mulher não pode entrar no banco, surta e manda ver nos chutes

cada vez é um motivo, tatuagem, teve uma que tava com o filho deficiente no colo e não deixaram ela entrar, agora foi o q ? a calça justa, então o segurança é baitola.

agora vem cá, qualquer chute cai partes do teto ? então o banco não tem segurança, cadê a vistoria ?

quinta feira no banco, felizmente sem caos

 ontem tive de ir no banco , AV GENERAL CARNEIRO, banco do BRASIL, tmia uma agência super cheia, devido a greve dows bancários.

 felizmente não tava cheia, não pq não é região do centro,isso não muda em nada, afinal SOROCABA, tem gente demais saindo pelo ladrão.

 lugar de sobra pra sentar e não demorou muito, ainda bem.

vigia mata cliente em banco no ABC paulista.

Polícia já analisa imagens das câmeras de segurança. Cliente morreu no local após ser baleado

Será enterrado nesta tarde o fiscal Sandro Antônio Cordon, de 33 anos, morto por um vigia na agência bancária do Bradesco, na tarde de segunda-feira (3), em São Bernardo do Campo, no Grande ABC paulista. Ele será enterrado às 14h, no Cemitério Vila Formosa II, na zona leste de São Paulo, onde está sendo realizado o velório. 

Cordon foi morto ontem com quatro tiros pelo vigilante Jonatas Pereira Lima, de 29 anos, dentro da agência da Rua Marechal Deodoro, no centro da cidade de São Bernardo do Campo. Segundo a Polícia Militar, Sandro Antônio Cordol teria ido ao banco para tirar satisfação com o vigilante, pois os dois já teriam tido uma desavença na última sexta-feira (30 de setembro), por conta de uma dificuldade de Sandro ao passar pela porta giratória. 

 

Ainda segundo a PM, Sandro simulou que estava com uma arma, o que teria forçado a reação do vigia. Durante a briga, o segurança disparou contra Sandro, que morreu na hora. O segurança foi levado para a delegacia para a elaboração do boletim de ocorrência. Em nota, o Bradesco lamentou a perda e “presta total solidariedade aos familiares”.

Baleado pelas costas

A polícia já analisa as imagens das câmeras de segurança, que registraram o momento em que a vítima foi baleada. Nas imagens, o fiscal é visto chegando ao banco para falar com o vigia. Após discussão, é possível ver Cordon utilizando uma funcionária do banco como escudo e sendo baleado pelas costas. Após receber quatro tiros, a vítima morreu no local.

( tudo bem o cara simulou estar armado, mas no momento em que ele larga a moça ele é baleado pelas costas, bastaria um tir na perna, pra que ele não fugisse, em seguida dominado pelos vigias até a chegada da policia.

o vigia foi na raiva mesmo.)