médica cubana gostosa da um pé na bunda no mais médicos e se manda pros EUA

Imagem: Arquivo pessoal
Uma médica cubana abandonou o serviço em uma Unidade Básica de Saúde (UBS) em São Vicente, no litoral de São Paulo. Segundo amigos da cubana ouvidos pela reportagem do G1, ela estaria morando nos Estados Unidos após ter planejado, com bastante antecedência, a fuga do Brasil. Nesta quarta-feira (24), o Ministério da Saúde informou por meio de nota que 35 cubanos já deixaram o programa ‘Mais Médicos’ no Brasil. Até o momento 14.400 médicos participam do programa no país, dos quais 11.400 são de Cuba.
 
 
Yaumara Perez Garriga, de 30 anos, é natural da cidade Las Martinas, em Cuba. Ela chegou em São Vicente em novembro do ano passado com outros três profissionais cubanos do Programa ‘Mais Médicos’, do governo federal. Na chegada, ela se mostrou otimista. “Nosso trabalho é que vai falar por nós”, disse ela, na época. Yaumara foi direcionada para trabalhar na UBS Parque São Vicente.
 
 
Yaumara abandonou o serviço na semana passada, quando realizou os últimos atendimentos médicos dentro da UBS. Segundo os amigos dela, a médica cubana tinha um temperamento tranquilo e era conhecida como ‘bonequinha’ por algumas pessoas dentro do hospital. Os amigos contam que ela planejou se mudar para Miami e, assim que chegou aos Estados Unidos, conversou com alguns conhecidos por meio das redes sociais, afirmando que tudo teria ocorrido como o planejado inicialmente.
O G1 entrou em contato com a UBS Parque São Vicente, na manhã desta quarta-feira (24), à procura da médica. Um funcionário havia sido orientado a informar que Yaumara, na verdade, estava afastada do trabalho e que não tinha previsão de retorno.
 
 
Já a Secretaria da Saúde de São Vicente informou ao G1, por meio de nota, que a médica cubana Yaumara Perez Garriga não compareceu ao serviço na segunda-feira (22) alegando ter uma consulta médica em São Paulo. Na terça-feira (23), a médica também não compareceu ao serviço. A Sesau entrou em contato com o Ministério da Saúde e informou sobre a falta. Segundo o Ministério da Saúde, a médica só pode ser notificada após 48 horas de ausência injustificada. A Sesau informa ainda que já pediu ao Ministério da Saúde a reposição da profissional. 
 
 
( pois é , viu a fria em que entrou e caiu fora, no pais do PT ela acordou pra realidade.)

médica manda cortar pênis do namorado por ele ter cancelado o casório

View image on Twitter

FRANCA – A médica Myriam Priscilla de Rezende Castro, de 34 anos, foi presa nesta terça-feira, 1, em Pirassununga, no interior de São Paulo, acusada de mandar cortar o pênis do ex-noivo Wendel José de Souza, após ele romper o relacionamento, a três dias do casamento, em 2002. O crime aconteceu em Juiz de Fora, Minas Gerais. Myriam está presa em Belo Horizonte.

Ela foi condenada por lesão corporal gravíssima, em 2009, e, desde o ano passado, após esgotados os recursos, passou a ser considerada foragida.

De família tradicional, a médica teria contado com a ajuda do pai, Walter Ferreira de Castro, hoje com 76 anos, que cumpre pena domiciliar. Eles teriam contratado dois homens que se passaram por funcionários de uma companhia telefônica para entrar na casa da vítima e cortar seu pênis com uma faca na frente de seu irmão, que desmaiou ao ver a cena.

O casal se conhecia havia quatro anos e o ex-noivo contou ter resolvido terminar o relacionamento após crises de ciúmes da médica – em uma ocasião, a mulher teria tentado incendiar o carro e a casa do rapaz.

Defesa. O advogado Marcelo Cerqueira Chaves, que defende a médica, alega que ela é inocente. Ele diz que o homem que cortou a vítima, Flavio Natal de Araújo, teria mudado sua versão. Consta no processo que ele teria dito durante o ataque que agiu a mando de Myriam e seu pai. Porém, segundo a defesa, no fim do ano passado, ele deu nova versão e afirmou ter sido enviado por um ex-namorado da médica.

Segundo Chaves, a revisão do julgamento será discutida no dia 14. O advogado deve pedir que a pena seja cumprida em regime semiaberto.

 

( o cara deve ser bem ditado a ponto do ciumes doentio da médica ter provocado isso, ta faltando pênis no BRASIL,vai atras de outro oras,  se sujar por uma besteira destas ? e a mulher é jeitosa heim vc encara ?)  

 

médica é flagrada fazendo palavras cruzadas no hospital no DF,estava prevaricando ou estava de folga ?

Médica faz palavras cruzadas enquanto pacientes esperam por atendimento em hospital no DF 

Edgard Matsuki 

Do UOL, em Brasília 

Os pacientes que esperavam atendimento na manhã da última segunda-feira (18) no Hospital Regional de Planaltina (cidade a 40 km de Brasília) se deparavam com uma cena, no mínimo, curiosa. 


Uma das médicas que deveria fazer a triagem de quem chegava ao local estava se distraindo com palavras cruzadas. 


A cena foi filmada pela paciente Diana Gomes, que postou o vídeo na internet. 


Diana afirma que chegou ao local às 7h30 da manhã e só foi atendida às 10h30. 


Na vídeo de cerca de 2 minutos e meio, a médica fica ao lado do vigilante do local fazendo palavras cruzadas de um jornal. 


Não era possível ver outros pacientes, mas o barulho dava conta que havia muitas pessoas no local. 


De acordo com Diana, a médica ainda demorou dez minutos para começar a atender os pacientes. 


A autora do vídeo diz que a maior surpresa foi ser atendida justamente pela médica que estava jogando na hora do trabalho. 


“Eu pensava que era alguma enfermeira que estava com o vigilante”, diz. 


Ela foi ao local por que sofria de fortes dores abdominais. 


De acordo com ela, a médica lhe receitou soro e a mandou de volta para casa. 


O vídeo repercutiu em redes sociais e a Secretaria de Saúde do Distrito Federal lançou uma nota afirmando que naquela manhã foram atendidas mais de 100 pessoas no hospital, que no vídeo é o segurança que pede auxílio à médica e que a atividade não prejudicou o atendimento. 


Confira a nota na íntegra: 


Sobre o atendimento no Hospital Regional de Planaltina A Secretaria de Saúde do DF – SES/DF informa que na segunda-feira (18), três clínicos gerais, incluindo a médica que aparece no vídeo, estavam escalados na Emergência do Hospital Regional de Planaltina. Das 7h ao meio-dia, período em que essa médica estava em atendimento, na Emergência do HRPL, mais de 100 atendimentos foram realizados. No momento em que a médica aparece no vídeo, foi o instante em que o vigilante pede auxílio à médica, o que não interferiu no trabalho da mesma. 


De acordo com a coordenação do hospital, a médica (que não teve o nome revelado) não irá sofrer punições pelo ocorrido. 


Em um comentários do vídeo no Youtube, uma pessoa xinga a autora pelo vigilante ter perdido o emprego. 


Porém, a informação não foi confirmada pela coordenação do HRPL ou pela Secretaria de Saúde.( de acordo com comentários do youtube, precisa ver se a médica  não estava em um momento de folga, mas estranho que somente o vigilante tenha pago o pato com demissão.)