pastor e fiel, em thaca thaca na buchaca em motel no SERGIPE

 Cena de sexo que duraram aproximadamente 15 minutos entre um Pastor e uma Fiel, no município de Canindé de São Francisco repercutiu em todo sertão sergipano. O Pastor Manoel Macambira, conhecido por Dedé, da Igreja Assembleia de Deus, do Povoado Capim Grosso em Canindé, praticou o adultério com a fiel de 35 anos em um Motel. O vídeo gravado por ele mesmo vazou na internet e em aparelhos telefônicos gerando um escândalo em todo estado de Sergipe.  

O pastor foi excluído da Congregação Assembleia de Deus, perdendo as suas credenciais, sendo impedido de exercer o cargo. Populares contam que a mulher era casada e tinha quatro filhos. ( então meu amigo, que tal começar bem o dia heim ? aproveita que todos estão dormindo e confere o vídeo ai  , e aproveita e se liga nos picaretas de plantão que estão ai só querendo levar o outros no bico.

 http://baixahnegao.blogspot.com.br/2012/12/video-mostra-pastor-da-assembleia.html

di menores de 11 e 14 em motel com dois homens no RJ


Menina de 14 anos diz que chegou a voltar para pegar o celular no motel, mas ninguém pediu identificação. (Foto: Simão Nogueira) 


Dois são presos depois de ir a motel com meninas de 11 e 14 anos 


Ângela Kempfer e Nadyenka Souza 


Dois jovens foram presos na manhã de hoje depois de passarem a noite em motel na avenida Duque de Caxias ao lado de duas meninas, uma de 11 e outra de 14 anos. 


Na delegacia, a mais nova contou que na ocasião perdeu a virgindade com um dos rapazes, de 27 anos. 


Os jovens foram pegos em flagrante, na manhã de hoje, por estupro de vulnerável, depois do pai de uma delas acionar a Polícia Militar. 


Apesar das meninas garantirem que não houve violência, como são menores de idade o ato sexual é considerado crime. 


Elas foram a um aniversário de 15 anos ontem, no bairro Manoel Taveira, onde moram. 


Durante a festa, um dos homens ligou para convidar a mais velha para sair. 


A garota aceitou e levou a amiga de 11 anos junto. As duas acabaram no motel, com o rapaz e um amigo, ambos de 27 anos. 


Em depoimento, a mais velha contou que conhecida um deles há cerca de 3 meses. “A gente passeava, ele pagava lanche”, comenta. 


No motel, os dois casais dividiram o mesmo quarto. 


“Enquanto eles estavam lá dentro, a gente esperava no carro. A gente ficou em um suíte de luxo, com decoração japonesa”, detalha. 


Depois de 3 horas, os quatro saíram do local. 


Um voltou para o bairro Taveirópolis, e os outros 3 foram para o Manoel Taveira, na residência do segundo envolvido. 


O pai da menina de 11 anos é pedreiro. 


Ele diz que procurava a filha desde a tarde de ontem. 


“Ela foi para a escola e não voltou”, lembra. 


 Só na manhã de hoje foi avisado do paradeiro da criança. “Uma funcionária do motel, conhecida da gente, reconheceu ela e me ligou”. 


Por coincidência, na sequência, um tio da menina viu quando ela entrava na casa do rapaz e a família acionou a PM. 


As duas amigas e um dos rapazes foram flagrados no imóvel do bairro Manoel Taveira e o outro adulto foi pego no Taveirópolis. 


O pai diz que agora está “perdido”. 


“Ela é um doce de menina, sempre foi minha companheira. O problema é a amizade com essa garota. Nunca gostei, cheguei a ser grosso um dia”, diz o pai. 


A garota contou ao pai que era virgem até a relação com o rapaz 16 anos mais velho. “Vou ter de buscar ajuda. Quem sabe uma escola integral”, comenta o pedreiro que criou sozinho a menina, depois de ser abandonado pela mulher. 


A mais velha também não vive com a mãe. É criada pela avó de 69 anos e divide a casa com um irmão de 19 e uma irmã de 18, que tem um bebê de dois anos. 


A adolescente faz tratamento contra o vírus HPV, por isso diz que pensou antes de fazer sexo com um dos rapazes, mas acabou aceitando. 


“Eu sei que ela mantém relação sexual, mas cuidar dela é muito trabalhoso, principalmente por causa da doença. Ela é muito teimosa, este ano nem estudou”, justifica a avó da adolescente. 


