prostituição infantil entra em campo com tudo na copa, e ainda falam que combatem ah tá

Trágico: ruas do Brasil estão cheias de “milhares” de crianças desesperadas. Dois retratado aqui com um trabalhador caridade missionária

Crianças a partir dos 10 estão sendo obrigados a vender-se para o sexo nas ruas do Brasil para lucrar com as ondas de torcedores indo para a Copa do Mundo.

Uma investigação Sunday People hoje revela como as crianças que vivem na miséria chocante e no alto de crack são exploradas por traficantes e cafetões de drogas.

E, como 600 mil fãs estrangeiros, incluindo britânicos inundação no Brasil esta semana, a situação dos jovens vai piorar.

Eu voei para fora na semana passada para sediar cidade Recife, na costa nordeste de entrevistar crianças envolvidas no ciclo vicioso da prostituição.

Como um ex-detetive e com quase 30 anos de experiência em investigações de abuso infantil, incluindo o escândalo Jimmy Savile , o que eu encontrei no Brasil me fez estremecer.

Milhares de crianças desesperadas …

TOUT para o sexo por apenas £ 1,30 após cafetões encomendá-los a usar roupas e maquiagem para parecer mais velho.

PLY seu comércio sórdido poucos metros dos hotéis onde os fãs britânicos vão ficar.

SNIFF a partir de garrafas de cola industrial para parar a dor da fome.

FEAR por suas vidas após uma prostituta de 14 anos de idade, foi assassinado e seu corpo foi jogado na rua no mês passado por um homem que se recusou a pagar por sexo.

Este comércio chocante de meninas e meninos nas esquinas se passa sob os narizes de polícia na sétima economia mais rica do mundo.

Com suas praias atraentes ao lado de arranha-céus, Recife é a quinta maior cidade do Brasil e vai acolher cinco jogos da Copa.

Inglaterra vai jogar lá em jogos a eliminar, se vencerem o seu grupo.

Mas Recife está repleto de drogas e abuso infantil que trabalhadores da caridade dizer é o mesmo em todas as cidades do país.

 

Cola crianças
Cola crianças: Eles inalar cola – apelidado de ‘cola’

  

Assim que você chegar ao aeroporto, os motoristas de táxi esperando para buscá-lo oferta para levá-lo a lugares para comprar drogas ou sexo.

As crianças sentam em torno de praças do centro da cidade , onde os fãs se reunirão.

Esta deve ser uma cena inofensiva de inocência, mas muitas dessas crianças vão estar oferecendo sexo sem pensar duas vezes.

O que imediatamente me impressionou é como o jovem essas crianças eram. Muitos tentaram fazê-los parecer mais velho com roupas e maquiagem.

Acompanhado por um tradutor e um missionário que trabalha com crianças nas ruas, falei com três meninas muito jovens, um dos quais claramente não estava bem por causa das drogas que tomava e cola ela estava cheirando.

Lorrisa é de apenas 13 e seu quadro tão pequeno que eu tenho certeza que o seu crescimento tinha sido atrofiado pelo uso de drogas.

Ela cheirou a partir de um frasco de plástico contendo cola forte industrial, que apelido de “cola”, como ela explicou como ela vive.

Eu segurei a garrafa debaixo do meu nariz para ver o que era eo cheiro era insuportável, me deixando com uma dor de cabeça.

Lorrisa me disse: “Cheirando a cola faz-me sentir tonta e dormente e isso me deixa de sentir fome, então eu não preciso comer.

“Isso me ajuda a lidar com a violência e perigo nas ruas.”

Eu estava acompanhado por um amigo de Lorrisa Raphaela, 13.

Ela me contou como ela se aproximou por dezenas de homens à procura de sexo – moradores, turistas e taxistas.

Eles vão pagar 10 reais, o equivalente de £ 2.60.

 

SATIROProstituta Criança
Prostituta: Raphaela, 13

  

Ela contou uma história assustadora sobre sua amiga Mickela de 14.

Ela disse: “Mickela viveu na rua e ela foi assassinada no dia de uma greve da polícia .

