mulher descobre traição do marido ao receber multa do velocista de moto, com amante na garupa.

multapulacerca

Recado da esposa no Facebook depois de receber em casa a multa da moto do marido:

“Voce jovenzinha que esta na garupa desta moto, solicito sua presença aqui em pato branco, para pagar a multa, vc jovenzinha veja foi filmada, em infração. o condutor ja não jovenzinho que se diz meu marido, estava em adrenalina, por sua companhia… Mas a multa esta aqui, venha aqui se apresentar.. a espero!!!”

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10203033381906889&set=a.3148622565906.135538.1575335849&type=1&theater

( clicando no link vc vê a mulher do cara , pena não ter a amante pra gente poder comparar, mas geralmente é mais nova, agora é o pé na bunda e bola pra frente, e ele que pague a multa.)

 

acidente entre entregador e taxista ontem em SOROCABA, podia ser a pressa

o rapaz caído ai, é entregador de refeição, se não me engano, isso ai deve ser aquela velha mania de entregador ter de sair a toda velocidade, pois tem de entregar logo, é pressionado pelo patrão, posso estar enganado mas tem jeito de ser isso, afinal não sei de quem é a culpa do acidente, dele ou do taxista.

placa inutil em SOROCABA

 vejam esta placa mais inutil, colocada uma av em SOROCABA, o que ediz ai ? simplesmente isso, fale a verdade isso ai diz alguma coisa realmente concreta.

 vejam o lugar onde ele está, improvável que muitos leiam , a não ser que esteja a pé, o que a mensagem não é direcionada e sim aos motociclistas que abusam, costuram, entram com tudo nas ruas do local desta placa. 

mensagem tosca a  PRESSA É INIMIGA DA VIDA e dai ? isso atinge alguem ? que tal por ex :

MOTOCICLISTA VAI CORRER ? A NAMORADA É BONITA, ai sim, ja mexe um pouco, pois imagine o cara morre e sua namorada ja estará com outro dias depois ?

 isso ai sim, é disso que to falando, fala visão dos marketeiros, pois é uma placa gasta com dineiro publico, que não serve pra nada.

ocupantes de motos, são as maiores vitimas em SOROCABA

 Motoqueiro “empina” na avenida  Olinda Ayres Paulette. Aos finais de semana, via do Paineiras é palco de todo tido de irregularidade. Condutores de motos cometem negligências em troca da admiração do público presente Motoqueiro “empina” na avenida Olinda Ayres Paulette. Aos finais de semana, via do Paineiras é palco de todo tido de irregularidade. Condutores de motos cometem negligências em troca da admiração do público presente

O aposentado Cláudio de Almeida, 73 anos, tenta dia a dia superar a perda do único neto, que morreu em 29 de julho vítima de um acidente de moto na Zona Industrial. Carlos Augusto de Almeida Matias morreu aos 22 anos e está longe de ser um caso isolado: estatísticas da Urbes –Trânsito e Transportes, mostram que os ocupantes de motocicletas são as maiores vítimas do trânsito em Sorocaba. Das 19 pessoas que morreram em acidentes nesse ano, 8 delas estavam a bordo de motocicletas (veja infográfico).

“Era meu único neto homem no meio de seis mulheres. Comprou a moto para fazer entregas para uma empresa e durante a noite trabalhava em pizzaria”, conta o idoso, que criou o rapaz.

A tia do motoboy, a fotógrafa Cláudia de Almeida, relembra da vez que viu Carlos sobre a moto pela primeira vez: “Fiquei triste. Sabíamos que poderia  terminar em tragédia”. Tido como prudente, 15 dias antes do acidente fatal o motoboy já havia sofrido uma queda.

Invasão / É acelerado o ritmo com que novas motos chegam às ruas de Sorocaba. Só entre janeiro e julho foram emplacadas 3.732, contra 3.250 no mesmo período de 2010. Por trás da invasão estão as condições de pagamento que tornam as parcelas atrativas principalmente para quem escolhe a moto como primeiro veículo. Gente como a esteticista Vânia Ribeiro, 32, que deixou no passado o sistema de transporte público. “Sei do risco, mas o que gasto com a parcela é igual ao que gastava com vale-transporte. A diferença é que hoje vou onde quero e quando quero, sem tumulto.”

