médica é flagrada fazendo palavras cruzadas no hospital no DF,estava prevaricando ou estava de folga ?

Médica faz palavras cruzadas enquanto pacientes esperam por atendimento em hospital no DF 

Edgard Matsuki 

Do UOL, em Brasília 

Os pacientes que esperavam atendimento na manhã da última segunda-feira (18) no Hospital Regional de Planaltina (cidade a 40 km de Brasília) se deparavam com uma cena, no mínimo, curiosa. 


Uma das médicas que deveria fazer a triagem de quem chegava ao local estava se distraindo com palavras cruzadas. 


A cena foi filmada pela paciente Diana Gomes, que postou o vídeo na internet. 


Diana afirma que chegou ao local às 7h30 da manhã e só foi atendida às 10h30. 


Na vídeo de cerca de 2 minutos e meio, a médica fica ao lado do vigilante do local fazendo palavras cruzadas de um jornal. 


Não era possível ver outros pacientes, mas o barulho dava conta que havia muitas pessoas no local. 


De acordo com Diana, a médica ainda demorou dez minutos para começar a atender os pacientes. 


A autora do vídeo diz que a maior surpresa foi ser atendida justamente pela médica que estava jogando na hora do trabalho. 


“Eu pensava que era alguma enfermeira que estava com o vigilante”, diz. 


Ela foi ao local por que sofria de fortes dores abdominais. 


De acordo com ela, a médica lhe receitou soro e a mandou de volta para casa. 


O vídeo repercutiu em redes sociais e a Secretaria de Saúde do Distrito Federal lançou uma nota afirmando que naquela manhã foram atendidas mais de 100 pessoas no hospital, que no vídeo é o segurança que pede auxílio à médica e que a atividade não prejudicou o atendimento. 


Confira a nota na íntegra: 


Sobre o atendimento no Hospital Regional de Planaltina A Secretaria de Saúde do DF – SES/DF informa que na segunda-feira (18), três clínicos gerais, incluindo a médica que aparece no vídeo, estavam escalados na Emergência do Hospital Regional de Planaltina. Das 7h ao meio-dia, período em que essa médica estava em atendimento, na Emergência do HRPL, mais de 100 atendimentos foram realizados. No momento em que a médica aparece no vídeo, foi o instante em que o vigilante pede auxílio à médica, o que não interferiu no trabalho da mesma. 


De acordo com a coordenação do hospital, a médica (que não teve o nome revelado) não irá sofrer punições pelo ocorrido. 


Em um comentários do vídeo no Youtube, uma pessoa xinga a autora pelo vigilante ter perdido o emprego. 


Porém, a informação não foi confirmada pela coordenação do HRPL ou pela Secretaria de Saúde.( de acordo com comentários do youtube, precisa ver se a médica  não estava em um momento de folga, mas estranho que somente o vigilante tenha pago o pato com demissão.)