depois de 4 anos, canalha vai preso por abandono de bebê, a mãe deveria ir tb.

Bebê recém-nascido abandonado em 2009 dentro de caixa de sapatos

Em 2009, um homem de 26 anos teve um caso com a enteada de 13. A adolescente ficou grávida, escondeu a barriga até o fim, pariu no banheiro de casa, cortou o cordão umbilical do bebê e o entregou ao pai, que colocou o recém-nascido em uma caixa de sapatos e o abandonou na rua.

 
Poderia ser o roteiro de uma novela, mas é a vida real. Rubens Ricardo Marcelino dos Santos, atualmente com 30 anos, foi preso nesta sexta-feira (7) por policiais da DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Bauru. 
 
Na época do crime, Rubens morava em Arealva, com a mãe da adolescente, e se envolveu com a jovem. De acordo com relato dos envolvidos, a adolescente escondeu a gravidez de sua mãe até o dia do parto.
 
Ela deu à luz no banheiro da casa onde viviam, de cócoras,  enquanto a mãe dela estava trabalhando. Para manter o caso em sigilo, o homem colocou o bebê em uma caixa e o levou até Bauru, onde foi abandonado no parque Vista Alegre. 
 
O bebê – um menino – teve que ser hospitalizado, pois fazia muito frio na noite do abandono, cerca de 9°C. 
 
Na época, o caso foi registrado como abandono de incapaz, e acabou sendo arquivado.
 
Recentemente, o setor de inteligência da Polícia Civil recebeu a informação de que uma adolescente de Arealva, atualmente com 17 anos, havia tido um bebê há quatro anos, e que a criança fora abandonada. Hoje, a adolescente mora em Iacanga. 
 
“Comunicamos o juiz da Vara da Infância para buscar essa adolescente. Ela passou por um exame de colo do útero para verificar já esteve grávida”, explica o delegado Clédson Nascimento, da DIG. Com o resultado positivo do exame, a jovem foi interrogada na presença de uma conselheira tutelar e acabou confessando. A mãe dela, que é mulher do acusado, alega não saber nada a respeito do caso. Ela será investigada. 
 
Bebê / Na época, o bebê recebeu alta da maternidade Santa Isabel após ter a saúde estabilizada, e foi encaminhado à Vara da Infância de Juventude de Bauru, para que pudesse ser enviado a um abrigo e disposto para adoção. 
 
O delegado explica que não há necessidade de entrar em contato com a criança atualmente, inclusive para evitar uma situação desconfortável para a família que possa ter adotado o menino.
 
O prontuário médico do atendimento do bebê na maternidade foi solicitado para que possa ser usado como indício da tentativa de homicídio, uma vez que a vida da criança foi posta em risco na noite do abandono.
 
 
 
 
 
 
 
 
( os dois deveriam ir em cana, pois são ambos criminósos, não tem este de tinha apenas 13, se bobear a safada ainda vai engravidar de novo, o que deveria ser proibida, pois já demostra que ´juízo não tem e nem se arrependeu do que fez.)

morre idosa , vitima dos panfletos em BAURU

Morreu na manhã desta quarta-feira (10) uma idosa que escorregou em panfletos de propaganda eleitoral em frente à Escola Estadual Francisco Brizola, em Bauru, interior de São Paulo, no domingo (7) de eleições municipais. De acordo com o Hospital Estadual Bauru, onde ela estava internada desde a data do acidente, as lesões – fraturas no quadril e fêmur – agravaram seu estado de saúde, já debilitado, e a levaram ao óbito.


Depois de passar por atendimento, ela foi transferida ao Hospital Estadual Bauru. De acordo com a assessoria de imprensa da unidade, a idosa já sofria de outros problemas de saúde, entre eles insuficiência renal crônica.Testemunhas viram Luciana Lucas, de 64 anos, cair ao pisar em santinhos espalhados pela rua Doutor Ivo Giunta, endereço do colégio. O Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar foram acionados e socorreram a senhora até o Pronto Socorro Central de Bauru, a oito quilômetros do local do tombo.
Durante esta semana a equipe médica avaliava a possibilidade de intervenção cirúrgica. Mas segundo o hospital, a senhora não resistiu aos ferimentos e morreu às 6h desta quarta-feira. Ainda de acordo com a unidade de saúde, a idosa não tem familiares na cidade. Não há informações sobre o enterro. ( agora cada um sai de fininho, e a família da idosa que se dane.
nessa sujeirada toda , quem ganha são as gráficas que imprimiram toda esta papelada que emporcalhou as ruas, se for levar este caso adiante, seria mais fácil prender os cabos eleitorais dos candodatos, pois a corda arrebenta infelizmente para o lado mais fraco.)