de menores ( ah tá) chapam o coco no carnaval de SOROCABA

Jovens embriagados foram levados pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) – Por: Luiz Setti
 

Pelo menos sete menores de idade foram encaminhados ao Hospital Regional de Sorocaba, todos embriagados e cinco deles desmaiados. Eles participaram da festa de Carnaval promovida pelo bloco Boca a Boca, na noite deste domingo (10), na praça Carlos Alberto de Souza, no bairro Parque Campolim.

A identificação de todos serem menores de idade foi feita por quatro integrantes do Conselho Tutelar de Sorocaba: Andréa Biancalana, Natália Lucena, Luciana Aro e Silmara. As conselheiras trabalharam durante a festa, flagraram jovens de até 18 anos com bebidas alcóolicas e atuaram na companhia de 80 policiais militares e 40 guardas civis municipais.

Os sete menores embriagados permaneceram deitados na praça, em fileira, próximos à calçada da avenida Caribe. Eram cinco homens e duas mulheres. Alguns mexiam o corpo apenas para vomitar. Outros tentavam se levantar, mas mal conseguiam erguer a cabeça. 

Segundo a conselheira tutelar Natália Lucena, as ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionadas às 19h para o socorro dos adolescentes. Os veículos começaram a chegar às 20h20. A primeira a ser levada foi uma menina, que aparentava ter 16 anos de idade. No segundo carro foram embarcados três jovens – um foi deitado na maca e os outros dois sentados.

As ocorrências durante a festa do bloco Boca a Boca não pararam por aí. O subcomandante da Guarda Civil Municipal (GCM), Ezequiel de Oliveira, confirmou a detenção de um menor de idade com posse de cocaína e maconha. O ato infracional foi registrado na Delegacia de Polícia Participativa (DPP) da zona sul.

Uma briga também ocorreu na praça, em uma das trilhas da pista de caminhada. Aproximadamente dez pessoas correram em direção a uma pessoa, que foi ferida com uma garrafa de vidro na cabeça. O casal Kleber Mateus Dias Batista Soares e Tamiris Pedroso – grávida de nove meses -, ambos de 18 anos, presenciaram a confusão. “Uns policiais foram para cima e atiraram gás de pimenta para apartar a briga”, conta.

A festa no Parque Campolim começou às 17h e o carro de som do bloco Boca a Boca terminou de tocar músicas às 20h. Mesmo assim, o povo presente no evento permaneceu na praça. Bastava caminhar pelo local para encontrar pessoas com bebidas alcoólicas nas mãos, sem qualquer tipo de disfarce. “Abordamos menores com garrafas de vodca, de pinga, latas de cerveja em baldes cheios de gelo e com embalagens de refrigerante, que eles usaram para enganar ao misturar com o álcool”, comenta a conselheira tutelar Andréa Biancalana.

De acordo com Andréa, a bebida alcoólica era trazida de casa ou era comprada em supermercados da região. “Geralmente, os menores pedem para os maiores de idade comprarem para não haver nenhum impedimento”, diz.

O presidente em exercício do bloco Boca a Boca, João Gabriel, comenta que a segurança nesse tipo de evento popular é um dever do poder público. “Mesmo assim, contratamos 30 seguranças particulares e uma ambulância com unidade de terapia intensiva”, ressalta. A festa prossegue na terça-feira em Sorocaba com o bloco Recreiol  ( não sei se isso ai é de menor, mas se for qual a diferença ? só na cabeça dos atrasados ou de quem não quer mudar nada e lucra com esta porcaria de 18 anos . 

esta criatura caida ai , ainda teve sorte de um tardo não aproveitar e levá-la pra um local ermo e se aproveitar, vejam as demais fotos, ela ta de bermuda , pra facilitar ainda mais.)

facebook, causando estragos pelo mundo.

Inicialmente, a festa de 16 anos de Bradley McAnulty seria apenas para os 30 amigos mais próximos, convidados via Facebook e Blackberry Messenger. No entanto, 400 penetras estavam na comemoração. A festa saiu do controle e partes da casa, em Poole, na Inglaterra, foram destruídas. A polícia foi chamada ao local e começou a dispersar os jovens. Dois garotos, entre 16 e 17 anos, foram presos por desordem e embriaguez.
Brandley McAunty (Foto: Reprodução/Daily Mail)Brandley McAunty (Foto: Reprodução/Daily Mail)
A multidão quebrou janelas, arrombou a porta dos fundos, rasgou as cortinas e arrebentou a cerca do jardim. Os vizinhos afirmam ter visto jovens pulando sobre os carros estacionados na rua e atirando latas de cerveja. Até mesmo três meninas urinaram no jardim de um vizinho.
Segundo McAnulty, os culpados foram seus amigos, que chamaram mais pessoas. “Tudo começou quando alguns amigos trouxeram outros convidados, e não vi problema em deixá-los ficar. Depois apareceu um grupo maior, e eu disse que eles não poderiam entrar. Eles então arrombaram o portão e começaram a quebrar tudo”, afirmou o jovem.
Foto tirada durante a festa (Foto: Reprodução/Daily Mail)Foto tirada durante a festa (Foto: Reprodução)
O pai do garoto voltou para casa às 22h, após os vizinhos ligarem desesperados para informar o que estava acontecendo. Ele passou a noite limpando a bagunça e afirmou que disse ao filho para não divulgar a festa nas redes sociais. Ainda de acordo com o pai de Bradley, foi uma sorte nada ter sido roubado( quem cria filho machão reçebe isso em troca)
Um garoto de 14 anos foi preso no Reino Unido por divulgar um vídeo no Facebook no qual ele e uma menina da mesma idade apareciam fazendo sexo. Não satisfeito com o destaque negativo já recebido, o adolescente decidiu se gabar do feito no Twitter. O caso chocou a cidade de Cheltenham.
 
Garoto se vangloria de postar vídeo pornográfico no Facebook (Foto: Reprodução/SWNS.com) (Foto: Garoto se vangloria de postar vídeo pornográfico no Facebook (Foto: Reprodução/SWNS.com))Garoto se vangloria de postar vídeo pornográfico no Facebook (Foto: Reprodução/SWNS.com)
O vídeo mostra os dois adolescentes realizando o ato sexual de forma consensual, e teve uma boa circulação entre os alunos de seu colégio antes de ser removido. O jovem, que teve a identidade preservada, publicou no Twitter uma foto gozando da situação. Nela, ele aparece segurando um jornal local, cuja capa dava destaque ao incidente. Na mensagem, o jovem afirmou ter atingido um status de “cult” entre os amigos.
Um dos parentes do jovem, que preferiu não se identificar, afirmou que o incidente foi muito comentado entre os amigos do rapaz no Twitter, e que leu diversas brincadeiras depreciativas no microblog. Porém, a maioria dos comentários publicados na postagem do vídeo reprovava a atitude.
 A polícia localizou e prendeu o rapaz, dando a ele uma última advertência legal sobre o ocorrido, que ficará em seu registro criminal durante seis anos. Os pais ficaram horrorizados com o comportamento do adolescente. O caso veio à tona depois que um professor da Escola Secundária de São Pedro, Lawrence Montagu, informou os pais sobre a existência do vídeo em um boletim escolar.
“É muito triste que os nossos jovens estejam expostos dessa forma, mas este é um dos males da tecnologia moderna. Nós temos que continuar a educar nossos jovens, para colher os benefícios que a tecnologia moderna oferece, e não para cair nas armadilhas que ela mostra”, comentou Montagu em seu comunicado.( quem sai perdendo mesmo é a garota, ele vai se gabar pela vida toda de ter feito isso, ta é com moral na escola e amigos.)