aposentado mata jovem bebum que errou andar do prédio onde morava


Vizinho mata a tiros jovem que errou andar de apartamento em SP
Polícia diz que homem achou que fosse um assalto e disparou.
Adolescente de 18 anos estava embriagado, segundo as investigações.

Do G1 São Paulo



Um jovem de 18 anos morreu, na madrugada desta sexta-feira (1º), após forçar a entrada, por engano, no apartamento do vizinho na Zona Norte de São Paulo, informou o SPTV.

Matheus Moreno das Chagas voltou para casa, em um condomínio de 27 edifícios em Pirituba, por volta das 3h. Segundo a polícia, ele estava embriagado e teria confundido o apartamento.


O jovem morava no 16º andar no bloco 18, mas acabou entrando num apartamento no 18º andar. O morador, um policial federal aposentado, pensou que fosse um assalto e reagiu a tiros. Matheus morreu na hora.


A polícia encontrou cocaína no bolso dele e já tem as imagens do circuito interno do prédio. Não há, no entanto, câmeras nos andares.


O policial aposentado fugiu antes de a polícia chegar, mas horas depois se apresentou na delegacia. E disse que, na correria, não sabe onde deixou a arma do crime. Os policiais vão investigar se ele agiu em legítima defesa.

O policial aposentado Claudecio Ferreira de Azevedo responde por tentativa de homicídio quando baleou seu vizinho na porta de uma casa lotérica em 2011… Matheus Moreno das Chagas havia saído para jogar boliche com amigos da escola e retornou para casa por volta de 2h 30min… Matheus Moreno das Chagas cursava o 3o. ano do Ensino Médio e trabalhava como estagiário no Forum de Santana na zona norte de SP

( ele achou que fosse assalto, já que pelo jeito o condomínio não tem segurança pra evitar um possível arrastão de verdade e o aposentado já responde por tentativa de homicídio, mas responde mesmo ou o corporativismo abafou o caso de 2011 ?

já que mesmo assim ele podia andar armado, não da pra entender certas coisas,o cara já usou arma indevidamente e tinha posse ainda, ou tava ilegal ? e agora vai responder mais essa ou livram ele de novo, já que devem alegar que a culpa ´foi do rapaz que não sabia beber ?)

professor foi obrigado a dar aula em plena rua pra não ser linchado

  • 1.jul.2014 - O professor de História André Luiz Ribeiro, de 27 anos, foi espancado por moradores do bairro Balneário São José, em São Paulo, após ser confundido com um ladrão1.jul.2014 – O professor de História André Luiz Ribeiro, de 27 anos, foi espancado por moradores do bairro Balneário São José, em São Paulo, após ser confundido com um ladrão

O professor de História André Luiz Ribeiro, de 27 anos, foi espancado por moradores do bairro Balneário São José, em São Paulo, após ser confundido com um ladrão. Ele foi colocado de barriga para baixo na rua e teve braços e pernas amarrados. Com a chegada dos bombeiros, André voltou a dizer que era professor e ouviu de um deles: “Se você é professor de História, então dá uma aula sobre Revolução Francesa”. De acordo com informações do jornal O Globo, ao improvisar sobre o conteúdo, André se livrou do linchamento, mas, mesmo assim foi levado à delegacia. Os bombeiros que prestaram socorro informaram que não houve “desrespeito ou deboche”.

André contou que estava correndo na última quarta-feira (25), quando um bar foi assaltado. “Eu corro dez quilômetros todos os dias, estava de fone de ouvido, sem identificação porque moro por perto, e fui confundido com um dos três assaltantes. O dono do bar e o filho dele me acorrentaram. Umas 20 pessoas me cercaram e começaram a me bater. Acorrentaram meus braços e pernas e me colocaram de barriga para baixo na rua.”

Ribeiro relatou que foram os bombeiros que salvaram a vida dele pois enquanto ele dava a aula sobre a Revolução Francesa para provar que era professor, ouviu o proprietário do bar dizer que ia buscar um facão. Em seguida, o professor foi levado ao pronto-socorro pela Polícia Militar, que depois o encaminhou para o 101º Distrito Policial (Jardim das Imbuias), onde ficou preso até sexta-feira (27).

