empresário vai comprar drogas e quase é linchado em SOROCABA

 
 
Um empresário de 43 anos escapou de ser linchado no bairro Nova Esperança, em Sorocaba. Ele foi até lá, em busca de um ponto de venda de cocaína para comprar a droga, pois, conforme disse à reportagem, é viciado. Chegou dirigindo um BMW sedã azul blindado, mas, segundo a polícia, ao tentar comprar a droga, os traficantes quiseram roubá-lo. Ao tentar fugir, o empresário acabou atropelando uma senhora, causando-lhe ferimentos leves, mas, com medo do assalto, continuou a fuga. Populares conseguiram detê-lo e retiraram-no de dentro do carro e começaram a agredi-lo com socos e pontapés.

 
Nesse momento, ladrões roubaram R$ 600 e o telefone celular da vítima, que tentou escapar das agressões entrando no carro outra vez. Mas, novamente, foi retirado e passou a ser agredido de novo. Alguns dos agressores entrou no carro e acelerou o veículo, fazendo-o colidir em um poste.
 
 
O veículo teve o para-brisa estourado e a lataria amassada. O empresário foi salvo de ser linchado com a chegada da Polícia Militar. No Plantão Policial Norte, recusava-se a ir a uma unidade de saúde para fazer curativos, mas foi convencido pelos policiais. O empresário disse à reportagem que também havia bebido e criticou a polícia, dizendo que os traficantes não são presos, por isso, ele e outras pessoas viciadas vão até os pontos de venda para comprar a droga. Ele não quis responder à reportagem porque não procurava tratamento. O veículo precisou ser guinchado. O caso ficou registrado no Plantão Policial Norte.
 
 
( traficante tb é burro né ? isso acaba espantando freguesia ou o negócio das drogas não ta rendendo tanto ?
 
no RJ por ex, segundo o blogueiro de lá, vc entra sossegado na favela pra comprar sua droga, pode ser rico, pois ninguém vai te roubar, vc entra e sai de boa.
 
 
bem feito , a policia ainda foi lá pra lhe salvar, mas se fosse pobre, ah tava morto a esta hora, e o cara ainda critica ? e a família do bosta, fala o que disso ? e ainda não podem dizer que é a figura, ah como sempre rico é protegido pelo anonimato.
 
 
agora depois do susto,é esperar que o tal zé mané crie juízo e largue das drogas e da bebida.)
 

 

empresário de SOROCABA rouba milhões e sua cara ta escondida de todos.

Valdemar Latance Neto, delegado da Polícia federal em Sorocaba – Emidio Marques

Um empresário de Sorocaba foi preso nesta terça-feira pela Polícia Federal (PF) acusado de comandar um esquema de lavagem de dinheiro, com envio ilegal de US$ 10 milhões por mês ao exterior por meio de três empresas de fachada na Flórida, nos Estados Unidos (EUA). Outras seis pessoas foram presas na cidade, incluindo a esposa do empresário, e duas em São Paulo. A chamada Operação Flórida cumpriu ainda mandados de busca e apreensão e de condução coercitiva em outros oito municípios do Estado de São Paulo. De acordo com a investigação, que teve início em abril do ano passado a partir da colaboração internacional do serviço de inteligência norte-americano, o esquema funcionava, no mínimo, desde 2012. Dezenas de empresas brasileiras, em nome de sócios “laranjas”, colaboravam com a fraude ao sistema financeiro.

O nome dos envolvidos não foi divulgado pela PF, porém de acordo com o delegado e chefe da Unidade de Inteligência da Polícia Federal, Valdemar Latance Neto, o acusado de chefiar a quadrilha é proprietário de uma casa de câmbio em Sorocaba. O local não foi fechado, mas será alvo de investigação. “Essa loja era usada para dar a aparência de legalidade para as atividades ilícitas que a organização criminosa realizava”, afirma o delegado. Já as empresas sediadas na Flórida e comandadas pelo empresário sorocabano recebiam o dinheiro enviado ilegalmente pelos “laranjas”. A atividade era oferecida para pessoas interessadas em depositar dinheiro no exterior sem o pagamento de impostos. As maiores quantias eram transferidas dos EUA para contas bancárias da China, onde eram usadas para pagamento de fornecedores.

