heroína ISADORA FABER, ainda recebe ameaça pela web

A estudante Isadora Faber, 13, que se tornou conhecida por denunciar em uma comunidade do Facebook o sucateamento do colégio público em que estuda em Florianópolis, recebeu uma ameaça de morte pela mesma rede social.

Faber divulgou uma mensagem recebida na qual uma mulher afirma existir um plano para matar a jovem e seus familiares. A autora da mensagem ordena que seja deletada a página do fã clube da estudante no Facebook, criada por outra pessoa. Caso a página não fosse apagada, ela ameaça “meter bala” na estudante e no criador do fã clube.

Também no Facebook, Faber escreveu que não conhece a autora da mensagem e que irá denunciá-la à polícia. 

Relembre

Ampliar

Após a fama, Isadora Faber, criadora da página “Diário de Classe”, tenta manter rotina escolar15 fotos

8 / 15

Na escola municipal em que estuda, Isa disse que a repercussão do site entre os colegas foi boa e que se sente bastante apoiada por eles – jura que gosta muito da turma Leia mais Marco Dutra/UOL
A partir da publicação no Facebook do Diário de Classe, Faber ganhou muitos elogios, fez palestras e concedeu várias entrevistas, mas também criou inimizades, principalmente na escola. Sua casa foi apedrejada e a garota prestou depoimentomais de uma vez.
Isadora, no entanto, já avisou que fez a rematrícula na Escola Básica Maria Tomázia Coelho, onde irá cursar a 8ª série no ano que vem. “Sei que a direção e professores sonhavam em me ver noutra escola em 2013, mas no primeiro dia da rematrícula, estava em São Paulo e fiz a rematrícula do aeroporto pela internet.
Segundo Mel Faber, mãe de Isadora, a decisão de continuar na escola foi da garota. Mel acredita que, mesmo com as críticas e problemas enfrentados, a repercussão do Diário de Classe foi positiva. “Acho que o lado positivo prevaleceu. Durante a convivência, percebemos que ela [Isadora] amadureceu muito, melhorou muito na leitura e no português também. Participar de palestras e seminários abriu os horizontes dela”, disse a mãe.
Após a fama que veio com o Diário de Classe, Isadora foi palestrante em três eventos e “já está com o calendário bem cheio para o próximo ano, já começa em janeiro”, de acordo com a mãe. A página já foi curtida por mais de 500 mil pessoas no Facebook. 
E nas últimas mensagens postadas no ano, a estudante apresenta a “próxima briga” que irá comprar – Isadora questiona a prestação de contas da escola, pois, segundo ela, “a secretaria disse em agosto de 2012 que a escola não recebia verbas por causa das prestações de contas”. A aluna já entrou em contato com a Secretaria Executiva de Controle Interno e Ouvidoria da Prefeitura de Florianópolis para saber o que aconteceu com as contas da escola.

Outros Diários

Nas páginas, centenas de fotos expõem descuidos com as unidades escolares. Carteiras quebradas, banheiros sem porta, que não funcionam, salas de aula abandonadas, lousas quebradas, quadras inutilizadas, fiação exposta, lixo e reformas inacabadas são alguns dos problemas apresentados.
Ampliar

Confira os problemas em escolas de todo o país denunciados por alunos pelo Facebook169 fotos

1 / 169

Foto publicada na página do Diário de Classe da Escola Estadual São Paulo, na capital paulista, mostra janelas consertadas; estudantes fizeram página no Facebook para denunciar problemas Reprodução
Nas mensagens, os alunos também reclamam da falta de professores, problemas com equipamento eletrônico e da qualidade da merenda.
Entre as 30 páginas encontradas pelo levantamento, 26 são escolas de ensino fundamental e médio, duas delas são de universidades e outras duas reúnem diferentes escolas do mesmo município. A maioria das instituições é de responsabilidade estadual.
São Paulo é o Estado com maior número de páginas (8), a Bahia tem quatro, Espírito Santo, Maranhão, Pará, Paraíba, Rio Grande do Sul e Santa Catarina têm duas cada. Para fechar a lista, ao menos uma página existe em Alagoas, Distrito Federal, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Piauí e Rio de Janeiro.

Onde tudo começou

Segundo Isadora Faber, a inspiração para escrever o Diário de Classe veio do blog da estudante escocesa Martha Payne, 9. A página foi criada para falar sobre a merenda da escola.
Além de mostrar a quantidade reduzida de comida por meio de fotos, a garota montou um ranking de “qualidade” e de “saúde” da merenda. Martha chegou a ser proibida de fotografar a merenda.
A convite da BBC Brasil, as duas blogueiras-mirins chegaram a trocar vídeos contando mais sobre a experiência pessoal de cada uma. Martha ficou feliz em saber que serviu de inspiração para Isadora.
“Bom trabalho! Aposto que você também vai inspirar muitas outras crianças ao redor mundo!”, disse a escocesa no vídeo.

jagunço de SC ameaça família de ISADORA FABER.

