policiais despreparados abusam de caçadores de pokemons em CUIABÁ

Dois amigos que jogavam ‘Pokémon Go’ no celular foram detidos por dois policiais civis na madrugada de terça-feira (9), em Cuiabá. Um vídeo gravado por um dos policiais e postado na rede social do agente mostra a cena, ocorrida em frente a uma delegacia da Polícia Civil, no Bairro Jardim das Américas. A família de um dos jovens de 19 anos registrou um boletim de ocorrência nesta quarta-feira (10), denunciando o suposto abuso de autoridade dos policiais que atuaram na ação. A Polícia Civil informou que o caso será investigado.

Nas imagens, os jovens aparecem deitados no chão enquanto são revistados pelos policiais. Um deles pergunta se os jovens “querem morrer” perambulando pelas ruas naquele horário. “Dois veadinhos catando pokémon de madrugada”, diz um dos policiais durante a ação.

De acordo com Polícia Civil, a Corregedoria recebeu uma cópia do vídeo e deve instaurar um inquérito para apurar o caso. A polícia informou ainda que a abordagem foi feita em frente à Gerência de Combate ao Crime Organizado da capital.

A socióloga Imar Domingues Queiroz, mãe de um dos jovens que aparece no vídeo, afirmou que a atitude mostrou o despreparo dos policiais. “Eles [jovens] não estavam cometendo nenhum crime e os policiais agiram com abuso de poder e de autoridade. A abordagem dos policiais agrediu o direito de ir e vir do cidadão”, argumentou.

  •  
Ele e o amigo se sentiram amedrontados e humilhados”
Imar Domingues Queiroz, socióloga e mãe de um dos jovens

Segundo Imar, o filho dela é estudante do ensino médio e estava em casa com o amigo. Os dois saíram do prédio para ‘caçar’ pokémons por volta de 1h [horário de Mato Grosso]. A socióloga, que é professora do departamento de Serviço Social da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), disse que só ficou sabendo do fato no dia seguinte.

“Ele só me contou porque o vídeo começou a circular e os amigos estavam perguntando se era ele mesmo e o que tinha acontecido”, disse Imar. Ainda segundo ela, o filho contou que ele e o amigo chegaram a ser agredidos e que os policiais dispararam tiros durante a abordagem. “Ele e o amigo se sentiram amedrontados e humilhados. É possível até ver isso na feição deles”, completou.

Imar trabalha com grupos voltados aos direitos humanos. Ela criticou a forma com que os jovens foram abordados. “Ainda que eles fossem criminosos teriam que ser punidos em determinadas condições, porque não vivemos mais em um estado de barbárie”, argumentou.

A professora avalia ainda que o comportamento dos policiais foi homofóbico. “Meu filho não é gay, mas, ainda que fosse, teria o direito de ser respeitado e ter seus direitos garantidos”, afirmou.

À família, os jovens relataram que não conseguiram ver os rostos dos policiais porque estavam deitados no chão.

Publicação da PM alerta jogadores para riscos à segurança durante 'caçada' (Foto: Divulgação/Polícia Militar)Publicação da PM alerta jogadores para riscos à segurança durante ‘caçada’ (Foto: Divulgação/Polícia Militar)

Alerta da PM
O 1º Comando da Polícia Militar emitiu nesta quinta-feira (10) um alerta aos ‘caçadores’ de pokémon de Cuiabá. O aviso foi publicado nas redes sociais e alega que os jogadores devem estar alertas para criminosos que podem usarem o aplicativo para atrair e praticar delitos contra os usuários do aplicativo.

“Não perca sua atenção com o jogo. Lembre-se: criminosos preferem vítimas distraídas. Não entre em todos os locais [para caçar Pokemón], você poderá invadir uma propriedade privada ou ser atraído por um criminoso”, diz o alerta.

O maior alerta é para que os jogadores não entrem em locais suspeitos enquanto estiverem jogando. De acordo com a major da PM Emirella Martins, o aplicativo pode colocar as crianças, principais usuários do aplicativo, em situações de risco. “A situação [em relação à segurança] no Brasil é diferente de outros países. E os usuários podem ser vítimas por estarem distraídos”, disse.

( olha todos erraram : 1 da manhã não é hora de caçar pokemons, se de dia ta perigoso , imagine na madrugada, os policias ( se é que se pode chamá-los assim) erraram mais ainda .

veadinho, cabeludo, pois é policial safado é isso e pq é civil ,imagina se fosse militar  então ?, só queria saber quem postou o vídeo, policial faz vídeo e divulga ? acharam que não vai dar em nada ? e com certeza podem perder a farda, os jovens que fiquem atento, pois eles não contam mais com a bosta não, se forem pra rua.)

jovem, bonita, policia age rápido em seu assassinato


Crime aconteceu em Del Castilho, na Zona Norte. Ana Beatriz foi atingida com um tiro na cabeça após tentativa de assalto

Rio – A Polícia Civil prendeu um homem dois menores de 17 anos, acusados de fazerem parte do arrastão que culminou na morte da jovem Ana Beatriz Pereira Frade, de 17 anos, na manhã desse sábado, na Zona Norte do Rio. O crime aconteceu por volta das 6h da manhã, em um viaduto próximo à saída 4 da Linha Amarela, em Del Castilho.

