apocalipse now, vem ai o bolsa mãe solteira, bolsa parideira é mais apropriado.

1510463_662101510519966_375723500_n

O leque de benefícios aos cidadãos está prestes a ser ampliado. A Câmara dos Deputados analisa um projeto que garante um auxílio de até R$ 300 à mãe solteira que não tiver condições de se sustentar. O benefício será custeado com recursos do Orçamento Geral da União e ainda será variável de acordo com o valor da renda constante da declaração de hipossuficiência da mãe.

Marcelo Aguiar é o autor do  projeto que garante benefício às mães solteiras

O Projeto de Lei 6475/13 é do deputado Marcelo Aguiar (DEM-SP) que entende ter o dever de ajudar mães em condições de miséria. “A ajuda financeira é um recurso de apoio significativo para muitas mães solteiras que são incapazes de prover o sustento de um filho sem a figura do pai e, por isso, necessitam desse auxílio governamental”, argumenta o deputado. O texto não esclarece o prazo que o benefício será pago.

O projeto, que tramita em caráter conclusivo, será analisado pelas comissões de Seguridade Social e Família; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

( é tanta bolsa, bolsa esmola, bolsa crime, bolsa isso bolsa aquilo, da onde vem tanto dinheiro pra tanta bolsa ? o pais aguenta ? vc trabalha e paga por tudo isso , presencia vagabundos serem defendidos pela ministra do direitos dos manos, e agora isso ?

as feministas nada protestam ? esta bolsa é mais uma maneira de dominar o corpo da mulher, ah ela ao invés de abortar vai querer a bolsa pra criar seu filho não planejado é isso ?  fora os filhos do carnaval que nascerão em dezembro, a escola de samba unidos pra achar o pai já desistiu , é mais fácil recebe a tal bolsa.

35936_662293213834129_1940424399_n

QUEM SOBREVIVER VERÁ.

manhã de frio, num posto de saúde

ontem 6:15 da manhã, terça feira de frio, tenho de ir ao posto de saúde de meu bairro, pra tirar sangue, pra um exame, sabe como é depois dos 40 a saúde começa a pipocar , vcs sabem, ficar velho é uma bosta né ?

por isso mesmo, fico inconformado de ver gente jovem jogar sua saúde fora, com cigarro, bebida e drogas, ficam ai (libera a maconha, ela tem mais de 5 mil anos nunca vai acabar gritam eles).

nós querendo preservar nossa saúde enquanto em gentalha jogando fora por futilidades e falta de cabeça, enriquecendo aproveitadores, por isso que se querem liberar drogas, liberem fora das cidades, ai cada um vai lá e usa a sua e não enche o saco de gente ordeira,  esta cambada quem sobreviver, vaio ficar velho e ai seu corpo vai cobrar os anos de irresponsabilidade sua besta.

ai vai encher o saco dos postos de saúde, beba, fume, sua drogue sua anta, mas longe de mim e não me incomode, não superlote postos e filas, ah mas eu pago impostos, o cigarro , o álcool tem impostos, pois é , então que se crie postos pra atender só esta raça imunda, isso pra quem decidir procurar ajuda, ou se morrer fora da cidade já vai tarde.

é duro ter de falar isso, claro que não desejo o mal pra ninguém, mas quem não tem juízo , VÁ PRA LONGE ENTÃO, VÁ TER SEU  VÍCIO LONGE .

pagamos por dia 8,80 de impostos, e temos de ser submissos ?

Por dia, o sorocabano paga R$ 8,80 em impostos. Em 2012, cada um dos habitantes da cidade pagou exatos R$ 1.125,91. O levantamento foi feito pelo portal Impostômetro e leva em consideração o valor recolhido aos cofres públicos até as 17h de ontem. Desenvolvido e mantido pela Associação Comercial de São Paulo, o portal acompanha o recolhimento de tributos, taxas e previdências municipais, além das transferências constitucionais realizadas pela União e pelo Estado. Em âmbito nacional, o portal aponta o pagamento de mais de R$ 500 bilhões pagos em impostos.

Doutor em Economia, o professor da Escola Superior de Administração, Marketing e Comunicação (Esamc), Alexander Itria afirma que o Brasil tem uma alta carga tributária que está em torno de 38% do Produto Interno Bruto (PIB) do País. “Se levarmos em consideração outros países mais desenvolvidos, esse percentual não é tão alto, mas quando levamos em consideração o retorno em serviços públicos, vemos que a situação é problemática”, avalia o professor. Os tributos são a forma de manter a máquina estatal funcionando que, entre outras coisas, deve fornecer educação, segurança e saúde de qualidade aos munícipes.