Casa de Isadora Faber é apedrejada e avó da garota é atingida no rosto 
Idosa de 65 anos possui doença degenerativa e sofreu ferimento na testa. 

Mãe de Isadora registrou boletins de ocorrência em duas delegacias. 


Joana Caldas Do G1 SC 


A avó de 65 anos de Isadora Faber, menina que escreve a página ‘Diário de Classe’ no Facebook, foi atingida por uma pedra no rosto enquanto estava no quintal da casa junto com a garota e a mãe de Isadora, Mel Faber quando a casa foi apedrejada. 


O incidente ocorreu na noite de segunda (5). Elas não viram quem jogou as pedras, mas Mel Faber acredita que tenham sido jogadas por um senhor que vem sendo citado nos posts do ‘Diário de Classe’. 


Segundo Mel Faber, esse senhor ameaçou com uma arma o pai de Isadora na tarde de terça (6) na escola.  


Ainda segundo Mel, a idosa foi levada para fazer exames médicos no Instituto Geral de Períciais e passa bem. 


A mãe de Isadora registrou dois boletins de ocorrência na tarde desta terça (6). 


 O primeiro boletim envolvia, segundo Mel Faber, a ameaça contra o pai de Isadora feita na tarde desta terça (6). 


O segundo boletim estava relacionado às pedras. Mel disse ao G1 que também procurou o Ministério Público nesta terça (6) e irá conversar com o advogado da família na quarta (7). 


O G1 entrou em contato com as delegacias, mas não obteve mais informações. 


 Segundo Mel Faber, nas ameaças, o senhor citava o fato da família ser gaúcha, apesar de Isadora já ter nascido em Florianópolis. 


Ainda conforme Mel, o senhor teria mandado a família ir embora da casa onde moram por não serem “nativos”. ( ISADORA ficou famosa com sua página diário de clase onde apontava a precariedade de sua escola vejam ai no link pra vcs relembrarem

https://nejaim399.wordpress.com/2012/09/20/isadora-faber-13-aninhos-aponta-precariedades-da-escola-e-vai-para-a-delegacia/

agora vem um vagabundo, canalha e ameaça a família ? este cara tem de tomar um pau na rua e ficar amarrado num poste pelado e de cabeça pra baixo, ficar 5 horas de sol e só depois chamar a policia, valentão com arma de fogo né ? SAFADO, PILANTRA, ta incomodado com a menina CAFAJESTE,  F.D.P , alô policia, divulguem a foto deste cara e nome.

que falta faz o mosquito esta hora, este sim , já teria divulgado quem é.

ISADORA FABER 13 aninhos , aponta precariedades da escola e vai para a delegacia

Alvarélio Kurossu/Agência RBS

esclarecimentos na 8ª Delegacia de Polícia sobre um dos textos publicados em seu blog Diário de Classe, no qual expõe as mazelas da escola pública onde cursa o 7º ano do ensino fundamental, o delegado Marcos Alessandro Vieira Assad anunciou na quarta-feira (19) que vai encaminhar para a Delegacia da Criança e do Adolescente a denúncia de calúnia e difamação contra Isadora, apresentada pela professora de português da estudante, por meio de um boletim de ocorrência.

De acordo com o delegado, a denúncia surgiu depois que a estudante escreveu no blog que se sentiu perseguida e humilhada pela professora. Em uma das aulas, a professora levou três assuntos para serem abordados pelos alunos. Entre eles, estava o tema “internet e eleição”. Isadora entendeu que a escolha desse assunto era uma retaliação direta à criação do blog.

“A estudante, então, resolveu desabafar no Facebook. O post recebeu vários comentários dos internautas, que em alguns casos teriam usado expressões consideradas ofensivas em relação à professora”, afirmou o delegado.

O depoimento de Isadora veio à tona também pela rede social. “Nunca tinha entrado numa delegacia antes, mas todos me trataram muito bem. Estranhei, pois para mim o assunto já estava encerrado desde o início do mês, quando ela me pediu desculpas e eu aceitei e publiquei. Como vocês podem ver, não é fácil manter o blog no ar.” A divulgação do depoimento gerou mais de 3.000 comentários na página. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

HISTÓRICO

A página do Facebook criada por Isadora, chamada “Diário de Classe”, se tornou conhecida em todo o país com relatos dos problemas na Escola Municipal Maria Tomázia Coelho. Após a repercussão do caso, o colégio começou a receber reformasUm professor de matemática, criticado no blog da estudante, foi demitido.

Mais de 270 mil pessoas já “curtiram” a página na rede social. ( a menina critica as mazelas da escola e é criticada ? pois é agora ela ta famosa, antes tivessem ficado calados né professora ?veja a entrevista dela no programa do DANILO GENTILI)