raio x da noite em SOROCABA.

Enquanto clientes de bares que ainda não precisam fechar as portas as 23h, vários delitos ocorrem por todas as regiões de Sorocaba.

Nos principais “points” do sorocabano, a reportagem sente na pele como pode ser assustador a noite da cidade.

O inspetor Antunes mostra patrimônios públicos “invadidos” por consumidores de drogas e traficantes, nas telas da Central de Operações da GCM, e cenas com todo tipo de crime ocorrendo em Sorocaba.

Antunes aponta para as telas de LED e mostra três jovens bebendo uma garrafa de refrigerante com um misto de conhaque e outros tipos de bebidas alcóolicas, na praça Maestro Nilson Lombardi, Jardim Iguatemi, zona oeste. Outros dez fumavam maconha atrás de uma árvore. Doze guardas são convocados e entram em seis viaturas, que seguem até o local.

Cena de filme. Os jovens correm assustados com a presença da GCM. A maioria é rendida. “Você fique quieto. Não deveria estar aqui, em uma praça pública, a esta hora da noite”, diz um dos guardas ao menor revoltado com a abordagem. “Se seu pai descobre você aqui, iria gostar do que está fazendo? Pense bem.”

O adolescente respeita a opinião do GCM e permite a revista. Um menor que portava maconha é levado para os pais. Ninguém foi detido.
Em Júlio de Mesquita Filho, zona oeste, a doméstica Michelly Rodrigues Martins, 32, dirige em alta velocidade seu Fox e atinge em cheio o Gol do metalúrgico Cleber Evandro da Silva Godói, 33, que morre prensado pelas ferragens.

A condutora admite que ingeriu bebida alcóolica em uma festa. Homicídio culposo (sem intenção) na direção de veículo automotor (artigo 302 da Lei 9503/97 – Código de Trânsito Brasileiro). “Ela não saiu de um bar”, diz o delegado Robson Lorencetti. Dois amigos da vítima fugiram do local. De acordo com o registrado em Boletim de Ocorrência, um pacote de drogas teria sido encontrado sob um do bancos do veículo
Colisão foi ocasionada pelo consumo de álcool
O estado do Gol impressiona os policiais militares. A traseira do veículo ficou destruída. “A vítima fatal estava no tampão do porta-malas, preso às ferragens, enquanto a motorista do outro carro estava descontrolada, com intenção de entrar no Gol”, relata o delegado Robson Lorencetti, plantonista do Distrito Policial Sul. “Ela confidenciou que ingeriu álcool, contudo não apresentava estar embriagada. Ela recusou-se a fazer o teste do etilômetro”, relata, no boletim de ocorrência. Os faróis do Gol da vítima, que acompanhava dois amigos no banco traseiro, estavam apagados, o que dificultou a visualização do carro.

O Fox de Michelly Rodrigues Martins estava em alta velocidade, disseram os policiais e os peritos. A colisão ocorreu na rua Mário de Campos Lima, no bairro Júlio de Mesquita Filho. A motorista, alterada, não fez nem exame clínico e foi liberada.

No Jardim Nova Esperança, os traficantes agiam livremente. Logo na chegada, um grito: “Salve, salve”. É um código de boas-vindas aos consumidores de entorpecentes. Eles competem entre si e tentam chamar a atenção dos clientes de carro. Um assovio convida a “negociar” o preço da cocaína. Despistamos.

Em Sorocaba, desde 1989, conhecedor dos principais redutos, e no transporte de jornais desde 2007, recomenda: “Jamais se arrisque em um território que não conhece. Investigue antes.”
Sem sair do automóvel, o BOM DIA constata: o crime reina na região. Bebida e droga à vontade, em gueto, bar e biqueira.

Depois da “passagem” rápida pelo bairro escuro da zona norte, a reportagem visita as proximidades de dois bailes funk, no Parque Vitória Régia e Jardim Ipiranga. Nenhum movimento.

A polícia só entra nesses locais em operação conjunta, diz um GCM. Na Visconde de Cairu, na avenida General Carneiro, um travesti atende cliente boêmio.