A discussão com relação à contraprestação estatal é antiga. Itria acredita que os desvios de verbas no Brasil dificultam o perfeito funcionamento da máquina estatal. “Nos países desenvolvidos vemos claramente onde estão sendo aplicados os impostos, o que não acontece no nosso País”, lamenta. Apesar das observações, Itria lembra que o governo brasileiro, para aquecer a economia e o consumo interno, diminuiu a incidência tributária em alguns produtos usando, por exemplo, o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para aplicação desta política fiscal. Assim, diz o professor, o valor recolhido poderia ser ainda maior.

O peso dos tributos muda de acordo com a classe social. Assim, para uma pessoa que ganha mais, pesa menos pagar R$ 8,80 por dia em impostos. Esse fenômeno, diz o professor, é conhecido como regressividade tributária. Os diferentes impactos de uma mesma alíquota tributária ficam ainda mais claros na alimentação. Um estudo de conclusão de curso feito na Universidade de Sorocaba (Uniso) com dados do Laboratório de Ciências Sociais Aplicadas, mostra que em uma compra de R$ 100 em alimentos, cerca de 20%, ou seja, R$ 20.
 
Valor assusta
 
O sorocabano sabe que paga imposto mas a revelação do valor assustou alguns moradores da cidade. “Nossa, eu nem sei o que faria com esse dinheiro, teria que pensar”, diz a auxiliar de limpeza Dircéia de Fátima Oliveira, 37. Ela, que ganha um pouco mais do que um salário mínimo (R$ 622) diz nem imaginar ter pago mais do que R$ 1.100 em impostos em quatro meses e alguns dias. “Eu não conseguiria juntar esse dinheiro nesses quatro meses”, avalia.

Para o autônomo Ailton Pereira e Silva, 34, o valor pago em impostos é muito alto. “Nem imaginava que era tanto”, afirma. Acompanhado por seus dois filhos, o autônomo revela que dos serviços públicos, além da segurança, utiliza o transporte e, quando necessário, a saúde. “Mas só vamos no PA (Posto Atendimento) quando é emergência pois os atendimentos são muito precários. Se der para esperar, a gente passa pelo particular”, comentou ele. 

A professora Ana Cecília Leme de Toledo Almeida, 46, também revoltou-se ao saber o total pago em impostos durante este início de ano. “Eu pago escola dos meus filhos, tenho convênio médico e acho um absurdo pagar esse total de impostos”, diz ela. Como comentou o professor, Ana diz que não ficaria brava em pagar esse tanto em impostos caso houvesse a contrapartida esperada por parte do governo. “Acho que os governantes precisam colocar os filhos em escolas públicas e usar o sistema público de saúde. Se isso fosse obrigatório, a qualidade seria muito melhor”, finaliza.
 
Metodologia Impostômetro
 
Para o cálculo do imposto pago nos municípios o impostômetro faz um somatório das Receitas Correntes dos municípios, incluindo além das arrecadações de tributos municipais (IPTU, ISS, ITBI, Taxas e Previdências Municipais), o montante das transferências constitucionais realizadas pela União e pelo Estado a que pertença o município, bem como outras receitas não-tributárias (receitas patrimoniais, industriais, etc). ( por isso que eu pergunto, quem é quem te mandar ? quem tem de falar sim senhor ?

sim senhor policial, sim meritíssimo  UMA OVA, eles é quem tem falar sim senhor , SIM SENHOR CIDADÃO vc nos sustenta, paga tudo que existe e funciona, portanto nós é que devemos lhe prestar satisfações.
mas enquanto o povo não acordar e tomar o poder.)

BRASIL não sabe quanto custará a copa

Brasil não sabe quanto custará Copa

A Copa do Mundo no Brasil vai tomar forma na quinta-feira, quando a Fifa divulgará o calendário com datas, locais e horários dos jogos. No dia 30, completam-se quatro anos que o País foi anunciado como sede da competição. Desde então, algumas coisas foram feitas, mas há muito por fazer. Os estádios ficarão prontos a tempo. O mesmo não se pode garantir em relação aos aeroportos e às 49 obras de mobilidade urbana ligadas à Copa. ‘Certeza’ absoluta, só uma: ninguém sabe quanto ficará a conta da empreitada.

