cantor RENNER, bebe, bate , paga 10 mil e volta pra rua.

Cantor Renner é levado a delegacia após acidente na Zona Sul de SP
PM diz que dois carros bateram nesta manhã na Avenida Pedro Bueno.
Cantor foi indiciado por embriaguez ao volante e fuga do local do acidente.

Do G1 São Paulo

O cantor Ivair dos Reis Gonçalves, o Renner da dupla sertaneja com Rick, foi detido após se envolver em um acidente perto do aeroporto de Congonhas, na Zona Sul de São Paulo, na manhã desta sexta-feira (26), segundo a polícia. Ninguém ficou ferido. Ele foi indiciado por embriaguez ao volante e fuga do local do acidente.

A Polícia Militar diz que a colisão de dois veículos ocorreu na Avenida Pedro Bueno, na região do Campo Belo, por volta das 8h10. O cantor foi levado ao 27º Distrito Policial porque havia suspeita de embriaguez.

Renner passou pelo teste do bafômetro, que constatou uma quantidade de álcool no sangue acima da permitida, segundo o delegado Antônio Augusto Rodrigues Silva.

Testemunhas contaram que o cantor bateu em um carro estacionado e tentou fugir. Com os pneus vazios, ele não conseguiu prosseguir. Ainda segundo as testemunhas, foi necessário tirar a chave do contato para que Renner aguardasse a chegada da polícia.

O cantor deve pagar uma fiança de R$ 10 mil e responder ao processo em liberdade. Uma pessoa que estava no carro com ele já foi ouvida e liberada, mas o delegado não revelou a identidade dela porque quis manter a privacidade. Por volta das 12h15, o músico ainda estava no distrito policial.

O G1 não conseguiu localizar a assessoria de imprensa da dupla sertaneja até as 11h. Segundo uma pessoa que trabalha com os cantores, o show mais recente deles aconteceu neste domingo (21) em uma cidade do Paraná. Renner mora em Alphaville, na Grande São Paulo.

Em 2001, o sertanejo esteve envolvido em um acidente que deixou dois mortos em Santa Bárbara d’Oeste, no interior de São Paulo. Luís Antônio Nunes Aceto e a namorada, Eveline Soares Rossi, seguiam de moto de Piracicaba a Campinas. Renner vinha na direção contrária em uma BMW. Conforme a acusação, o sertanejo conduzia em alta velocidade, perdeu o controle do carro, atravessou a pista e atingiu o casal, que morreu na hora.

O músico foi julgado em 2008 e condenado a pagar 2 mil salários mínimos (R$ 1,4 milhão, valor que chega a R$ 3 milhões ao se considerar eventuais juros). O prazo para a quitação da indenização expirou em 27 de março de 2009. Desde então, a família do engenheiro tem recebido apenas repasses da arrecadação do cantor com direitos autorais, conforme decisão judicial.

 

 

( sempre assim pobre vai em cana na hora, pois afinal não tem grana pra pagar fiança, celebridade faz merda e ainda tem fãs pra defender especialmente os ídolos teen, nesta geração de  cabeças ocas e vazias que ficam na internet marretando, ameaçando quem falar mal de seu ídolo mesmo que este tenha posto o pé na jaca.)

pra vcs terem uma ideia do que eu falei.

 

 

bebum x macacos no QUINZINHO DE BARROS em SOROCABA

Após a briga, macaco ficou com o olho roxo e foi socorrido por veterinários Após a briga, macaco ficou com o olho roxo e foi socorrido por veterinários.

Um homem embriagado foi agredido por macacos na tarde deste domingo (13), ao invadir o recinto dos animais no Zoológico Municipal “Quinzinho de Barros” de Sorocaba. Ele afirmou que invadiu o lugar porque estava com calor e queria nadar.

Os macacos prego ficam em uma ilha no lago do zoo. João Leite disse a populares que queria se banhar e tirou sua camisa. Pulou uma grade que cerca o lago e ficou com água pela cintura. Nos vídeos e fotos feitos pelos populares é possível ver alguns macacos esticando os braços para o invasor, que acaba aceitando o convite e se dá mal por isso.