Crime, com ou sem bar aberto após as 23h. “Tivemos sorte hoje [domingo de madrugada], pois a noite foi tranquila devido ao mal tempo”, diz o GCM Borges.

Forças e população divergem
Delegados, guardas, policiais militares e civis comemoram a aprovação da lei que fecha os bares sem alvará especial após as 23h, mas seus clientes reprovam a medida. Para as forças de segurança, a nova legislação ajudará o trabalho de combate ao crime.

Porém, os clientes dizem que vão procurar outros meios para beber e conversar, como garagens, praças públicas, postos de combustíveis, avenidas e ruas.

O capitão Vanclei Franci, oficial de relações públicas do 7° BPMI (Batalhão de Polícia Militar do Interior) tem uma convicção: o número de ocorrências de “desinteligência”, que são aquelas provocadas por brigas de bar e pessoas que ingerem bebida alcóolica até altas horas da madrugada e depois provocam conflitos em casa e com os vizinhos, deve cair. “Gente que bebe até tarde fica com o seu estado emocional alterado, o que provoca acidentes no trânsito, homicídio e outros crimes”, afirma.

Para a PM, o fechamento desses estabelecimentos inibirá os chamados que atrapalham o patrulhamento ostensivo. “Em muitos momentos em que ‘aparta’ problemas sociais, a PM poderia estar combatendo o crime para valer”, diz.

O inspetor Antunes concorda, mas faz ressalvas. “O fechamento dos bares vai contribuir para reduzir os crimes, mas só essa lei, de maneira isolada, não resolve o problema”, afirma. “Há muitos focos de crime em Sorocaba. Com o efetivo que temos na PM e na GCM, é impossível enfrentar os criminosos diariamente.”

A delegada Elisabete Molina apoia os vereadores. “Em 90 dias, a realidade vai mudar. Os policiais e guardas nos trazem muitos casos de briga e morte em decorrência do consumo de álcool”.

No Bar do Alemão, na avenida General Carneiro, um grupo de jovens são unânimes em um ponto: se o bar fechar, vão procurar outros ambientes para beber. “Sou consciente. Meu amigo bebe refrigerante para dirigir o carro”, diz Cristiano Almeida Rodrigues, 22. “Se fechar aqui, vou beber na praça”. Michael Silva, 22, reclama dos vereadores. “Não posso ficar na rua, na bagunça. Sou contra.” ( em ROMA capital da ITÁLIA, duas da manhã, acabou a balada, fecha tudo e todos pra casa, pq lá tem a lei do silêncio, até as duas e pronto.

aqui manda tuudo pra fora da cidade, quer beber, se drogar, tirar racha ? é la fora, ai se exploda, fechar bar ,ai vaio ter um ambulante em cada esquina, pra vender bebida a vontade, sem falar nas falsificadas e ai ? )

bares podem fechar as 23 horas em SOROCABA rsrsrsrs e dai ?

 

Os proprietários de bares que quiserem funcionar após as 23h vão precisar de um alvará especial de funcionamento obtido junto à Prefeitura de Sorocaba, segundo proposta do prefeito Vitor Lippi (PSDB), aprovada ontem em sessão extraordinária na Câmara de Vereadores. Só que a matéria recebeu emendas e uma delas dá prazo de 90 dias para os comerciantes se adequarem à nova legislação. A discussão foi bastante polêmica e as ofensas morais quase se transformaram em agressão entre o vereador Irineu Toledo (PRB) e os petistas Francisco França e Izídio de Brito. Os integrantes do PT criticaram o colega, já que houve uma mudança de voto do parlamentar entre a primeira e a segunda discussão, que contribuiu para o arquivamento de uma emenda de França que previa a permissão para que os bares e similares funcionassem até meia-noite aos finais de semana e feriados. Irineu não gostou das insinuações, de que teria havido uma “negociata” para mudança dos votos e partiu para cima dos petistas para tirar satisfação. A situação foi contornada por assessores e outros vereadores. As extraordinárias tiveram mais de oito horas de duração.

