mulheres fazem leitura com topless NY

UOL

Grupos de leitura e discussão literária são comuns em vários países, mas a “Sociedade de Co-editoras Apreciadoras de Ficções de Topless ao Ar Livre” (em tradução livre) tem um objetivo a mais: divulgar e defender a liberdade das mulheres de fazer topless em áreas públicas de Nova York, nos EUA. Desde julho de 1992, as mulheres foram legalmente autorizadas a deixar os seios à mostra em público na “Grande Maçã”, em sinal de igualdade em relação aos homens.

O grupo, que começou como uma reunião de amigas em abril de 2011, convida qualquer pessoa a participar dos eventos de leitura e discussão em parques, praças e festas particulares. “Se você está em Nova York e o tempo está bom, por que não se juntar a nós qualquer hora?”, convida o blog das leitoras de topless.  http://fotos.noticias.bol.uol.com.br/entretenimento/2013/06/25/grupo-de-leitura-de-topless-em-nova-york.htm?fotoNav=19  ( é aquela discussão, afinal seios são órgãos sexuais   ?  ah meu caro caso vc seja pego pela patroa olhando as fotos, assume que ficou excitado, mas tb acha ridículo mulher se expor assim, seja verdadeiro, ai vc pega a sua mulher e créu.

filho de EDIR MACEDO morde a fronha, que coisa seu EDIR.

Moises-macedo-filho-de-Edir

O jovem herdeiro da fortuna, Moyses Macedo, desde cedo mostrou ser muito diferente do pai, e isso nunca foi novidade para ninguém.

Para chamar a atenção, Moyses já gravou vários vídeos  polêmicos, entre eles, um  em que ele aparece simulando uma masturbação e até jogando uma Bíblia para o alto.

Desta vez o jovem “revoltado” não conseguiu esconder o que muitos suspeitavam, Brasileiros que moram nos Estados Unidos, afirmam categoricamente que Moyses Macedo é gay.

[Moyses%2520filho%2520de%2520edir%2520macedo%255B3%255D.jpg]

Segundo informações,  ele é muito conhecido em Manhattan; distrito de Nova York, e que lá, todos sabem sobre sua homossexualidade.

Pelo menos lá em Nova York, ele é homossexual declarado.

Moyses praticamente cresceu nos States, e lá, longe de Edir,  vive uma realidade totalmente   diferente da do pai.( quer dizer que lá ele pode ser gay, mas se vier pra ca tem de ser macho , né seu EDIR ?)

strippers em festa, de de menores, acaba em cadeia pra mãe de um deles.

 Uma moradora de Nova York foi presa acusada de colocar em perigo o bem-estar de um grupo de menores de idade por ter contratado duas strippers para animar a festa de aniversário de seu filho de 16 anos, informou nesta terça-feira (19) a imprensa local.

Judith Viger, de 33 anos, foi detida ontem em Gansevoort, uma pequena cidade do centro do Estado. 

A mulher foi acusada de cinco delitos por ter contratado duas dançarinas, que se apresentaram para cinco menores de idade, sendo que o mais jovem tinha 13 anos, divulgou o jornal Daily News.

Ao todo, cerca de 80 pessoas participaram da festa.

Uma foto divulgada pelos pais que denunciaram Judith Viger mostra uma das dançarinas vestida com roupas íntimas e em posição erótica sobre um dos presentes.

Se for declarada culpada, a mulher poderá ser condenada a até um ano de prisão. 

( pelo jeito a policia de lá tem tempo de se meter nessas coisas , a molecada tava curtindo né, tem de emancipar esta raça meu, acaba com esta porcaria de de menor, colocar em perigo o bem estar dos menores kkkkkkkkkkkkkk. e as drogas e ao álcool, isso não combatem né ?) 

 

 

jornal de NY,mostra foto de homem prestes a morrer no metrô e é criticado

Uma foto na primeira página do jornal “New York Post” mostrando um homem a ponto de ser atropelado pelo metrô em Nova York causou polêmica e levou a muitos leitores indignados a criticar a publicação da imagem e a questionar por que a ninguém tentou salvar a vítima. A polícia disse que a vítima, Ki Suk Han, 58, foi jogada nos trilhos durante um briga com um homem transtornado em uma estação de metrô na rua 49 de Manhattan na segunda (3). O homem tentou sair dos trilhos, mas o trem o atingiu e ele acabou morrendo na frente de uma multidão de passageiros.

 Um dos passageiros que presenciava a cena era um fotógrafo free-lancer do “Post”, R. Umar Abbasi, que tirou uma série de fotos, inclusive a que ocupa a primeira página do jornal nesta terça-feira sob a manchete “jogado nos trilhos do metrô, este homem está prestes a morrer”



Capa do jornal "New York Post" que mostra homem prestes a morrer atropelado em estação de metrô


. Divulgação Capa do jornal “New York Post” que mostra homem prestes a morrer atropelado em estação de metrô O Post defendeu-se alegando que esta e as outras duas fotos publicadas foram os produtos não intencionais das tentativas do fotógrafo de resgatar o homem. “Sem a força necessária para tirar a vítima (dos trilhos), o fotógrafo usou seu único recurso disponível e começou rapidamente a disparar o flash para advertir ao condutor do trem para que parasse”, afirma o Post em uma nota. “Eu comecei a correr, correr, esperando que o condutor conseguisse ver meu flash”, declara Abbasi em um artigo publicado no site do jornal. No entanto, os leitores criticaram o fotógrafo e os editores do jornal por sua atitude. “O fotógrafo disse que usou o flash da câmara para alertar o condutor, só que as fotos saíram muito bem batidas”, disse uma leitora, segundo a agência AFP. RESGATE Segundo o “Post”, o trem diminuiu a velocidade, mas não conseguiu evitar o choque.


 O homem recebeu os primeiros socorros, ainda de acordo com o jornal, de uma residente do Beth Israel Medical Center que também havia presenciado a cena. A médica afirmou, no entanto que a vítima já não apresentava pulsação ou reflexos. A polícia informou que continua procurando o homem que jogou a vítima na via do metrô, oferecendo recompensa de US$ 12 mil por informações. ( mas tb o metrô não tinha segurança ? o povo nada fez pra apartar a briga antes ? criticar só o jornal não adianta , era preciso todos se juntarem e terem feito algo.)