“Um homem a pegou pela estação de trem de metrô e ela teve relações sexuais com ele.

“Mas depois que ele se recusou a pagar, a matou e jogou o corpo dela. Ele só aconteceu algumas semanas atrás.”

Disseram-me mais tarde por uma prostituta mais velha, que tem assumido um papel de mãe para os filhos que a polícia não conseguiu encontrar o assassino.

Nas três horas que passei com as crianças, pois foi abertamente sobre os seus negócios, um carro da polícia passou duas vezes, mas os oficiais não fizeram nada.

Pimps ir e vir ao lado de traficantes de drogas, com a certeza de que a polícia é incapaz de conter o horror.

Calliem, 14, me contou como ela começou a vender seu corpo para o sexo aos 11 anos.

“Eu tenho sexo tantas vezes com os homens e eles só me pagar cinco reais”, disse ela.

É o equivalente de £ 1,30.

Calliem é um usuário regular de “cola”, maconha e crack – adquirir o crack de um traficante que visita regularmente as ruas.

Ela disse: “Meu pai está morto, minha mãe vive em um abrigo com a minha tia e havia nove irmãos e irmãs.

“Três deles já estão mortos. Um foi morto em um tiroteio “.

 

Brasil mapa
Brasil

  

Sua família restante sei que ela vive nas ruas vendendo-se para o sexo.

O que foi mais chocante foi a forma como a matéria-de-fato que ela descreveu a sua vida, como se fosse perfeitamente normal e aceito.

Calliem me disse que teme que a Copa do Mundo só vai atrair mais homens que querem ter relações sexuais.

Uma mulher de 41 anos, que vive nas ruas desde que ela tinha sete anos, disse: “As crianças estão em risco real de homens locais e turistas.”

Ela apontou um menino de 10 anos que foi forçada a se prostituir.

Ela disse: “As crianças vão com os homens porque eles são ricos em drogas ou precisa de mais dinheiro para comprar drogas.

“Eles usam drogas para anestesiar a dor do abuso sexual, em seguida, tornar-se viciado precisa vender-se uma e outra vez para levantar o dinheiro.”

As drogas são amplamente disponíveis no Brasil eo país está nas garras de uma epidemia de crack.

Eu conheci um garoto de 15 anos viciado em crack e “cola” e pimped por um homem que chamam de tio.

Eu também foi levado para o famoso Santo Amaro favela favela para falar em segredo com um traficante de nível médio, Stephanie.

Você poderia passar por ela na rua e não acho nada dela, mas a realidade é muito da comunidade teme ela.

Ela me disse: “Acabei de vender rachadura mas apenas para adolescentes e pessoas mais velhas. Um dos meus clientes é um advogado. “

Quando eu disse a ela as drogas eram muitas vezes vendidos para crianças de tenra idade, ela começou a chorar. Ela tem seus próprios filhos e explicou que seu filho mais velho com 18 anos é viciado em crack .           

 

SATIRODuas crianças prostitutas
Salvador: Dois criança prostitui com trabalhadores da caridade missionária

 

E ela me disse o quão perigoso o crack é: “Ele foi enviado pelo diabo para fazer três coisas – para matar, roubar e destruir a vida das pessoas.”

Eu tenho a impressão de vida, houve uma correia transportadora que ela, também, não poderia sair – de frente para um futuro de prisão ou ser assassinado em uma briga de drogas.

Eu conheci o comandante da polícia, Major Angelo, que me convidou para uma visita à estação ao lado de um oficial do departamento de Tráfico de Seres Humanos.

Para minha surpresa, quando eu perguntei o oficial quando foi o último caso que tratou de uma criança ou vendendo-se para o sexo ou que estão sendo vendidos por um adulto para o sexo, ele não podia se lembrar, porque foi muito tempo atrás.

Major Angelo acrescentou: “Nós estamos levando a questão de fãs à procura de sexo com crianças muito a sério.

“Criámos uma linha de apoio e irá responder a todas as chamadas e procurar evidências.”

