PF prende suposto grupo terrorista que planejava ataque nas olimpíadas, verdade ou armação ?

© Foto: Reprodução
A mãe do funileiro Vitor Magalhães, preso por suspeita de ligação com o grupo terrorista Estado Islâmico (EI) nesta quinta-feira (21), declarou que o filho irá provar que é inocente. “Ele não é terrorista”, disse Rosemeire Barbosa, de 45 anos.

Conhecido como Vitor Abdullah, o jovem tem 23 anos, é casado e pai de dois filhos. VItor trabalha com o pai numa oficina de funilaria em Guarulhos, São Paulo.

Os parentes contaram ainda que Vitor se converteu ao islamismo há seis anos e já viajou ao Egito para aprender árabe, ao ganhar uma bolsa de estudos. Depois disso, o jovem voltou ao Brasil e começou a ensinar árabe na internet, usando o canal do Youtube.

“Ele sempre foi um orgulho para mim. Desde que nasceu. Sempre foi muito inteligente e sempre se interessou em aprender outras línguas”, afirmou Rosemeire.

Os pais de Vitor foram surpreendidos por agentes da Polícia Federal na porta de casa e então levaram os agentes até a casa de Vitor. Os pais afirmam que não entenderam o motivo da prisão.

“Ele não deve nada. Ele disse para eu ficar tranquila que ele vai provar sua inocência”, disse Rosemeire. O pai de Magalhães, o também funileiro Francisco Sandoval Magalhães, de 49 anos, também deu declarações sobre o caso. “Para ser sincero, não sei porque ele foi preso. O que o Vitor faz é trabalhar. Ele tem dois filhos para criar. Trabalha e estuda. De repente a polícia vem e pega ele? Não sei de nada de errado que ele faz”, disse.

Os pais choraram ao reconhecer uma foto do filho detido pela PF, sendo levado de avião.

Outras três pessoas foram detidas em cidades de São Paulo e mais seis em diferentes estados.

( estranho né , faltando 14 dias pra esta joça começar anunciam a prisão de suposto grupo terrorista ? isso pra desvir de outros assuntos como a lava jato, quer valer que vão falar de terrorismo até o fim dos jogos ?

agora falar mal de olimpíadas é terrorismo tb ? mas vem cá ? tem provras contra os caras realmente ? ou tudo é armação pra dizer que o BRASIL ta preparado pra combater qualquer ato de terror ? égou mania de EUA agora, importou a paranóia , quer pagar de moderno heim BRASIL.

terceiro mundo, falido, afundado na lama da corrupção e quer dar uma de chique, ah vai se catar BRASIL. )

WHATSAPP a bola da vez em matéria de censura e bloqueio.

Resultado de imagem para censura ao whatsapp

Não é apenas no Brasil, onde um juiz do Piauí ordenou o bloqueio do aplicativo, que o WhatsApp corre o risco de sair do ar.

No Reino Unido, na Arábia Saudita, no Irã e em outros países, o aplicativo também sofreu ameaças de bloqueio e, em alguns deles, chegou a ser suspenso.

A discussão ocorre porque é mais difícil monitorar mensagens enviadas pelo aplicativo do que ligações telefônicas ou e-mails, por exemplo – o que, segundo alguns países, pode ameaçar tanto a segurança pública quanto a segurança nacional.

O bloqueio do WhatsApp, no entanto, é visto por muitos como uma ameaça à liberdade de expressão.

No Brasil, o juiz Luiz de Moura Correa determinou que o WhatsApp seja bloqueado para forçar a empresa a colaborar com a Justiça em uma investigação sobre pedofilia que corre sem segredo.

No Reino Unido, o primeiro-ministro David Cameron também critica a falta de colaboração da empresa em investigações – neste caso, sobre terrorismo.

Em um discurso em janeiro, o britânico disse que tentaria proibir serviços de mensagens encriptadas – como as do WhatsApp e do Snapshat – caso o conteúdo não pudesse ser acessado pelos serviços de inteligência britânicos.