Segundo o delegado Roberto Ramos, da 44ª DP (Inhaúma), os três foram encontrados  na comunidade Fernão Cardim na manhã deste domingo. Na operação, Douglas Paiva Santos Ventura da Silva, de 18 anos, foi preso e dois menores de 17 anos foram apreendidos. Os três indivíduos vão responder pelo crime de associação criminosa.


O corpo de Ana Beatriz é velado, desde o começo da manhã deste domingo, no Cemitério Municipal de Petrópolis, na Região Serrana. Ana Beatriz estava no carro da família, a caminho do aeroporto do Galeão para fazer uma surpresa para a mãe. O padrasto teria tentado furar o bloqueio feito por bandidos, quando então os criminosos atiraram contra o carro, atingindo a cabeça da adolescente, que não resistiu ao ferimento e morreu.

( ai vcs podem ver a diferênça, se fosse uma mulher mais velha, feia, da classe c, d ou até e, este crime passaria a toa, se fosse uma idosa tb.

mas uma jovem de 17 anos, loirinha , bonita repercutiu, infelizmente é assim, a resposta em prender assassinos é rápida em se tratando da idade, classe e beleza da pessoa, claro que nção garante quanto tempo os assassinos fiquem presos, a jovem não é de família das mais ricas e poderosas do pais, ou os assassinos poderiam morrer na cadeia e fundação casas.

mas fica a resposta do pq este caso foi resolvido rápido, se é que os 3 presos realmente foram os assassinos, tem isso tb, podem ser laranjas, mas isso nem sairia nos jornais se a vitima não fosse desta aparência jovial )

RACHEL SHEHERAZADE x manifestantes manipulados.

Várias viaturas estiveram na porta do SBT, desde o começo da manhã de ontem, realizando um trabalho preventivo para a manifestação, marcada há alguns dias nas redes sociais, contra a jornalista e apresentadora Rachel Sheherazade, do “SBT Brasil”.

Cerca de 20 mil pessoas apoiaram o movimento no Facebook e Twitter, marcando o protesto para esta sexta-feira. Pelo menos, por enquanto, apenas os policiais estão presentes, para evitar problemas maiores, até porque o SBT está localizado às margens da rodovia Anhanguera.
Veja também:
 
Os funcionários foram obrigados a retirar os seus carros do estacionamento, que fica junto da entrada principal.
 
Como se recorda, a jornalista, na edição do último dia 4, se envolveu em uma outra polêmica, ao comentar o ato de três moradores do Flamengo, no Rio de Janeiro, que torturaram e prenderam um suposto ladrão de 16 anos a um poste.

 

( mas quem são estes pessoas ? militantes de partidos, PSOL E PT ? 

se a maioria da população é a favor de pena de morte, inclusive gostaram de ver p tal di menor amarrado ao poste, a RACHEL apenas disse o que mutos pensam, etes que foram protestar foram pagos pra isso ?

nunca foram vitimas de bandidos, alias bandido não assalta petista, ou do PSOL ? na rua vc pode falar em rodinha de amigos , mas uma jornalista não pode falar na tv ?

o próprio RATINHO cansou de falar que mandaria chumbo em bandido que mexesse com a família dele, ou era sensacionalismo ?

pois é quem tem pena de bandido leve pra casa.)

após cagada policial, ator preso injustamente , só ficará totalmente livre após o carnaval GLOTRISTEZA

O advogado do ator Vinícius Romão, preso no último dia 10 após ser acusado de roubo, afirmou na manhã desta quarta-feira (26), ao chegar à Casa de Detenção Patrícia Acioli, em São Gonçalo, região metropolitana do Rio de Janeiro, que ele deve se livrar da acusação apenas após o Carnaval.

“Ele já está com liberdade provisória concedida. O juiz acatou o pedido da defesa e, assim que o oficial de Justiça chegar, o Vinicius será solto”, explicou Rubens Nogueira Abreu. O advogado afirmou que, por enquanto, Romão terá que obedecer leis sobre o status de liberdade provisória, mas depois do Carnaval ele será absolvido sumariamente.

Com roupas e pertences do ator, ele parou para conversar rapidamente com os jornalistas e contou que  os familiares de Romão não irão ao presídio acompanhar a saída do rapaz e estão proibidos de falar sobre o processo de soltura.

A libertação do ator depende da chegada ao presídio do oficial de Justiça, que vai apresentar o alvará de soltura. Não há horário determinado para que isso aconteça. “Minha preocupação agora é que ele saia, e isso só depende da chegada do oficial. Não sei a que horas será, mas vou entregar as roupas e aguardar até a libertação”, disse Abreu.