Mas, por mais genuínas intenções do chefe poderia ser, era evidente que ele e os policiais brasileiros não têm idéia de como lidar com o problema.

No entanto, uma operação de vigilância simples mais de uma semana que renderá muitos criminosos sexuais da criança e permitir que as crianças a ser resgatado.

Polícia no Reino Unido estará trabalhando com as autoridades brasileiras para impedir conhecidos agressores sexuais de crianças que vêm dentro

A caridade Criança Feliz, criada para cuidar de crianças que ficam grávidas por vender-se para o sexo, lançou uma campanha de alerta para os fãs da Copa do Mundo, que inclui pulseiras para as crianças.

Diretor Sarah de Carvalho MBE disse: “Estamos muito preocupados com o afluxo de fãs.

“Nós sabemos que com grandes eventos esportivos que crianças vulneráveis ​​estão em risco de serem explorados sexualmente.

Nosso É uma campanha Penalty foi criado para sensibilizar os fãs de futebol que, se eles se envolvem em exploração sexual com uma criança com idade entre 17 anos ou menos que eles poderiam enfrentar um processo no Brasil e seu país de origem. “

Uma menina ajudado pela caridade, Erica, me disse: “Logo após meu nascimento me foi dada por minha mãe prostituta a um amigo.

“Esse amigo era dono de um bordel e cuidou de mim até que eu tinha 10 anos.

 

SATIROProstituta Criança
Homeless: Uma prostituta garota compartilha um colchão na rua

  

“O amigo então me disse que era hora de eu ganhar o meu próprio dinheiro e pagar o que foi gasto em mim por tantos anos.

“Eu tive que trabalhar no bordel e eu tinha que ter relações sexuais com homens de visita.”

Ela fugiu e passou os próximos dois anos, nas ruas e em abrigos, cada vez fugindo depois de ter sido abusada sexualmente ou espancados.

De 13 anos, ela conheceu um homem de 24 anos de idade e foi morar com ele.

Ela ficou grávida e ele a deixou, por isso, mais uma vez ela estava nas ruas.

Criança Feliz entrou em cena e ela agora tem um futuro esperançoso. Menino da menina está previsto para agosto eo berço ao lado da cama está pronta.

Mas existem milhares de outros cujo único futuro é a venda de seus corpos.

Estive em muitos países expondo ou identificando a exploração sexual, mas a abertura do abuso na cidade-sede da Copa do Mundo é chocante.

Qual seria surpreendente é que os muitos milhões que irá sintonizar a assistir a Copano conforto de suas salas poderia poupar um pensamento para as crianças cujas vidas estão sendo arruinadas.

Eu, pessoalmente, estar escrevendo para o Brasil do presidente e chefe de polícia para lhes apresentar a minha prova e chamar a atenção urgente para este abuso horrível.

 

( primeiramente eu usei o GOOGLE  tradutor, pra traduzir a página, mas  da pra vcs terem a ideia do que vai ser esta zona toda, na duvida conforme isso com um professor (a) de inglês, mas é claro que todos la fora sabem disso, não é segredo, mania do BRASIL em esconder coisas que o mundo todo já sabe.

e não adianta falar que estão de olho, que a pedofilia é combatida, que mané combatida o que , com a bola rolando todos vão ver outra coisa ? )

modelo denuncia calote da rede tv,teste do sofá e esquema de prostituição

A modelo Priscila Vilela foi contratada para ser uma das ‘Sedutoras’ do programa Teste de Fidelidade, da Rede TV (o episódio foi ao ar dia 17/07). Porém na hora de receber seu cachê, a bela Priscila Vilela acabou por ficar a ver navios e levou calote da produção do programa. Segunda ela o calote teve motivo: Se recusar a fazer o teste de sofá com o diretor do programa. Disse ainda que o diretor argumentou que todas as modelos que trabalham como Sedutora aceitam fazer o teste do sofá para receber seu cachê.
 
