garota de 16 é violentada por 30 ou mais homens no RJ

Estupro coletivo revolta cariocas

Nesta quarta-feira, 26, a menor que aparece em um vídeo divulgado na internet confirmou que foi vítima de um estupro coletivo. De acordo com a vítima, ela foi dormir na sexta-feira, 22, na casa do namorado, acordando apenas dois dias depois, do domingo, 24. Quando acordei tinham 33 caras em cima de mim. Só quero ir para casa”, teria dito a garota de acordo com informações do jornal ‘O Globo’ em reportagem publicada nesta quinta-feira, 26.

A jovem em questão tem 16 anos e mora em uma comunidade do Rio de Janeiro. Ela passou o dia fazendo exames no Hospital Maternidade Maria Amélia, onde foi avaliada por ginecologistas. A adolescente também foi avaliada pelo Instituto Médico Legal (IML) e prestou depoimentos à polícia civil. 

De acordo com informações do ‘Jornal Hoje’, da TV Globo, três dos agora trinta e três homens foram identificados. A polícia já mandou fazer a prisão preventiva dos suspeitos. A jovem foi ouvida na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI). Quem também apura o caso é o Ministério Público do Rio de Janeiro. De acordo com o órgão, mais de 800 denúncias foram enviadas desde o início da repercussão.

  

O crime foi descoberto depois que um dos homens envolvidos postou um vídeo exibindo a menina nua no Twitter. Ele abre o órgão genital da menor e comemora o fato dela não ter conseguido aguentar fazer sexo com tantos homens ao mesmo tempo. O microblog de 140 caracteres decidiu não só excluir a publicação, como banir o usuário, conhecido apenas como “Michel”. 

Depoimentos de familiares

Mais cedo, quem havia falado sobre o caso foi o pai da menor. Chorando muito, ele conversou com jornalistas e disse que a filha só gritava de dor, preferindo não falar sobre o caso. A avó da menor também conversou com a rádio CBN, quando disse que a adolescente é usuário de drogas e que tem um filho de três anos. Segundo a avó da vítima, não havia informações anteriores de outros estupros, mas que eles cuidariam da jovem agora. Ela tem histórico de outras fugas de casa para se drogar.

LEIA TB 

Jovem estuprada por 30 homens passa por perícia médica

Homem que postou vídeo do estupro de uma garota no Twitter já é investigado pela polícia

Suspeitos de gravar vídeo de estupro de menina com ‘mais de 30’ são identificados

( agora vem as pedradas, ah mas era drogada, tinha namorado, fugia de casa pra se drogas, pais não tinham controle, agora paga de coitada, pô e os caras ? foram educados como ? isso ai é ser macho na visão deles ? 

tb podem falar ah ela topou, depois quis sair fora dizendo estar arrependida, blá,blá,blá  de advogado porta de cadeia querem ver ? sempre culpam a mulher, infelizmente vale a vigilância dos pais, não é apenas pra meninas e principalmente os meninos, afinal o machismo reinante neste pais cria situações como essa.

agora tranca estes 30 ou mais de 30 na cadeia, pra saírem piores do que são, pois cadeia não resolve nada. 

jovem, bonita, policia age rápido em seu assassinato


Crime aconteceu em Del Castilho, na Zona Norte. Ana Beatriz foi atingida com um tiro na cabeça após tentativa de assalto

Rio – A Polícia Civil prendeu um homem dois menores de 17 anos, acusados de fazerem parte do arrastão que culminou na morte da jovem Ana Beatriz Pereira Frade, de 17 anos, na manhã desse sábado, na Zona Norte do Rio. O crime aconteceu por volta das 6h da manhã, em um viaduto próximo à saída 4 da Linha Amarela, em Del Castilho.

Segundo o delegado Roberto Ramos, da 44ª DP (Inhaúma), os três foram encontrados  na comunidade Fernão Cardim na manhã deste domingo. Na operação, Douglas Paiva Santos Ventura da Silva, de 18 anos, foi preso e dois menores de 17 anos foram apreendidos. Os três indivíduos vão responder pelo crime de associação criminosa.


O corpo de Ana Beatriz é velado, desde o começo da manhã deste domingo, no Cemitério Municipal de Petrópolis, na Região Serrana. Ana Beatriz estava no carro da família, a caminho do aeroporto do Galeão para fazer uma surpresa para a mãe. O padrasto teria tentado furar o bloqueio feito por bandidos, quando então os criminosos atiraram contra o carro, atingindo a cabeça da adolescente, que não resistiu ao ferimento e morreu.