Em apoio ao projeto de lei do Executivo, a discussão da matéria levou ao plenário do Legislativo o delegado seccional, André Moron; o delegado da Infância e Juventude de Sorocaba, José Augusto de Barros Pupin; o promotor de Justiça da Infância e Juventude de Sorocaba, Antonio Domingues Farto Neto, e a secretária da Juventude, Edith Maria Garboggini Di Giorgi. Todos usaram a tribuna para pedir a aprovação da lei, já que a medida deve ajudar na redução dos índices de violência no município, a exemplo do que ocorre na cidade de Diadema. O promotor Farto Neto defendia uma lei mais rígida, com o fechamento dos bares às 22h, ao invés das 23h, como queria a matéria original do prefeito.

O promotor ganhou apoio do vereador Caldini Crespo (DEM) que apresentou uma emenda, do qual chamou de “Farto Neto”, atendendo o pedido do promotor. Porém, Crespo viu sua propositura substitutiva e a própria emenda “Farto Neto” serem arquivadas pela maioria dos colegas. Na primeira votação, foram mantidas quatro emendas do vereador Coronel Rozendo para alterar o projeto original. Uma delas dá prazo de 90 dias para comerciantes se adequarem a nova legislação, enquanto que os proprietários de estabelecimento com música ao vivo, eletrônica e mecânica terão uma período ainda maior, de 180 dias, pela questão da obrigatoriedade da vedação acústica.

A emenda mais polêmica, no entanto, foi a do vereador Francisco França (PT), tornando a lei mais flexível, permitindo o funcionamento até a meia-noite aos finais de semana e feriado. A matéria do petista passou em primeira votação, por 11 a 7 votos, inclusive trouxe uma cena inusitada, com o líder do governo Paulo Mendes (PSDB) questionando a fidelidade do membro da base, o vereador Geraldo Reis (PV), fato criticado pela oposição.

O governista Paulo Mendes ainda citou que se a emenda de França fosse aprovada em segunda discussão, poderia ser vetada quando subisse ao sexto andar para sanção do prefeito Vitor Lippi, já que, na sua opinião, nos finais de semana e feriados são os períodos onde mais ocorrem violência. O fato em si mostrou que o governo ainda não tinha desistido da ideia de arquivar a emenda.

Na segunda discussão, os vereadores Irineu Toledo (PRB), Benedito Oleriano, o Ditão (PMN) e Emílio Ruby (PMN) mudaram os votos e a emenda foi arquivada por 10 a 8. O líder do governo, Paulo Mendes, comemorou. Já França criticou a postura dos colegas que votaram diferente entre a primeira e a segunda votação, ao dizer que os comerciantes não podem ser criminalizados e uma hora de ampliação não iria modificar o propósito da lei.

O vereador Irineu Toledo entendeu que o petista tentou denegrir sua imagem, ao citar uma possível “negociata” para sua mudança de voto. Toledo disse que mudou de opinião por sua vontade própria. Só que o clima pesou de vez quando o outro petista Izídio de Brito indicou que não houve um fato novo para justificar a mudança de atitude dos outros parlamentares. Izídio disse que, se não houve “negociata”, alguma outra coisa aconteceu. Com as afirmações, Irineu foi até a bancada dos petistas para tirar satisfação e a “turma do deixa disso” precisou agir rapidamente.

O que diz a lei

Os documentos necessários para retirada do alvará especial são os seguintes: inscrição municipal, auto de vistoria do Corpo de Bombeiros, licença de funcionamento emitida pela Divisão de Vigilância Sanitária Municipal, laudo indicando tratamento acústico, comprovação de que o local possui acesso adequado à pessoa com deficiência, alvará de licença para construção, reforma ou ampliação e respectiva certidão de conclusão da obra para a atividade em questão.