A declaração foi feita após os ataques a revista satírica Charlie Hebdo, em Paris, que aumentaram o temor sobre ameaças terroristas. Já existe uma pressão para que empresas como Google e Facebook forneçam mais informações sobre as atividades dos seus usuários, já que há uma forte ação de recrutamento de grupos radicais pela internet.

“Vamos permitir meios de comunicação que são impossíveis de ler? Minha resposta é: não, não devemos fazer isso”, disse Cameron.

Terrorismo

Ameaças de terrorismo ou à segurança nacional também serviram de justificativa para o bloqueio do serviço em outros países.

Muitos desses governos, no entanto, foram criticados por restringir a liberdade de expressão.

Na Arábia Saudita, de acordo com agências de notícias, houve uma ameaça de retirar o Whatsapp do ar em 2013 porque o serviço não estaria se adequando às regras de Comissão de Comunicações e Tecnologia da Informação. Na época, o país chegou a tirar do ar o Viber, aplicativo de mensagens e chamadas de voz pela internet, pelo mesmo motivo.

Em Bangladesh, o serviço foi bloqueado em janeiro, também de acordo com agências. O governo afirmou que havia ameaças de terrorismo e que era difícil monitorar comunicações pelo aplicativo.

“Terroristas e elementos criminosos estão usandos essas redes para se comunicar”, disse uma autoridade do Paquistão para justificar a suspensão do aplicativo em uma província, segundo a mídia local.

No ano passado, o presidente do Irã, Hassan Rouhani, considerado moderado, precisou se empenhar pessoalmente para liberar o aplicativo.

A linha dura iraniana pediu a censura, segundo a emissora de TV americana Fox News, devido à compra do app pelo Facebook – cujo dono, Mark Zuckerberg, seria uma “americano sionista”, segundo o comitê do país responsável pela internet.

Na Síria, que passa por uma guerra há mais de três anos, o aplicativo – usado para marcar protestos durante a Primavera Árabe – foi suspenso em 2012.

“Um golpe na liberdade de expressão e nas comunicações em todo lugar. Um dia triste para a liberdade”, publicou o WhatsApp em seu Twitter à época.

( eu vou repetir mais uma vez, se não tem combate corpo a corpo nas ruas, não adianta censurar sob a desculpa de estar combatendo pedofilia terrorismo etc, alais nada se combate, a humanidade não ta disposta combater .

seria sim liberdade de expressão ameaçada, ditadura disfarçada que não quer que vc use redes sociais pra criticar o governo, tb seria a mídia televisiva e os jornais que perdem espaço pra internet, a mídia esconde o que vc já ta sabendo pela net, os jornais não publicam,mas a net sim.

vc meu amigo com seu celular, pode informar,registrar coisas que os demais tentam esconder, e informar melhor a todos, basta vc ver as coisas que aparecem a toda hora no FACEBOOK .

a DILMA sotou a força se segurança nacional pra cima dos caminhoneiros, vc ta sabendo disso pela tv ? não né ? sabe pelo FACE, TWITTER, pq vc acha que ta havendo pressão pra controlar a net, soba  desculpa de combater determinados crimes ? balela não se combate nada, quem quer se comunicar da seus pulos, terroristas,bandidos, máfias em geral já estão lá na frente em matéria de comunicação.)

piada de pai sobre terrorismo, impede viagem da filha .

  • 25.ago.2013 - Renato Camargo e a filha, Thais Buratto. A garota foi impedida de embarcar em voo da Qatar Airlines por piada sobre terrorismo
  • 25.ago.2013 – Renato Camargo e a filha, Thais Buratto. A garota foi impedida de embarcar em voo da Qatar Airlines por piada sobre terrorismo

São Paulo – Uma brasileira foi barrada no Aeroporto Internacional de Guarulhos antes do embarque em um voo da Qatar Airways para Bali, Indonésia, na madrugada de ontem. O motivo: seu pai, que não viajaria com ela, teria feito um comentário sobre terrorismo na fila do check-in.

Thais Buratto da Silva, de 24 anos, graduada em Gestão Ambiental pela Universidade de São Paulo (USP), participaria de um congresso, quando foi informada, na fila do check-in, de que não poderia embarcar. A jovem afirma que funcionários da Qatar Airways proibiram o embarque depois de o pai dela, o economista Renato Camargo da Silva, ter feito uma brincadeira: “Ainda bem que não acharam que você é terrorista”, teria dito Silva.