Djalma dos Santos, 70 anos, proprietário do bar assaltado, negou que tenha espancado o professor. Questionado se tinha certeza de que Ribeiro era um dos assaltantes, ele desconversou.

O advogado de Ribeiro, Cláudio Reimberg, informou que vai registrar a ocorrência de lesão corporal e tentativa de homicídio.

Segundo nota da  Secretaria de Segurança Pública (SSP), o delegado André Antiqueira, titular do 101º DP, “se coloca à disposição para ouvir em depoimento quem tenha novas informações para acrescentar à investigação”, já que os criminosos que participaram do crime ainda não foram presos.

“O professor foi preso em flagrante em cumprimento do artigo 302 do Código Penal, já que a vitima o reconheceu como um dos participantes do roubo ao estabelecimento comercial em duas oportunidades. A Justiça concedeu liberdade provisória ao acusado”, diz o comunicado da SSP.

( pelo jeito o linchamento da mulher inocente do GUARUJÁ não serviu pra alertas os justiceiros de plantão, vamos linchar pq é ele , é ele e pronto, o tal dono do bar jpa procura sair de boa, agora nega que agrediu, e com certeza já preparou sua defesa ensaiada, e vai usar o estatuto do idoso, dizer que sofre do coração q não pode ser detido.

e as demais pessoas ? ah eu apenas vi, mas não participei, sempre assim.

e por acaso bombeiro sabe de revolução francesa ? sem falar que o professor paga impostos na qual o bombeiro sobrevive dele. )

motociclista filma sua própria tentativa de assalto em SP

Vítima gravou ação dos criminosos / Reprodução/YouTube

Vítima gravou ação dos criminososReprodução/YouTube

Um motociclista filmou uma tentativa de assalto que sofreu no bairro do Cangaíba, na zona leste de São Paulo. O crime aconteceu por volta das 18h30 de sábado, no cruzamento entre as avenidas Gabriela Mistral e Doutor Assis Ribeiro. 

A vítima foi abordada por dois criminosos em uma moto quando parou em um farol. Um dos ladrões, de 18 anos, estava armado com um revólver. Ele desceu do veículo e exigiu o acionador do alarme, que estava com o motociclista. 

Quando se preparava para fugir, a dupla foi surpreendida por um cabo da Polícia Militar, que passava pelo local e estava em um carro preto. O agente, que estava fardado, desceu do veículo e atirou duas vezes contra o bandido armado, que caiu ferido. O outro criminoso, ainda não identificado, conseguiu fugir. 

O detido foi levado para o pronto-socorro do Hospital do Tatuapé, onde passa bem. 

Segundo a polícia, os criminosos são moradores da Favela do Pira, comunidade localizada na região. 

Toda a ação foi gravada por uma câmera que estava no capacete do motociclista e as imagens foram divulgadas no YouTube e em redes sociais.( o negócio é câmera e tudo mesmo, e o motociclista teve muita sorte, em não levar um tiro e um policial passar ali na hora.)

ladra tenta assaltar motorista em SP, mas é prensada por outro carro.

 terça-feira (20.ago.2013) – Na imagem, motorista presencia tentativa de assalto e “prensa” ladra entre dois veículos, no Glicério, região central de São Paulo. Tudo começou quando uma mulher de blusão vermelho surge com uma faca na mão e escolhe uma vítima, presa na lentidão do trânsito. A assaltante, com a faca em punho, encosta e anuncia o roubo. A motorista
 reage e as duas começam a lutar pela janela do veículo. Logo atrás, o motorista de um veículo percebe o ocorrido, desvia da fila de carros, emparelha com o carro da vítima, prensando a assaltante entre os dois veículos. Encurralada pelos carros, a ladra se joga no asfalto e foge sem levar nada. A cena foi registrada pela “TV Folha”.Mais    (veja mais fotos do assalto clicado ai no mais ) 
( a motorista teve sorte da ladra não ter arma de fogo, ou haveria tragédia, bem ano que vem tem eleição, o povo deve se ligar, mas o problema é a copa que anestesia a cabeça.)

