PAPA e manifestantes RJ 40 graus.

No primeiro dia da visita do papa Francisco ao Brasil, manifestantes promoveram diversos protestos no centro do Rio de Janeiro. Pedindo mais liberdade pela mulheres e criticando a interferência da religião no governo, mulheres tiraram a roupa em manifestação.

 
 
 
Manifestantes tiram a roupa em protesto de mulheres no Rio. Foto: Uanderson Fernandes / Agência O Dia
1/4
 

Um beijaço gay ocorreu em frente à Igreja Nossa Senhora da Glória, no Largo do Machado, na zona sul. O grupo tomou conta das escadarias da igreja, que momentos antes estavam ocupadas por peregrinos da Jornada Mundial da Juventude . Com cartazes como do “Papa eu abro mão, quero mais dinheiro para saúde e educação”, os manifestantes protestam contra gastos públicos com a vinda do papa ao país.

O protesto reúne diversos grupos, como de estudantes, integrantes do movimento LGBT (lésbica, gay,bissexual, travesti e transexual) e pessoas com bandeiras de partidos políticos. Policiais do batalhão de choque e da Força Nacional de Segurança acompanham os protestos a distância ( é o direito, democracia é isso, ou o PAPA esperava encontrar 100% de adesão aos dogmas da igreja ? 

quem critica a manifestação é pq deve obedecer ao sistma cegamente sem questionar, deve estar com a vida boa, ou apenas se conforma e aceita o que lhe é imposto, e se outros tb protestassem ? índios, deficientes, sem teto etc , tb seriam criticados ?)