A passageira tentou explicar que fora um mal-entendido. Segundo ela, os funcionários da companhia aérea não aceitaram explicações e tampouco quiseram revistar sua bagagem.

“Foi para mim (o comentário). Não foi alto. Foi uma brincadeira entre nós, um comentário que talvez não precisava ter sido feito, mas foi feito para mim”, diz ela.

Seu pai afirmou que a abordagem da empresa aérea foi muito grosseira e ressaltou que a filha não fez nenhuma insinuação sobre terrorismo. “Se alguém tem de ser punido pelo comentário sou eu, e não ela. Questionem a mim, não ela”, disse o pai. Procurada, a Qatar Airways informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que o veto à passageira se deveu a “questões de segurança”.

Thais argumenta que chegou a pedir à companhia que chamasse a Polícia Federal, mas os funcionários teriam se recusado. A PF em Guarulhos afirmou ontem que não encontrou nenhuma notificação sobre o caso. Já Thais diz que vai registrar uma ocorrência no aeroporto, por orientação de seu advogado, e entrará com uma ação por danos morais e materiais contra a empresa. De acordo com a jovem, a passagem custou cerca de R$ 6 mil e foi paga pela USP.

O advogado especialista em Direito do Consumidor Fábio Lopes diz que só a PF poderia confirmar a suspeita da empresa. Como os agentes não teriam sido acionados, caberia uma indenização à passageira.

( o negócio é cada um que puder , ter seu próprio jatinho,. ai o DILMA lança o bolsa jatinho ai as companhias aéreas que se ferrem todas, qualquer motivo agora não pode mais viajar, por ser gordo demais, por ter doença de pele desconhecida ( caso da coreógrafa que teve seu neto barrado em avião).

e cabe a PF verificar o caso e não os funcionários, ou eles são treinados em policia agora ?)

o momento da explosão e as chamadas investigações do atentado a maratona de BOSTON ( EUA)

Policiais do FBI (Departamento Federal de Investigação dos Estados Unidos) realizaram buscas em um apartamento localizado na cidade de Revere, distante oito quilômetros de Boston (EUA), como parte das investigações sobre os ataques ocorridos nesta segunda-feira (15) durante a maratona de Boston. A informação é da TV local “WBZ”.

De acordo com a emissora, o FBI passou cerca de nove horas no local. Policiais chegaram por volta das 17h (18h no horário de Brasília) de segunda-feira (15) e deixaram o lugar na madrugada desta terça-feira (16), por volta das 2h15 (3h15 em Brasília). Os investigadores saíram do prédio com três grandes sacos plásticos com o material que foi apreendido, segundo relata a “WBZ”. Não se sabe o que havia dentro das sacolas. Ainda de acordo com a TV, dois homens que se identificaram como sauditas e circulavam pelo prédio foram abordados pelos policiais. Ninguém chegou a ser preso.  

De acordo com a imprensa norte-americana, o FBI já considera os ataques ocorridos nesta segunda-feira como terroristas. A chegada da maratona de Boston teve duas explosões que aterrorizaram participantes e espectadores. Ainda não há informações sobre as causas do incidente. Segundo informações divulgadas pela Polícia de Boston, pelo menos três pessoas morreram e dezenas ficaram feridas após as explosões. Uma criança de oito anos é uma das três pessoas mortas, de acordo com a rede de TV americana “CNN”. A emissora de televisão também cita que haveria pelo menos 140 pessoas feridas, incluindo oito crianças.  

http://noticias.bol.uol.com.br/ultimas-noticias/internacional/2013/04/16/fbi-faz-buscas-em-apartamento-em-cidade-proxima-a-boston-eua.htm ( veja ai o momento da explosão)

( como sempre, tudo é terrorismo do islã, fácil, com MÍDIA, CIA, FBI, tudo controlado, eles enfiam na goela publica que muçulmanos estão por trás disso.

em quem vc acredita ?)