No último balanço divulgado pelo governo federal, em setembro, o custo da Copa, considerando-se o dinheiro a ser investido em estádios, portos e aeroportos e em mobilidade urbana, foi estimado em R$ 27,1 bilhões. Aumento de cerca de 14% em relação aos R$ 23,1 bilhões do balanço de janeiro e de 26% sobre os R$ 21,5 bilhões de previsão feita em 13 de janeiro de 2010, quando o ex-presidente Lula assinou a Matriz de Responsabilidade.

Esses R$ 27,1 bilhões estão a anos-luz de uma estimativa feita pela Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústrias de Base (Abdib), que calculou em R$ 112 bilhões o custo com a Copa. O estudo da associação, que tem parceria técnica com a CBF e o Ministério do Esporte, inclui também gastos com hotelaria, segurança, tecnologia e saúde, entre outros. Mesmo assim, a diferença é grande, pois o balanço do governo acrescenta apenas R$ 10,3 bilhões para esses itens.

Os números são mesmo conflitantes. Na sexta-feira, o governo divulgou atualização na Matriz de Responsabilidade e a conta baixou para R$ 26,1 milhões. ‘A Matriz é um documento que precisa ser atualizado com os ajustes que são feitos enquanto a obra está em andamento. Isso é essencial para a transparência do processo’, esclareceu Alcino Reis, secretário Nacional de Futebol e Defesa dos Direitos do Torcedor do Ministério do Esporte. Mas não evita, ou diminui, a confusão. No mesmo dia, a Controladoria Geral da União (CGU)inaugurou ferramenta no portaldatransparência.gov.br que permite acompanhar os custos estimados por área de investimento. Valor da soma dos gastos com estádios, aeroportos e portos e mobilidade urbana: R$ 24,024 bilhões. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.( pode até ter fundo politico, afinal 2014 tb será ano de eleição, o PT fará de tudo pra s emanter no poder.

os custos reais jamais saberemos mesmo, sem falar nas isenções fiscais obtidas pela FIFA, leia abaixo:)

 

Aprovada a isenção de impostos para a FIFA

O governo publicou nesta quinta-feira (13), no “Diário Oficial da União”, decreto que regulamenta as medidas tributárias referentes à realização da Copa das Confederações, em 2013, e da Copa do Mundo, em 2014, e isenta a Federação Internacional de Futebol (Fifa) de pagamento de impostos de 1º de janeiro de 2011 a 31 de dezembro de 2015.

Segundo o decreto, a Fifa poderá importar alimentos, suprimentos médicos, produtos farmacêuticos, combustíveis, materiais de escritório e esportivos com isenção de Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e imposto de importação.

A Fifa também estará isenta, de acordo com o decreto, da contribuição para o PIS/Pasep Importação, da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social incidente sobre a importação de bens e serviços (Cofins-Importação) e da Contribuição de Intervenção de Domínio Econômico (Cide).

A isenção na importação vale para a subsidiária Fifa no Brasil, as confederações ligadas à Fifa, associações estrangeiras membros da Fifa e parceiros comerciais e prestadores de serviço da Fifa domiciliados no exterior.

Os produtos nacionais adquiridos pela Fifa ficam isentos de IPI. As vendas realizadas no mercado interno para a Fifa não pagarão PIS/Pasep e Cofins.

Fifa no Brasil

A isenção concedida à subsidiária da Fifa no Brasil abrange imposto de Renda sobre Pessoa Jurídica, Imposto sobre Operações de Crédito, Câmbio e Seguro ou relativas a Títulos ou Valores Mobiliários (IOF), IPI e contribuições sociais e de intervenção de domínio econômico.

Os prestadores de serviço da Fifa estabelecidos no Brasil sob a forma de sociedade com finalidade específica para o desenvolvimento de atividades diretamente relacionadas à realização da Copa terão isenção de Imposto de Renda, IOF e contribuições sociais.

Pessoas físicas, não residentes no Brasil, empregadas ou contratadas para trabalhar na organização ou realização da Copa, que ingressarem no país com visto temporário, estão isentas, segundo o decreto, de pagamento de imposto de renda.( enquanto isso olha seu imposto aqui, tudo que vc pagou até o dia de hj  http://www.impostometro.com.br/ACORDA BRASIL )