estuprador do ônibus do RJ, se entregou e é de menor, pra variar.

Rio –  Suspeito de estuprar uma mulher num ônibus da linha 369 (Bangu-Carioca), um menor de 16 anos se entregou à polícia no início da tarde desta terça-feira. O jovem estava escondido desde o dia do crime na casa da avó, na Favela Parque das Missões, em Duque de Caxias.

O padrasto do adolescente negociou a rendição com o delegado-titular da 33ª DP (Realengo), Carlos Augusto Nogueira, desde o início da madrugada. Segundo a polícia, a mãe conseguiu convencer o jovem a se entregar. A vítima do estupro foi até a 17ª DP (São Cristóvão), responsável pelas investigações, para fazer o reconhecimento.

Menor acusado de estupro chega em delegacia | Foto: Alessandro Costa / Agência O Dia

Menor acusado de estupro chega em delegacia | Foto: Alessandro Costa / Agência O Dia

O jovem se entregou na Rodovia Washington Luiz, próximo ao Comando de Operações Navais da Marinha, em Duque de Caxias. De acordo com a polícia, confessou o crime e disse que estava sob o efeito de cocaína no momento do estupro. Ele morava com a mãe na Favela Para Pedro, em Irajá, mas buscou refúgio na residência da avó, na Baixada.

O suspeito, que fará 17 anos no domingo, contou que saiu para assaltar pois queria ter dinheiro para gastar na festa. A arma, uma pistola, foi comprada por R$ 450.

O acusado já responde por crime de assalto a mão armada e revelou que pegou o ônibus errado, pois queria o coletivo parador. Em depoimento, contou que achou a vítima bonita e por isso resolver cometer o estupro.

Menor esconde rosto ao chegar em DP para prestar depoimento | Foto: Alessandro Costa / Agência O Dia

Menor esconde rosto ao chegar em DP para prestar depoimento | Foto: Alessandro Costa / Agência O Dia

Jovem diz que estava sob efeito de drogas na hora do crime

Em sua versão, afirmou que estava sob efeito de cocaína e por isso não conseguiu fazer sexo, uma vez que não teve ereção. Ele, no entanto, afirmou que chegou a pedir que a vítima fizesse sexo oral.

“Não acredito no uso de drogas. Uma pessoa que tem R$ 450 para comprar uma arma poderia ter usado o dinheiro para comprar drogas. Não acredito nessa versão”, disse Carlos Augusto Nogueira, titular da 33ª. De acordo com policiais que estavam no momento da rendição, o jovem ironizou a publicação de suas fotos através da câmera de segurança. “Agora minha foto não vai poder sair mais”, teria dito, numa referência ao fato de seu rosto não poder ser mais exposto já que é menor de idade.

Foto: Paulo Alvadia / Agência O Dia

Jovem foi filmado dentro de ônibus | Foto: Paulo Alvadia / Agência O Dia

Vítima do estupro é casada e mora em Bangu

O Disque-Denúncia (2253-1177) já tinha recebido, até o meio-dia desta terça-feira, 14 ligações sobre o caso. As informações recebidas foram encaminhadas para a 17ª DP (São Cristóvão). Nesta segunda-feira, a polícia divulgou imagens do estuprador gravadas pela câmera do ônibus.

As imagens mostram o criminoso embarcando no ônibus, na Avenida Brasil, na altura de Realengo. Ele assaltou os passageiros, obrigando-os a ficarem na parte de trás do veículo. O estupro aconteceu no espaço reservado a pessoas com necessidades especiais, e durou cerca de 6 minutos. O bandido saltou na Perimetral.

A vítima do estupro é casada e mora em Bangu. Nesta segunda-feira, ela descreveu os momentos de terror, à TV Globo: “Ele levantou e foi para o meio do ônibus, anunciou o assalto e mandou todo mundo ir para o fundo. Pegou na minha mão e e disse ‘vamos aqui na frente’. Sentou, mandou eu sentar ao lado dele começou a colocar a arma nas minhas costelas. Ele bateu seis vezes com o revólver na minha cabeça”. Uma das testemunhas relatou ao DIA o que viu.