elemento que atirou em professora no JD HUNGARÊS, só agora tem sua cara mostrada

Mais fotos…

A Polícia Civil apresentou ontem, durante uma coletiva na Delegacia Seccional, o acusado de atirar na professora Elaine Aparecida Kerche de Menezes Goroy, 46, no último dia 27, em frente à Escola Municipal José Mendes, na rua Armando Rizzo, no Jardim Hungarês, para roubar seu carro. Ederson Ruiz Xavier, 31 anos, que tem antecedentes criminais por homicídio e roubos, estava preso desde o dia 29, após ser reconhecido em outros roubos de veículos com as mesmas características naquela região. A vítima se recupera bem, e teve alta médica ontem.

O delegado titular da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), José Humberto Urban Filho, explicou que o esclarecimento da tentativa de latrocínio por suas equipes, se deu pela forma de trabalho que visa ampliar a área de onde o crime é cometido. Nesse caso específico, os investigadores levantaram os casos de roubos de veículos tipo SUV ocorridos na zona norte, identificando, junto às vítimas, que a maneira de agir, bem como a descrição física do assaltante coincidia. Além disso houve cruzamento de informações, indicando que a pessoa apontada como autor dos roubos de carros realizados em 2 de fevereiro no Jardim Santa Rosália, e em 24 de maio, inclusive em frente à mesma escola em que a professora foi baleada, era também moradora das imediações da tentativa de latrocínio.

A partir disso, com a identificação de Ederson, já conhecido nos meios policiais da cidade, sua prisão aconteceu dois dias depois de atirar contra Elaine, mediante mandado de busca e apreensão domiciliar e prisão temporária de 30 dias. Ele foi detido no Jardim Santa Cecília. O delegado Acácio Aparecido Leite, da DIG, que trabalhou diretamente nas investigações, disse que Ederson Ruiz foi reconhecido tanto pelas vítimas dos roubos dos carros como por uma professora que viu quando ele atirou em Elaine Goroy. A identificação foi favorecida também pela descrição dos aspectos físicos do suspeito: loiro de olhos claros. 

Também o delegado seccional Marcelo Carriel, destacou que a professora Elaine não foi submetida a reconhecimento do acusado por não haver autorização médica para isso, pois teme-se que um abalo emocional prejudique seu tratamento. Mas segundo informações passadas pelo titular da DIG, a professora Elaine vem tendo uma recuperação “considerada milagrosa”, pois mesmo tendo sido baleada na cabeça, não deverá ficar com sequelas.

Entretanto, apesar da tentativa de latrocínio estar esclarecida, as investigações agora continuam com o objetivo de saber o encaminhamento dado aos carros roubados, como por exemplo se eram encomendados por alguma quadrilha especializada em veículos. Os carros que Ederson havia roubado era um Ford Ecosport, levado da avenida Roberto Simonsen, no Jardim Santa Rosália, e o Hyunday Tucson, três dias antes da ocorrência envolvendo a professora. Ainda durante a coletiva, foram exibidos fragmentos do projétil que feriu Elaine, provavelmente calibre 38.

Ederson Ruiz Xavier já cumpriu pena de 6 anos acusado de matar, em 5 de setembro de 2005, em Sorocaba, Riago Alves Antunes, e também já cumpriu pena de 5 anos e 4 meses por roubo feito em outro município no ano de 2002. Ainda segundo o delegado Acácio, Ederson nega todos os roubos de carros bem como a tentativa de latrocínio. “A experiência nos ensina que ninguém confessa um crime dessa gravidade. É mais fácil obter confissão de um homicídio ocorrido com alguma motivação, do que num caso desses, que colocou outras pessoas em risco, como estudantes”, comentou o delegado.

Após o inquérito ser relatado será solicitado à Justiça mandado de prisão preventiva. Ederson foi levado para unidade transitória de São Roque.
 