Conforme explica o delegado, as empresas brasileiras envolvidas no esquema eram de Sorocaba e da capital, sendo que muitas possuíam o mesmo endereço. As pessoas presas ontem são apontadas pela PF como chefes da organização criminosa, mas um dos líderes não foi detido pois não estava no País. Foram decretadas prisões temporárias por cinco dias, podendo ser renovadas por mais cinco. Ao todo, 200 policiais foram mobilizados para a operação e cumpriram, além das detenções, 49 mandados de busca e apreensão e 33 de condução coercitiva (suspeitos levados para depor), expedidos pela 2ª Vara Criminal de São Paulo. A operação foi deflagrada em Sorocaba, Itapetininga, Itu, Araçoiaba da Serra, Salto de Pirapora, Itapeva, Indaiatuba, Franca, São Paulo e Guarujá.

O caso foi apresentado em entrevista coletiva na sede da PF em Sorocaba e contou com a presença da delegada-chefe da unidade, Erika Tatiana Nogueira Coppini. A partir da investigação, um total de 19 empresas e 30 pessoas tiveram suas contas bancárias bloqueadas. Ao todo, 50 pessoas foram indiciadas pelos crimes de lavagem de dinheiro, uso de documentos falsos, falsidade ideológica, constituição de instituição criminosa e contra o sistema financeiro nacional. O prejuízo total aos cofres públicos ainda não foi calculado e a investigação segue com depoimentos dos envolvidos.

( seu VALDEMAR me diz ai, se fosse um pobre qualquer o senhor estaria estampando a cara do meliante ao vivo e a cores pra todos verem, isso mesmo ele sendo suspeito né não ? 

agora como é bandido de colarinho branco, influente , o senhor esconde ? ah mas eu não posso fazer nada, recebo apenas ordens, fui instruído, é segredo de justiça , oras então de que adianta ser delegado ? 

adianta fazer juramento hipócrita de defender a justiça , a lei e a ordem ? enquanto larápios roubam o erário publico ? sim pq o pobre paga imposto , não tem como escapar enquanto ricos acham meios de fraudar.

o senhor podia dar um jeito de vazar quem é o cara sem se comprometer, faria um grande favor a população.)

familia de empresário morto recebe ameaças de bandido.

O irmão do empresário Itamar Silva Júnior levou para a polícia a carta que foi deixada na porta da casa da mãeReprodução Rede Record

Uma carta montada com recortes de jornais e revistas foi deixada no quintal da mãe de Itamar Silva Junior, assassinado em janeiro deste ano em Itaboraí, na região metropolitana do Rio. A mensagem alerta para os riscos que a família da vítima corre ao tentar encontrar os responsáveis pelo crime.

O irmão de Itamar, Roni Silva, levou o papel para a Divisão de Homicídios de Niterói, que investiga o caso. Segundo a polícia, o objetivo é intimidar os parentes e fazer com que eles deixem de comentar sobre o caso na imprensa.

Cinco homens chegaram a ser presos pelo assassinato do empresário, mas, há um mês, todos foram soltos porque a Justiça alegou que havia erros de acusação. O processo foi extinto.

Roni Silva contou que a mãe levou um susto ao encontrar a ameaça anônima no jardim.

— Pela manhã ela acordando ela pegou um saco com três reportagens impressas e essa carta em tom ameaçador. Não tem como calar, né. O mal maior já foi feito, que é a morte do meu irmão. A gente quer a verdade, a polícia já fez o trabalho de investigação, a gente quer que a Justiça faça o trabalho dela.

Os restos mortais de Itamar foram encontrados uma semana após o sumiço dele. O corpo havia sido carbonizado dentro de um carro em São Gonçalo, na região metropolitana. Um dos suspeitos no antigo processo era um ex-sócio dele, que, segundo a polícia, tinha motivações comerciais e políticas para encomendar o crime. ( deve ser bandido ali da região então, ta incomodado com isso ? quer apenas zoar, ou ta se sentindo incomodado ?

se a policia não consegue achar os culpados, agora a família diz que não vai desistir   e ai ?)   http://noticias.r7.com/rio-de-janeiro/familia-de-empresario-assassinado-recebe-carta-ameacadora-11102013  ( veja ai no link a a matéria em vídeo)