novo tipo de protesto contra DILMA por causa do aumento da gasosa.

A “Presidenta” do Brasil Dilma Rousseff é a protagonista de uma nova modalidade de protesto contra o governo e o preço abusivo do combustível pelo país. Cidadãos brasileiros, consumidores de gasolina, álcool e diesel tem utilizado adesivos de Dilma em posições constrangedoras na entrada da bomba de combustível de seus veículos.

dilma 1

dilma 2

kkkkkkkkkkkkk isso eu queria ver pessoalmente.

O adesivo é vendido no MercadoLivre por R$34,90 e os consumidores já perguntam se tem versão para motocicletas. Caso queira adquirir o seu clique aqui ou na imagem abaixo.

dilma 4

compre já o seu heheheehehehe

motociclistas protestam em SOROCABA contra aumento da gasosa, mas os motores ainda estão ligados né ?

 

 

Cartazes trazidos pelos manifestantes denunciavam abusos de preços – ADIVAL B. PINTO

Mais fotos…

Um grupo de cerca de 50 motociclistas de Sorocaba e região protestou, na tarde deste sábado (21), contra o aumento do preço da gasolina. A iniciativa teve o objetivo de chamar a atenção para o problema e tentar inibir novos reajustes desse combustível. Segundo os motociclistas, o litro da gasolina ficou de R$ 0,10 a R$ 0,30 mais caro nos postos de combustível de Sorocaba. No protesto, o grupo saiu de um posto de combustível da avenida Engenheiro Carlos Reinaldo Mendes em direção a vias com grande circulação de veículos da cidade.

O protesto contra o aumento no preço da gasolina foi organizado por meio das redes sociais, afirma Munir Santiago, que foi o responsável pela reunião. De acordo com ele, a ideia do evento é chamar a atenção para que novos aumentos no preço da gasolina não sejam concedidos. O motociclista ressalta que todos os postos de combustível de Sorocaba apresentaram grande reajuste no último mês. “Alguns aumentaram R$, 0,10, outros R$ 0,25 ou R$ 0,30”, diz.

Além do aumento do preço, o grupo protesta contra a maior proporção de etanol – passando de 25% para 27% – na gasolina, decidido pelo governo federal nos últimos dias. “O etanol acaba estragando essas motos com o tempo”, comenta Santiago.

O protesto dos motociclistas percorreu as avenidas Dom Aguirre, Juscelino Kubitschek, Moreira César e Afonso Vergueiro.

( ah protestando ? então vejamos : alta velocidade , as populares empinadinhas, entram nas ruas com tudo, as lojas de motos lotadas de gente, os motores cada vez mais barulhentos.

sem falar que aguardam a semana santa pra lotares as praias de novo .

protestar pelo que ? )

policil fumante joga gasolina em rapazes e incendia um, e diz que cigarro escapou

Soldado Marcelo Ribeiro (centro) disse que o seu cigarro caiu e causou incêndio
 
 Soldado Marcelo Ribeiro (centro) disse que o seu cigarro caiu e causou incêndio
O soldado da Polícia Militar Marcelo Penny Ribeiro, de 33 anos, foi preso em flagrante pelos próprios companheiros de policiamento depois de atear fogo no motoqueiro Uoshington Ramalho da Silva, 19 anos, no bairro de Americanópolis, na Zona Sul da capital.
Os amigos Willian Gonçalves da Silva, de 22 anos, e Uoshington seguiam pela Rua José de Alcântara quando a moto em que estavam ficou sem gasolina. Um casal, em uma segunda motocicleta, parou para ajudar e resolveu buscar combustível em um posto próximo.
Nesse intervalo uma viatura da Polícia Militar parou e abordou os dois jovens. “Os policiais ficaram perguntando onde estava a arma. Ele (soldado Marcelo) falou: ‘Vocês aí têm tatuagem de ladrão e não têm uma arma?’”,  contou Willian,  em entrevista à TV Globo.
Durante a averiguação, o casal voltou com a gasolina, mas  foi embora em seguida. Segundo as vítimas, durante a discussão com os rapazes, o soldado pegou a gasolina e a derramou  sobre os dois amigos. Em seguida, acendeu um cigarro e jogou sobre eles. Willian conseguiu fugir, mas Uoshington começou a pegar fogo na calçada. O jovem foi levado ao Hospital Saboya, na Zona Sul, e teve queimaduras de terceiro grau em 50% a 60% do corpo.
Segundo o comandante interino da PM, Gilson Araújo, o soldado Ribeiro afirmou que o cigarro caiu da sua mão e deu início ao incêndio. No final da tarde ele foi  transferido para a 3 Companhia do 46º Batalhão da PM, na região do Sacomã. “No momento ele se encontra muito abalado”, disse o advogado da Associação de Cabos e Soldados da PM, Thiago de Souza Duca.
“Foi uma atitude isolada e não compactuada pelos colegas”, comentou Araújo. Ribeiro  vai responder processo por tortura e tentativa de homicídio.
 ( deixa ver se entendi, quer dizer que jogar gasolina na pessoa é normal ? ai o policial que estava FUMANDO ? durante a abordagem , diz que o cigarro escapou de sua mão ?
é sem duvida um fato bizarro, policial fumando, abordar as pessoas e jogar gasolina  , arma, dizer que tatuagem era coisa de bandido, e agora ta abaldado é ?)