a um abrigo e disposto para adoção. 
 
O delegado explica que não há necessidade de entrar em contato com a criança atualmente, inclusive para evitar uma situação desconfortável para a família que possa ter adotado o menino.
 
O prontuário médico do atendimento do bebê na maternidade foi solicitado para que possa ser usado como indício da tentativa de homicídio, uma vez que a vida da criança foi posta em risco na noite do abandono.
 
 
 
 
 
 
 
 
( os dois deveriam ir em cana, pois são ambos criminósos, não tem este de tinha apenas 13, se bobear a safada ainda vai engravidar de novo, o que deveria ser proibida, pois já demostra que ´juízo não tem e nem se arrependeu do que fez.)

de menor deverá assumir a morte de torcedor na BOLÍVIA.

adolescente, 17, menor de idade para a lei brasileira, que a organizada Gaviões da Fiel apresentará nesta segunda-feira como a pessoa que acionou o sinalizador qumatou o boliviano Kevin Beltrán, informação revelada hoje pela Folha, poderá, pela legislação boliviana, pegar até 25 anos de prisão.

 
Advogados bolivianos consultados pela reportagem apontam que um indivíduo é considerado pela lei de seu país maior de idade assim que completa 16 anos.
Na Bolívia, segundo os advogados, é considerado menor quem tem até 15 anos. Nesse cenário, ele cumpriria, no máximo, apenas cinco anos de prisão.

San José x Corinthians

 Ver em tamanho maior »

Policiais bolivianos escoltam torcedores do Corinthians detidos indiciados pela morte de torcedor de 14 anos do San José Leia mais
Para ter efeito prático na situação dos 12 brasileiros detidos, o integrante da Gaviões teria de ser apresentado à Justiça boliviana e confessar a autoria do crime.
Filiado à torcida uniformizada Gaviões da Fiel desde outubro de 2010, o adolescente H.A.M., 17, mora em Guarulhos. Ele vai contar nesta segunda-feira na Vara de Infância e Juventude de Guarulhos que disparou acidentalmente o sinalizador. Ele revelará também que embarcou em um dos quatro ônibus da caravana de organizadas para a Bolívia com seis sinalizadores –não está claro se todos navais, como o que atingiu Espada.
Outro ponto que será abordado pelo garoto para tentar mostrar que o tiro foi acidental é que, logo depois de ter disparado, ele precisou deixar o local com medo de represália dos próprios corintianos. Pelo menos três deles, também membros de organizadas, alegaram quase terem sido atingidos pelo sinalizador.
O argumento do advogado do menor, Ricardo Cabral, será de que a possibilidade de ter atingido pessoas próximas a ele mostra que não direcionava o sinalizador para a torcida adversária.

( tem tudo pra dar em pizza, como o tal de menor não vai voltar a BOLÍVIA , se for fica 25 anos preso lá ?

mas e os outros que estão presos  ? e este de menor é o autor do disparo talvez acidental  ? entranho que justamente agora apresentem um menor pra assumir  a bronca, parece coisa combinada.)

 

a duas semanas do casósio mulher é pega com adolescente

A norte-americana Destiny Witte, de 32 anos, foi presa na quarta-feira (27), duas semanas antes de seu casamento, acusada de manter relações sexuais com um garoto de 14 anos em Lakeland, no estado da Flórida (EUA).
Witte Destiny foi acusada de manter relações sexuais com um garoto de 14 anos. (Foto: Reprodução/WTSP)Witte Destiny foi acusada de manter relações sexuais com um garoto de 14 anos. (Foto: Reprodução/WTSP)
De acordo com a emissora de TV “WTSP”, Destiny trocou diversas mensagens de texto por celular com o adolescente antes de encontrá-lo em um parque local. A mulher e o garoto teriam mantido relações sexuais no banheiro masculino.
A polícia abriu uma investigação depois que familiares da vítima notaram que Destiny estava passando muito tempo ao lado do adolescente. A família também percebeu que o garoto estava agindo de forma estranha.
Destiny, que tem três filhos em idade escolar, iria se casar em duas semanas, mas o noivo desistiu da união após a prisão. Ela foi levada para a cadeia do condado de Polk.( e como sempre aconteçe precisa alguém de fora descobrir, ela vai presa e o garoto é mais um garanhão com moral e histórias pra contar.)

jovem pega prisão perpétua nos EUA , por ter matado menina de 9 anos

Bustamante tinha 15 anos quando cometeu o crime. (Foto: AP)A adolescente norte-americana Alyssa Bustamante, de 18 anos, que confessou ter estrangulado, cortado a garganta e esfaqueado a vizinha de 9 anos porque “queria saber como se sentiria matando alguém”, foi condenada nesta quarta-feira (8) à prisão perpétua com possibilidade de liberdade condicional nos Estados Unidos. O crime aconteceu na cidade de Jefferson City, no estado do Missouri, em outubro de 2009.

À época do crime, Bustamante tinha 15 anos e descreveu a experiência de matar Elizabeth Olten como “muito agradável”. “Eu a estrangulei, cortei a gargante e a esfaqueei, então agora ela está morta”, escreveu Bustamante em seu diário. “Eu não sei como estou me sentindo. Foi incrível. Logo que passa a sensação de ‘oh, meu Deus, eu não posso fazer isso’, é realmente prazeroso. Agora estou tipo nervosa e tremendo. Tenho que ir para a igreja agora… (risos)”.

Os advogados de Bustamante alegaram que a adolescente sofria de depressão há anos e que o uso do antidepressivo Prozac a deixou mais propensa à violência. Eles ainda alegaram que ela teria tentado suicídio por overdose de analgésicos. No entanto, os promotores afirmaram que Bustamente teria premeditado o crime, já que ela cavou duas sepulturas com vários dias de antecedência. A jovem enterrou o corpo de Elizabeth em uma cova rasa,  sob um monte de folhas em uma floresta perto do seu bairro.

Momentos antes da sentença ser decretada, Bustamante levantou-se da cadeira e virou-se para a família de Elizabeth. “Eu sei que palavras nunca vão ser suficientes e nunca vão conseguir descrever exatamente quanto me sinto horrível por tudo isso”, disse a adolescente diante dos pais e irmãos de Elizabeth. “Se eu pudesse dar minha vida para ter ela de volta, eu daria. Desculpa”, completou.

A mãe da vítima, Patty Preiss, que no primeiro dia de julgamento classificou Bustamante de “monstro”, ouviu o pedido de desculpas em silêncio. (se fosse aqui, ah mas é de menor, a não ser que a justiça entendesse que ela não teria condições de ser solta pois poderia matar de novo como fizeram com o CHAMPINHA, alias nunca mais falaram dele, será que tá preso ainda ? não pelo crime isso ele não responde mais e sim pelo fato de ter sido considerado louco.

mas nos EUA o bicho pega pra este tipo de criminoso, não tem esta de idade, ela deve ficar num manicômio judiciário , talvez nunca mais saia, isso vai depender dela , se bem que médicos podem explorar este tipo de gente, a industria da loucura.)