Os dois presos são considerados de situação financeira boa, ambos trabalham em uma loja de refrigeração da cidade. 


Como são do mesmo bairro das garotas, os nomes serão preservados para evitar a identificação das meninas. 


 A Polícia Civil também irá investigar se o motel tem alguma responsabilidade no caso. 


A garota de 14 anos disse que chegou a voltar para pegar o celular que havia esquecido e nenhum documento foi solicitado.    


( notem o apocalipse das duas meninas:


a de 11 o pai não segura mais, tb sozinho se com 11 ela já é assim ,imagine daqui pra frente ? amanhã ela aparece grávida e ai ?


a de 14, já tem irmã com 18 que embuchou aos 16,olha o ex, como uma avó de 69 anos vai tomar conta ?, amanhã tb engravida assim como a irmã, a casa vira deposito de neto pra coitada da avó.


mas o que interessa apolicia e estado é os dois caras presos e pronto, o resto que se dane.

mulher em vídeo picante tem dedo que marido descubra no RJ

No Rio, vídeo de sexo para na internet e mulher teme que marido descubra 

Homem revelou o nome verdadeiro da vítima ao publicar a gravação em um site pornográfico 


Do R7, com Rede Record 


Uma mulher carioca de 35 anos entrou em desespero ao descobrir que uma gravação dela fazendo sexo havia sido publicada na internet. 


A relação extraconjugal aconteceu, segundo ela, há dois anos, numa época em que a mulher estava separada do marido. 


Agora, a técnica em laboratório sente medo que a família descubra. 


 — Eu não temo ser julgada por eles [marido e filha adolescente], porque eu tenho certeza que eu estava separada. Só temo a vergonha e o constrangimento, só isso. 


A vítima foi avisada por uma vizinha sobre a publicação do filme, que foi gravado em um motel com um telefone celular. 


A mulher aparece quase todo o tempo de costas para a câmera, mas vira o rosto em um determinado momento, deixando evidente a identidade. 


 O conteúdo foi exposto em pelo menos quatro sites destinados a material pornográfico. 


Após a reclamação da vítima, o vídeo chegou a ser retirado destes locais, mas voltou a ser exibido dois dias depois. 


Desta vez, havia inclusive a revelação do nome da mulher. 


 O caso está sendo apurado pela Delegacia Regional de Crimes na Internet. 


A polícia busca descobrir a identidade do responsável por filmar e divulgar a relação sexual. 


A vítima disse à reportagem da Record que sofreu transtornos psicológicos após se ver na web. 


— É uma sensação de angustia, de culpa, tudo junto. Me pergunto porque eu deixei fazerem isso comigo. Nas ruas, penso que as pessoas estão me reconhecendo. ( galera, desta vez não tem vídeo, procurei mas nada, se alguém tiver o link dele, pode postar aqui.

mas a mulher não tava roubando, matando nem  enfiando dólar de mensalão na calcinha, então pra quê se envergonhar ? assume, fiz e dai ? todos tem suas máscaras   ah se elas caíssem , haja espaço pra tantas revelações.


então mulher quem quer que seja, erga a cabeça, e o cara do vídeo ? aparece tb ? só por ser mulher tem de ser avacalhada ? alguém paga suas contas dona ? então constrangida de ser reconhecida pq ?) 

 

caso JANUÁRIO RENNA 3 anos e …

Um dos casos mais polêmicos da história de Sorocaba completa três anos nesta quarta-feira (15). Em 15 de agosto de 2009, o engenheiro e ex-secretário de Administração da Prefeitura de Sorocaba, Januário Renna (hoje com 66 anos), foi flagrado em um quarto de motel em Itu com três adolescentes, pela Polícia Civil de São Paulo. Na ocasião, Renna foi detido em flagrante.

O extenso processo que atualmente ultrapassa as 500 páginas é respondido em liberdade. Condenado a 51 anos e quatro meses, o ex-secretário não cumpriu nenhum único dia da pena.

Sem calças/ De acordo com o material da polícia, na época Januário Renna foi flagrado por agentes do Deic (Departamento Estadual de Investigações sobre Crime Organizado), sem calças diante das meninas. “No dia seguinte estivemos na cidade de Salto, no bairro onde as adolescentes moravam,  e encontramos outras seis meninas que teriam tido encontros sexuais com o acusado”, conta o delegado José Augusto Pupin, titular da Delegacia da Infância e Juventude de Sorocaba.