Gerente de autoescola, Wilmar Celestino reconhece que as 20 horas de aulas práticas obrigatórias não são  suficientes para transformar um pedestre em um motociclista habilidoso. “Só a experiência  nas ruas permite que um condutor tenha capacidade de manter-se mais longe do perigo. A diferença é que a moto é vulnerável. Quando um principiante bate de carro, só amassa o parachoque.”

O engenheiro de tráfego Celso Dantas diz que os motociclistas são o lado mais fraco na “guerra” do trânsito. “É um duelo entre condutores de carros e motos, uma briga feroz por espaço. Quem está de moto leva a pior.”

Show de horrores
Em bairros da periferia, jovens usam motos em acrobacias e rachas

Durante a semana as motos são ganha pão ou meio de transporte, mas aos sábados e domingos alguns as transformam em  armas, usando-as  em  rachas e acrobacias em bairros da periferia. Recentemente A Polícia Militar fechou o cerco ao bairro Paineiras, onde rachas e acrobacias eram feitos por motocilistas.

No Parque São Bento encontros também são realizados para promover rachas de motociclistas. Na semana passada o motoboy Francisco Tavares, 24 anos, fraturou um braço durante uma dessas corridas clandestinas.
 
Menores no comando /Fred, 17, diz que o grande momento de seu final de semana ocorre quando ele sai de casa pilotando a moto do seu irmão, que é habilitado e o deixa dar voltas pela Vila Carvalho. Após duas quedas o menor afirma que nem ele, nem o irmão pensam em suspender a rotina. “Ele também pilota desde que era menor.” 

Dados da polícia mostram que é comum menores inabilitados serem flagrados dirigindo motos. Só entre janeiro e agosto foram 364 flagrantes feitos pela PM em toda a cidade.

Números de  epidemia
Os acidentes com motos no Estado mostram índices de epidemia. Motociclistas lideram o quadro de vítimas graves: entre 2008 e 2010 houve 47,2 mil internações de motociclistas, contra 27,8 mil de pedestres.

R$ 58 mi
é  quanto foi gasto para tratar os motocilistas

Renato Gianolla_Presidente da Urbes – Trânsito e Transportes
Investir em educação é saída mais viável

BOMDIA_ O número de acidentes envolvendo motociclistas é preocupante?
Gianolla_ Muito e incomoda a mim e ao prefeito. Temos de baixar esse números. É por isso que investiremos pesado em conscientização na Semana do Trânsito que começará neste mês.

BOMDIA_ É a única saída?
Gianolla_ Não, mas é a mais viável e a que pode mudar o quadro com mais rapidez. Muitos dos acidentes ocorrem por causa da imprudência. Muitos falam em construir faixas exclusivas para motociclistas, mas isso é algo que ainda é testado na Capital. Se pensarmos em faixas exclusivas hoje em Sorocaba, será para ônibus.

BOMDIA_ Porque há tantos acidentes como motociclistas?
Gianolla_ A moto conquistou gente que andava de ônibus. Muitas pessoas inexperientes que saem da autoescola e caem direto no trânsito. O problema é que o trânsito de Sorocaba hoje não é o mesmo de 10 anos.

BOMDIA_ O código de Trânsito prevê multa para motociclista que usar os corredores entre os carros. Porque ninguém é multado?
Gianolla_ Porque existe bom senso por parte das autoridades de trânsito. Fazer que as motos trafeguem como automóveis tiraria a agilidade do veículo. Realmente é proibido, mas se sairmos multando por isso, coibindo a fluidez das motos, travaremos ainda mais o já complicado  trânsito. O uso dos corredores não é o maior causador de morte. Veículos que passam no sinal vermelho e imprudência em geral mata mais. ( aqui onde morro, tb tem abusos, empinadas a luz do dia, entram nas ruas a toda velocidade, não estão bnem ai pra quem quer atravessar.

sem falar nos motoboys , que tem de correr a toda velocidade pra entregar suas coisas logo.)