humor do NEJÃO

 
virada cultural de SP, o que vc não deve ter visto.

PATRÍCIA POETA assiste o CHAVES, veja pq
pai, ou palhaço ? o moleque curioso e o pai matando a curiosidade dele.
a culpa é do cara ou do pedreiro ?
pois é.

essa é a verdadeira COMISSÃO DA VERDADE, vc achou que era o que ? 

enquanto isso na BRASILÂNDIA.

teste para machos: dizem que há um boné nesta foto, se vc já achou hummmm, se seu filho achou, xiiiiiiiiiiiii.

e continuamos a campanha por um mundo com mais bicicletas 

 

trocar carro por bicicletas em SOROCABA, será que a prática vai ?

Júlio César França usa a bicicleta para trabalhar todos os dias

Júlio César França usa a bicicleta para trabalhar todos os dias

A partir da próxima segunda-feira o sorocabano poderá usar bicicleta de graça para se deslocar de casa ao trabalho, a fim de substituir ou complementar o transporte individual ou coletivo motorizado.

Mas os usuários têm dúvidas sobre a eficácia do serviço, batizado pela prefeitura de IntegraBike. O supervisor de tecnologia de informação Júlio César França, 47 anos, um entusiasta da ideia, é um dos potenciais usuários das 120 bicicletas espalhadas por 15 estações da cidade (a maioria estão posicionadas no Centro; quatro estão na zona norte, no eixo das avenidas Itavuvu e Ipanema).

Na opinião dele, a ideia é boa, mas nem todos poderão usufruir diariamente. “Eu, por exemplo, carrego muito material pesado. Nem sempre posso usar a bicicleta. É uma opção, não será uma regra, não deve aliviar tanto o trânsito”, diz.

Já para o motoboy  Guilherme Lima, 25, o número de bicicletas é pequeno para uma população de 686 mil habitantes. “Se a ideia é integrar de verdade, deveriam espalhar mais totens e bikes pela cidade inteira.”

Começa na sexta/ Segundo o  prefeito Vitor Lippi, o sistema será aberto para cadastro na segunda-feira e a operação na sexta, mas ficará um ano em fase de testes. “Analisaremos o sucesso do programa e o envelhecimento das bicicletas. Colocamos poucas unidades na cidade para não desperdiçar dinheiro público”, comenta.

O investimento do Poder Público, em 12 meses, será de R$ 708 mil para manter todas as bicicletas na rua e em ordem à disposição do público. “A empresa que venceu a licitação fará a manutenção e a reposição delas com uma carreta móvel”, explica o presidente da Urbes – Trânsito e Transporte, Renato Gianolla. “O usuário poderá ver online, pela internet, a disponibilidade das bicicletas.”

Quem quiser usar a bicicleta pública, que tem um cesto vermelho no guidão, deverá fazer o cadastro na Casa do Cidadão ou no Terminal São Paulo. Depois, basta ir à uma estação, passar o cartão de transporte e retirar a bike. “O serviço vai ajudar a divulgar essa importante opção de transporte”, conclui Renato  Gianolla.

Monitores da Serttel vigiarão bicicletas

Segundo a Urbes – Trânsito e Transportes, os usuários serão orientados nos primeiros dias do IntegraBike. A vigilância será feita pela Guarda Civil Municipal e suas câmeras da Central de Operações e Inteligência. “A escolha  das localizações de cada estação  foi estratégica. Estão posicionadas próximo de câmeras”, avisa Renato Gianolla.

98 mil
reais poderá ser a receita mensal da Serttel se conseguir vender anúncios para os espaços de totens e paralamas das bicicletas. Total anual de R$ 1,2 milhão para monitorar estações e emprestar e repor 120 bicicletas

92
quilômetros de ciclovias foram entregues até agora ( pra quem vive reclamando que ta gordo(a) olha ai, o BRASIL tem de ser igual a HOLANDA por ex , onde carros e motos são minorias.)