 
Priscila Vilela não gostou da proposta, não aceitou e gravou dois vídeos onde conta tudo o que se passa nos bastidores do programa. Revelou que todo o programa não passa de uma grande fraude, onde tudo é encenado e manipulado. Denunciou ainda um esquema de prostituição que seria comum entre as garotas, que precisariam se sujeitar ao “teste do sofá” para ganhar o papel de Sedutora. 
 
 
O segundo vídeo, com mais detalhes sórdidos envolvendo o programa, Priscila ainda não divulgou, mas promete fazê-lo se não receber o que lhe é devido. Mais revelações e desabafos no Facebook da gata.
( bem claro que vc meu amigo nunca acreditou nos programas do JOÃO KLEBER né ?
 
 
sabe que ali tudo é teatro,tanto o teste como o da manhã onde pessoas vão revelar segredos, o JOÃO já saiu da REDE TV, foi pra EUROPA  , voltou,esteve na FAZENDA , e faz tudo de novo de volta a REDE TV.
 
 
teste do sofá sempre existiu em todas as emissoras,vai dizer que não ? tem um sujeito que acusou o DENIS CARVALHO de teste do sofá ( homossexual) em troca de um papel em uma novela,o cara levou cano e denunciou, deu isso outro dia na net.
 
 
agora quanto a moça ai,vcs podem acompanhar o face dela e concluir quem, tem razão.)

lista de celebridades que fazem programas, verdade ou mentira ?

Uma lista de mulheres celebridades está dando o que falar na internet. Segundo o site Bom Dia, uma cafetina, já conhecida por outros casos, divulgou uma lista com a tabela de preços para programas com as famosas. Entre as mulheres estaria Juliana Salimeni (Juju Ex-Panicat), que teria o preço mais alto (avaliado em 10 mil reais), Carol Dias, Andressa Urach, coelhinhas da Playboy e outras muitas conhecidas da mídia. listaprecosfamosas 650x835 Vaza lista de cafetina com preços de famosas

As informações teriam sido passadas na coluna de Léo Dias, do jornal carioca O Dia, que relata a lista foi fornecida por uma mulher conhecida por “Mirley”, e que os programas acontecem na fazenda em Colombo, região da grande Curitiba, no Paraná. A cafetina, conhecida como “baronesa do sexo”, já teria sido presa por questões relacionadas a prostituição, relata o colunista.

O colunista ainda teria entrado em contato com alguns empresários das celebridades que tiveram o nome citado na tabela. Em um dos casos, o empresário de Juju Salimeni solicitou a lista para entrar em vias jurídicas e disse não ter cabimento as informações, que se tratava de algo also. Outros assessores também teriam falado que as informações são inverídicas.

Ao ligar para Nathalia, a mesma afirmou “Já tinha uma pessoa usando as minhas fotos no Rio e em São Paulo. O que eu posso dizer de tudo isso? Liga, marca e espera para ver o que vai chegar na sua casa

( bem não se espante que aquela atriz que vc gosta seja americana tb tenha feito teste do sofá, já se prostituiu ou se prostitui,afinal é HOLLYWOOD né ? entãoaqui não seria diferente.

mas cabe a cada uma se defender, ou fingir que não sabe nada disso ai, que isso ai é tudo falso.)

de menores alugavam casa para prostituição e drogas em SOROCABA

Guarda Municipal encontrou a casa após denúncia anônima

Após denúncia anônima, a Guarda Municipal de Sorocaba acabou com a prostituição em uma casa alugada por uma menor de idade, no Jardim Santa Marina, zona Norte da cidade, na noite de quinta-feira (21). Duas menores, de 14 e 15 anos, foram flagradas se prostituindo na casa, alugada por outra adolescente, também de 15 anos.

De acordo com os guardas que atenderam a ocorrência, a menor pagava R$ 400,00 por mês pelo imóvel. Os proprietários serão intimados a informar as razões para terem alugado para uma menor e se sabiam da prostituição.

Não foi informado há quanto tempo a casa vinha sendo mantida sob aluguel para a jovem e nem se a prostituição ocorria desde o princípio. O local não tem acabamento e as condições de construção são bastante precárias.