Questionado se a repercussão e comoção que o caso ganhou nas redes sociais ajudou na soltura do ator, o advogado disse que não. “Não acho que foi isso não. O essencial foi o trabalho maravilhoso que o advogado dele fez”, afirmou, referindo-se a si mesmo.

Amigos de Vinicius Romão que iniciaram campanha nas redes sociais para o ator ser solto, aguardam no local pela liberação. O Tribunal de Justiça do Rio concedeu umalvará de soltura ao ator, que foi acusado de supostamente ter roubado e agredido Dalva Maria da Costa Dantas no Méier, zona norte carioca. O caso foi registrado na 25ª DP, no Engenho Novo.

Feliz com a liberação provisória, mas ainda indignado com os 16 dias que o amigo passou na prisão, o biólogo Bernardo Roxo acredita que Romão foi vítima de racismo.

“Ele foi vítima de racismo sim. Ela não agiu de má fé, mas acabou vitimando o Vinícius do preconceito racial. Ela estava ali em um momento de pressão e acabou o acusando injustamente”, afirmou Roxo 

 

( má investigação policial, na pressa em resolver logo o caso , prende sumariamente, sem investigar a fundo a questão.

mas policia é assim mesmo, em se tratando de pobre, favelados, excluídos em geral, quando é caso de rico ai sim, investigam com todo cuidado, afinal todos querem se aparecer pra mídia que da destaque ao fato.

agora o cara só vai se ver livre mesmo depois do carnaval, ai é sacanagem demais.)

shoppings e policia x rolezinhos em SP

Um vídeo feito pela Folha na noite deste sábado (11) mostra policiais militares dando cassetadas em jovens durante um encontro de jovens conhecido como “rolezinho” no shopping Itaquera, na zona leste de São Paulo.
As imagens mostram um grupo de pessoas descendo uma das escadas rolantes do centro comercial quando um policial militar da Rocam (Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas) atinge as costas de um deles com um cassetete. Na sequência, outro PM também desfere golpes contra o grupo.      
 http://mais.uol.com.br/view/14822092   ( vejam ai o vídeo da confusão.)
 
 
Ao descer da escada rolante, um dos jovens ainda é agredido com um soco por um homem não identificado. Os policiais que estavam ao lado dele e presenciaram a agressão não reprimiram o ato.
 
Uma adolescente de 14 anos disse que foi com três amigas ao shopping para participar do “rolezinho” e disse que elas queriam apenas se divertir. “Tive medo. Já fui em outros rolês, mas desta vez a PM estava batendo até em menina”, afirmou. A estudante, porém, afirmou que é a favor da presença policial. “Prefiro que tenha polícia, senão seria incontrolável.”
Segundo a Polícia Militar, cerca de mil pessoas participaram do encontro marcado por meio de redes sociais, enquanto o shopping estima que 3.000 jovens estavam no encontro. Uma funcionária de um restaurante do local desmaiou e foi retirada de maca. Não há informações sobre o estado de saúde dela.
 
Foram presos dois jovens maiores de idade (um sob suspeits de roubo e o outro por furto) e um adolescente foi apreendido sob suspeita de roubo. A PM informou que eles participaram de depredações a lojas do terminal de ônibus Itaquera.
A Polícia Militar informou que a situação era “crítica na estação Itaquera” e que “todo o policiamento está apoiado” para atender a ocorrência. Assim, só terá mais informações “com um pouco mais de tempo.” A polícia disse ainda que, durante o confronto no terminal, “diversas lojas foram danificadas.”
 
Em nota, a corporação informou que “no terminal de ônibus, devido ao tumulto, fez-se necessário o emprego de técnicas de controle de distúrbios com uso de munição elastômera (conhecida vulgarmente como “bala de borracha”) e de granadas de efeito moral.”
Já há um novo encontro marcado para a próxima semana no mesmo local. Ao menos 600 pessoas já foram convidadas para se encontrar no shopping Itaquera no sábado (18), às 16h30.  
 
( ai fica a questão afinal o que é este tal de rolezinho, é protesto com baderna ?  manifestação mas ao invés de ser na rua, preferem os shoppings e pq ?
 
quer se manifestar ? vai pra rua, mas pacificamente, shopping não é lugar, pois a classe burguesa precisa fazer suas compras em paz, a policia cabe primeiro identificar corretamente quem é baderneiro e quem não é, pra não agredir erroneamente.
 
Policial militar usa cassetete para intimidar jovem durante "rolezinho" no shopping Itaquera, na zona leste de SP
 
Policial militar usa cassetete para intimidar jovem durante “rolezinho” no shopping Itaquera, na zona leste de SP

policia x manifestantes em passeata próxima ao MARACANÃ

Reprodução

http://fotos.noticias.bol.uol.com.br/imagensdodia/2013/06/24/protestos-no-rio-de-janeiro.htm?fotoNavId=pr10407298 

 ( veja mais fotos no link, e agora a vitória do BRASIL,anestesia o povo, vão diminuir a até parar as manifestações ? com certeza a policia vai agir com mais truculência a partir de agora, se ainda alguém insistir em protestar.)