suposta rica discute com outra no RJ

Um vídeo que mostra uma discussão entre duas mulheres em uma creperia de um shopping na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, ganhou repercussão nas redes sociais. Durante o bate-boca, uma delas se descontrola e passa a chamar a outra de “pobre” e ridícula”.

 

“Quem é você, minha filha? Abaixa a bola, pobre. Abaixa a bola, pobre”, diz a mulher, exaltada, que ainda faz questão de ressaltar que mora em um triplex, que trabalha há 40 anos no Aeroporto Internacional e que pode dar emprego aos funcionários da loja onde tudo ocorreu. Em sua mesa e tentando comer, a mulher que sofria ataques verbais bateu palmas e, ironicamente, deu “parabéns”.

 

Descontrolada, a mulher dá resposta imediata: “Palmas para você também, ridícula, pobre. Eu não sou rica, sou consciente, o que você deveria ser, como pobre. Ridícula. Ridícula. Ridícula. Porque eu sou classe dominante e fico revoltada. Você é uma idiota”.

 

O jornal O Globo fez contato com um dos clientes presentes no local que afirmou que a discussão começou quando a mulher que tentou se impor perguntou se incomodaria colocar o carrinho de bebê, onde estava sua filha, entre duas mesas. Em seguida, o garçom teria avisado que aquele local era para passagem, mas que existia uma mesa vaga, do lado de fora, que teria espaço para ela se acomodar com sua filha. De acordo com o entrevistado, ao começar a reclamar sobre a situação, a outra cliente, que viria a ouvir insultos, teria comentado em sua mesa que a mulher era “louca”. Ao escutar o comentário, a discussão foi iniciada. O clima esquentou quando a mulher insultada disse “tenho medo de maluco”.

 

Ao ouvir isso, a mulher de pé passa a gritar e gesticular energicamente. “E eu tenho medo de pobre”, responde ela. “Quem é você minha filha? Abaixa a bola, pobre. Abaixa a bola, pobre. Vai chamar o gerente? Vai ousar? Você pode dar emprego para ela (para a atendente que foi requisitada para chamar o gerente)? Eu posso! Você pode?”. Segundo Ana Letícia, proprietária do Crepelocks, estabelecimento onde ocorreu a discussão, o caso foi atípico e a mulher encontrava-se transtornada. “Eu não estava mais no local, mas minha gerente me ligou para pedir autorização para chamar a segurança.

 

Segundo relatos dos funcionários, a cliente não consumiu nenhuma comida, somente bebida. Perguntei se tinha ocorrido algum problema com o serviço ou algum desentendimento com outro cliente mas parece que ela ficou transtornada por um motivo bobo e apresentava estar fora de si. As envolvidas não foram identificadas.

 

( eu falei suposta pq de rica ela não parece nada, olha a roupa que ela ta vestindo, pq não foi comer num restaurante de luxo, o lugar ta lotado e ele que por o carrinho de bebê onde quer, capaz da VAL MARCHIORI ver este vídeo e dizer, que rica nada é pobrinha que ta fingindo heheheheh .)

discussão entre homem e dono de pizzaria termina com menina baleada em APARECIDA DE GOIÂNIA

Menina é baleada ao tentar defender o pai, diz polícia em GO

Crime aconteceu na tarde deste sábado (27), em Aparecida de Goiânia 


Garota de 12 anos levou dois tiros e está internada em estado grave. 


Do G1 GO, com informações da TV Anhanguera 


Uma menina de 11 anos foi baleada, na tarde deste sábado (27), na Vila Alzira, em Aparecida de Goiânia. Segundo a polícia, ela tentou defender o pai durante uma briga com o dono de uma pizzaria, da qual ele é cliente. 


Imagens feitas por celular flagraram o momento dos disparos.


Nas imagens, é possível ver o momento em que o suspeito aponta a arma para o pai da garota, efetua três tiros e, em seguida, foge em um carro prata. 


Os disparos atingiram a menina na perna e na cabeça. 


A menina foi socorrida e levada para o Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo). 


Ela passou por cirurgia e segue internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), em estado grave. 


No momento do crime, o pai, que estava com as duas filhas, encontrou o funcionário de uma pizzaria com quem teve um desentendimento. 


Segundo a mais velha, uma adolescente de 14 anos, o problema entre os dois homens começou há dois meses, durante uma ida da família à pizzaria. 


Nesta tarde, os dois teriam começado a discutir e a menina tentou separar a briga. 


“Ela falou assim: ‘moço, por favor, abaixa essa arma. Aí ele falou assim: ‘Vocês não vão sair da frente não’, mas nós não saímos e ela ficou abraçada nele”, relatou a irmã. ( quer dizer que imagem de câmera não é flagrante ? é preciso a policia ter chego naquela hora ai seria flagrante ? 

legitima defesa ? quem tava apenas armado era o dono da pizzaria, que poderia ter guardado sua arma, alias nem deveria ter discutido,quando um não quer…

pura desinteligência, e ainda tem que defenda arma pra qualquer um , o cara tinha arma pra se defender de assaltante, mas usou contra uma criança.)

CHRISTINA ROCHA discute com convidada em seu programa

https://www.youtube.com/watch?v=pcpmFCgDlXw

Mãe: Ela é tão bacana que me trouxe num lugar desses. Christina Rocha: Que lugar desses? Mãe: Um filho não traz uma mãe num programa desses, numa baixaria. Christina Rocha: Que baixaria? Baixaria é você! O diálogo acima ocorreu nesta segunda-feira (18) no programa “Quem Convence Ganha Mais”, do SBT.


 O tema da tarde era “Os filhos são seus e quem tem que cuidar sou eu? Vai se ferrar!”. Uma das convidadas, Renata, reclamou que não pode trabalhar, estudar nem se divertir  porque tem que ficar cuidando dos irmãos, enquanto a mãe, Alessandra, e o padrasto se divertem. Alessandra acha que a filha tem obrigação de cuidar dos irmãos. Christina Rocha tomou partido da filha, discutiu com a mãe e, depois de ouvir que seu programa é uma “baixaria”, a expulsou do palco. ( combinado ou verdade ? vc decide.)