No interior dela, os guardas encontraram muito lixo de produtos industrializados e roupas espalhadas pelo chão, além de microtubos para cocaína. Havia uma televisão reproduzindo imagens de prostituição infantil.

Ainda foram descobertos em um dos quartos porções de cocaína e maconha, celulares e dinheiro. Os quatro homens encontrados na casa no momento da detenção das menores foram presos por tráfico e exploração sexual de menores.

Além das duas menores, estava na casa se prostituindo uma adolescente de 18 anos, que também foi detida e solta em seguida. As menores foram liberadas para a mãe delas, mas terão de se apresentar ao juizado ainda.

Os homens tinham idades entre 18 e 29 anos. Eles confessaram que faziam programas com as menores e a adolescente por R$ 20,00. A casa de prostituição fica próxima de uma escola. ( vejam a diferença entre vitima e safadas, elas alugam a casa para se prostituir, alem de drogas, quer dizer que inocentes não são.

mas como são de menores, simplesmente abaixam a cabeça e nada respondem, ai voltam pra rua e continuam na mesma sub vida.)

casa de prostituição de luxo é fechada no JD EMBAIXADOR em SOROCABA

Uma casa de prostituição situada no Jardim Embaixador foi fechada ontem por fiscais da Prefeitura e Polícia Civil, após denúncias feitas por moradores daquela região. Quatro mulheres e um homem que se identificou como gerente do estabelecimento conhecido pelo nome de “Gatas Universitárias”, foram ouvidos na Delegacia de Investigações Gerais (DIG) e depois dispensados.

 De acordo com a denúncia que chegou ao setor de fiscalização municipal acompanhada de um abaixo-assinado com 28 adesões, o prostíbulo de alto padrão situado na rua Ângelo Verrone, 85, funcionaria desde outubro passado. O documento também trazia anexado fotos do site pelo qual os programas eram agendados e que segundo apurado pelos policiais civis eram cobrados em torno de R$ 200 a R$ 300. As fotos exibiam as moças nuas. Foi apreendido um talão de comandas indicando o valor de R$ 30 para entrar na residência e preços de bebidas que variam de R$ 5 para uma água até R$ 120 por uma garrafa de vinho.

 O delegado José Humberto Urban Filho, titular da DIG, esclareceu que a prostituição não é crime, mas sim sua exploração. Ele também explicou que em casos de prostituição a operação policial não é suficiente para caracterizar o crime, o que será feito pelas oitivas das moças e do homem que foi encontrado no imóvel e que, a princípio se apresentou como morador e depois admitiu ser gerente. O crime de prostituição prevê pena de dois a cinco anos de reclusão e multa. Também de acordo com o delegado Acácio Aparecido Leite, que esteve na casa, o crime de prostituição é provado pela repetição da conduta.

 Além das comandas, na casa interditada também foram apreendidos um computador, dois frascos de anabolizantes que seriam de uso pessoal do gerente e várias seringas. 

Fiscalização 

O chefe da Divisão de Fiscalização da Prefeitura, Wagner Alex Bedeschi, disse que o imóvel não tinha nenhuma inscrição municipal regulamentando alguma atividade, mas frisou que o talão de comanda já caracteriza a presença de comércio no local. Diante disso a casa foi interditada, e o gerente, que diz residir no local, precisará comparecer ao setor de fiscalização a fim de reiterar a desinterdição para poder voltar a morar na casa. Mas em caso de reincidência a casa será novamente interditada, e será cobrada uma multa de R$ 316,45. 