( ai vcs podem ver a diferênça, se fosse uma mulher mais velha, feia, da classe c, d ou até e, este crime passaria a toa, se fosse uma idosa tb.

mas uma jovem de 17 anos, loirinha , bonita repercutiu, infelizmente é assim, a resposta em prender assassinos é rápida em se tratando da idade, classe e beleza da pessoa, claro que nção garante quanto tempo os assassinos fiquem presos, a jovem não é de família das mais ricas e poderosas do pais, ou os assassinos poderiam morrer na cadeia e fundação casas.

mas fica a resposta do pq este caso foi resolvido rápido, se é que os 3 presos realmente foram os assassinos, tem isso tb, podem ser laranjas, mas isso nem sairia nos jornais se a vitima não fosse desta aparência jovial )

brasileiro fotografa execução de jovem palestina em ISRAEL saiu correndo do pais

Marcel Leme

 

O brasileiro Marcel Leme, 30, precisou viajar às pressas de Israel para São Paulo após fotografar a morte de uma mulher palestina em Hebron, na Cisjordânia, três dias antes. A sequência de fotos mostra soldados apontando as armas para Hadeel al-Hashlamon, 18, e em seguida o corpo da jovem após sofrer os disparos

As imagens difundidas pela ONG local Youth Against Settlements (juventude contra os assentamentos) foram tiradas pelo brasileiro Marcel Leme, que estava na região como observador dos direitos humanos

Autoridades de Israel garantem que a estudante estava armada e que ameaçou a vida dos soldados, mas as fotos de Leme não mostram nenhuma arma em posse da jovem

http://www1.folha.uol.com.br/mundo/2015/09/1687773-brasileiro-que-flagrou-morte-de-palestina-teme-represalia.shtml

(no link tem toda a história completa,e tb a sequência de fotos da execução da jovem,  o brasileiro diz que ela teria tentado abrir sua bolsa, quando foi mortalmente alvejada , uma fonte dizia que a jovem tinha uma faca e ameaçava os soldados.

uma unica mulher com apenas uma ( suposta faca) seria ameaça para homens fortemente armados, só na bolsa tivesse alguma bomba, mas atiraram e nada explodiu, o brasileiro teve se sair as presas pois teriam represarias  por parte do exército israelense.)

moça é chamada de gostosa por PM e vai presa ? ela tinha de sorrir então ?

A estudante Anne Melo, moradora do Bairro de Fátima, afirmou ter sido presa por agentes da Tropa de Choque após ser chamada por um dos policiais de "gostosa"

A estudante Anne Melo, moradora do Bairro de Fátima, afirmou ter sido presa por agentes da Tropa de Choque após ser chamada por um dos policiais de “gostosa”

 A estudante Anne Melo, moradora do bairro de Fátima, afirmou ter sido presa por agentes da Tropa de Choque após ser chamada por um dos policiais de “gostosa”, durante o protesto realizado na noite de segunda-feira (7), no centro do Rio de Janeiro.

Um vídeo divulgado nas redes sociais mostra o momento em que a jovem foi detida sob acusação de desacato. Na versão de Anne, após receber o suposto “elogio” de um PM que estava na garupa de uma moto do Choque, ela respondeu ao policial de forma “agressiva”.

“Tenho q responder por desacato ao babaca do policial, sabendo q ele me faltou com respeito, mas fora isso…ta tudo certo [sic]”, afirmou a jovem em sua página no Facebook.

Anne foi levada pelos policiais militares à 12ª DP (Copacabana), na zona sul do Rio, onde a ocorrência foi registrada.

Procurada pela reportagem do UOL, a assessoria da PM informou que, no distrito policial, Anne assinou um termo circunstanciado e foi liberada em seguida. A corporação não comentou a acusação da manifestante sobre a suposta conduta do agente da Tropa de Choque.

Ainda de acordo com a Polícia Militar, “eventuais problemas de conduta dos policiais podem ser informados” aos órgãos competentes (Ouvidoria e Corregedoria). Fatos como esse também podem ser relatados à Delegacia de Polícia Judiciária Militar. 

( hahahaha, como se a corregedoria fosse resolver, acaba em corporativismo, tinha de ter o nome  e a cara do PM e estampar na net, será que ele chmama uma policial de gostosa tb ? e ai daria em quê ?

quer dizer que tudo agora é desacato ? do jeito que vai, se vc olhar feio prum PM mesmo sem abrir a boca é desacato tb ? )

modelito da (vitima?) do padre EMILSON SOARES CORREA no RJ

As investigações sobre o caso do padre Emilson Soares Corrêa, já indiciado por estupro de uma menina de sete anos, ganharam novo personagem. A menina de 15 anos que aparece em um vídeo — divulgado pelo EXTRA na última terça-feira — fazendo sexo com o religioso na casa paroquial da Igreja Nossa Senhora do Amparo foi depor ontem na delegacia. Ela confirmou, em seu depoimento, que participou do flagra armado pelo pai das duas meninas que acusam o padre de estupro e afirmou que mantinha relações sexuais mensalmente com o padre desde os 14 anos. No relato, a menina afirma que ele oferecia pequenas quantias em dinheiro a ela.