Os depoimentos das seis menidas – com idades entre 12 e 17 anos – foram considerados consistentes pelo delegado Pupin. “Elas foram ouvidas de maneira separada e narraram de forma idêntica como ocorreram os encontros”, destaca.

Esses depoimentos hoje fazem parte do processo que corre em segredo de Justiça por envolver menores de 18 anos.

Fora do prazo/ Com quase seis meses de detenção, o advogado de Januário Renna, Mário Del Cístia, entrou com o pedido de liberdade provisória baseando-se no tempo excessivo do processo no Tribunal de Justiça de São Paulo.

O pedido foi concedido e o ex-secretário foi solto em 1º de dezembro de 2010. No entanto, 11 dias depois, a Justiça condenou o acusado a 51 anos e quatro meses de prisão em regime fechado. Como ele já estava solto, o habeas corpus foi mantido.

Andamento/ “Desde abril deste ano o processo está nas mãos de um desembargador e sem data para ser julgado”, explica o representante do Ministério Público em Sorocaba, o promotor Wellington Veloso.

Agora, o caso está pronto para que a sentença seja confirmada ou modificada. “O Tribunal prioriza os casos nos quais o réu está preso. Como Renna está em liberdade, este seria um dos motivos da demora”, explica o promotor.

Pimenta Neves do interior/ O promotor Wellington Veloso esclarece ainda que, apesar dos crimes serem distintos, a situação processual do caso de Renna é a mesma do jornalista Pimenta Neves que foi condenado em 2006 pelo assassinato da jornalista Sandra Gomide, a 15 anos de prisão. “Ambos foram beneficiados por habeas corpus e, assim como Pimenta Neves, Renna deve ficar livre até a conclusão de todos os recursos possíveis”, afirma Veloso. “Seria muito frustrante para a sociedade não ver esta sentença executada.”

Advogado de Renna crê na inocência do cliente
Apesar do fato, o advogado Mário Del Cístia fala sobre os detalhes do processo que o fazem crer que cliente deve ser inocentado pela Justiça

A morosidade da Justiça beneficiou o ex-secretário Januário Renna, 66 anos, que responde pelos crimes de atentado violento ao pudor e favorecimento à prostituição de vulneráveis.

De acordo com informações do processo, as três jovens flagradas com o acusado no motel em Itu, moram em um bairro simples de Salto.
Na ocasião, elas  explicaram que realizavam programas sexuais com o acusado em troca de R$ 100. Contaram também que ele se apresentava como médico e que costumava praticar sexo oral nos programas.“As meninas se apresentavam como garotas de programa e vejo a lei como protetora do que é certo e não defensora de garotas de programa”, diz o advogado Mário Del Cístia ao BOM DIA.

Em seu relato, ele defende que as meninas eram experientes na prática sexual e que Renna seria mais um dos clientes.

Material duvidoso/ Durante a investigação, a Polícia Civil apreendeu o computador do gabinete do ex-secretário.

De acordo com o laudo pericial do Instituto de Criminalística, havia 2.181 fotos de meninas, de 7 a 17 anos, em poses de submissão sexual.

O advogado afirma que o laudo é falso. “Contratamos um técnico que constatou que o computador foi utilizado por quatro minutos e 36 segundos após ter sido recolhido pela perícia”, defende.

CPI Pedofilia/ Membros da Comissão Parlamentar de Inquérito da Pedofilia ouviram o ex-secretário Januário Renna em  4 de dezembro de 2009.

Na ocasião, quando foi interrogado pelo senador Magno Malta, que é presidente da comissão, ele exerceu o direito de ficar calado.
No mesmo dia, o promotor Wellington Veloso entregou ao senador o relatório da perícia feita nos arquivos do computador do ex-secretário, que apontou a existência de farto material pornográfico.

Novo processo/ O promotor esclarece que, além dos dois crimes pelos quais Renna é acusado, há um terceiro processo sendo elaborado: posse de material pornográfico. “Apesar da idade dele, a lei será cumprida. Demonstramos de forma contundente todos os crimes contra ele [Renna].”

Crença/ Januário Renna hoje mora em Itu e, segundo seu advogado, tenta levar uma vida normal a medida do possível. “A demora na sentença também afeta o acusado, que vive preocupado por causa do processo”, explica Mário Del Cístia. “Creio que meu cliente será inocentado de todas as acusações, pois a forma que os fatos foram apresentados foi irregular e exagerada.”