Wagner Bedeschi também enfatizou que as denúncias devem ser feitas diretamente na Divisão de Fiscalização, que fica na rua Pernambuco, número 100, uma travessa da avenida Eugênio Salerno, e que a partir disso é feito um levantamento da situação cadastral, e então solicitado apoio da Polícia Civil.( este tipo de lugar tem de ser em lugares afastados, onde não haja residencias de famílias por perto senão da nisso ai.)

prostitutas de outros estados migram pra SP por causa da copa 2014

Cidade de São Paulo deverá receber número maior de prostitutas em 2014

 

Sede da abertura da Copa do Mundo de 2014, São Paulo deve receber mais de 500 mil pessoas no mês do Mundial. São esperados torcedores, jornalistas, comerciantes, além das próprias seleções que disputarão o torneio. Mas a capital paulista também contará com um fluxo bem maior de profissionais de outro ramo: a prostituição. A expectativa do aumento no turismo sexual durante o evento chamou a atenção de diversas acompanhantes do interior e de fora do Estado, que se preparam para visitar e ter um período lucrativo na capital paulista no ano que vem.

A movimentação para a Copa despertou o interesse de garotas dos mais diversos estilos, sejam acompanhantes de luxo que cobram R$ 800 por programa ou meninas mais simples, que pedem R$ 50 por relação. A capixaba Brenda, por exemplo, é uma das prostitutas que já tem até flat reservado para vir com um grupo de nove garotas de Vitória, somente para o mês do Mundial. Além disso, elas planejam criar um blog em inglês para divulgar seus serviços.

“Vamos alugar três flats e contratar até motorista para buscar os clientes no hotel, se precisarem. O programa por aqui [Vitória] sai por volta de R$ 150, mas podemos cobrar até três vezes mais na Copa. A procura será absurda, mais do que em qualquer outro evento”, destacou a jovem de 20 anos em entrevista por telefone.

A bauruense Juliana é outra profissional do sexo que viajará com um grupo de amigas para São Paulo durante a Copa. Mas ao contrário da capixaba, ela tem ambições bem mais simples e ainda não tem ideia de onde irá trabalhar durante os jogos.  

Juliana cobra R$ 50 reais por programa no interior, mas é obrigada a dividir os lucros com a casa em que trabalha. A acompanhante de 24 anos afirma que não terá nenhuma condição de investir em planos mirabolantes na capital do Estado e que, por isso, não vai nem procurar um local para ficar quando o torneio se aproximar.  

“Vamos chegar e ir para a [rua] Augusta mesmo. Sei que o pessoal todo vai para lá. Só não me pergunte aonde vamos dormir, isso a gente vê quando chegar. Mas já pensou se consigo sair com um jogador? Faço de tudo pra ele casar comigo e me tirar daqui! Já pensou se eu consigo?”, sonhou Juliana.

  • Arquivo Folhapress

Vale lembrar que São Paulo é uma cidade acostumada a receber grandes eventos, como a Fórmula 1 e convenções internacionais. Porém, a expectativa entre as profissionais do turismo sexual é que a Copa do Mundo ultrapasse de longe qualquer um destes acontecimentos graças à maior importância e exposição dos jogos, além de acontecer ao longo de um mês, período maior do que qualquer outro evento deste porte no país.

Estudante de odontologia no Paraná, Karina também visitará São Paulo exclusivamente para a Copa do Mundo. Mas ao contrário das outras duas acompanhantes, ela já fechou um programa fixo de duas semanas com um empresário alemão que estará na cidade para o Mundial.

Experiente em viagens internacionais ao lado dos clientes, a paranaense embolsará nada menos do que R$ 10 mil para dar atendimento exclusivo ao alemão, além de ter todas as suas despesas pagas.

“Ele virá para trabalhar nas duas primeiras semanas da Copa e depois deve viajar para acompanhar a Alemanha. Só fechamos o primeiro período, por enquanto. Se não der certo o resto, ficarei em São Paulo até o fim fazendo programas, já tenho flat disponível para mim”, afirmou Karina.

Mas não são apenas as acompanhantes em si que estão se preparando para a movimentação durante a Copa. Algumas das casas de prostituição mais conhecidas da capital também estão investindo em infraestrutura e buscando a contratação de profissionais que falam inglês e espanhol.

É o caso de uma casa de massagem próxima ao aeroporto de Congonhas, que irá disponibilizar até 50% a mais de garotas para a clientela durante o evento. Além disso, a casa também contará com uma limousine para buscar os interessados nos hotéis no ano que vem.

