fotos bizarras das pernas de ANDRESSA URACH no hospital apos a retirada do hidrogel.

ooaualeotdocs15010405

A agência de fotos The Grosby Group divulgou hoje fotos de Andressa Urach após a retirada do hidrogel, que quase matou a modelo depois de uma grave infecção gerada pelo produto aplicado há cinco anos nas coxas. As imagens foras feitas durante o período em que Andressa ficou internada no Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Porto Alegre.

( de acordo com eu li, o hospital não deixou ninguém entra e torar esta fatos, quer saber se a própria ANDRESSA foi quem mandou tirar, mas pela foto, da pra ver né ? ela sabe .

bem se vc ta querendo ver as tais fotosx que deixaram juitos chocados ta ai  

http://sweetlicious.net/bizarrotosco/fotos-de-andressa-urach-apos-a-retirada-do-hidrogel-chocam-internautas-49811#comment-117632

se pelo menos servirem pra alertar outras mulheres do arriscado procedimento, já ta valendo.

médico de ANADRESSA URACH , responde a 3 processos por causa deste hidrogel.

 o médico Julio Walter Vedovato que retirou parte do hidrogel aplicado nas pernas de Andressa Urach responde a pelo menos três processos na Justiça relacionados a práticas médicas. Em uma das ações ele foi condenado ao pagamento de R$ 80 mil de indenização para a uma paciente que teve complicações após a colocação de uma prótese de silicone.

Vedovato é médico de Andressa há seis anos, e realizou um procedimento no dia 21 de novembro para a retirada de hidrogel das pernas. Após ter sido internada com fortes dores nas pernas, ela passou por mais duas cirurgias no Hospital Conceição, e seu quadro se complicou de segunda-feira (1º) para terça-feira (02). De acordo com o último boletim médico, ela está sedada e respira com a ajuda de aparelhos.

O hidrogel colocado nas pernas de Andressa teria sido aplicado há cinco anos, mas não foi possível confirmar se o médico Julio Walter Vedovato foi o responsável pelo procedimento.

Em um outro processo, iniciado em 2011, uma paciente reclama de problemas causados pelo uso de próteses fabricadas pela empresas francesa PIP, proibida pela Anvisa por conta dos frequentes casos de rompimento dos implantes. Ela pede indenização de R$ 24,3 mil e o caso ainda tramita na Justiça.

Um terceiro processo foi movido no final do ano passado contra o médico a empresa responsável pela importação do implante mamário da marca PIP.

Vedovato foi procurado pelo Terra por telefone na clínica onde atende, mas as atendentes disseram que o médico não estava e que não poderiam entrar em contato com ele.

( e ela não tinha informação de quem era o cara ? ou nem ligou pra isso ? , e atenção mulherada, o verão ta ai, depois é carnaval, ent~çao se liga no que é este negócio de hidrogel )    

http://saude.terra.com.br/conheca-perigos-do-hidrogel,b9628740c9b0a410VgnVCM4000009bcceb0aRCRD.html