“Ele estuprou ela na frente de todos, de forma fria, aparentando não sentir a menor preocupação”.( pronto e agora ? ele vai ser ameaçado de morte assim como sua família ? ai todos irão morar na SUÍÇA, igual o de menor do caso JOÃO HÉLIO, ele e seus familiares hj moram lá.

não duvidem que isso pode acontecer, quanto a vitima do busão, pode esquecer sua justiça.)

divulgado imagens do estuprador do ônibus no RJ

bom, o cara deve ser louco , se ainda permanece na cidade, ainda mais que o caso está até no exterior, se ele estiver escondido numa favela ainda dominada pelo tráfico ou milicia pode ser pego por eles e justiçado.

ou ele se entrega ou se mata mais fácil.

bandido atualiza seu perfil no FACEBOOK, de dentro da cadeia, ACORDA BRASIL.

Perfil de preso já foi atualizado seis vezes desde que ele entrou no Complexo Penitenciário de Bangu (Foto: Facebook/Reprodução)

 

Perfil de preso foi atualizado seis vezes desde que ele entrou no Complexo Penitenciário de Bangu  

 Atualizar a página do Facebook e interagir com os amigos pela rede social usando o celular. Seria um comportamento considerado comum nos dias de hoje, se o dono do perfil em questão não fosse um preso da Cadeia Pública Paulo Roberto Rocha, no Complexo Penitenciário de Bangu, na Zona Oeste do Rio. 

A página pessoal de Fernando Cristovão Gonçalves Duarte, que ainda aguarda julgamento, mostra que as atualizações são feitas através de um celular. Desde o dia 22 de agosto, quando Fernando entrou no sistema penitenciário do estado, o perfil do preso já foi atualizado seis vezes. Num post do dia 27 de outubro, ele afirma que “prisão perpétua é a morte” e diz que voltará. Em um comentário, uma amiga pergunta por onde ele anda e Fernando responde: “em bangu resolvendo uns problemas”. 

 Três dias depois, aparecem duas novas atualizações. Primeiro, ele reclama da prisão: “aqui até os mais forte fica fraco (sic)”. Em seguida, o preso se queixa do fato de ter sido abandonado por algumas pessoas. “Mas aqui eu to aprendendo o quanto o ser humano vale nada! Pior que isso só quem te virou as costas”, diz o post. Mais recentemente, no dia 5 de novembro, há a seguinte frase: “tá acabando o sofrimento, a festa tá chegando”, possivelmente se referindo a sua data de aniversário: 30 de dezembro. Neste mesmo post, Fernando recebe o apoio de vários amigos com frases do tipo: “fé em Deus” e “que a sua liberdade chegue logo”. Questionado por uma amiga, ele responde: “estou em bangu resolvendo uns problemas”  

Secretaria fez revista em cela Após ser informada pelo G1 sobre o caso, a Secretaria estadual de Administração Penitenciária (SEAP) afirmou, por meio de nota, que foi realizada uma operação de revista, na noite desta segunda-feira (19), na cela do interno Fernando Cristovão Gonçalves Duarte, sem que fosse localizado qualquer tipo de objeto ou material ilícito. A secretaria informou ainda que o preso foi levado para a Penitenciária Laércio da Costa Pelegrino (Bangu 1), por medida de segurança, e que foi aberta uma sindicância interna para apurar os fatos, acrescentando que foram tomadas as providências necessárias.

 

Questionado por um amigo, ele responde: "estou em bangu resolvendo uns problemas" (Foto: Facebook/Reprodução)

 ( ANDAMOS JUNTOS, MORREMOS JUNTOS ? até pareçe, bandido na hora do pega pra capar é cada um por si, se um tiver de ferrar outros pra se safar, faz na surdina mesmo.)