O caso

A professora Elaine Aparecida Kerche de Menezes Goroy, 46, foi baleada às 18h45 do dia 27 do mês passado, quando deixava a Escola Municipal José Mendes, na rua Armando Rizzo, no Jardim Hungarês. Conforme o que foi apurado, ela se aproximava do carro, um Honda CR-V, quando então um homem, agora identificado como Éderson, se aproximou armado e exigiu as chaves do veículo. Elaine se assustou e teria tentado retornar para a escola, quando ele disparou, atingindo-a na cabeça.( pq demorar tanto tempo pra mostrar o elemento ? ta estranho isso ai, assim que prende, tem de mostrar, ah mas vai que não é e a pessoa fica manchada a toa ?

pra isso a policia ten de ter 100% certeza e vontade de realmente resolver, já que a professora não era de família importante da cidade.)

rastreando ipad, policia descobre um dos assaltantes de casa em STA ROSÁLIA, SOROCABA

Um dos carros roubados, a Duster, foi recuperado. Siena usado no crime estava com adolescente – Por: Erick Pinheiro

Mais fotos…

Quatro homens e um adolescente assaltaram na tarde de ontem uma residência situada no Jardim Santa Rosália. Armados com revólveres, eles aproveitaram a oportunidade em que a filha do proprietário da casa, um engenheiro civil de 54 anos, saía com o carro dela. A quadrilha roubou eletroeletrônicos, dinheiro e um revólver e fugiram em dois automóveis da família. Ninguém ficou ferido. A Polícia Militar foi comunicada sobre o roubo momentos depois e, no início da noite de ontem, uma equipe do 3º Pelotão de Força Tática de Sorocaba prendeu o adolescente J.F.P.S., de 17 anos, envolvido no crime. Com ele, estava a namorada, porém, segundo a polícia, ela não teria participado da ação. Os outros quatro estão foragidos. Um carro roubado foi recuperado, um ipad, dois televisores e um revólver calibre 38 – usado no crime -, com quatro munições intactas.

De acordo com o engenheiro civil, a filha dele que mora em São Paulo se preparava para sair com o carro dela, um Ford Fiesta, para retornar para casa. Ao abrirem o portão, por volta das 15h, a quadrilha invadiu a casa e dominou a família. Havia quatro adultos e uma criança na casa. Todos estavam armados, segundo o engenheiro. Enquanto dois ficaram com as vítimas, a fim de evitar que reagissem ou chamassem a polícia, os demais foram pegando os objetos que interessavam e colocaram nos dois veículos da família: o Fiesta e uma Duster. Conforme a filha do engenheiro, havia outros criminosos dando apoio do lado de fora. Um Fiat Siena estava parado nas imediações e despertou a atenção de vizinhos que anotaram a placa e passaram para a polícia, enquanto o roubo acontecia.

Segundo a moça, os ladrões chuparam mexerica e levaram um porquinho-cofre grande, no qual havia mais de R$ 2 mil. “Nós estávamos guardando o dinheiro para fazermos uma viagem”, disse ela. Levaram, conforme o engenheiro, 32 itens da casa, mais um revólver de calibre 22, sem munições, registrado em nome dele. Eles permaneceram na casa por uma hora e meia, mas não machucaram ninguém. Antes de fugir, amarraram apenas o engenheiro e trancaram todos no banheiro. O engenheiro mora na casa há 24 anos e essa é a primeira vez que foram assaltados. Disse que a casa tem monitoramento e alarme, mas, no momento que a filha saía, o sistema estava desligado.

Depois de se libertarem, chamaram a polícia. De posse das informações e com a ajuda do rastreamento feito pelo ipad roubado, o sargento Marcheto e os soldados Sanches e Samir, da Força Tática, encontraram o adolescente dirigindo o Siena, placas EIG-5107, de Sorocaba, com a namorada ao lado, no Habiteto, onde mora. No carro, estavam os dois televisores, o ipad e o revólver. Após assumir o crime, o adolescente disse que a Duster estava escondida no meio do mato. O outro carro ainda não foi recuperado. O caso foi registrado no Plantão Policial Norte, e o adolescente encaminhado à Fundação Casa de Sorocaba.( então pelo ipad da pra reatrear o measmo deve ser pra celular tb não ? pq não usam este serviço pra todos os roubos envolvendo estes aparelhos , como os ladrões de celulares que estão agindo na escola do ESTADÃO tb em SOROCABA.

a namorada do de menor, não participou do assalto, mas sabia ? afinal estava com ele num carro com tv, revolver e o ipad .)