— Ela disse claramente que aquela não foi a primeira vez. O relato da menor se aproxima muito do depoimento da outra menina, de 19 anos, também seduzida com presentes — afirmou a delegada Marta Dominguez, da Deam de Niterói.

Ela, porém, deixa claro que, apesar de a menina ser menor de idade, o ato sexual não configura crime:

— Ela tinha mais de 14 anos e não houve violência ou ameaça.

Embora o depoimento da menor não tenha produzido efeitos no inquérito, a situação do padre ficou mais complicada ontem. Um novo relato da menina de 19 anos, que também aparece no vídeo, resultou em novo indiciamento do padre por estupro. A jovem relatou à delegada que o padre a convenceu a fazer sexo oral com ele quando ela tinha apenas 13 anos. O episódio teria acontecido na banheira de hidromassagem em formato de coração que o padre tinha em sua casa paroquial.

— O novo indiciamento deixa o padre em situação mais difícil. Se a denúncia for aceita pelo Ministério Público, ele pode incorrer em concurso material, pois cometeu o crime mais de uma vez — explicou a delegada.  http://extra.globo.com/casos-de-policia/menina-de-15-anos-que-aparece-em-video-fazia-sexo-com-padre-uma-vez-por-mes-ha-um-ano-7695594.html#ixzz2MBmeL4nK  (saiba tudo sobre o caso ai no link)

mas olhem bem a roupa da suposta vitima, um tomara que caia ? pq não foi de funkeira ? a pilantra fazia nhec nhec , ganhava presentes e agora resolveu derrubar a casa ? tb sabe qie é de m,enor, e o estado idiota tem de passar a mão na cabeça dela.

ah coitadinha, COITADINHA ? coitado é o pobre ue paga imposto pro estado perder tempo com esta safada ai e o pai dela.

policiais agridem jovem de 18 anos em CURITIBA, foram 4 contra uma.

Uma menina de 18 anos foi agredida por policiais militares antes da partida do Coritiba contra o Vasco da Gama no último sábado (17), em Curitiba. Parte da agressão foi filmada por outra torcedora que participava da escolta realizada pela PM até o estádio Couto Pereira, e as imagens mostram um policial batendo a cabeça da vítima contra um portão de ferro.
“Foi bem constrangedor”, resumiu a estudante de administração Ana Paula Lima. Ela conta que a atitude violenta dos policiais começou ainda na Praça Santos Andrade, após um evento organizado chamado de “Caminhada pela paz”, e horas antes da partida de futebol. “Nós juntamos torcedores e resolvemos fazer uma caminhada pacífica em homenagem a colegas que faleceram recentemente”, disse em entrevista ao G1.
Também presente no local, a fotógrafa Ana Paula Ribeiro confirmou a versão da vítima. “Chegou uma viatura da polícia mandando o pessoal calar a boca, que lugar de cantar é no estádio. A galera obedeceu, ficou quieta reunida ali na praça. Sem tumulto algum, nenhuma algazarra, tinha até crianças de colo”, relatou. Ambas relatam que na sequência os policiais mandaram os participantes se encaminharem ao Couto Pereira.
De acordo com as duas torcedoras, as agressões começaram neste momento. “Eles chutavam pessoas que iam devagar e percebi que eles não estavam gostando da presença de câmeras, por isso desliguei a minha”, disse Ribeiro. Ana Paula Lima, contudo, disse que preferiu não desligar o celular dela, e reiterou que filmou algumas destas agressões. “Eu desliguei, mas andei mais um pouco, liguei e continuei filmando. Quando eles viraram para trás e me viram, disseram que teriam que quebrar meu celular”, lembrou a vítima.
Eles continuaram me batendo, mais umas cinco ou seis vezes. Ameaçavam me levar presa”
Ana Paula Lima, vítima das agressões
Segundo Lima, foi neste momento em que os policiais partiram para cima dela e outra amiga começou a filmar. “Eles me pediram para apagar imagens, eu disse que não ia, porque não tinha nada de errado em filmar. Então eles tentaram tirar da minha mão e vieram em dois para cima de mim. Um deles pegou meu braço e pôs para trás, de forma que eu fiquei com uma mão livre apenas. Então decidi colocar o celular dentro da minha calça”, denunciou Lima.
O vídeo ainda mostra outro policial retirando do local a torcedora que filmou a agressão, e não há registros de imagens do que acontece na sequência. “Eles continuaram me batendo, mais umas cinco ou seis vezes. Ameaçavam me levar presa, eu perguntava um motivo para me levarem, e diziam que eu estava desobedecendo ordem policial. Mas com esse tipo de ordem eu não concordo”, questionou a vítima. Ela conta que o celular continuou gravando o áudio das agressões de dentro da roupa, mas que ela não pretende divulgar o material por conta do constrangimento.
“Se ainda tivesse sido feito na frente de todo mundo, eu saberia que não iam acontecer abusos, mas eles me levaram para um canto, eu não via a torcida, a torcida não me via. Eu me senti muito constrangida, além de ficar nervosa com a situação”, narrou Lima sobre o ocorrido. Ela disse que irá levar o caso à polícia na terça-feira (20), mas ainda não sabe que desdobramentos a história terá. “O pessoal da torcida agilizou advogados para me auxiliar, mas não tenho nem noção do que fazer ainda”, revelou.
Nota oficial
A Polícia Militar se manifestou sobre o caso através de nota oficial nesta segunda-feira (19), afirmando que irá abrir um procedimento administrativo para esclarecer os fatos. Confira na íntegra:
O vídeo já chegou ao conhecimento do Comando do Batalhão de Operações Especiais (BOPE), o qual está determinou a abertura de um procedimento administrativo para apurar o que realmente houve. E caso fique comprovado que os policiais agiram irregularmente, eles serão punidos conforme prevê a Lei.
 