Os bares e similares que não cumprirem as determinações da lei poderão ser multados em R$ 1 mil, com possibilidade de interdição ou lacração do local. Em caso de desvio de finalidade, de prática consideradas ilegal – como jogos de azar, prostituição ou venda de drogas – o local sofrerá lacração imediata e comunicação formal às autoridades policiais, além de multa e interdição. ( vale lembrar que isso ai é para bares do centro da cidade, quem vai fiscalizar os bares da pereiferia, os lugares barra pesada como NOVA ESPERANÇA, HABITETO por ex, alguém vai lá as 11 da noite verificar o cumrpimento da lei ?

até as 11 muita coisa pode ocorrer, vale a minha ideia, pegar todos os bares, casas noturnas e trasnferir para uma area afastada fora da cidade, ai lá se matem a vontade.)

juventude sem limites,sexo, drogas, crime, impunidade de norte a sul

Moradores de bairro paulista reclamam de festas nas ruas

http://noticias.r7.com/videos/moradores-de-bairro-paulista-reclamam-de-festas-nas-ruas/idmedia/4f671abdfc9b3f06adcba4ef.html
( neste caso ai concordo, não adianta vir depois gritar que foi estuprada pq tava bebada ou drogada num canto qualquer, e o morador pode no máximo tacar ovo, vai dar tiro e acertar alguém pra ver, ai vem policia encima dele, já falei pra mandar estas criaturas da noite se acabarem fora da cidade.

 a culpa tb é da prefeitura, já repararam que tem bar demais ? casas noturnas demais, só sabem montar este tipo de comércio  ?   .)

http://www.band.com.br/primeirojornal/videos.asp?v=2c9f94b4361ce7ca01362acd6e330398&pg=1  

( e ai dizer o que disso, se bem que na fundação casas tb ele pode ser morto ué, mas e depois que sair ? vai se regenerar ou vai continuar a cometer crimes ? )  

BBB12, se fosse em outro canal, teria sido implodido

 

se o BBB fosse em outro canal,. teria sido detonado da telinha , vcs lembram quando SILVIO SANTOS lançou o CASA DOS ARTISTAS no mesmo ano do primeiro BBB ?

a GLOBO conseguiu proibir o programa alegando ser uma cópia, ja que SILVIO SANTOS não tinha os direitos de transmissão de REALITY , a GLOBO havia pago a ENDEMOL uma empresa holandesa pelos direitos , bem hj qualquer canal pode fazer reality, mas o casa entrou dias ou meses depois pois o SBT conseguiu derrubar a proibição.

pois é o máximo foi a policia ir ao PROJAC colher o depoismento das partes envolvidas DANIEL E MONIQUE  e pronto, DANIEL está fora , as invstigações continuam,apesar de MONIQUE dizer que não houve nada forçado, oras basta ver o compostamento dela sabado que vem na segunda festa, se ela beber e se deitar com outro então cadê o abuso ?

a GLOBO não vai dar o gosto de interromper o programa pra alegria dos concorrentes, a (justiça ?)  como na mçao da emissora, assim como as revistas que só estampam globais, sempre aquele papo, ah não existe vida fora da globo, nossas novelas são as melhores, são exportadas e pronto.

BBB em outro canal ai sim seria banido, RAFINHA BASTOS só nao levou o CQÇ junto com ele pro vazio, pq cada um lá é responsável pelo que fala no ar, não tem texto , o programa todo não poderia pagar pelo RAFINHA.

então aguentem BBB12, com a globo ninguém mexe, talvez não tenha o 13, isso se BONINHO, BIAL  e CIA desistirem.

 

garota de 12 anos alcoolizada em frente a escola

este aviso vc encontra em todo lugar não é ? mas diz ai, esta porcaria adianta alguma coisa ? isso ai é pra gastar dinheiro a toa e enganar o povo trouxa que acreddita em medidas paliativas que mais enganam vc do que quer resolver.

vejam esta caso abaixo ai no vídeo e pense, tá adiantando algo ?

quer beber, se drogar, repito mil vezes, liberem alcool e drogas fora das cidades, ai cada um se mate a vontade, pois ninguém quer realmente combater o problema, pq ele da lucro politico e monetário.