“O importante é ter uma boa comunicação com os hotéis, pois são eles que nos indicam para os hóspedes. Já temos uma boa experiência pela Fórmula 1 e Indy, mas na Copa tudo deve ser maior. Por isso, vamos selecionar várias garotas de fora de São Paulo para podermos atender a todos”, ponderou o gerente da casa.( já imaginem a muvuca, paulistas tendo de disputar clientes com profissionais de outros estados sem falar na pedofilia que vai rolar solta, pois terão prostitutas de todas as idades ao gosto do freguês.

mas tb a migração será pro RJ tb, pois lá será a final, pensem no caos, ainda mais com praia) 

 

deputado tenta regulamentar a prostituição.

Foto: Beto Novaes/EM/D.A. Press
Foto: Beto Novaes/EM/D.A. Press

A atividade dos profissionais do sexo pode ser regulamentada no Brasil. A proposta é do deputado Jean Wyllys (Psol-RJ), que defende que essas pessoas tenham acesso à saúde, ao direito do trabalho, à segurança pública e à dignidade humana. O Projeto de Lei será analisado pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; de Constituição e Justiça e de Cidadania e pelo Plenário.


De acordo com a proposta, considera-se profissional do sexo toda pessoa capaz e maior de 18 anos que, voluntariamente, presta serviços sexuais mediante remuneração. O pagamento pela prestação dos serviços será exigível juridicamente a quem os contratou. Segundo o projeto, os profissionais poderão atuar de forma autônoma ou em cooperativa e terão direito a aposentadoria especial com 25 anos de serviço.
O deputado Jean Wyllys lembra que a prostituição acontece desde a antiguidade e continua existindo, mesmo sofrendo condenação. “É de um moralismo superficial causador de injustiças a negação de direitos aos profissionais cuja existência nunca deixou de ser fomentada pela própria sociedade que a condena”, afirma. Ele acredita que a regularização da profissão do sexo é um instrumento eficaz para combater a exploração sexual, pois possibilitará a fiscalização em casas de prostituição e o controle do Estado sobre o serviço.
A proposta altera o Código Penal para diferenciar a prostituição da exploração sexual. Atualmente é crime o favorecimento da prostituição ou outra forma de exploração sexual, com pena de dois a cinco anos de reclusão e multa. Também é crime manter estabelecimento em que ocorra exploração sexual. O projeto do deputado Jean Wyllys condena a exploração sexual, que é definida como a apropriação por terceiros de mais de 50% do rendimento da prostituição; o não pagamento pelo serviço prestado e a prática da prostituição forçada por violência ou grave ameaça.

Para o deputado, a regulamentação também ajudará no combate à Aids. Um relatório oficial do Programa Conjunto das Nações Unidas para o HIV/Aids (Unaids), citado por Jean Wyllys, concluiu que as leis punitivas e as práticas discriminatórias de muitos países contra populações com maior risco de contágio de HIV, como profissionais do sexo, prejudicam o progresso contra o vírus.

Homenagem

O deputado sugere que a norma, caso transformada em lei, homenageie Gabriela Leite, prostituta e militante dos direitos dos profissionais do sexo desde 1979.

Gabriela Leite fundou a organização não governamental (ONG) Davida, que tem como missão o fomento de políticas públicas para fortalecer a cidadania das prostitutas; a mobilização, a organização e a promoção dos direitos da categoria. A ONG criou a grife Daspu, para “driblar a dificuldade de financiamento para iniciativas de trabalho alternativo por parte das profissionais do sexo”. ( já passou do tempo, afinal 2014 e 16, vai ser uma vuco vuco a céu aberto, com os turistas vindo pra cá, não apenas por caisa do futebol e olimpíadas.

quem discrimina isso não ta combatendo, afinal é a profissão maias antiga do mundo, tem de regulamentar mesmo, mas é preciso as mulheres tomarem a frente, não deixem homem se meter senão ele explora mesmo. )