O Comando do BOPE também esclarece que não compactua com nenhum tipo de atitude que vá de encontro a todo e qualquer direito dos cidadãos, mas por “estarmos em um estado democrático de direito, e respeitando os dispositivos constitucionais, os policiais têm direito a ampla defesa e ao contraditório”.
 
O Comando do BOPE reitera que tem sido enfático em relação aos direitos dos cidadãos, mas somente será sabido o que realmente aconteceu ao término do procedimento instaurado.( pois é né ? não tem guerra lá como SP E SC, então da pra fazer isso ai.
baderna ou não o policial é pago por toda população, seja por esta que filmou e pela moça agredida, claro que se fosse filha de rico, os envolvidos já estariam detidos, presos e expulsos da corporação.
se houve baderna, como cara ai alega, pq ele não observou bem quem era ? pegou a moça de bode expiatório, será ?, notem que nas imagens aparecem 4 policiais contra uma jovem, em um canto escondido das demais pessoas, apenas uma outra filmando.

se houve quebra quebra, pq levar a moça pra um canto, pq apenas ela foi detida ?) 

caso BIANCA CONSOLI, polícia prende o cunhado como autor do crime.

Luiz Bicudo, tio de Bianca Consoli, disse que a família está aliviada com a prisão do motoboy Sandro Dota, suspeito do assassinado da jovem de 19 anos. O homem é cunhado da vítima e foi preso na noite desta segunda-feira (12).

Veja a cobertura completa do caso Bianca

Em entrevista a Rede Record, ele disse que não interessava à família suspeitos ou investigados e que todos estavam ansiosos para ver o suspeito preso.

– Volto a dizer, queríamos ver este crápula na cadeia. 

Ainda de acordo com  o tio da garota, os parentes mais próximos já imaginavam que o motoboy era o culpado. 

Tia de Bianca Consoli diz que sonhou com prisão no dia 13

Irmã de estudante morta diz acreditar que marido é inocente

– Ele começou a ter várias atitudes suspeitas. Primeiro, falou [durante entrevista]: ‘Agora, é lei do silêncio’, ameaçando vizinhos e pessoas que pudessem saber de algo. Depois, questionou a necessidade de uma perícia. Por fim, contratou um advogado. Para que ele precisaria de alguém para defendê-lo se era da família, tão vítima como todos nós?

Bicudo afirmou ainda que a irmã de Bianca, mulher de Dota, está fragilizada e não acredita que o marido possa ter cometido tal crime. Ele contou ainda que a família investigou Sandro e descobriu que ele gostava de mexer e dar cantadas em “menininhas bonitas na rua”. 

 

Crime

O corpo de Bianca foi achado pela mãe dela, caído próximo à porta de saída da casa onde moravam. Segundo a polícia, a jovem foi atacada quando havia acabado de tomar banho e se preparava para ir para a academia.

Na cama, os investigadores encontraram a toalha usada por ela, ainda molhada. A garota teria reagido à presença do criminoso e começado uma luta escada abaixo. Foram encontradas mechas de cabelo pelos degraus.

( demorou demais pra polícia chegar ao culpado , ou suposto culpado, pelas circunstâncias mostradas, tudo leva a crer que foi ele, afinal pq contratar um advogado sem motivo aparente  por ex ?)