PM coxinha detém manifestante gostosa na PAULISTA.

A jovem Jéssica dos Santos, de 25 anos, foi detida em frente ao Masp, na Avenida Paulista, durante a tarde deste domingo (12).' (Foto: Tatiana Santiago/G1)

A jovem Jéssica Basílico dos Santos, de 25 anos, foi detida em frente ao Masp, na Avenida Paulista, durante a tarde deste domingo (12). Ela tirou toda a roupa e colocou apenas uma faixa onde estava escrito “Justiça divina”. A mulher foi levada ao 78º Distrito Policial, nos Jardins, assinou um termo circunstanciado e acabou liberada por volta das 18h30.

Jessica, que se diz cristã, disse ao G1 que recebeu um chamado divino para protestar sem roupa. A detenção ocorreu na esquina das avenidas Paulista e Casa Branca. O caso é o único incidente registrado ao longo da tarde no protesto contra a presidente Dilma Rousseff.

No protesto de 15 de março, Jéssica dos Santos também tirou a roupa no ato, do alto de um carro de som. Na ocasião, ela também foi detida e liberada na sequência.

Ato na Av. Paulista
Segundo a Polícia Militar, a manifestação reuniu 275 mil pessoas às 16h, em seu pico. O Instituto Datafolha estimou o público em 100 mil ao longo do dia e 92 mil no horário de pico, também às 16h. Na avaliação de dois dos grupos organizadores, o Vem Pra Rua e o Revoltados Online, 800 mil participaram do ato em São Paulo. Para o Movimento Brasil Livre, participaram entre 750 mil e 800 mil.

Em 15 de março, as estimativas foram de 1 milhão para a PM e 210 mil para o Datafolha; os organizadores concordaram com os números divulgados pela PM e não fizeram estimativas próprias.

Os atos foram convocados por movimentos com orientação conservadora e contrários ao PT(conheça o perfil dos principais grupos).

Mulher protesta nua na Avenida Paulista, em São Paulo (Foto: Aglécio Dias/Código 19/Agência O Globo)

Mulher protesta nua e é levada pela PM (Foto: Márcio Pinho/G1)

( notem que precisa dois PMS pra segurá-la e mais um terceiro lá atras dando suporte, como se ela fosse uma traficante homicida, que papelão em policia? , quando vcs vão acordar e verem que são apenas peões sendo usados pelo estado, amanhã estes três ai vão se aposentar e ai ?

deixem a gostosa protestar.)

corinthians, se ganha faz baderna, imagine se perde

 

Motorista perdeu o controle do carro e invadiu um trecho da praça Silvio Romero com a rua Tuiuti, no Tatuapé, zona leste da capital

 

Pelo menos dez pessoas, além de motos e veículos, foram atingidos, por volta da 1h45 desta quinta-feira (5), por um motorista, possivelmente bêbado, que perdeu o controle de um Astra GLS verde e invadiu um trecho da Praça Silvio Romero com a Rua Tuiuti, no Tatuapé, zona leste da capital paulista, onde dezenas de corintianos festejavam o título inédito do clube na Copa Libertadores da América.

O veículo estava estacionado na Rua Coelho Lisboa e, ao se aproximar da praça, segundo o segurança Diogo Brito Batista, uma das testemunhas, ficou desgovernado, atingido algumas pessoas, motos e carros. Na sequência capotou, próximo a duas viaturas da Polícia Militar que estavam no local.

O motorista do Astra só não foi linchado pelos torcedores porque os policiais intervieram rapidamente. Dentro do carro foram encontradas bebidas alcoólicas. Até as 2h45, a perícia trabalhava no local e os bombeiros atendiam alguns dos feridos. Não se sabe ainda o estado das vítimas.

Mais incidentes

Vários incidentes com torcedores corintianos foram registrados após a vitória do Corinthians. Houve confrontos com a polícia antes da partida e quebra-quebra na comemoração, na Avenida Paulista.

O primeiro confronto aconteceu na Praça Charles Miller, por volta das 21h10 de quarta-feira, na entrada do Estádio Pacaembu, região central da cidade. A Tropa de Choque usou balas de borracha e bombas de gás lacrimogêneo para evitar que torcedores invadissem o estádio. A Polícia Militar, ainda não informou se houve feridos ou detidos.

Após a partida, novos tumultos foram registrados durante a comemoração. Por volta das 3h53, a Força Tática foi acionada para desobstruir a Avenida Paulista, ocupada por cerca de 400 torcedores. De acordo com a PM, os policiais foram recebidos com pedras e garrafadas, utilizando balas de borracha e bombas de gás para conter a multidão.

Um tenente sofreu ferimentos leves na perna e um torcedor atingido por uma bala de borracha, foi conduzido ao Comando de Área 1 da PM, na Rua Vergueiro, para prestar esclarecimentos, sendo liberado em seguida. As portas de vidro de uma agência bancária e da Estação Consolação do Metrô foram quebradas durante as comemorações.( PQP, torcedor é uma bosta mesmo, imagine se perdesse então ? SP seria riscada da face da terra numa destruição apocalíptica)

  SP ESTARIA ASSIM HJ