Em um dos trechos é possível ver um dos macacos entrando na água e agarrando seu pescoço enquanto pessoas do lado de fora começam a se mobilizar para ajudar o mecânico.

Ao conseguir se desvencilhar dos animais e voltar à segurança da margem, João Leite assumiu que havia bebido. Ele apresentava arranhões e marcas de mordidas pelo braço e costas. Socorridas do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) prestaram o atendimento ao homem. ( aonde tem hipopótamo ou jacare o chifrudo não entraria né ? , ele tb teria relatado que queria acariciar os animais, vejam o video abaixo que mostra tudo, tem cenas fortes )

( justiça ?) manda soltar atropelador de mãe e filha em SP

 

 
Carro de motorista que atropelou e matou duas mulheres na calçada da marginal Pinheiros, em SP

A Justiça de São Paulo mandou soltar o bibliotecário Marcos Alexandre Martins, preso após atropelar mãe e filha na marginal Pinheiros no dia 17 de setembro. A decisão é da última sexta-feira (30).

O juiz Emanuel Brandão Filho rejeitou pedido do Ministério Público para arbitrar fiança para o caso e determinou cinco medidas cautelares, que disse serem suficientes para Martins: suspensão da permissão de dirigir enquanto durar o processo; comparecimento trimestral em juízo para informar suas atividades; proibição de frequentar bares e outros locais onde são comercializadas bebidas alcoólicas; proibição de se ausentar da comarca sem autorização da Justiça; e recolhimento em casa a partir das 21h.

A reportagem não conseguiu confirmar, até a manhã desta segunda-feira, se Martins já tinha sido solto.

Miriam Baltresca, 58, e Bruna, 28, foram atropeladas na calçada depois de saírem do shopping Villa-Lobos, na zona oeste de São Paulo.

O velocímetro do Golf dirigido pelo bibliotecário marcava 100 km/h após a batida. Para a polícia, ele poderia estar numa velocidade ainda maior, caso tenha freado antes do acidente. A máxima permitida na pista da marginal é 70 km/h.

Segundo a polícia, Martins apresentava sinais de embriaguez, mas ele se recusou a fazer o teste do bafômetro. A defesa nega que ele estivesse bêbado.

O advogado Roberto Zanetic Vidulic, que esteve no 14º DP (Pinheiros) na condição de defensor do bibliotecário, afirmou que seu cliente foi fechado por uma moto e, em vez de pisar no pedal do freio, acelerou o carro.

Com isso, disse o advogado, ele perdeu o controle do Golf. Vidulic acabou saindo do caso no dia seguinte à prisão, e a reportagem não conseguiu contato com o novo defensor do bibliotecário.

ARMA

“O carro é uma arma. Em um segundo faz o que fez com a gente”, disse o engenheiro elétrico Rafael Baltresca, 31, durante o velório da mãe e da irmã.

Ele afirmou não guardar rancor do motorista, mas disse que se Martins bebeu foi porque quis e deve ser responsabilizado pelo acidente. “Espero que não tenha impunidade.”

Rafael afirmou ainda que as leis brasileiras são muito brandas e criticou o fato de o bafômetro não ser obrigatório.

Em decisão tomada no iníco deste mês, o Supremo Tribunal Federal entendeu que o motorista que bebe e mata alguém em um acidente deve responder por homicídio culposo (quando não há intenção), e não doloso (quando assume o risco de matar).

Rafael contou, emocionado, que Miriam e Bruna foram ao shopping para ir ao cinema e para que a irmã comprasse o livro “A Última Música”, best-seller do escritor americano Nicholas Sparks.

Bruna era advogada e trabalhava no Tribunal Regional do Trabalho. Havia pedido demissão havia uma semana pois tinha planos de viajar. “Ela queria ser livre. Saiu do trabalho pois se sentia presa”, disse o irmão.

“Hoje, o motorista deve ter acordado e andado de um lado para o outro. Ela, não mais.” ( queria ver se fosse o tião do fuscão que mora no capão redondo, estaria em cana com certeza)