Além da idade

De acordo com o artigo 115 do Código Penal Brasileiro, o prazo prescricional é reduzido pela metade se na data da condenação o acusado tiver mais de 70 anos. “Isso significa uma pequena mudança nos prazos dos recursos, mas não significa que o réu deixará de ser preso se condenado”, explica o promotor Wellington Veloso. ( e pensar que a piadinha do RAFINHA BASTOS sobre a VANESSA AMARGO, foi julgada rapidamente , isso é BRASIL, o senador MAGNO MALTA, adora pegar carona nestes casinhos.

agora a grande pergunta, onde estão as meninas do caso ? elas na eposa simplesmente sumiram depois que o ex secretário foi preso, devem estar por ai com novos clientes , a mais velha com 17 na epoca era a professora PHD em sexo.

vulneráveis o caramba, eras experinetes e faziam pq querima, ou eram obrogadas por alguém ? nada se descobriu delaa, simplesmente desapareçerem e somente o JANUÁRIO pagou o pato em tudo, se tem explorador pq ele não ta em cana tb, querem combater ? tirem as meninas das ruas e evitem que outras tomem o lugar delas .

este e outros casos só tem a prisão do infrator, isso sendo ele pobre e sem advogado.)

fundamentalistas evangélicos , querem proibir gente solteira em móteis pelo BRASIL.

A comissão de constituição e justiça da Câmara dos Deputados está
avaliando a constitucionalidade do projeto de autoria do deputado Josias Macieira (DEM-TO) que estabelece a obrigatoriedade da apresentação da
certidão de casamento nas recepções de motéis. O projeto que conta com
amplo apoio da bancada evangélica no Congresso quer coibir o pecado da
fornicação no Brasil.

Segundo
o deputado Josias Macieira “a razão social dos motéis os permitem a
fazer hospedagens de curta duração, no entanto o que vemos hoje é a
prática da fornicação e da prostituição. Em defesa da família e dos bons
costumes queremos coibir o avanço da sem-vergonhice neste país que já é
tão profanado”.

Carlos
Campos Junior, presidente da Associação Paulista de Motéis (APAM),
considera aviltante o projeto de lei por interferir na intimidade dos
brasileiros. Para Campos Junior “quem faz sexo é solteiro. Casado faz
amor. Quem é casado não tem tempo nem dinheiro e muito menos vontade de
ir em motel. Este projeto coloca em risco cerca de 50 mil empregos
diretos e mais de 400 mil indiretos”.

O
pastor Diógenes Oliveira, presidente da Associação Mundial das
Assembleias de Deus, é radical ao avaliar o argumento da APAM. Para o
pastor Diógenes “não importa quantos empregos vão deixar de gerar o
fechame.nto dos motéis. Se é pra aliviar quem gera emprego assinem a 

carteira de quem trabalha em boca de fumo. O sexo não pode ser
banalizado. Sexo fora do casamento e sem finalidade reprodutiva é
carimbo no passaporte para o inferno”.

Caso
a comissão de constituição e justiça avalie positivamente o projeto ele
deve ser votado em agosto e pode entrar em vigência no mais tardar em 
setembro. Se você é solteiro aproveite seus últimos dias de acesso livre
e irrestrito a estes playgrounds do prazer ( depois quando eu falo que tem de invadir aquela birosca chamada congresso e botar todo mundo pra correrem de lá, ainda tem quem ache absurdo.

e vai ter gente preocupada com isso, enquanto o povo, more em hospitais, bala perdida , acidentes nas estradas, trânsito, doenças que já deveriam ter sido erradicadas etc etc, por caso vão proibir os ricos e políticos de frequentarem motéis com secretárias, assessoras,  teúdas e manteúdas da vida ?

ai vão tudo pro matel, vai ter gente afogando o ganso em tudo quanto é lugar, por conta desta lei, claro que isso pegaria em motéis conhecidos de nome, quantos hoteis de curta permanência, muquifos em geral tem por ai, sem falar que uma certidão de casamento pode ser falsificada ? ai surgem máfias de falsificação de certidões de casórios. 

AH ESTA CORJA EVANGÉLICA vai plantar batatas, como se não houvesse safadeza entre eles mesmos, a noite todo mundo faz sua coisa escondida viu povinho ?)

mulher de 14 anos é encontrada morta em motel de SP

A garota estava acompanhada de um jovem de 19 anos, com quem mantinha um relacionamento. Os dois teriam consumido drogas no local. estupro de vulnerável 14 anos kkkkkkkkkkkkk.)

http://www.band.com.br/primeirojornal/videos.asp?v=2c9f94b6351b466b013533627d051691&pg=1